Edital do Concurso Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) 2002

Visualizaçao do Edital do Concurso

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES
EDITAL Nº 01/2002
SELEÇÃO PÚBLICA
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, torna pública a abertura de inscrições
e estabelece normas relativas à realização de Seleção Pública, de acordo com seu Estatuto. A Seleção
Pública é destinada a selecionar candidatos para formação de Cadastro de Reserva para o cargo de
profissional nas formações de Administração, Análise de Sistemas - Desenvolvimento, Análise de Sistemas
- Suporte, Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social, Direito – Advogado de Empresa
e Economia, observadas as disposições contidas nos diplomas legais vigentes.
1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1. A Seleção Pública será regida por este Edital, promovido pela Fundação para o Vestibular da
Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - Vunesp e realizado sob sua inteira
responsabilidade, organização e controle.
1.2. A Seleção Pública se destina a selecionar candidatos que deverão trabalhar no Estado do Rio de
Janeiro. Entretanto, de acordo com as necessidades de serviço, o candidato poderá ser lotado em
unidade localizada em qualquer outra cidade onde o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e
Social - BNDES possua representação.
1.3. Exige-se dos candidatos a serem admitidos a disponibilidade para realizar viagens esporádicas, a
serviço, no País, ou no Exterior.
1.4. As relações de trabalho serão regidas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), legislação
complementar e pelos regulamentos em vigor no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e
Social - BNDES na data de admissão do candidato contratado.
1.5. A remuneração inicial para o cargo objeto desta Seleção Pública será no valor mínimo atual de
R$3.113,50 (três mil, cento e treze reais e cinqüenta centavos).
1.6. Os candidatos aprovados, quando contratados, serão enquadrados no Plano de Cargos e Salários em
vigor na data de admissão sendo que os atuais empregados do Banco Nacional de Desenvolvimento
Econômico e Social - BNDES serão enquadrados em cargo para o qual tenham sido aprovados no
processo desta Seleção Pública, sem prejuízo dos direitos adquiridos e da irredutibilidade do salário,
que lhes serão assegurados, quando for o caso, a título de vantagem pessoal.
1.7. Como vantagens adicionais, aos candidatos contratados, o Banco Nacional de Desenvolvimento
Econômico e Social - BNDES oferece:
a) ingresso em quadro de carreira;
b) participação nas despesas com assistências dica, hospitalar e dentária, extensivas aos
dependentes;
c) reembolso parcial e proporcional para utilização de creche com sistema de livre escolha;
d) seguridade social optativa através da Fundação de Assistência e Previdência Social do Banco
Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES – FAPES.
2 – DAS CONDIÇÕES DE HABILITAÇÃO PARA ADMISSÃO NO CARGO
2.1. As condições exigidas para a admissão no cargo são as seguintes:
a) ter nacionalidade brasileira e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto
de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos,
nos termos do artigo 12, parágrafo 1º, da Constituição Federal;
b) ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;
c) estar quite com as obrigações eleitorais e militares;
d) não estar incompatibilizado para nova investidura em cargo público;
e) estar formado em curso de nível superior na formação profissional para a qual está concorrendo,
através de curso devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação;
f) possuir registro profissional correspondente à formação a que se candidatou;
g) não estar cumprindo sanção por inidoneidade, aplicada por qualquer órgão público ou entidade de
esfera federal, estadual ou municipal.
2.2. Será anulada, sumariamente, a inscrição e todos os atos dela decorrentes, se o candidato não
preencher, no momento de admissão, as condições de habilitação elencadas no item anterior.
3 - DAS INSCRIÇÕES
3.1. A inscrição na presente Seleção Pública implica o conhecimento e tácita aceitação das condições
estabelecidas neste Edital e no Boletim Informativo, dos quais o candidato não poderá alegar
desconhecimento.
3.2. A inscrição será efetuada, pessoalmente ou por procuração, no período 25 de fevereiro a 08 de março
de 2002, no horário bancário, nas agências credenciadas da Caixa Econômica Federal, constantes do
Anexo I deste Edital.
3.3. O candidato poderá, também, efetuar sua inscrição via internet, no endereço www.vunesp.com.br, no
mesmo período e horário de inscrição (25.02 a 08.03.2002).
3.3.1. A efetivação da inscrição pela internet ocorrerá após confirmação, pelo banco, do depósito
referente à taxa de inscrição. A confirmação da inscrição será feita via e-mail pela Fundação
Vunesp, no endereço informado pelo candidato na sua ficha de inscrição.
3.3.2. A Fundação Vunesp e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, não
se responsabilizam por solicitação de inscrição via internet não recebida por motivos de ordem
técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de
comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de
dados.
3.4. No ato da inscrição o candidato terá que optar pela formação profissional para qual prestará Concurso,
bem como pela cidade em que realizará as provas, a saber: Belém/PA, Brasília/DF, Recife/PE, Rio de
Janeiro/RJ ou São Paulo/SP.
3.4.1. Somente será aceita uma inscrição de cada candidato.
3.4.2. Ao detectar duas inscrições do mesmo candidato em formações diferentes, a Fundação Vunesp
anulará a inscrição do candidato na formação em que houve menor número de inscritos após o
fechamento do cadastro, mantendo a opção em que houve maior número de inscritos.
3.5. O valor da taxa de inscrição para qualquer formação é de R$50,00 (cinqüenta reais).
3.5.1. Não haverá devolução de taxa de inscrição.
3.5.2. Não serão aceitos pedidos de isenção de pagamento do valor da taxa de inscrição.
3.6. As inscrições serão realizadas em todas as capitais das Unidades da Federação, (vide Anexo I deste
Edital), obedecendo-se ao procedimento a seguir discriminado.
3.6.1. O candidato deverá dirigir-se a uma das agências credenciadas da Caixa Econômica Federal
(vide Anexo I deste Edital), onde receberá o Boletim Informativo, contendo o Edital do Concurso,
e a ficha de inscrição. Após o preenchimento completo da ficha e do requerimento de inscrição,
recolher, na própria ficha de inscrição, o valor referente à taxa de inscrição na conta constante
no requerimento de inscrição, em favor da Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual
Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Vunesp, quando receberá o protocolo de inscrição
devidamente autenticado.
3.7. Será permitida a inscrição por procuração, com mandato específico e individual para cada inscrição a
ser efetuada, contendo firma reconhecida por autenticidade, acompanhada de cópia do documento de
identidade do candidato e do procurador. A procuração ficará retida no banco.
3.8. O candidato será responsável por qualquer erro ou omissão, bem como pelas informações prestadas,
pessoalmente ou por seu procurador, na ficha de inscrição.
3.9. O candidato que fizer qualquer declaração falsa ou inexata ao se inscrever ou que não possa satisfazer
todas as condições enumeradas neste Edital, terá cancelada sua inscrição, tendo, em conseqüência,
anulados todos os atos dela decorrentes, mesmo que tenha sido aprovado nas provas e exames.
3.10. A Fundação Vunesp remeterá ao candidato o Cartão de Convocação para as provas para o endereço
indicado no requerimento de inscrição através da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - EBCT.
3.10.1. Caso o Cartão de Convocação para as provas não seja recebido pelo candidato até 5 (cinco)
dias antes da data marcada para a realização das provas, o candidato deverá dirigir-se ao local
de atendimento ao candidato constante do Anexo II deste Edital, para obter as informações do
local onde realizará suas provas, podendo, ainda, obtê-las através do Disque Vunesp, no
telefone (0xx11) 3874-6300 ou no site www.vunesp.com.br.
3.10.2. A comunicação feita através da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – EBCT não exime
o candidato da responsabilidade no acompanhamento pelo Diário Oficial da União de todos os
atos e editais referentes a esta Seleção Pública.
3.11. Não serão aceitas inscrições por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile, condicionais e/ou
extemporâneas.
3.12. Inscrições para Candidatos Portadores de Deficiência:
3.12.1. As pessoas portadoras de deficiência que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são
facultadas no inciso VIII, do artigo 37, da Constituição Federal, e no artigo 37, do Decreto
Federal 3298/99, é assegurado o direito de inscrição para os cargos em concurso, desde que
as deficiências sejam compatíveis com as atribuições do cargo.
3.12.2. Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadram nas categorias
discriminadas no artigo 4º do Decreto Federal 3298/99.
3.12.3. O candidato inscrito como portador de deficiência deverá especificá-la na ficha de inscrição,
bem como, encaminhar ao local de atendimento do candidato constante do Anexo II deste
Edital, até o último dia previsto para inscrição, através de requerimento, laudo médico,
atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código
correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID, bem como a provável causa
da deficiência, inclusive para assegurar previsão de adaptação da sua prova.
2
3.12.4. O candidato portador de deficiência que não possa fazer as provas sem uma condição especial,
tal como braile ou ampliada, deverá requerê-la por escrito, enviando requerimento/documento,
através de CARTA REGISTRADA ou SEDEX, postada até o último dia previsto para inscrição,
ao local de atendimento ao candidato constante do Anexo II deste Edital, sob pena de não ter
sua prova especial preparada.
3.12.5. As pessoas portadoras de deficiência, resguardadas as condições especiais previstas no
Decreto Federal 3298/99, particularmente em seu artigo 40, participarão do Concurso em
igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas,
à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação das provas, e à
nota mínima exigida para todos os demais candidatos.
3.12.6. Será assegurada a contratação de 1 (um) candidato portador de deficiência física, aprovado na
Seleção Pública, para cada 20 (vinte) contratações de candidatos não deficientes, por
formação acadêmica de opção.
3.12.7. Os candidatos constantes das listas especiais, por formação acadêmica de opção, (portadores
de deficiência), serão convocados para Exame Médico Específico, para avaliação da
compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência declarada.
3.12.8. O Exame Médico Específico será de competência do Banco Nacional de Desenvolvimento
Econômico e Social - BNDES, através da Fundação FAPES, e realizado na época da
convocação para a contratação.
3.12.9. Será excluído do concurso o candidato que:
3.12.9.1. Não tiver configurada a deficiência declarada;
3.12.9.2. Tiver deficiência considerada incompatível com as atribuições do cargo.
3.13. A compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência do candidato será avaliada por equipe
multiprofissional, durante o período de contrato de trabalho de experiência.
3.14. O candidato portador de deficiência que não o declarar no ato de inscrição, e/ou o que não enviar
laudo médico conforme determinado no item 3.12.3 deste Edital, não poderá impetrar recurso em
favor de sua situação.
4. DO CONCURSO PÚBLICO
4.1. A primeira e a segunda etapas do concurso serão realizadas em um único dia, simultaneamente nas
cidades de Belém/PA, Brasília/DF, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ e São Paulo/SP, na seguinte
conformidade:
4.1.1. Primeira Etapa (para todas as formações acadêmicas):
4.1.1.1. Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos, de caráter eliminatório e classificatório,
constituída de 40 (quarenta) questões objetivas de múltipla escolha, relativas à formação
acadêmica de opção do candidato. Cada questão corresponderá ao valor de 1 (um)
ponto, totalizando 40 (quarenta) pontos.
4.1.1.2. Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, contendo 5 (cinco) questões
relativas a conhecimentos específicos correspondentes à formação acadêmica de opção
do candidato, com valor de 10 (dez) pontos cada, totalizando 50 (cinqüenta) pontos. Será
exigida obediência à norma culta da língua portuguesa, sendo objeto de consideração na
correção da prova.
4.1.2. Segunda Etapa:
4.1.2.1. para as formações acadêmicas de Administração, Arquitetura, Arquivologia,
Biblioteconomia, Comunicação Social, Direito – Advogado de Empresa e Economia:
4.1.2.1.1. Prova Objetiva de Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), contendo 10 (dez)
questões objetivas de múltipla escolha, de caráter eminentemente
classificatório, valendo 0,5 (meio) ponto cada questão, totalizando 5 (cinco)
pontos. A opção por uma das línguas deverá ser feita pelo candidato no ato
da inscrição. Na ausência dessa opção será considerada a língua inglesa.
4.1.2.1.2. Prova Objetiva de Noções de Informática, contendo 10 (dez) questões objetivas de
múltipla escolha, de caráter eminentemente classificatório, valendo 0,5 (meio) ponto
cada questão, totalizando 5 (cinco) pontos.
