Edital do Concurso Companhia Espírito Santense de Saneamento - ES (CESAN/ES) 2005 (2ª edição)

Visualizaçao do Edital do Concurso

1
COMPANHIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO (CESAN)
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM
CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO
EDITAL N.º 1/2005 CESAN, DE 29 DE ABRIL DE 2005
O DIRETOR PRESIDENTE DA COMPANHIA ESPÍRITO SANTENSE DE SANEAMENTO
(CESAN) torna públicas a abertura de inscrições e as normas estabelecidas para a realização de concurso
público para provimento de vagas em cargos de nível superior e de nível médio, mediante as condições
estabelecidas neste edital.
1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1 O concurso público será regido por este edital e será executado pelo Centro de Seleção e de Promoção
de Eventos (CESPE) da Universidade de Brasília (UnB).
1.2 A seleção para os cargos de que trata este edital compreenderá o exame de habilidades e
conhecimentos, mediante aplicação de provas objetivas, para todos os cargos, e de prova discursiva,
somente para os cargos de nível superior, ambas de caráter eliminatório e classificatório.
1.3 O concurso será realizado na cidade de Vitória/ES.
1.4 Em face da indisponibilidade de locais adequados ou suficientes na cidade de realização das provas,
estas poderão ser realizadas em outras cidades.
2 DOS CARGOS
2.1 NÍVEL SUPERIOR
CARGO 1: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ADVOGADO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e
registro na Ordem dos Advogados do Brasil.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: desenvolver atividades de acompanhamento processual
nas áreas de Direito Ambiental, do Consumidor, Administrativo, Constitucional, Civil e Processual Civil,
em todas as instâncias da justiça comum e dos juizados especiais cíveis; emitir pareceres na esfera
administrativa.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 2: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA ADMINISTRATIVO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação,
e registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: descrever, analisar, avaliar e efetuar auditorias de
cargos; elaborar e responder pesquisas salariais; acompanhar política salarial vigente; elaborar propostas
de atualização com o mercado; elaborar relatórios gerenciais e levantamento de dados; receber, analisar e
atender às demandas trabalhistas relacionadas a cargos e salários; propor alterações de atualização e
manutenção do Plano de Cargos e Salários; manter a estrutura de movimentação de pessoal de acordo
com a legislação e com o que estabelece o Plano de Cargos e Salários; elaborar dimensionamento de
pessoal conforme diretrizes da Empresa; desenvolver e acompanhar projetos de novas tecnologias em
transporte; buscar alternativas de melhoria de processos e novas tecnologias; realizar planejamento e
distribuição de frota; controlar a utilização dos veículos, promovendo a otimização e a racionalização da
frota; administrar contratos; promover a racionalização dos serviços de operação e manutenção visando à
redução de custo; efetuar controle de qualidade dos serviços; desenvolver, apresentar e discutir relatórios
técnicos; negociar com fornecedores; desenvolver atividades de planejamento estratégico e de
organização e métodos.
2
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 4, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 3: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA CONTÁBIL
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, e registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: planejar, coordenar e assessorar as atividades
relacionadas com escrituração fiscal e tributária; elaborar base de cálculo e apurar valores a serem
recolhidos das contribuições e dos impostos incidentes sobre a pessoa jurídica; elaborar livros fiscais;
possuir domínio da legislação fiscal e tributária a nível federal, estadual e municipal; elaborar cálculos
dos custos operacionais e de empreendimentos; analisar estatisticamente o desempenho e os resultados
dos processos operacionais; efetuar análise da distribuição dos custos diretos e indiretos e de composição
da planilha de custos; planejar as atividades de desenvolvimento dos processos financeiros, relatórios
técnicos e aplicação de recursos financeiros; desenvolver projeto e programação financeira; analisar e
controlar o serviço da dívida e os impactos das projeções orçamentárias a respeito da situação financeira
da Empresa.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 3, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 4: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, fornecido por instituição de ensino superior
reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro na Delegacia Regional do Trabalho (DRT).