4.1.2.2. para as formações acadêmicas de Análise de Sistemas - Desenvolvimento e Análise de
Sistemas - Suporte: Prova Objetiva de Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol),
contendo 10 (dez) questões objetivas de múltipla escolha, de caráter eminentemente
classificatório, valendo 0,5 (meio) ponto cada questão, totalizando 5 (cinco) pontos. A
opção por uma das línguas deverá ser feita pelo candidato no ato da inscrição. Na
ausência dessa opção será considerada a língua inglesa.
3
5. DO CRITÉRIO DE APROVAÇÃO
5.1. A Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos será corrigida levando em consideração os valores
descritos no item anterior. Os candidatos que obtiverem, no mínimo, 60% (sessenta por cento) de
acertos, serão listados em ordem decrescente de pontos obtidos, por área de formação acadêmica de
opção.
5.2. Com base nas listas contendo as notas da Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos, por área de
formação acadêmica de opção, serão corrigidas as Provas Discursivas, observados os seguintes
quantitativos:
Número de candidatos com, no mínimo, 60% de
acertos na Prova Objetiva de Conhecimentos
Específicos
Candidatos que terão corrigidas suas Provas
Discursivas
Até 100 candidatos Todos
De 101 a 300 candidatos Até o 100º classificado
De 301 a 600 candidatos Até o 250º classificado
De 601 a 1000 candidatos Até o 300º classificado
De 1001 a 1500 candidatos Até o 350º classificado
De 1501 a 2500 candidatos Até o 400º classificado
Acima de 2500 candidatos Até o 500º classificado
5.2.1. Em caso de igualdade de pontos na última posição de cada faixa definida na tabela anterior, os
candidatos empatados terão a Prova Discursiva corrigida.
5.2.2. Os candidatos que obtiverem 75% (setenta e cinco por cento) ou mais de acertos na Prova
Objetiva de Conhecimentos Específicos terão, obrigatoriamente, as suas Provas Discursivas
corrigidas, mesmo que o número de candidatos com melhores notas ultrapasse os valores
definidos na tabela do item 5.2. deste Edital.
5.3. A Prova Discursiva terá como critério de aprovação “escore bruto”, sendo considerado habilitado o
candidato que obtiver, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) dos pontos máximos desta prova.
5.3.1. Será eliminado da Seleção Pública o candidato que, de acordo com os critérios definidos nos
itens anteriores deste Edital, enquadrar-se em uma das seguintes situações:
a) não obtiver o mínimo de acertos equivalente a 60% (sessenta por cento) na Prova Objetiva de
Conhecimentos Específicos;
b) não alcançar classificação que permita a correção de sua Prova Discursiva;
c) não obtiver pontos iguais ou superiores a 25 (vinte e cinco) na Prova Discursiva.
5.4. Para melhor entendimento do candidato apresentamos a seguir a tabela de etapas, provas, pontuações
e características:
5.4.1. para as formações acadêmicas de Administração, Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia,
Comunicação Social, Direito – Advogado de Empresa e Economia:
ETAPA
TIPO
DA PROVA
ASSUNTO
Nº DE
QUESTÕES
PONTUAÇÃO
POR QUESTÃO
PERCENTUAL MÍNIMO
PARA APROVAÇÃO
CARACTERÍSTICA
Objetiva Conh. Específicos 40 1
60% (com observância,
ainda, à nota de corte, de
acordo com a previsão
do item 5.2.)
Eliminatória e
classificatória
Discursiva Conh. Específicos 5 10 50%
Eliminatória e
classificatória
Língua Estrangeira
10
0,5
Não existe Classificatória
2ª Objetiva
Noções de Informática 10 0,5 Não existe Classificatória
5.4.2. para as formações acadêmicas de Análise de Sistemas - Desenvolvimento e Análise de
Sistemas - Suporte:
ETAPA
TIPO
DA PROVA
ASSUNTO
Nº DE
QUESTÕES
PONTUAÇÃO
POR QUESTÃO
PERCENTUAL MÍNIMO
PARA APROVAÇÃO
CARACTERÍSTICA
Objetiva Conh.Específicos 40 1
60% (com observância,
ainda, à nota de corte, de
acordo com a previsão
do item 5.2.)
Eliminatória e
classificatória
Discursiva Conh.Específicos 5 10 50%
Eliminatória e
classificatória
Objetiva Língua Estrangeira 10 0,5 Não existe Classificatória
4
6. DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DAS PROVAS
6.1. As Provas serão realizadas simultaneamente nas cidades de Belém/PA, Brasília/DF, Recife/PE, Rio de
Janeiro/RJ e São Paulo/SP, no mês de abril de 2002, em data, local(is) e horário(s) a serem
comunicados oportunamente através de publicação do Edital de Convocação no Diário Oficial da União
e divulgados pela Fundação Vunesp, no local de atendimento ao candidato constante do Anexo II deste
Edital, ou no Disque Vunesp, no telefone (0xx11) 3874-6300 ou no site www.vunesp.com.br.
6.2. A critério da Fundação Vunesp, as provas poderão ser realizadas em dias de sábado ou domingo.
6.3. O candidato deverá comparecer ao local designado para as provas com antecedência mínima de 60
(sessenta) minutos do horário previsto para o seu início, munido do original de seu documento oficial
de identidade, sendo aceitas carteiras expedidas por órgãos ou conselhos de classe que tenham força
de documento de identificação (OAB, CRE, CRC, CRA, CREA, e outros) ou Certificado Militar
(Reservista) ou Passaporte ou Carteira de Trabalho e Previdência Social ou Carteira Nacional de
Habilitação emitida nos termos da Lei Federal nº 9503/97, (com foto); do comprovante de inscrição; de
caneta de tinta azul ou preta; de lápis preto nº 2 e de borracha.
6.3.1. O documento apresentado deverá estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com
clareza, a identificação do candidato.
6.3.2. Não serão aceitos protocolos nem cópias dos documentos citados, ou quaisquer outros
documentos diferentes dos acima definidos, como crachás, título de eleitor, Carteira Nacional de
Habilitação (sem foto) etc.
6.4. Não haverá, sob pretexto algum, segunda chamada, para qualquer prova, bem como sua aplicação fora
da data, horário, e local predeterminados.
6.5. As provas serão realizadas na seguinte conformidade:
6.5.1. para as formações acadêmicas de Administração, Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia,
Comunicação Social, Direito – Advogado de Empresa e Economia:
6.5.1.1. Na parte da manhã: todas as provas que são compostas de questões objetivas, a saber:
Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos, Prova de Língua Estrangeira e Prova de
Noções de Informática, com duração de 3 (três) horas. Cada questão objetiva contará
com 5 (cinco) alternativas.
6.5.1.2. Na parte da tarde: Prova Discursiva, que terá duração de 4 (quatro) horas.
6.5.2. para as formações acadêmicas de Analista de Sistemas - Desenvolvimento e Analista de
Sistemas - Suporte:
6.5.2.1. Na parte da manhã: todas as provas que são compostas de questões objetivas, a saber:
Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos e Prova de Língua Estrangeira, com
duração de 3 (três) horas. Cada questão objetiva contará com 5 (cinco) alternativas.
6.5.2.2. Na parte da tarde: Prova Discursiva, que terá duração de 4 (quatro) horas.
6.6. As provas versarão sobre os programas e o conteúdo da bibliografia sugerida, que fazem parte
integrante deste Edital em seu Anexo III.
6.7. Será excluído da Seleção Pública o candidato que:
6.7.1. Durante a realização das provas, for surpreendido em comunicação com outro candidato ou
terceiros, verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma;
6.7.2. Utilizar-se de livros, códigos, impressos, máquinas calculadoras e similares ou qualquer tipo de
consulta durante as provas;
6.7.3. Fizer em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;
6.7.4. Agir com descortesia com os coordenadores, executores e seus auxiliares ou qualquer
autoridade presente durante a realização da Seleção Pública;
6.7.5. Apresentar-se após o fechamento dos portões e/ou em outro local que não seja o previsto no
Edital de Convocação e no Cartão de Convocação;
6.7.6. Não apresentar o documento de identidade exigido no item 6.3. deste Edital;
6.7.7. Não comparecer a qualquer das provas, seja qual for o motivo alegado;
6.7.8. Ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento do fiscal ou antes de decorrido o período
fixado para saída;
6.7.9. Estiver portando e/ou fazendo uso de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação;
6.7.10. Lançar mão de meios ilícitos para executar as provas;
6.7.11. Não devolver a Folha Definitiva de Respostas relativa às questões objetivas e/ou o Caderno de
Questões/Respostas da Prova Discursiva ou integralmente qualquer outro material solicitado.
6.8. Não haverá prorrogação do tempo previsto para aplicação da prova em virtude de afastamento do
candidato da sala de prova, por qualquer motivo.
6.9. O candidato deverá transcrever as respostas das questões das provas objetivas para a Folha Definitiva
de Respostas, que será o único documento válido para a correção eletrônica. O preenchimento da
Folha Definitiva de Respostas será de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder de
conformidade com as instruções específicas contidas na capa do caderno de questões e na própria
Folha Definitiva. Não haverá substituição da Folha Definitiva de Respostas por erro do candidato.
5
6.10. Será atribuída NOTA ZERO à questão que contiver mais de uma ou nenhuma resposta assinalada,
emenda ou rasura, no caso das provas de questões objetivas; bem como a que não for respondida no
espaço destinado no caderno de questões/respostas, no caso da prova discursiva.
6.10.1. Será vedado ao candidato inserir nas folhas de respostas do caderno de questões/respostas
da prova discursiva, exceto no local reservado para esse fim, o seu nome, sua assinatura, o
local de realização de prova, ou qualquer outro sinal que possa identificá-lo, sob pena de
anulação da mesma.
6.11. Os candidatos somente poderão ausentar-se do recinto de provas após decorrida uma hora do início
das mesmas, por motivo de segurança.
6.12. Ao candidato só será permitido levar o caderno das questões objetivas, faltando uma hora para o
término da prova.
6.13. Ao terminar as provas o candidato entregará, obrigatoriamente, ao fiscal de sala, a Folha Definitiva de
Respostas das provas de questões objetivas e o caderno de questões/respostas da Prova Discursiva.
6.14. O candidato que, eventualmente, necessitar alterar e/ou corrigir erro de digitação de seus dados
cadastrais, ou fazer alguma reclamação ou sugestão, deverá procurar a sala de coordenação no local
em que estiver prestando prova, preenchendo e assinando formulário específico para a respectiva
finalidade.
7. DOS PROGRAMAS
7.1. O conteúdo programático e as sugestões bibliográficas constam do Anexo III deste Edital e do Boletim
Informativo, expediente também regulador da Seleção Pública.
8. DOS RECURSOS
8.1. Será assegurado aos candidatos o direito a recurso e vista da Folha Definitiva de Respostas das
questões objetivas, e do caderno de questões/respostas da prova discursiva.
8.1.1. O gabarito oficial das questões objetivas, bem como os pontos e/ou notas obtidos pelos
candidatos nesta Seleção Pública, serão divulgados no local de atendimento ao candidato
constante do Anexo II deste Edital, conforme cronograma constante do Boletim Informativo, bem
como no site www.vunesp.com.br.
8.1.2. Admitir-se-á, por candidato, desde que devidamente fundamentado, um único recurso para as
provas de questões objetivas, assim como para a prova discursiva.
8.1.3. Após o julgamento dos recursos interpostos, os pontos correspondentes às questões objetivas,
ou da prova discursiva, porventura anuladas, serão atribuídos a todos os candidatos,
indistintamente, que não os obtiveram na correção inicial.
8.1.4. O recurso deverá ser:
a) apresentado em formato livre ou em formulário específico conforme apresentado na
contracapa do Boletim Informativo;
b) interposto em até 2 (dois) dias úteis contados a partir do dia seguinte da divulgação do
gabarito oficial ou dos resultados, conforme cronograma constante do Boletim Informativo;
c) entregue em mãos, devidamente protocolado, no local de atendimento ao candidato constante
do Anexo II deste Edital, ou, para os candidatos que estejam/residam fora do local de
atendimento, enviado pelo correio, através do SEDEX, desde que a postagem seja feita
dentro do prazo estabelecido para recurso;
d) o recurso deverá estar devidamente fundamentado e conter o nome do candidato, o número
de inscrição, o número do documento de identidade, a opção acadêmica para a qual concorre
e o endereço para correspondência;
e) somente será apreciado o recurso expresso em termos convenientes, e que aponte
circunstâncias que o justifique;
f) o recurso interposto por procurador só será aceito se estiver acompanhado do respectivo
instrumento de mandato, com firma reconhecida e cópia do documento de identidade do
procurador. O mandato ficará retido.