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: elaborar matérias jornalísticas voltadas para o jornal
interno e imprensa em geral através de releases; atender aos meios de comunicação no sentido de captar
informações solicitadas pela imprensa, visando divulgar a ação da Empresa; efetuar cobertura jornalística
e promover eventos internos e externos; promover entrevista coletiva para imprensa; promover ações
voltadas para comunicação interna da empresa; participar de reuniões em comunidades em parceria com
outras áreas da empresa; redigir e revisar o jornal interno da Empresa.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 5: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA DE MATERIAIS
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Sanitária ou Produção Civil,
fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no
conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: revisar e aperfeiçoar, com base em padrões e normas,
as especificações de materiais e os equipamentos elaborados pelos clientes internos, para abertura de
número de identificação no sistema informatizado; atualizar e emitir catálogos de materiais e
equipamentos; elaborar/atualizar normas técnicas; proceder análise técnica dos materiais ofertados nos
processos licitatórios; preparar e manter atualizado o cadastro de marcas de materiais aprovados pela
CESAN; operacionalizar o processo de pré-qualificação de fornecedores de materiais e equipamentos;
supervisionar as atividades relativas ao controle de qualidade dos materiais adquiridos; propor e gerenciar
os convênios de cooperação técnica com entidades responsáveis por ensaios e testes de materiais; realizar
auditorias técnicas em unidades de produção dos fornecedores; representar a CESAN em programas de
3
qualificação de fornecedores; coordenar a atividade de avaliação de desempenho de fornecedores de
materiais e equipamentos; elaborar e revisar os padrões de inspeção.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 6: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA DE PLANEJAMENTO ECONÔMICO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Economia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e
registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: planejar e acompanhar a gestão orçamentária; elaborar
projeções econômicas/simulações financeiras dos estados empresariais da CESAN; analisar os
indicadores de desempenho empresarial; elaborar estudos técnicos econômicos de alternativas de fontes
de recursos para investimento; analisar as atividades de captação de recursos contratados para
investimentos; analisar a viabilidade econômica e financeira dos investimentos; elaborar estudo tarifário;
elaborar cálculos dos custos operacionais e de empreendimentos realizados pela Empresa; acompanhar
estatisticamente os resultados das atividades e dos processos operacionais; analisar o desempenho de
sistemas operacionais; efetuar análise da distribuição dos custos diretos e indiretos e de composição da
planilha de custos; planejar as atividades de desenvolvimento dos processos financeiros, relatórios
técnicos, aplicação de recursos financeiros, análise e pesquisa do mercado financeiro; desenvolver o
projeto financeiro dos pagamentos e dos recebimentos da Empresa, bem como a programação financeira
anual; analisar e controlar o serviço da dívida; analisar os impactos das projeções orçamentárias a respeito
da situação financeira da Empresa.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 4, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 7: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA DE QUALIDADE DE ESGOTO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Química, Engenharia Sanitária ou Química Industrial, fornecido por instituição de ensino
superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar atividades para controle da qualidade de
esgoto; acompanhar as eficiências; elaborar planos e campanhas de monitoramento operacional de
Estação de Tratamento de Esgoto e corpo receptor; efetuar tratamento estatístico dos resultados das
análises de monitoramento; analisar dados, elaborar parecer e relatórios técnicos sobre recebimento de
efluentes industriais e que dêem subsídios para o gerenciamento dos sistemas de atendimento às
exigências ambientais, tais como resultados de monitoramento, influência da biomassa algal da Estação
de Tratamento de Esgoto na qualidade do efluente final e no corpo receptor; elaborar documentos
necessários à regularização ambiental dos sistemas; acompanhar processos de licenciamento de sistema
de esgotamento sanitário; participar do planejamento e do acompanhamento de ações para melhorias
operacionais das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s).
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGA: 1, não há reserva de vaga para candidatos portadores de deficiência em virtude do quantitativo
oferecido.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 8: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA DE SISTEMAS DESENVOLVIMENTO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em qualquer área de Informática, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério
da Educação.