8.1.5. Será indeferido liminarmente o pedido de recurso apresentado fora do prazo estipulado neste
Edital.
8.2. As alterações de gabarito ou de notas após avaliação dos recursos serão dadas a conhecer,
coletivamente, através de relatórios a serem afixados no local de atendimento ao candidato constante
do Anexo II deste Edital e através do site www.vunesp.com.br.
9. DA CLASSIFICAÇÃO NO CONCURSO PÚBLICO
9.1. A classificação será feita segundo a ordem decrescente da nota final obtida, para cada área de
formação acadêmica de opção.
9.1.1. Considera-se nota final:
6
9.1.1.1. para as formações acadêmicas de Administração, Arquitetura, Arquivologia,
Biblioteconomia, Comunicação Social, Direito – Advogado de Empresa e Economia: a
soma dos pontos obtidos nas 1ª e 2ª etapas, segundo a fórmula a seguir indicada: Nota
Final = Pontos da Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos + Pontos da Prova
Discursiva + Pontos da Prova Objetiva de Língua Estrangeira + Pontos da Prova Objetiva
de Noções de Informática;
9.1.1.2. para as formações acadêmicas de Analista de Sistemas - Desenvolvimento e Analista de
Sistemas - Suporte: a soma dos pontos obtidos nas 1ª e 2ª etapas, segundo a fórmula a
seguir indicada: Nota Final = Pontos da Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos +
Pontos da Prova Discursiva + Pontos da Prova Objetiva de Língua Estrangeira.
9.2. Em caso de igualdade na nota final, para fins de classificação, terá preferência, sucessivamente, o
candidato que:
9.2.1. obtiver maior nota na Prova Discursiva;
9.2.2. obtiver maior nota na Prova Objetiva de Conhecimentos Específicos;
9.2.3. obtiver maior nota na Prova Objetiva Língua Estrangeira;
9.2.4. tiver maior idade.
9.3. A habilitação e a homologação dos resultados será realizada através de publicação de duas listas dos
aprovados, por formação acadêmica de opção. A Lista Geral, conterá a classificação de todos os
candidatos aprovados, inclusive a dos candidatos portadores de deficiência aprovados. A segunda
lista, a Lista Específica, contará somente com a classificação dos candidatos portadores de deficiência
aprovados.
10. DA HOMOLOGAÇÃO DO CONCURSO PÚBLICO E DA VALIDADE DA SELEÇÃO PÚBLICA
10.1. O resultado final do Concurso Público será homologado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento
Econômico e Social - BNDES e publicado no Diário Oficial da União contendo somente os nomes dos
candidatos aprovados e classificados, por formação acadêmica de opção, obedecendo à estrita
ordem de classificação, não se admitindo recurso desse resultado.
10.2. O Cadastro de Reserva terá validade de 1 (um) ano a partir da data da publicação da homologação do
resultado do Concurso Público no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado uma vez, por igual
período, a critério do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES.
11. DOS REQUISITOS PARA A ADMISSÃO E CASOS DE DESCLASSIFICAÇÃO/EXCLUSÃO
11.1. Os candidatos aprovados que forem convocados para admissão, conforme disponibilidade de vagas,
terão o prazo de 7 (sete) dias corridos, a partir do recebimento de carta por Aviso de Recebimento,
para se apresentar. Decorrido esse prazo sem apresentação do convocado, será o mesmo
desclassificado e excluído do Cadastro de Reserva para todos os fins, independentemente de
qualquer aviso ou notificação.
11.1.1. O candidato aprovado será responsável por manter seu endereço atualizado junto ao Banco
Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES.
11.2. Quando ocorrer a convocação para a admissão, os aprovados serão chamados a comprovar o
atendimento às condições de habilitação para admissão no cargo, conforme disposto no item 2 deste
Edital, e serão submetidos à avaliação médica, em dia e hora predeterminados, por profissionais
definidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, a fim de
comprovar sua aptidão para o desempenho do cargo, implicando a aprovação nesse procedimento,
que integra o processo de Seleção Pública, em requisito para a admissão. O não atendimento a essa
exigência ou o não comparecimento ao exame na forma aprazada, importará em desclassificação e
exclusão do Cadastro de Reserva.
11.3. Verificada a aptidão para o exercício do cargo, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e
Social - BNDES convocará o candidato para apresentar-se para assinatura do contrato de trabalho,
podendo, por solicitação expressa do candidato, conceder-lhe o prazo de até 30 (trinta) dias, a contar
do recebimento da convocação, nos casos em que houver necessidade de desincompatibilização
com outro emprego.
11.3.1. O não comparecimento do candidato convocado no prazo estabelecido no item anterior,
importará em sua desclassificação e exclusão do Cadastro de Reserva.
11.4. Quando da admissão, o aprovado assinará Contrato de Trabalho com o Banco Nacional de
Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, o qual se regerá pelos preceitos da Consolidação
das Leis do Trabalho, não gerando, portanto, estabilidade ou direitos correlatos.
11.5. A contratação será em caráter experimental, pelo período de 90 (noventa) dias, visando avaliar o
desempenho do candidato e o seu grau de ajustamento às atribuições do cargo, à equipe e à
Instituição. O resultado dessa avaliação será decisivo para a manutenção do seu contrato por prazo
indeterminado (artigo 443, parágrafo 2º, alínea “c”, combinado com o artigo 445, parágrafo único, da
Consolidação das Leis do Trabalho - CLT).
7
11.6. A recusa do candidato aprovado em ser lotado na localidade e na unidade definida pelo Banco
Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES caracterizará desistência do processo.
12. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
12.1. Os candidatos poderão obter informações do gabarito e dos resultados das provas da Seleção Pública
através de listagem afixada no local de atendimento ao candidato constante do Anexo II deste Edital.
Os candidatos que estejam fora do local de atendimento poderão obter informações através do
Disque Vunesp, no telefone (0xx11) 3874-6300 e no site www.vunesp.com.br.
12.2 Não serão fornecidos atestados, certificados ou certidões relativos à classificação ou notas de
candidatos, valendo para este fim o resultado dos aprovados e classificados publicado no Diário
Oficial da União.
12.3. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos, enquanto não
consumada a providência ou evento que lhes disser respeito, ou até a data da convocação dos
candidatos para as provas, circunstância que será mencionada em edital ou aviso publicado no Diário
Oficial da União.
12.4. A aprovação na Seleção Pública assegurará apenas a expectativa de direito à contratação, ficando a
concretização desse ato condicionada à observância das disposições legais pertinentes, do exclusivo
interesse e conveniência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, da
rigorosa ordem de classificação e do prazo de validade da Seleção Pública.
12.5. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, delega à Fundação Vunesp
poderes e competência para dirimir quaisquer questões ou dúvidas baseadas em fatos ocorridos
durante a Seleção Pública até a publicação do resultado devidamente homologado.
Rio de Janeiro, 18 de fevereiro de 2002.
Nelson Sergio Gordilho Pinheiro, Gerente Executivo de Gestão de Competências,
do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES.
ANEXO I - ENDEREÇOS DAS AGÊNCIAS AUTORIZADAS
Acre - R. Benjamin Constant, 564 - Rio Branco
Alagoas - R. Floriano Peixoto, 76 - Maceió
Amazonas - R. José Clemente, 451 - Manaus
Amapá - R. Iracema C. Nunes, 248 - Macapá
Bahia - Av. Estados Unidos, 1 - Salvador
Bahia - Av. Sete de Setembro, 955 - Salvador
Bahia - R. Dr. J. J. Seabra, 1.111 - Lj.1,43,44/8 - Salvador
Ceará - Av. Santos Dumont, 2772 - Fortaleza
Distrito Federal - Sepn 509 - Conj. C Asa Norte - Brasília
Distrito Federal - Sbs - Quadra 1 - Bloco L - Térreo - Brasília
Distrito Federal - Sdn Cnb - Lojas 11/14 - Térreo - Brasília
Distrito Federal - Sepn Quadra 513 Lote 4/5 - Loja 6/10 - Brasília
Espírito Santo - Av. Princesa Isabel, 118 - Vitória
Goiás - Av. Anhanguera, 5829 - Goiânia
Maranhão - Rua do Sol, 23 - São Luís
Minas Gerais - R. Carijos, 218 - Belo Horizonte
Minas Gerais - Av. Augusto de Lima, 1578 - Belo Horizonte
Minas Gerais - Av. Álvares Cabral, 476 - Belo Horizonte
Minas Gerais - Av. Rio Branco, 2340 - Juiz de Fora
Mato Grosso do Sul - Av. Afonso Pena, 3436 - Campo Grande
Mato Grosso - R. Barão do Melgaco, 3465 - Cuiabá
Pará - Av. Pres. Vargas, 744 - Belém
Paraíba - R. Miguel Couto, 221 - João Pessoa
Paraná - R. Comendador Araújo, 187 - Curitiba
Paraná - R. Marechal Deodoro, 450 - Curitiba
Paraná - Av. Rio de Janeiro, 339 - Londrina
Paraná - Av. Getúlio Vargas, 130 - Maringá
Piauí - R. Areolino de Abreu, 1349 - Teresina
Pernambuco - Av. Conde da Boa Vista, 918 - Recife
Rio de Janeiro - Av. Rio Branco, 174 - Rio de Janeiro
Rio de Janeiro - R. Conde de Bonfim, 604 - Rio de Janeiro
Rio de Janeiro - Pça. Barão Taquara, 07 - Rio de Janeiro
Rio de Janeiro - R. João Lira, 84 – Lj.A - Rio de Janeiro
8
Rio de Janeiro - R. Antonio Vieira, 24 - Rio de Janeiro
Rio Grande do Norte - R. João Pessoa, 208 - Natal
Rio Grande do Sul - R. Quintino Bocaiúva, 580 - Porto Alegre
Rio Grande do Sul - Av. Otávio Rocha, 270 - Porto Alegre
Rio Grande do Sul - R. Dos Andradas, 1000 - Porto Alegre
Rondônia - Av. Carlos Gomes, 660 - Porto Velho
Roraima - R. José Coelho, 86 - Boa Vista
Santa Catarina - R. Felipe Schmidt, 249 - Ars - Florianópolis
Santa Catarina - Av. Osmar Cunha, 183 – Lj.16/18/20 - Florianópolis
Santa Catarina - R. Trajano, 187 - Florianópolis
São Paulo - Av. Paulista, 1842 - São Paulo
São Paulo - Praça da Sé, 111 - São Paulo
São Paulo - Parque Anhangabaú, 206 - São Paulo
São Paulo - Av. Francisco Glicério, 1480 - Campinas
São Paulo - R. Gustavo Maciel, 7/33 - Bauru
São Paulo - R. Américo Brasiliense, 426 - Ribeirão Preto
São Paulo - R. Bernardino de Campos, 3185 - S. J. Rio Preto
São Paulo - R. XV de Novembro, 101 - Sorocaba
Sergipe - Travessa Jose do Faro, 15 - Aracaju
Tocantins - Acse 1 - Conj. 1 - Lote 19 - Palmas
ANEXO II – LOCAL DE ATENDIMENTO AOS CANDIDATOS
Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – VUNESP
Endereço: Rua Dona Germaine Burchard, 515 – Água Branca-Perdizes – São Paulo – São Paulo – CEP
05002-062
ANEXO III - CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS, DE ACORDO COM A
FORMAÇÃO ACADÊMICA DE OPÇÃO
LÍNGUA ESTRANGEIRA: INGLÊS ou ESPANHOL (comum a todas as formações acadêmicas, de
acordo com a opção do candidato)
Compreensão e interpretação de texto (sentido global do texto, localização de determinada idéia, palavras
cognatas). Conhecimento de vocabulário fundamental e de aspectos gramaticais em nível funcional, ou
seja, como acessório à compreensão do texto.
Bibliografias de Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol):
Sem indicação.
NOÇÕES DE INFORMÁTICA (para as formações acadêmicas de Administração, Arquitetura,
Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social, Direito – Advogado de Empresa e Economia):
Uso de correio eletrônico, preparo de mensagens (anexação de arquivos, cópias).
Microsoft Word 97/2000: estrutura básica dos documentos, edição e formatação de textos, cabeçalhos,
parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbólicos e numéricos, e tabelas, impressão, ortografia e
gramática, controle de quebras, numeração de páginas, legendas, índices, inserção de objetos, campos
predefinidos, caixas de texto.
Microsoft Excel 97/2000: estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colunas, pastas e
gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de
objetos, campos predefinidos, controle de quebras, numeração de páginas, obtenção de dados externos,
classificação.
Microsoft Powerpoint 97/2000: estrutura básica das apresentações, conceitos de slides, anotações régua,
guias cabeçalhos e rodapés, noções de edição e formatação de apresentações, inserção de objetos,
numeração de páginas, botões de ação, animação e transição.
Microsoft Windows 95/98/2000: conceito de pastas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de
transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos menus, programas e aplicativos, interação com o
conjunto de aplicativos Microsoft Office.
Navegação Internet, conceitos de URL, links, sites, impressão de páginas.
Bibliografia de Noções de Informática:
Sem indicação.
9
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS, DE ACORDO COM A
FORMAÇÃO ACADÊMICA DE OPÇÃO
ADMINISTRAÇÃO:
1 - DINÂMICA ORGANIZACIONAL - A Organização como um sistema social; Cultura Organizacional;
Downsizing; Terceirização; Estrutura de Poder.
2 - SISTEMAS E MÉTODOS - Teoria Geral de Sistemas; Sistemas de Informação Gerencial; Modelagem
dos Processos de Negócios; Produtividade e Qualidade; Reengenharia; B2B, B2C.
3 - RECURSOS HUMANOS - Planejamento de Pessoal; Gestão de Competências; Principais Técnicas de
Avaliação; Administração de Desempenho; Treinamento e Desenvolvimento; Sistemas de Remuneração;
Relacionamento Interpessoal; Motivação e Liderança.
4 - MARKETING - Fundamentos de Comunicação; Fundamentos de Marketing; Processo de Criação e
Utilização de Mídias, e-commerce; Desenvolvimento de Produtos; Relacionamento com Clientes.
5 - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - Órgãos da Administração Pública Direta e Indireta; Princípios da
Administração Pública; Concessão e Permissão de Serviços Públicos; Lei de Responsabilidade Fiscal
(noções).
6 - CONTABILIDADE - Sistema Contábil; Demonstrações Financeiras; Custos; Técnicas de Orçamento e
Controle.
7 - ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA - Análise por Indicadores; Análise do Retorno de Investimento;
Cálculos e Interpretação da Alavancagem Financeira; Estrutura e Custo de Capital; Fluxo de Caixa;
Mercado de Capitais; Grupos Econômicos: Fusões, Incorporações, Cisão e Aquisições; Investimentos de
Curto e Longo Prazo; Matemática Financeira (noções).
8 - COMÉRCIO EXTERIOR - Sistemas de Contas Nacionais; Taxa de Câmbio e Moedas (noções);
Organizações e Blocos Econômicos; O Papel dos Órgãos de Fomento e Controle do Comércio Exterior
Brasileiro; Instrumentos de Política e Comércio Exterior.
9 - SUPRIMENTOS - Administração de Compras; Pesquisa de Mercado; Licitação.
Bibliografia sugerida para Administração:
1. HANDY, Charles B. Como Compreender as Organizações. Ed. Zahar.
2. HAMMER, Michael. Reengenharia.
3. CHIAVENATO, Idalberto. Administração de Recursos Humanos. Ed. Atlas.
4. KOTLER, Philip. Administração de Marketing. Ed. Atlas.
5. José dos Santos Carvalho Filho. Manual de Direito Administrativo. Lumen e Júris.
6. FEA-USP. Contabilidade Introdutória. Ed. Atlas.
7. MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. Ed. Atlas.
8. JUER, Milton. Matemática Financeira. Editora do IBMEC.
9. GITMAN, Lawrence J. Princípios de Administração Financeira. Ed. Harbra.
10. GONÇALVES, R., Baumann, R., Prado, L.C.D., e Canuto. A Nova Economia Internacional: Uma
Perspectiva Brasileira. Ed. Campus.
11. KRUGMAN, P.R. e Obstfeld, M. Economia Internacional Teoria e Política. Ed. Makron Books.
12. FERNANDES, J.C. Administração de Material – Uma Abordagem Básica. Ed. Atlas.
ANÁLISE DE SISTEMAS – DESENVOLVIMENTO:
1 - CONCEITOS DE SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO:
Organização de Computadores – (Conceitos Básicos): Álgebra booleana; Representação de dados: Binário,
Hexadecimal, Decimal; Máquinas de Von-Neumam; Componentes de um processador; RISC,CISC,
Microprocessadores; Dispositivos periféricos; Conceitos de interrupções; Estruturas de endereçamento;
Compiladores, Ligadores (“link-editores”) e Interpretadores.
Sistemas Operacionais – (Conceitos Básicos): Gerenciamento de memória; Gerenciamento de processador;
Gerenciamento de Periféricos; Ambiente de MAINFRAME; MVS (JCL e Utilitários); DOS; Windows NT e 9X;
Sistemas Operacionais de Rede.
Redes de Computadores – (Conceitos Básicos): Comunicação de dados; meios de transmissão; Serviços
de comunicação; Redes locais e de longa distância; Arquitetura OSI da ISO; Topologias; Protocolos;
Segurança.
Arquitetura Cliente/Servidor – (Conceitos): “Front-end”/ “back-end”; Principais componentes; 2 e 3
camadas; ODBC; Conceitos de Internet, Intranet, Extranet.
2 - ANÁLISE DE SISTEMAS:
Análise Estruturada – Diagrama de fluxo de dados; Dicionário de dados; Diagrama de estrutura modular.
Análise Essencial – Lista de eventos; Modelo ambiental; Modelo comportamental.
10
Análise Orientada a Objetos – Conceitos de orientação a objetos, Herança, Polimorfismo; Propriedades e
Métodos; Diagrama de classes; Diagrama de objetos; Diagrama de estados e transições; Diagrama de
mensagens; UML.
3 - BANCO DE DADOS:
Conceitos – Administração de dados; Sistemas de gerência de banco de dados; Independência de dados;
Linguagem de definição de dados e Linguagem de manipulação de dados; Dicionário de dados; Conceito de
transação; Bancos de dados relacionais, Banco de dados distribuídos e Conceitos de bancos de dados
orientados a objeto.
Projeto Lógico de Modelagem de Dados – Modelo entidade relacionamento; Modelos de banco de dados:
hierárquico, rede e relacional; Terminologia; Propriedades e operações das relações; Normalização.
Ambiente Operacional - Segurança; Concorrência; Recuperação; Integridade; Procedimentos (“Stored
Procedures”); Gatilhos (“Triggers”).
Sistemas de Suporte a Decisão – Conceitos de Data Warehouse: Modelo dimensional, Aplicações,
Conceitos e estratégias de implementação de softwares OLAP, Agregações, Processo de construção de um
Data Warehouse; Sistemas de informações executivas.
SQL (ANSI) – Conceitos gerais; Principais operadores.
Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados – ADABAS, MS-SQLServer.
4 - ENGENHARIA DE SOFTWARE:
Princípios da Engenharia de Software – Formalização; Divisão do problema; Modularização; Abstração;
Antecipação de mudanças; Generalização.
Ciclos de Vida de Desenvolvimento de Sistemas – Análise de requisitos; Modelo cascata; Modelo evolutivo;
Modelo incremental; Modelo espiral; Prototipação; Fases de um projeto de sistema.
Estratégias de Teste de Software – Verificação de requerimentos e objetivos; Técnicas de teste de software;
Estratégias de testes de software; Testes de módulos; Testes integrados; Inspeções de código; Revisões
de software.
Qualidade de Software – Classificação das principais qualidades de software; Requerimentos de qualidade
em sistemas de informação; Medidas de qualidade de software; Medidas de confiabilidade de software.
5 - TÉCNICAS E LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO:
Conceitos Básicos – Conceitos de lógica e algoritmos; Programação estruturada; Modularização:
acoplamento entre módulos e coesão de módulos; Sub-rotinas: chamadas por endereço, referência e valor;
Programação orientada a objetos; Programação por eventos; Descrição de dados; Uso de arquivos.
Estrutura de Dados – Listas encadeadas; Pilhas; Vetores e Matrizes; Estruturas em Árvores: Árvores
binárias e árvores balanceadas (B-trees); Listas invertidas; Métodos de acesso; Métodos de ordenação,
pesquisa e hashing.
Linguagens - COBOL; NATURAL 3; C++; Java; DELPHI; Notes Script; Transact SQL.
6 - GERÊNCIA DE PROJETOS:
Conceitos – Conceito de projeto; Principais áreas do gerenciamento de projetos; Fases de projetos.
Planejamento, Acompanhamento e Controle - Estimativa de custos; Análise de pontos de função; Medidas
de linhas de código; Estrutura de decomposição de trabalho (WBS), Gráficos da Gantt, Pert, Administração
de desvios do projeto.
Organização de Projetos – Equipes centralizadas, democráticas e mistas; Alternativas organizacionais:
Estrutura funcional; Tipos de estruturas matriciais; Estrutura orientada a projetos.
Análise de Risco - Ferramentas para análise de riscos (Análise de “Swot”, Tabelas de risco e contingência;
Árvore de probabilidades, Diagrama de causa e efeito), principais riscos em projetos de software.
Bibliografia sugerida para Análise de Sistemas – Desenvolvimento:
1. TANENBAUM, A. S. – Organização Estruturada de Computadores - Ed. Prentice /Hall do Brasil.
2. MACHADO, Francis B./Maia, Luiz Paulo – Arquitetura de Sistemas Operacionais - Ed. LTC.
3. TAROUCO, Liane – Redes de Comunicação de Dados - Ed. LTC.
4. BROWN, G.D. – JCL Sistema/370 – Ed. Campus.
5. ORFALI, Robert e outros - Cliente Servidor – Guia Essencial – Ed. IBPI Press.
6. YOURDON, Edward - Análise Estruturada Moderna – Ed. Campus.
7. BOOCH, Grady/ Jacobson. Ivar/ Rumbaugh, James – UML – Guia do usuário – Ed. Campus.
8. DATE, C.J. – Introdução a Sistemas de Banco de Dados - Ed. Campus.
9. KIMBALL, Ralph - Data Wareouse ToolKit: Técnicas para construção de Data Warehouses
Dimensionais – Ed. Makron Books.
10. Manual Técnico do ADABAS.
11. COFFMAN, Gayl - SQL Server 7 Completo e Total – Ed. Makron Books.
12. PRESSMAN, Roger S. – Engenharia de Software – Ed. Makron Books.
13. VILLAS, Marcos Vianna/Villasboas Luiz Felipe P. – Programação: Conceitos Técnicas e Linguagens –
Ed. Campus.
14. SEBESTA, Robert – Conceitos de Linguagens de Programação – Ed. Bookman.
11
15. HOROWITZ, Ellis e Sahni, Sartaj – Fundamentos de estruturas de dados – Ed. Campus.
16. STROUSTRUP, Bjarne. - C++ A Linguagem de Programação – Bookman Companhia Ed.
17. KNUDSEN, Jonathan B. / Niemeyer, Patrick – Aprendendo JAVA – Ed. Campus.
18. Manual Técnico do NATURAL 3.
19. STERN, Robert - Programação COBOL, Ed. LTC.
20. Manual Técnico do Notes Script.
21. TEIXEIRA, Steve / Pacheco, Xavier – DELPHI 5 Guia do Desenvolvedor – Ed. Campus / SAMS.
22. VARGAS, Ricardo Viana – Gerenciamento de Projetos – Ed. Brasport.
ANÁLISE DE SISTEMAS – SUPORTE:
1 - SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO:
Organização de Computadores - Álgebra Booleana; Representação de Dados: Binário, Hexadecimal,
Decimal; Máquinas de Von-Neumam; Componentes de um Processador; RISC,CISC, Microprocessadores;
Dispositivos Periféricos; Conceitos de Interrupções; Estruturas de endereçamento; compiladores, ligadores
(link-editor) e interpretadores.