4
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: elaborar projetos de sistemas informatizados e gerir a
sua implementação, de acordo com os métodos, as técnicas e as métricas vigentes; administrar dados e
banco de dados.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 9: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA DE SISTEMAS INFRA-ESTRUTURA
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em qualquer área de Informática, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério
da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar o suporte técnico-operacional em: hardware
(mainframe, servidores, dispositivos de armazenamento, storage área network (SAN),
microcomputadores, roteadores modens, switches, no-breaks e appliances); sistemas operacionais
(Windows XP/2000 Server e Linux); banco de dados (Oracle e MS SQL Server), conceitos,
administração, linguagem SQL; linguagem de programação orientada a objetos (C++, DELFHI e Java):
segurança (sistema operacional, Virtual Private Network (VPN), certificação digital, criptografia,
firewall, proxy, vírus de computador, IDS, serviços de diretório, aplicações de Internet e testes de
vulnerabilidade); Internet (DNS, FTP, NFS, TELNET, SMTP, WWW, SNMP); redes de computadores
(projeto, implementação e administração de redes de comunicação de dados, protocolos TCP/IP e Frame
Relay); conceito de engenharia de software: processo de desenvolvimento de software, modelagem de
dados, Unified Modeling Language (UML).
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 10: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ANALISTA OPERACIONAL DE ESGOTO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Ciências Biológicas, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, e registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar atividades de monitoramento hidrobiológico e
microbiológico para controle operacional de esgoto, tais como planos e campanhas de monitoramento
operacional de Estação de Tratamento de Esgoto e corpo receptor; realizar estudos hidrobiológicos e
microbiológicos, tais como identificar os microorganismos presentes nas amostras, realizar contagem
qualitativa e quantitativa dos fitoplanctons, avaliar e interpretar os resultados, caracterizar os
microorganismos predominantes, relacionar com a eficiência operacional; elaborar documentos
necessários aos processos de licenciamento ambiental; participar do planejamento e do acompanhamento
de ações para melhorias operacionais das Estações de Tratamento de Esgoto; conhecer tratamento de
esgoto, corpo receptor e caracterização de efluentes de esgotos brutos e tratados; efetuar parecer técnico
sobre esgoto industrial.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGA: 1, não há reserva de vaga para candidatos portadores de deficiência em virtude do quantitativo
oferecido.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 11: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ASSISTENTE SOCIAL
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação,
e registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: planejar e desenvolver programas institucionais,
5
ministrando palestras e atividades diversas junto à comunidade externa à CESAN; desenvolver
metodologias, produzir material didático e implementar ações educativas para atuação junto às
comunidades; planejar e coordenar eventos para disseminação de informações sobre a Empresa e ou de
interesse da comunidade; elaborar, implantar e coordenar projetos socioeducativos; realizar
levantamentos, visitas, reuniões e diagnósticos junto às comunidades para desenvolver atividades diversas
de interesse da CESAN ou da comunidade; planejar e participar de estandes e eventos educativos e de
divulgação e/ou esclarecimentos a respeito do modelo de gestão proposto pela CESAN.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 3, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 12: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ENGENHEIRO CIVIL OU ENGENHEIRO SANITARISTA
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Civil ou Engenharia Sanitária, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida
pelo Ministério da Educação, e registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: desenvolver atividades técnicas e operacionais das
áreas de Controle Operacional, Operação e Manutenção, Pitometria, Fiscalização de Obras, Projetos de
Água e Esgoto, Lógica Operacional, Hidrometria, Projetos Estruturais, Operação/Manutenção de Redes
de Água e de Esgoto e Coleta Tratamento de Esgoto.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 25, sendo 2 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 13: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em qualquer Engenharia, acrescido de certificado de curso de especialização na área de Segurança do
Trabalho, com habilitação no Ministério do Trabalho, fornecido por instituição de ensino superior