Sistemas Operacionais – Gerenciamento de memória: alocação, paginação, segmentação, memória virtual;
Gerenciamento de processador: chamadas, comunicação interprocesso, agendamento, multiprogramação,
processos concorrentes, primitivas de sincronização; Gerenciamento de periféricos: hardware e software de
entrada e saída, impasses, contenção, balanceamento de carga.
Ambientes Operacionais - IBM OS/390, Microsoft Windows 2000/NT/9x, Unix e similares; Linguagens
“script” e de controle; conceitos, estruturas, utilitários, comandos, configuração e implementação.
Sistema de Arquivos - FAT e variações, NTFS, VSAM, i-nodo (i-node); conceitos, estruturas, definição,
alocação, organização de arquivos, proteção, tipos de registros, métodos de acesso; armazenamento
distribuído, conceitos de rede de armazenamento (SAN) e servidores de armazenamento (NAS).
2 - TELECOMUNICAÇÕES:
Redes Locais - Arquiteturas e topologias: conceitos, Ethernet (10BASEx/100BASE-TX/Giga), FC-AL, ATM;
protocolos: TCP, IP, IPv6, IPSec, ARP, SNMP, DNS, DHCP, SMTP, HTTP, FTP, RIP, LDAP; Modelo OSI;
Cabeamento estruturado; “Gateways”, roteadores, comutadores, concentradores e multiplexadores;
qualidade de serviço (QoS).
Arquitetura Cliente/Servidor - Principais conceitos e componentes; 2 e 3 camadas; Sincronismo e filas de
mensagens, temporização e redundância, chamadas remotas; Serviços de diretório.
Telefonia - Conceitos básicos: redes públicas (PSTN), centrais de programa armazenado (CPA), Voz sobre
IP (VoIP), protocolos de transmissão de voz e imagem (vídeo-conferência).
3 - SEGURANÇA:
Conceitos básicos - Vírus de computador (“Worm”, bombas (bombs), Cavalos de Tróia (Trojans),
Armadilhas (Traps)), vulnerabilidades do TCP/IP (DoS/DdoS, IP Spoofing, Flooding); Firewalls.
Políticas e normas de segurança - Conceitos, diretrizes, aplicação, organização e fases; Análise de riscos e
vulnerabilidades.
Certificação - Conceitos de certificação digital, Sistemas de autenticação, criptografia e chaves públicas e
privadas, algoritmos de encriptação (DES, RSA).
Administração de segurança - Administração e configuração de grupos, usuários, direitos de acesso,
domínios, relações entre os componentes; IBM RACF e base Windows SAM.
4 - BANCO DE DADOS:
Conceitos – Sistemas de gerência de Banco de Dados; Independência de dados; Dicionário de Dados;
Conceito de transação; Bancos de Dados Distribuídos, Relacionais e Orientados a Objeto; Modelo Entidade
Relacionamento; Modelos de Banco de Dados: hierárquico, rede e relacional; Terminologia.
Ambiente operacional - Desempenho; Otimização; Segurança; Concorrência; Recuperação e Integridade;
Gatilhos (triggers) e Procedimentos (stored procedures).
Linguagens - SQL Ansi, Transact SQL.
ADABAS e MS SQL Server - Conceitos, estruturas, comandos, utilitários, configuração e implementação.
5 - TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO:
Conceitos de lógica e algoritmos – Modularização: acoplamento entre módulos e coesão de módulos; Sub-
rotinas: chamadas por endereço, referência e valor; Programação por eventos; Descrição de dados; Uso de
arquivos.
Estrutura de dados - Listas encadeadas; Pilhas; Vetores e Matrizes; Estruturas em Árvores: Árvores binárias
e árvores balanceadas (B-trees); Listas invertidas; Métodos de acesso; Métodos de ordenação, pesquisa e
hashing.
Linguagens - Assembler para arquitetura Intel x86 e IBM S/360 e S/370, Delphi 5, C/C++, Natural 3, Cobol
Ansi; Estruturas e comandos.
6 - GERÊNCIA DE PROJETOS:
Conceitos Básicos – Conceito de Projeto; Principais Áreas do Gerenciamento de Projetos; Fases de
Projetos.
12
Planejamento, Acompanhamento e Controle – Estimativa de Custos; Estrutura de Decomposição de
Trabalho (WBS), Gráficos da Gantt, Pert, Administração de desvios do projeto.
Organização de Projetos – Equipes Centralizadas, Democráticas e Mistas; Alternativas Organizacionais:
Estrutura Funcional; Tipos de Estruturas Matriciais; Estrutura Orientada a Projetos.
Análise de Risco - Ferramentas para análise de riscos (Análise de “Swot”, Tabelas de Risco e Contingência;
Árvore de Probabilidades, Diagrama de Causa e Efeito).
Engenharia de software - Conceitos básicos de Princípios da Engenharia de Software; Ciclos de Vida de
Desenvolvimento de Sistemas; Estratégias de Teste de Software; Qualidade de Software.
Bibliografia sugerida para Análise de Sistemas - Suporte:
1. TANENBAUM, A.S. - Organização Estruturada de Computadores. Ed. Prentice/Hall do Brasil.
2. TANENBAUM, A.S. - Sistemas Operacionais Modernos. Ed. Artmed.
3. WEBER, Paul - Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Ed. Sagra-Luzatto.
4. SOLOMON, David - Desvendando o Windows NT. Ed. Campus.
5. TAROUCO, Liane - Rede de Comunicação de Dados. Ed. LTC.
6. TANENBAUM, Andrew - Rede de Computadores. Ed. Campus.
7. MURHAMMER, Martin - TCP/IP Tutorial e Técnico. Ed. Makron Books.
8. COMER, Douglas e outros - Interligação em Rede com TCP/IP volumes 1 e 2. Ed. Campus.
9. RENAUD, Paul - Introdução aos Sistemas Cliente Servidor. Ed. IBPI Press.
10. JR., Almir - Telecomunicações Modernas. Ed. Book Express.
11. ZWICKY, Elizabeth D., Cooper, Simon, Chapman, D. Brent - Construindo Firewalls para a Internet. Ed.
Campus.
12. NOVAK, Judy, Mclachian, Donald, Northcutt, Stephen - Segurança e Prevenção em Redes. Ed.
Kerkeley Brasil.
13. SPAFFORD, Gene, Garfinkel, Simson L - Comércio e Segurança na WEB. Ed. Market Books.
14. CASSARRO, Antonio - Controle Internos de Segurança de Sistemas, Ed. LTR.
15. Norma NBR-17799 / ISO-17799 – ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas.
16. DATE, C.J - Introdução a Sistemas de Bancos de Dados. Ed. Campus.
17. KORTH, Henry e outros - Sistema de Banco de Dados. Ed. Makron Books.
18. COFFMAN, Gayle - SQL Server 7 Completo e Total. Ed. Makron Books.
19. Manual técnico do ADABAS.
20. Manual técnico do NATURAL 3.
21. SEBESTA, Robert - Conceitos de Linguagens de Programação. Ed. Bookman.
22. HOROWITZ, Ellis e Sahni, Sartaj – Fundamentos de estruturas de dados – Ed. Campus.
23. SOUZA, Flavio - Introdução à Programação Assembler para os Sistemas /360 e /370. Ed. Edgard
Blücher.
24. TEIXEIRA, Steve e Pacheco, Xavier - Delphi 5 - Guia do Desenvolvedor. Ed. Campus/SAMS.
25. STROUSTRUP, Bjarne - C++ A Linguagem de Programação – Bookman Companhia Ed.
26. STERN, Robert - Programação COBOL. Ed. LTC.
27. VARGAS, Ricardo - Gerenciamento de Projetos. Ed. Brasport.
28. PRESSMAN, Roger - Engenharia de Software. Ed. Makron Books.
ARQUITETURA:
1 - CONHECIMENTOS TÉCNICOS - Noções de instalações prediais; Acompanhamento e fiscalização de
obras e serviços de arquitetura; Elaboração de planilhas, cronogramas e orçamentos de obras e serviços de
arquitetura; Materiais de construção; Conforto ambiental; Elaboração de especificações técnicas para
contratação de obras e serviços de arquitetura.
2 - CONHECIMENTOS HUMANOS - Arquitetura de interiores; História da arquitetura.
3 - CONHECIMENTOS DE DESENHO TÉCNICO - Desenho técnico de arquitetura; AutoCAD 2000; Noções
de CorelDRAW 9; Noções de 3DStudio Release 4.
4 - CONHECIMENTOS COMPLEMENTARES - Lei nº 8.666/93, referente às modalidades licitatórias e seus
respectivos limites, exigências e adequações às obras e serviços de engenharia.
Bibliografia sugerida para Arquitetura:
1. CREDER, Hélio. Instalações elétricas.
2. CREDER, Hélio. Instalações Hidráulicas e Sanitárias.
3. CREDER, Hélio. Instalações de Ar Condicionado.
4. CUNHA, Almar G. da e Neumann, Walter. Manual de Impermeabilização e Isolamento Térmico.
5. Texsa Brasileira, Editora. Sistema de Impermeabilização em Coberturas.
6. Tigre, Tubos e Conexões. Manual Técnico de Instalações Hidráulicas e Sanitárias.
7. Pirelli, Cabos. Manual de Instalações Elétricas.
8. DINSMORE, Paul Campbell. Gerência de Programas e Projetos.
13
9. THOMAZ, Ercio. Tecnologia, Gerenciamento e Qualidade na Construção.
10. GOLDMAN, Pedrinho. Introdução ao Planejamento e Controle de Custos na Construção Civil Brasileira.
11. Pini, Editora. Manual de Contratação de Serviços de Arquitetura para Espaços Empresarias.
12. DIAS, Paulo Roberto Vilela. Engenharia de Custos.
13. RIPPER, Ernesto. Manual Prático de Materiais de Construção.
14. PATTON, W.J. Materiais de Construção.
15. MARTE, Cláudio Luiz. Automação Predial.
16. NETO, Jayme Spinola Castro. Edifícios de Alta Tecnologia.
17. ALERJ, Coleção. Pessoa portadora de deficiência.
18. MASCARÓ, Lúcia R. de. Tecnologia & Arquitetura.
19. MASCARÓ, Lúcia R. de. Luz, Clima e Arquitetura.
20. Pini, Editora. TCPO 2000.
21. Habitação, Secretaria Municipal. Novas alternativas: Projetos e Propostas Habitacionais
22. MINDLIN, Henrique. Arquitetura Moderna no Brasil.
23. SEGAWA, Hugo. Arquiteturas no Brasil 1900-1990.
24. ZEVI, Bruno. Saber ver a Arquitetura.
25. FRAMPTON, Kenneth. História Crítica da Arquitetura Moderna.
26. DENIS, Rafael Cardoso. Uma Introdução à História do Design.
27. COLIN, Silvio. Uma introdução à arquitetura.
28. MORAES, Dijon de. Limites do Design.
29. PENTEADO, Fábio. Ensaios de Arquitetura.
30. CORBUSIER, Le. Rio de Janeiro: 1929-1936.
31. LATORRACA, Giancarlo. João Filgueiras Lima “Lelé”.
32. MONTENEGRO. Desenho Arquitetônico.
33. Lei nº 8.666/93.
ARQUIVOLOGIA:
1 - CONCEITUAÇÃO - Arquivos: origem, histórico, classificação e princípios; Função Arquivística; Órgãos
de documentação; características dos acervos; Ciclo vital dos documentos: teoria das idades; Classificação
dos documentos: natureza, tipologia e suporte físico; Gerenciamento da informação; uso dos documentos;
política de acesso; Terminologia arquivística; Noções básicas de preservação e conservação de
documentos.
2 - GESTÃO DE DOCUMENTOS - Sistemas de arquivamento; Métodos de arquivamento; Análise,
avaliação e seleção dos documentos; Descrição e arranjo de documentos; princípios; Elaboração de
Tabelas de Temporalidade de Documentos (TTD); Transferência e Recolhimento; Eliminação; Protocolo;
Arquivos Especiais; Aplicação de novas tecnologias (GED, microformas, informática, digitalização).
Bibliografia sugerida para Arquivologia:
1. BELLOTTO, Heloisa Liberalli. Arquivos permanentes: tratamento documental, São Paulo, T.A. Queiróz,
Editor.
2. PAES, Marilena Leite. Arquivo: teoria e prática. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas.
3. SCHELLENBERG, T.R. Arquivos modernos, princípios e técnicas. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio
Vargas.
4. CASTRO, Astrea de Moraes e outros. Arquivística. Arquivologia. Rio de Janeiro, Ao Livro Técnico.
5. PRADO, Heloisa de Almeida. A Técnica de Arquivar. São Paulo, T.A. Queiroz.
6. FEIJÓ, Virgílio de Mello. Documentação e Arquivos. Porto Alegre, SAGRA.
7. JARDIM, José Maria. O conceito e a prática da gestão de documentos. Acervo, Rio de Janeiro: Arquivo
Nacional, v.2, n.2, p. 35-42, jul/dez 1987.
8. AVEDON, Don M. GED de A a Z – Tudo sobre GED – Gerenciamento Eletrônico de Documentos. São
Paulo, CENADEM.
9. KOCH, W. Gerenciamento Eletrônico de Documentos – GED – Conceitos, tecnologias e Considerações.
São Paulo, CENADEM.
10. Legislação Arquivística:
LEI nº 5.433, de 08/05/1968 – Regula a microfilmagem de documentos oficiais e dá outras
providências.
LEI nº 8.159, de 08/01/1991 – Dispões sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá
outras providências.
DECRETO nº 1.173, de 29/06/1994 – Dispõe sobre a competência, organização e funcionamento do
Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ) e do Sistema Nacional de Arquivos (SINAR), e dá outras
providências.
DECRETO nº 1.461, de 25/04/95 - Altera os arts. 3º e 7º do Decreto 1.173, de 29/06/1994, que
dispõe sobre a competência, organização e funcionamento do CONARQ e SINAR.
14
DECRETO nº 1.799, de 30/01/1996 – Regulamenta a Lei nº 5.433, de 08/05/1968, que regula a
microfilmagem de documentos oficiais, e dá outras providências.
DECRETO nº 2.134 de 24/11/1997 – Regulamenta o art. 23 da Lei 8.159 de 08/01/1991, que dispõe
sobre a categoria dos documentos públicos sigilosos e o acesso a eles e dá outras providências.
DECRETO nº 2.182, de 20/03/1997 – Estabelece normas para a transferência e o recolhimento de
acervos públicos federais para o Arquivo Nacional.
DECRETO nº 2.910, de 29/12/1998 – Estabelece normas para a salvaguarda de documentos,
materiais, áreas, comunicações e sistemas de informação de natureza sigilosa.
DECRETO nº 2.942, de 18/01/1999 – Regulamenta os arts. 7, 11 a 16 da Lei 8.159/1991, que dispõe
sobre a política nacional de arquivos públicos e privados.
DECRETO nº 3.505, de 13/06/2000 – Institui a Política de Segurança da Informação nos órgãos e
entidades da Administração Pública Federal.
RESOLUÇÕES nº 4, 7, 8 e 10, do CONARQ.
BIBLIOTECONOMIA:
1 - PLANEJAMENTO EM SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO - Características e objetivos de um centro de
informação. Planejamento dos recursos humanos, materiais e financeiros.Planejamento do espaço
físico.Critérios para formação de um acervo. Redes e sistemas de informação. O IBICT. Relatórios como
instrumento de planejamento e avaliação.
2 - ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE UM SERVIÇO DE INFORMAÇÃO - Documentação: conceito,
desenvolvimento de uma coleção e sua estrutura. Preparo técnico do material bibliográfico. Armazenagem e
recuperação do material bibliográfico, segundo o seu suporte.
3 - INDEXAÇÃO - Princípios da indexação. Serviços de indexação. A prática da indexação. Técnica de
elaboração de descritores, cabeçalhos de assunto, vocabulário controlado. Elaboração de resumos.
4 - CATALOGAÇÃO - Catalogação descritiva. Finalidade e funções. Geração de catálogos: autor, título e
assunto. Código Anglo-Americano.
5 - CLASSIFICAÇÃO - Catálogo de assunto: termos principais, relacionados e remissivas. Classificação
Decimal de Dewey. Classificação Decimal de Direito. Tabela de Cutter.
6 - NORMALIZAÇÃO - Normalização de publicações técnico-científicas, segundo as normas da ABNT. A
normalização e as linguagens documentárias.
7 - SERVIÇO DE REFERÊNCIA - Conceituação. Atendimento a pesquisas e consultas. Técnicas de busca.
Utilização de fontes de informação: enciclopédias, dicionários, ementários, bibliografias, diretórios.
Intercâmbio entre bibliotecas. Doação de duplicatas e empréstimo. Serviços de alerta e disseminação da
informação. Perfil do usuário. Empréstimo, reserva, devolução e cobrança de publicações.
8 - ELABORAÇÃO DE BIBLIOGRAFIAS - Referenciação de livros e publicações não periódicas, no todo ou
em parte, segundo as normas da ABNT. Referenciação de artigos de periódicos, segundo as normas da
ABNT.
9 - NOÇÕES DE ECONOMIA - Noções elementares de Economia. Conhecimento dos termos mais usuais
em Economia. Tratados político-econômicos e comissões econômicas. Seus objetivos. Significado das
siglas de organismos nacionais e internacionais. Conhecimento das principais fontes de informação setorial
da economia brasileira.
Bibliografia sugerida para Biblioteconomia:
1. ALMEIDA, Maria Cristina Barbosa. Planejamento de bibliotecas e serviços de informação. Brasília:
Briquet de Lemos/Livros.
2. ANDRADE, Diva, VERGUEIRO, Waldomiro. Aquisição de materiais de informação. Brasília: Briquet
de Lemos/Livros.
3. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, Rio de Janeiro. Normas ABNT sobre
documentação. Rio de Janeiro.
4. CAMPELLO, Bernardete Santos, CENDON, Beatriz Valadares, KREMER, Jeanete Marguerite (org.).
Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: Editora da UFMG.
5. CARVALHO, Dóris de Queiroz. Classificação decimal de direito. Rio de Janeiro: Ministério da
Fazenda, Divisão de Documentação.
6. CÓDIGO DE CATALOGAÇÃO ANGLO-AMERICANO. Preparado por The American Library
Association... et al. São Paulo: Federação das Associações Brasileiras de Bibliotecários.
7. FIGUEIREDO, Laura Maia de, CUNHA, Lélia Galvão Caldas de. Curso de bibliografia geral. São
Paulo: Record.
8. FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Desenvolvimento e avaliação de coleções. Brasília: Thesaurus.
9. FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Estudos de uso e usuário da informação. Brasília: IBICT.
10. FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Serviços de referência e informação. São Paulo: Polis: APB.
11. FRANÇA, Júnia Lessa. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. Belo Horizonte:
Editora da UFMG.
15
12. GROGAN, Denis. A prática do serviço de referência. Brasília: Briquet de Lemos/Livros.
13. GUINCHAT, Claude, MENOU, Michel. Introdução geral às ciências e técnicas da informação e
documentação. Brasília, IBICT.
14. LANCASTER, F. V. Avaliação de serviços de bibliotecas. Brasília: Briquet de Lemos/Livros.
15. LANCASTER, F. V. Indexação e resumos: teoria e prática. Brasília: Briquet de Lemos/Livros.
16. MACIEL, Alba Costa. Planejamento de bibliotecas: o diagnóstico. Niterói: EDUFF.
17. MANKIN, N. Gregory. Introdução à economia: princípios de micro e macroeconomia. Rio de Janeiro:
Campus.
18. MEY, Eliane Alves Serrão. Introdução à catalogação. Brasília: Briquet de Lemos/Livros.
19. PAZIN, Rosina Alice. Indexação de multimeios. Curitiba: Ed. da UFPR.
20. PEROTA, Maria Luiza L. Rocha et al. Referências bibliográficas (NBR 6023): notas explicativas.
Niterói: EDUFF.
21. PIEDADE, M. A. Requião. Introdução à teoria da classificação. Rio de Janeiro: Interciência.
22. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Sistema de Bibliotecas. Normas para apresentação de
documentos científicos. Curitiba: Ed. da UFPR.
23. VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. Brasília: Briquet
de Lemos/Livros.
COMUNICAÇÃO SOCIAL:
1 - FUNDAMENTOS DA COMUNICAÇÃO - A comunicação; o processo de comunicação na cultura
contemporânea; os canais (veículos) de comunicação, sua história e seu comportamento; o processo de
comunicação e as formas de subjetividade; o ruído e a dissonância no processo de comunicação;
integração global e novos meios de comunicação.
2 - JORNALISMO - Assessoria de Imprensa: conceito, finalidade. Meios de divulgação: entrevista coletiva,
entrevista exclusiva, “press release” etc. Os veículos: jornal, revista, televisão, agências, mídia
eletrônica/Internet. A linguagem jornalística: estrutura, texto, lide, sublide, título, entretítulo.
3 - PUBLICIDADE - Conceitos e finalidades da publicidade; conceitos de campanha publicitária (objetivos e
processo de criação); noções sobre a estrutura de agências de publicidade; análise da relação da
publicidade com a nova tecnologia das comunicações; efeitos de uma campanha sobre vendas e imagem
institucional de uma empresa; concorrência entre anúncio publicitário e outras formas de divulgação da
imagem institucional de uma empresa.
4 - EDITORAÇÃO - O Texto: Preparação de originais e edição de texto (copidesque – a elegância do texto e
o respeito ao estilo de cada autor, vasto conhecimento da língua portuguesa –, padronização,
hierarquização dos itens, realce gráfico – título, subtítulo, grifo, negrito, aspas, caixa alta, caixa baixa, versal,
versalete etc.); ABNT (noções básicas referentes a editoração – como preparar uma bibliografia, notas de
rodapé, citações); O Projeto Visual (noções): o rafe, o layout, a boneca e a arte-final; Programação Visual:
elementos da página, a mancha gráfica, a diagramação (disposição do texto na mancha gráfica), paginação;
O Tipo: famílias tipográficas mais conhecidas, fontes, corpos, sistemas de medição (noções), tipos segundo
a base (com serifa e sem serifa); Tipos de Composição (noções); Revisão: revisão tipográfica,
conhecimentos dos sinais de revisão mais usados atualmente, erros mais freqüentes e como evitá-los para
o aprimoramento visual da página (“viúvas”, “órfãos”, separações silábicas, o respeito ao projeto gráfico), os
tipos de alinhamento; Produção Gráfica (noções): prova heliográfica, o fotolito, prova de prelo, traço, retícula
e policromia, cores primárias na impressão gráfica, pantone, processos de impressão; O Papel: principais
tipos de papéis usados na impressão gráfica, gramaturas e formatos; A Editoração Eletrônica (noções): os
softwares mais utilizados em editoração eletrônica, o laserfilm, o fotolito eletrônico, o cromalim.
5 - NOÇÕES DE MARKETING - Fundamentos do Marketing; conceitos, definições, funções mercadológicas,
sistemas mercadológicos; Marketing para promoção institucional; Marketing cultural.
6 - NOVAS TECNOLOGIAS E SEUS EFEITOS NA COMUNICAÇÃO - A Internet como ferramenta de
comunicação e de negócios empresariais; o uso da rede global de computadores nas diversas áreas da
comunicação e do marketing; as novas tecnologias e a integração global; a questão da interatividade;
veículos de comunicação em tempo real.
7 - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - História política e econômica recente do Brasil (a partir da década
de 1950) abordando o papel do BNDES no desenvolvimento do País. O Plano Estratégico 2000/2005 do
BNDES e as características gerais que fundamentarão a atuação do Banco nesse período.