reconhecida pelo Ministério da Educação, registro no conselho de classe correspondente e carteira de
habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: programar, coordenar e executar atividades
relacionadas com as competências de serviço de segurança do trabalho, tais como desenvolver estudos de
aspectos técnicos e científicos ligados aos riscos operacionais e ambientais; propor métodos e técnicas
para prevenir acidentes e doenças ocupacionais e melhorar as condições de trabalho dos empregados;
pesquisar, avaliar, controlar e monitorar os riscos ambientais existentes nas atividades da Empresa bem
como a saúde ocupacional dos trabalhadores; propor e desenvolver normas e padrões técnicos para
padronização e segurança na execução das atividades de riscos de acidentes.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGA: 1, não há reserva de vaga para candidatos portadores de deficiência em virtude do quantitativo
oferecido.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 14: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
MÉDICO DO TRABALHO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação,
acrescido de certificado de especialização em Medicina do Trabalho, e registro no conselho de classe
correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: coordenar, elaborar, executar e acompanhar as ações
preventivas voltadas para a saúde e para o bem-estar do empregado; coordenar e executar o Programa de
Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO); zelar pela saúde ocupacional dos empregados;
solicitar, avaliar e acompanhar os exames admissionais, periódicos, demissionais, de retorno ao trabalho,
6
de mudança de função; emitir parecer e laudo técnico sobre locais insalubres; emitir Perfil
Profissiográfico Previdenciário (PPP), de acordo com legislação; realizar ações educativas e preventivas
de saúde que promova e preserve a saúde do empregado; ministrar palestras informativas e preventivas,
bem como realizar campanhas que promovam e preservem a saúde do empregado; elaborar e monitorar
indicadores sobre a situação da saúde do empregado; realizar ações pertinentes aos resultados
apresentados.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGA: 1, não há reserva de vaga para candidatos portadores de deficiência em virtude do quantitativo
oferecido.
JORNADA DE TRABALHO: 20 horas semanais.
CARGO 15: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
SUPORTE
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Civil ou Produção Civil, ou Engenharia Sanitária, fornecido por instituição de ensino
superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: atuar, junto aos gestores, no levantamento de
informações, desenvolvimento e implantação de ações e acompanhamento de resultados pertinentes à
gestão da gerência, tais como analisar e monitorar indicadores, estabelecer metas, padronizar
procedimentos, definir estratégias de atividades técnico-administrativas, elaborar relatórios vinculados à
gestão econômico-financeira; promover a gestão pela qualidade; realizar leitura de projetos para a
elaboração de orçamentos; efetuar levantamento in loco das dificuldades construtivas, tipos de terreno,
pavimentação e interferências para a elaboração de orçamentos; efetuar cálculos orçamentários; efetuar
levantamentos de quantitativos de materiais e serviços para elaboração de orçamentos para Sistemas de
Abastecimento de Água e Sistemas de Esgotamento Sanitário; elaborar/revisar composições de custos
unitários; elaborar prescrições técnicas de serviços e elementos técnicos de licitação; efetuar cálculo e
análise de índice de reajuste dos contratos.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 3, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 16: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
SUPORTE DE PRODUÇÃO DE ÁGUA
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Química ou Engenharia Sanitária, fornecido por instituição de ensino superior
reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no conselho de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: acompanhar e otimizar processo de tratamento de água
nas Estações de Tratamento de Água (ETA’s) e Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s); analisar
relatórios de qualidade de água tratada e distribuída e de coleta e tratamento de esgoto; pesquisar novos
métodos de tratamento nas ETA’s e ETE’s; implementar ações visando corrigir erros sistemáticos;
elaborar laudos com avaliação técnica operacional; desenvolver atividades relativas à produção de água,
elaborar estudos, diagnósticos e parecer técnico relativos aos processos de captação de água bruta,
dosagem de produtos químicos, eficiência das unidades de tratamento, condições dos laboratórios das
Estações de Tratamento de Água e plano de monitoramento operacional das ETA’s; gerenciar e manter
atualizado banco de dados de controle operacional e da qualidade da água e elaborar relatórios; analisar