Bibliografia sugerida para Comunicação Social:
1. ARAÚJO, Emanuel. A construção do livro. Ed. Nova Fronteira.
2. BAER, Lorenzo. Produção gráfica. Senac.
3. BAHIA, Juarez. As técnicas do jornalismo. Ed. Ática.
4. BARBOSA, G. e RABAÇA, C.A. Dicionário de comunicação. Ed. Ática.
5. BAUDRILLARD, Jean. Tela total – mitos e ironias da era do virtual. Ed. Sulina.
6. BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e simulações.
16
7. CASTELLS, Manuel. Sociedade em rede.
8. CANCLINI, Nestor –
Consumidores e cidadãos – conflitos multiculturais da globalização.
9. CIPRO NETO, Pasquale. Inculta & bela. Publifolha.
10. COIMBRA, Oswaldo. O texto da reportagem impressa. Ed. Ática.
11. CUNHA, Celso e
C
INTRA
, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Ed. Nova Fronteira.
12. DIVERSOS AUTORES. História da propaganda no Brasil. T.A. Queiroz Editor.
13. DUARTE, Sérgio Nogueira. Língua viva. v. I a IV. Ed.Rocco.
14. HOPKINS, Claude. A ciência da propaganda. Ed. Cultrix.
15. KOTLER, Philip e A
RMSTRONG
, Gary. Princípios do Marketing. Ed. PHB.
16. MARCUS-STEIFF, Joachim (e outros). Os mitos da publicidade. Ed. Vozes.
17. MATTERLART, Armand e Michelle. História das teorias da comunicação.
18. MARTINS, Eduardo. Com todas as letras. Ed. Moderna.
19. MORAES, Denis de. Globalização, mídia e cultura contemporânea. Ed. Letra Livre.
20. PINHO, J.B. Propaganda institucional – usos e funções da propaganda em relações públicas. Summus
Editorial.
21. REBOUL, Olivier. O slogan. Ed. Cultrix.
22. ROSSI, Clóvis. O que é jornalismo.
23. SODRÉ, Muniz. Reinventando a cultura – a comunicação e seus produtos.
24. SODRÉ, Muniz e F
ERRARI
, Maria Helena. Técnica de redação. Ed. Francisco Alves.
25. WLASEK FILHO, Francisco. Técnica de preparação de originais e revisão de provas tipográficas. Ed.
Agir.
26. Página do BNDES na Internet – módulos A Empresa e Plano Estratégico 2000/2005.
27. Manuais de Redação de “O Estado de S. Paulo”, “Folha de S. Paulo” e “O Globo”.
DIREITO - ADVOGADO DE EMPRESA:
1 - DIREITO CIVIL. Lei de Introdução ao Código Civil. Parte geral: das pessoas, dos bens e dos fatos
jurídicos. Parte especial: do direito das coisas: da posse. Da propriedade: noção, modos de aquisição e
perda. Da propriedade resolúvel. Condomínio. Direitos reais de garantia: disposições gerais, penhor e
hipoteca. Registros públicos. Do direito das obrigações: modalidades. Efeitos. Cessão de crédito, de débito
e de contrato. Dos contratos: espécies de contrato: compra e venda, empréstimos: mútuo e abertura de
crédito, mandato, seguro e fiança. Das obrigações por declaração unilateral da vontade. Das obrigações por
atos ilícitos. Liqüidação das obrigações e do concurso de credores.
2 - DIREITO COMERCIAL. A empresa e seu titular. O nome comercial. Elementos do exercício da empresa.
Atributos da empresa. Obrigações comuns a todos os empresários comerciais. Livros comerciais. O
Registro do Comércio. Sociedade por cotas de responsabilidade limitada. Sociedade por ações:
formalidades de constituição. Companhia aberta e fechada. O capital social. As ações e os acionistas.
Debêntures: espécies, emissão, amortização e resgate. Agente fiduciário dos debenturistas. Assembléia
Geral. Conselho de Administração. Diretoria. Incorporação, fusão e cisão. Aquisição de controle mediante
oferta pública. Títulos de crédito: letra de câmbio, nota promissória, duplicata e cheque. Aceite, aval e
endosso. Títulos de crédito industrial, títulos de crédito, títulos de crédito comercial, títulos de crédito de
exportação e cédula de crédito bancário. Falência: conceitos básicos, hipóteses de fundamento do pedido,
efeitos jurídicos da sentença de falência, classificação dos créditos, pedido de restituição. Concordata:
concordata preventiva, concordata suspensiva, existência de protesto anterior ao pedido. Sistema
Financeiro Nacional e Mercado de Capitais: conceito, órgãos reguladores, instituições integrantes, ativos
negociados e principais espécies de operações. Contrato financeiro e o contrato de alienação fiduciária em
garantia. Intervenção e liqüidação extrajudicial de instituições financeiras.
3 - DIREITO CONSTITUCIONAL. DOS DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS. Da Organização do
Estado: competências da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Do Poder Legislativo: do
Congresso Nacional, das atribuições do Congresso Nacional, da Câmara dos Deputados, do Senado
Federal. Do Poder Executivo: atribuições do Presidente da República e das responsabilidades do
Presidente da República. Do Poder Judiciário: das disposições gerais. Do Supremo Tribunal Federal. Das
funções essenciais à justiça. Da ordem econômica e financeira: dos princípios gerais da atividade
econômica, do sistema financeiro nacional.
4 - DIREITO ADMINISTRATIVO. Administração Pública: conceito e princípios básicos. Poderes e deveres
dos agentes administrativos. Atos Administrativos: conceito e requisitos. Atributos. Classificações. Espécies.
Licitação: conceito, finalidade, princípios, objeto, obrigatoriedade, dispensa e inexigibilidade. Procedimento,
anulação e revogação da licitação. Modalidades de licitação. Sanções penais na licitação. Contratos
administrativos: conceitos, peculiaridades e interpretação. Formalização do contrato administrativo:
instrumento, conteúdo, cláusulas essenciais ou necessárias, garantias para a execução do contrato,
modalidades de garantia. Execução do contrato administrativo: direitos e obrigações das partes,
acompanhamento da execução do contrato, extinção, prorrogação e renovação do contrato. Inexecução,
revisão, suspensão e rescisão do contrato. Principais contratos administrativos. Serviços Públicos: conceito
17
e classificação. Regulamentação e controle. Requisitos do serviço e direitos do usuário. Competência para
prestação do serviço. Formas e meios de prestação do serviço. Autarquias, agências reguladoras,
fundações. Agências executivas, empresas estatais ou governamentais, entes de cooperação: entidades
paraestatais. Serviços delegados a particulares. Convênios e consórcios administrativos. Domínio Público:
conceito e classificação dos bens públicos. Administração dos bens públicos. Utilização dos bens públicos.
Alienação dos bens públicos. Imprescritibilidade, impenhorabilidade e não oneração dos bens públicos.
Intervenção na propriedade e atuação no domínio econômico. Desapropriação. Servidão administrativa.
Requisição. Ocupação temporária. Limitação administrativa. Atuação no domínio econômico. Controle da
administração: conceito, tipos e formas de controle. Responsabilidade fiscal. Controle administrativo:
conceito e meios de controle. Processo administrativo. Controle legislativo. Controle judiciário.
Desestatização.
5 - DIREITO TRIBUTÁRIO. Sistema Tributário Nacional: competência tributária: atribuições e limitações.
Tributos: espécies. Impostos federais, estaduais e municipais. Contribuições sociais. Taxas. Contribuição de
melhoria. Legislação tributária. Vigência e aplicação da legislação tributária. Interpretação e integração da
legislação tributária. Obrigação tributária: conceito e espécies. Obrigação tributária principal e acessória.
Natureza jurídica - Fato gerador – Sujeito ativo – Sujeito passivo. Responsabilidade tributária. Solidariedade
e capacidade tributária. Crédito tributário: conceito, constituição, suspensão, extinção, exclusão, garantias e
privilégios. Isenção, imunidade e não incidência.
6 - DIREITO DO TRABALHO. Contrato individual de trabalho. Duração do trabalho. Férias anuais.
Prescrição. Proteção ao trabalho da mulher e à maternidade. Salário e remuneração. Adicionais
compulsórios. Representação sindical. Acordo e convenção coletivos.
7 - DIREITO INTERNACIONAL. Tratados Internacionais: princípios aplicáveis (monista e dualista). Acordos
de bitributação. Procedimento legislativo. Organização Mundial do Comércio. União Européia. Nafta.
Mercosul. Organismos oficiais de crédito (Banco Mundial/BID/BIRD). Comércio Exterior:
importação/exportação, glossário de incoterms. Cartas de crédito: conceito, princípios gerais aplicáveis
(UCP 500). Regime de admissão temporária.REPETRO (Decreto nº 3161/99 e Instrução Normativa SRF nº
04/2001). Contrato de câmbio. Contratos internacionais. Compra e venda internacional. Contratos
financeiros internacionais vinculados ao comércio exterior e empréstimos em moeda estrangeira (Bid
Bond/Performance Bond). Contratos de leasing internacional. Legislação sobre capitais e empréstimos
estrangeiros no Brasil. Foro Competente. Lei aplicável e conflito de leis no espaço. Arbitragem internacional.
Homologação de sentença estrangeira. Garantias. Contrato de seguro. Apólice de seguro. Seguro de
garantia. Seguro de performance.
Bibliografia sugerida para Direito - Advogado de Empresa:
1. MONTEIRO, Washington de Barros.Curso de Direito Civil.Volumes 1, 3, 4 e 5. Editora Saraiva.
2. GOMES, Orlando. Introdução ao Direito Civil. Editora Forense.
3. GOMES, Orlando. Obrigações. Editora Forense.
4. GOMES, Orlando. Contratos. Editora Forense.
5. GOMES, Orlando. Direitos Reais. Editora Forense.
6. REQUIÃO, Rubens. Curso de Direito Comercial. Volumes I e II. Editora Saraiva.
7. MARTINS, Fran. Títulos de Crédito. Volumes I e II. Editora Forense.
8. LACERDA, José Candido Sampaio de. Manual de Direito Falimentar. Editora Martins Fontes.
9. SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. Malheiros Editores.
10. MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. Malheiros Editores.
11. NOGUEIRA, Ruy Barbosa. Curso de Direito Tributário. Editora Saraiva.
12. PEREIRA, Caio Mário da Silva. Instituições de Direito Civil. Volumes I, II, III e IV. Editora Forense.
13. BORBA, José Edwaldo. Direito Societário. Editora Renovar.
14. SOUTO, Marcos Juruena Villela. Desestatização, Privatização, Concessões e Terceirizações. Editora
Lumen Juris.
15. DOLINGER, Jacob. Direito Internacional Privado. Editora Renovar.
16. DEL CARPIO, Rômulo F. V.. Carta de Crédito e UCP500. Editora Aduaneiras.
17. BASTOS, Celso Ribeiro e Kiss, Eduardo Amaral Gurgel. Contratos Internacionais. Editora Saraiva.
18. MARTINS, Sérgio Pinto. Direito do Trabalho. Editora Atlas.
19. CARRION, Valentin. Consolidação das Leis do Trabalho Comentada. Editora Saraiva.
20. TZIRELNIK, Luiz. Intervenção e Liquidação Extrajudicial de Instituições Financeiras. Editora Revista dos
Tribunais.
ECONOMIA
1 - ANÁLISE MICROECONÔMICA - Determinação das Curvas de Procura. Curvas de Indiferença. Equilíbrio
do Consumidor. Efeitos Preço, Renda e Substituição. Elasticidade da Procura. Fatores de Produção.
Produtividade Média e Marginal. Lei dos Rendimentos Decrescentes e Rendimentos de Escala. Custos de
Produção no Curto e Longo Prazos. Custos Totais, Médios e Marginais, Fixos e Variáveis. Equilíbrio da
18
Firma no Curto e Longo Prazos. Elasticidade da Oferta. Estrutura de Mercado: Concorrência Perfeita,
Concorrência Imperfeita, Monopólio, Oligopólio. Dinâmica de Determinação de Preços e Margem de Lucro.
Padrão de concorrência. Análise de Competitividade. Análise de Indústrias e da Concorrência. Vantagens
Competitivas. Cadeias e Redes Produtivas. Competitividade e Estratégia Empresarial. Equilíbrio geral.
Teoria do Bem-estar. Economia da Informação: seleção adversa, perigo moral, modelo de sinalização e
modelo do principal agente. Teoria dos Jogos.