resultados e indicadores operacionais e da qualidade; elaborar relatórios diversos; participar do
planejamento e acompanhamento de ações para melhorias operacionais das unidades de produção de
água; atuar nas atividades de pesquisa, elaboração de projetos, operação e monitoramento ambientais.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
7
CARGO 17: TÉCNICO ASSISTENTE DE NÍVEL SUPERIOR ÁREA DE OCUPAÇÃO:
SUPORTE EM MANUTENÇÃO
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, registro no conselho de classe correspondente e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: elaborar projetos elétricos, telefônicos e de automação;
dar apoio técnico nas obras e nos serviços em andamento; atuar no planejamento e no desenvolvimento de
atividades de manutenção eletromecânica em sistemas de esgotamento sanitário e abastecimento de água;
realizar análise de projetos eletromecânicos; elaborar especificações, justificativas técnicas e estudos
diagnósticos eletromecânicos referentes às condições de funcionamento dos equipamentos; analisar
indicadores, causas e efeitos das ocorrências nos equipamentos; trabalhar a manutenção dentro de
processo TPM, MCC e/ou outros; efetuar diagnóstico dos equipamentos existentes e avaliar seu
funcionamento quanto à eficiência do consumo de energia; identificar causas das perdas de água e
energia; analisar a qualidade do fornecimento de energia elétrica das unidades consumidoras; gerenciar as
contas de energia elétrica; elaborar relatórios de acompanhamento, controle, análise e indicadores;
promover negociações com empresas concessionárias de energia elétrica; manter atualizadas normas de
fornecimento/contratação de energia elétrica; elaborar plano de ação (indicadores, obras e serviços) para a
redução do consumo; elaborar proposta de orçamento das despesas de energia; elaborar estudos e
projetos; executar diagnóstico energético nas unidades operacionais e administrativas.
SALÁRIO: R$ 1.798,41.
VAGAS: 6, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
2.2 NÍVEL MÉDIO
CARGO 18: INSTALADOR PITOMÉTRICO ÁREA DE OCUPAÇÃO: INSTALADOR
PITOMÉTRICO
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio (antigo segundo grau), expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar atividades de instalação de equipamentos
pitométricos, tais como calibradores, tubos pitot e estações pitométricas; instalar e ler deflexões em tubos
“U” e manômetros; operar máquinas de furar em carga para instalação de derivação; aferir manômetros
por meio de balança hidrostática; auxiliar técnicos de pitometria na aferição de macromedidores; revisar
equipamentos para que estejam em condições normais de uso; auxiliar na localização e escavações de
pontos de instalação; efetuar levantamento de dados em campo; auxiliar no levantamento de croqui e
curva de velocidade; instalar, operar e retirar registradores de pressão e de vazão; abrir e fechar registros e
válvulas; efetuar manutenção preventiva e corretiva em equipamentos de pitometria; realizar testes de
funcionabilidade nos equipamentos.
SALÁRIO: R$ 764,16.
VAGA: 1, não há reserva de vaga para candidatos portadores de deficiência em virtude do quantitativo
oferecido.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 19: OPERADOR DE ETA III ÁREA DE OCUPAÇÃO: ETA DE MÉDIO PORTE
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso técnico de nível médio (antigo segundo grau
profissionalizante) em Meio Ambiente, em Química ou em Saneamento, expedido por instituição de
ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar atividades relativas à Operação de Estação de
Tratamento de Água (ETA) de médio porte, tais como monitoramento da qualidade de água bruta e
tratada; realizar análises laboratoriais de ETA; definir e aplicar dosagens de produtos químicos utilizados
no tratamento; executar teste de jarra; proceder à calibração e ao manuseio de aparelhos de bancada do
laboratório da ETA e à leitura dos parâmetros de tratamento; analisar bola de lodo, taxa de expansão e
taxa de filtração; fazer lavagem de leitos filtrantes, floculadores e decantadores; proceder à descarga dos
8
floculadores e decantadores; trocar cilindros de cloro; preparar tanques de solução de produtos químicos;
efetuar revezamento da operação de compressores e sopradores; coletar amostras de produtos químicos
para análise do laboratório central; observar necessidade de manutenção eletromecânica dos
equipamentos da ETA; controlar nível dos reservatórios; tabular dados e preencher formulário “Controle
Operacional de ETA”; receber, registrar e dar entrada de produtos químicos no estoque; revezar tanques
de flúor e sulfato; avaliar resultados de análises da água de redes e fazer correções nas dosagens; executar
atividades para cumprir os parâmetros de qualidade da água exigidos pela Portaria n.º 518/2004 do
Ministério da Saúde padrões de trabalho operacionais e relativos à segurança do trabalho.