2 - ANÁLISE MACROECONÔMICA - Sistemas de Contas Nacionais. Relações Intersetoriais. Sistema de
Contas Nacionais no Brasil. Análise de Determinação da Renda – Macroeconomia Neoclássica: curva de
oferta de produto e de demanda de trabalho, teoria quantitativa da moeda e o equilíbrio de pleno emprego.
Modelo keynesiano simples, o modelo IS-LM e o modelo keynesiano completo. Abordagem de expectativas
racionais. Determinantes do consumo e do investimento. Análise de política monetária e fiscal em
economias fechadas e abertas sob diferentes regimes cambiais.Dinâmica Econômica. Funções da Moeda.
Conceitos de Oferta e Demanda Monetária. Taxa de Juros. Sistema Financeiro Nacional. Funções do Banco
Central do Brasil. Instrumentos de Política Monetária. Teorias da Inflação. Crescimento Econômico: modelos
de crescimento exógeno e endógeno .
3 - ECONOMIA INTERNACIONAL - Teoria do Comércio Internacional: Vantagens Comparativas, Modelo
Heckscher-Ohlin, Economias de Escala, Concorrência Imperfeita e Comércio Intra-Industrial; Comércio e
Desenvolvimento; Regimes Cambiais: fixo, flutuante e regimes intermediários; Balanço de Pagamentos:
estrutura, saldos e formas de financiamento; Instrumentos de Política Comercial: tarifas, subsídios e cotas;
Globalização, blocos econômicos regionais e acordos multilateral e bilateral de comércio exterior; O
Mercado de Capital Global; Organismos Internacionais: FMI, BIRD, BID, OMC.
4 - ECONOMIA DO SETOR PÚBLICO – Conceito de bem público. Funções governamentais. Conceitos
gerais de tributação. Tendências gerais da evolução do gasto público no mundo. Conceitos básicos da
contabilidade fiscal: NFSP, conceitos nominal e operacional e resultado primário. “Curva de Laffer
monetária” e o financiamento através de senhoriagem. Noção de sustentabilidade do endividamento
público. Evolução do déficit e da dívida pública no Brasil a partir dos anos 80. Previdência Social. Sistema
tributário. Federalismo. Privatização e regulação no Brasil.
5 - ECONOMIA BRASILEIRA - Evolução da economia brasileira e da política econômica desde o período do
“milagre econômico”. Reformas estruturais da década de 90. Economia brasileira no pós-Plano Real:
concepções, principais problemas, conquistas e desafios. O ajuste de 1999. Emprego: evolução recente,
informalização e tendências.
6 - DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - Transformações do papel do Estado nas sociedades
contemporâneas e no Brasil. Teorias da Justiça Distributiva. Desigualdades socioeconômicas da população
brasileira. Políticas de combate à pobreza: possibilidades e limitações. Distribuição da renda: aspectos
nacionais e internacionais. O papel das principais agências de fomento no Brasil (BNDES, Banco do Brasil,
Caixa Econômica Federal, agências de fomento estaduais). Funções e características dos principais
agentes internacionais: BID, BIRD, FMI e OMC. Noções de Economia do Meio Ambiente.
7 - ANÁLISE DE PROJETOS E ELEMENTOS DE FINANÇAS - Estudo de mercado. Análise e projeções de
demanda e oferta. Tendências de preços. Dimensionamento e localização. Economicidade e escala de
produção. Tecnologia. Padrão de concorrência. Previsões de receitas e custos. Métodos de cálculo de
depreciação. Projeção de lucros e perdas. Ponto de nivelamento. Investimentos fixos. Projeção de capital de
giro. Cronograma financeiro. Esquema de financiamento dos investimentos. Projeção de fluxo de caixa.
Critérios de avaliação de investimentos. Taxas de desconto e fator de risco. Análise de custos e benefícios
sociais. Conceitos básicos de contabilidade e matemática financeira. Capitalização simples e composta,
valor presente e taxa interna de retorno, equivalência de fluxo de caixa, precificação e avaliação de ativos
financeiros, modelagem de estrutura a termo de taxa de juros, “duration”, noções de administração de risco
de mercado (VaR) e de derivativos. Análise de projetos estruturados (Project Finance): análise de
viabilidade do projeto, arranjos de garantia, estrutura jurídica e plano de financiamento. Instrumentos
financeiros dos mercados bancário, de seguros, de ações e de derivativos.
8 - MÉTODOS QUANTITATIVOS - Conceitos básicos de probabilidade e estatística. Variáveis aleatórias.
Distribuição de probabilidade, distribuição de freqüência e distribuição acumulada. Estatística descritiva.
Estimação pontual e por intervalos. Testes de hipótese. Princípios de álgebra matricial. Regressão.
Conceitos básicos e aplicações de números índices, medidas de distribuição de renda e concentração
industrial.
9 - FINANÇAS CORPORATIVAS - Mensuração de Risco e Retorno de Ativos.Teoria de Portfólios.
Mercados de Capitais Eficientes. O Modelo CAPM. Estrutura de Capital.Custo Médio Ponderado de Capital.
Decisões de Investimento e de Financiamento. Política de Dividendos. O teorema de Modigliani-Miller.
Opções de compra e de venda, Contratos Futuros, Contratos a Termo, Swaps. Obrigações Conversíveis.
Opções reais em projetos. Avaliação do valor da Firma e do valor das ações. Fusões e Aquisições.
Governança Corporativa.
10 - GESTÃO DE BANCOS - Spread bancário. Gestão de Risco de Crédito. Gestão de Risco de Mercado.
Acordo da Basiléia. Ativos ponderados pelo risco e requisitos mínimos de capital. Liquidez e Solvência de
19
bancos. Contabilização de créditos inadimplentes. Sistema de Pagamentos Brasileiros (SPB). Mercado de
Renda Fixa e Derivativos.
Bibliografia sugerida Economia:
1. VARIAN, Hal R., Microeconomia: Princípios Básicos – Uma abordagem moderna, Tradução. Ed.
Campus.
2. PORTER, M. E., Estratégia Competitiva – Técnicas para Análise de Indústrias e da Concorrência, Ed.
Campus.
3. DORNBUSH. R., Fischer, S. e Startz, Richard, Macroeconomia, São Paulo: MacGraw-Hill do Brasil.
4. WOILER, Sansão e Mathias, Washington Franco. Projetos - Planejamento, Elaboração e Análise. Ed.
Atlas.
5. GONÇALVES, Reinaldo (org), A nova economia internacional, Ed. Campus.
6. Além, Ana Cláudia e Giambiagi, Fabio, Finanças Públicas: Teoria e prática no Brasil, Ed. Campus.
7. ABREU. M. P. (org) A Ordem do Progresso: Cem anos de Política Econômica Republicana 1889-1989.
Ed. Campus.
8. GIAMBIAGI, Fabio e Mesquita, Maurício (org), A economia brasileira nos anos 90, BNDES. Disponível no
site do BNDES: http\www.bndes.gov.br.
9. SEN, Amartya, Sobre Ética e Economia, Ed. Cia. das Letras.
10. SEN, Amartya,Desenvolvimento como Liberdade, Ed. Cia. das Letras (Caps. 3, 4, 5, 7 e 9).
11. FABOZZI, Frank, Mercados, Análise e Estratégias de Bônus (Títulos de Renda Fixa), Ed. Qualitymark.
12. PUCCINI, Abelardo de Lima, Matemática Financeira Objetiva e Aplicada, Ed. Saraiva.
13. FINNERTY, John D., Project Finance: Engenharia financeira baseada em ativos, Ed. Qualitymark, Rio de
Janeiro (Capítulos de 1 a 6).
14. FORTUNA, Eduardo, Mercado Financeiro: Produtos e Serviços, Ed. Qualitymark, Rio de Janeiro
(Capítulos 6, 8, 9 e 11).
15. Iudicibus. S. de et Alli Contabilidade Introdutória. Equipe de Professores da USP, São Paulo, ed. Atlas.
16. WONNACOT. T. e Wonnacot, R. J., Estatística aplicada à Economia e à Administração. Rio de Janeiro,
Livros Técnicos e Científicos.
17. BREALEY & MYERS, Princípios de Finanças Empresariais, Ed. Mc-Graw-Hill.
18. DAMODARAN, Aswath, Avaliação de Investimentos – Ferramentas e técnicas para determinação do
valor de qualquer ativo, Ed. Qualitymark.
19. LETHBRIDGE, Governança Corporativa, Revista do BNDES, Dez. 1997, disponível no site do BNDES.
20. SIFFERT, Nélson, Governança Corporativa: Padrões Internacionais e Evidência Empírica no Brasil,
Revista do BNDES, Junho 1998, disponível no site do BNDES.
21. Istvan Karoly Kasznar. Finanças Internacionais para Bancos e Indústrias. IBMEC. Capítulos: 4,5,6,10 e
18.
22. Paul Krugman e Maurice Obstfeld. Economia Internacional - Teoria e Política. Makron Books. Capítulos:
6, 8 e 21.
23. GONÇALVES, Reinaldo (org): A Nova Economia Internacional: Uma perspectiva brasileira, ed. Campus.
24. ARONOVICH, Selmo. A Reestruturação Bancária Internacional: Experiência Recente e possíveis
desdobramentos, Revista do BNDES, Dez. 1999.
25. BORGES, Luis Ferreira Xavier. A Securitização como parte da segregação de risco. Revista do BNDES,
Dez. 1999.
26. PIRES, Luciano Siani. Fundamentos da Política Financeira do BNDES. Revista do BNDES, Dez. 1997.
27. ALTMAN, Edward I., Caouette, John B. e Narayanan, Paul. Gestão de Risco de Crédito: O Próximo
Grande Desafio Financeiro, Ed. QualityMark, Rio de Janeiro.
28. ARCOVERDE, Guilherme Lins. Alocação De Capital Para Cobertura De Risco De Mercado De Taxas De
Juros De Natureza Pré-Fixada- Dissertação para obtenção do grau de Mestre em Economia pela
EPGE/FGV.
29. Nota Técnica da Circular BACEN nº 2971, de 23/03/2000 e Resolução BACEN n
o
2682, de 21.12.99
(www.bcb.gov.br).
30. Página do BACEN na Internet (www.bcb.gov.br), “link” para SPB – Sistema de Pagamentos Brasileiro.
31. JORION Philipe. Value at Risk – A fonte de referência para o controle de risco de Mercado, BM&F, São
Paulo.
32. SILVA, Luiz Murício. Mercado de Opções: Conceitos e Estratégias, BM&F, São Paulo.
20
CRONOGRAMA
DATAS PREVISTAS EVENTOS
25.2.2002 Início das inscrições.
8.3.2002 Término das inscrições.
7.4.2002 Aplicação das provas:
- manhã: Provas com questões objetivas
- tarde: Prova Discursiva
9.4.2002 Divulgação do gabarito das Provas de questões objetivas.
10 e 11.4.2002 Prazo para recursos referentes ao gabarito das Provas de questões objetivas.
7.5.2002 Divulgação de:
Análise de recursos referentes ao gabarito das Provas de questões objetivas.
Notas das Provas de questões objetivas.
8 e 9.5.2002 Prazo para recursos referentes às Notas das Provas de questões objetivas.
4.6.2002 Divulgação de:
Análise de recursos referentes às Notas das Provas de questões objetivas.
Notas da Prova Discursiva.
5 e 6.6.2002 Prazo para recursos referentes às Notas da Prova Discursiva.
25.6.2002 Divulgação de:
Análise de recursos referentes às Notas da Prova Discursiva.
Classificação final / Resultado Final.
A definir Homologação.
ATENÇÃO
Após as inscrições, serão emitidos os Cartões de Convocação contendo data, local e horário da realização
das provas. Esses cartões serão enviados aos candidatos pelo correio. A comunicação feita através do
correio não tem caráter oficial, havendo possibilidade, por razões diversas, do não recebimento por parte do
candidato ou mesmo extravio da correspondência. Assim sendo, o candidato que não receber a
correspondência até 5 (cinco) dias antes da aplicação das provas, deverá dirigir-se à Fundação Vunesp, no
horário das 8 às 17 horas, ou ligar para o Disque Vunesp, no telefone (0xx11) 3874-6300, no horário das 8
às 17 horas, ou consultar o site www.vunesp.com.br.
21