SALÁRIO: R$ 1.030,17.
VAGAS: 5, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 20: OPERADOR DE ETA IV ÁREA DE OCUPAÇÃO: ETA DE GRANDE PORTE
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Meio Ambiente, em Química ou em Saneamento, expedido por instituição de
ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar atividades relativas à Operação de Estação de
Tratamento de Água (ETA) de grande porte, tais como monitoramento da qualidade de água bruta e
tratada bem como análises laboratoriais de ETA; definir e aplicar dosagens de produtos químicos
utilizados no tratamento; executar teste de jarra; proceder à calibração e ao manuseio de aparelhos de
bancada do laboratório da ETA e à leitura dos parâmetros de tratamento; analisar bola de lodo, taxa de
expansão e taxa de filtração; fazer lavagem de leitos filtrantes, floculadores e decantadores; proceder à
descarga dos floculadores e decantadores; trocar cilindros de cloro; preparar tanques de solução de
produtos químicos; efetuar revezamento da operação de compressores e sopradores; coletar amostras de
produtos químicos para análise do laboratório central; observar necessidade de manutenção
eletromecânica dos equipamentos da ETA; controlar nível dos reservatórios; tabular dados e preencher
formulário “Controle Operacional de ETA”; receber, registrar e dar entrada de produtos químicos no
estoque; revezar tanques de flúor e sulfato; avaliar resultados de análises da água de redes e fazer
correções nas dosagens; executar atividades para cumprir os parâmetros de qualidade da água exigidos
pela Portaria n.º 518/2004 do Ministério da Saúde padrões de trabalho operacionais e relativos à
segurança do trabalho.
SALÁRIO: R$ 1.180,17.
VAGAS: 3, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 21: TÉCNICO ADMINISTRATIVO I ÁREA DE OCUPAÇÃO: AFERIÇÃO DE
HIDRÔMETRO
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Construção Civil (Edificações), expedido por instituição de ensino reconhecida
pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar aferição de hidrômetro, seguindo
procedimentos preestabelecidos; considerar parâmetros do INMETRO e elaborar o respectivo laudo;
vistoriar instalações prediais (hidráulicas) para detectar causa de vazamento.
SALÁRIO: R$ 1.201,66.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 22: TÉCNICO ADMINISTRATIVO II ÁREA DE OCUPAÇÃO: ATENDENTE
COMERCIAL
REQUISITO: certificado de conclusão de curso de nível médio (antigo segundo grau), expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: atender clientes; negociar e apresentar soluções em
assuntos relacionados com a área comercial; monitorar as negociações previamente estabelecidas;
9
elaborar processos para trâmite interno, instruindo-o conforme legislação e normas da Empresa; realizar
cálculos diversos com aplicação de percentual, taxa de juros e as quatro operações matemáticas.
SALÁRIO: R$ 1.373,12.
VAGAS: 3, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 23: TÉCNICO DE EXPANSÃO I ÁREA DE OCUPAÇÃO: CADASTRO
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Construção Civil (Edificações), em Geomática (Agrimensura), em Hidráulica ou
em Saneamento, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira
de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar atividades de manutenção dos cadastros
geográficos, redes e clientes, tais como consolidar a atualização dos cadastros por meio de dados oriundos
das áreas operacional e comercial; levantar informações de expansão de redes, crescimento vegetativo,
substituição de redes de água e redes de esgoto e unidades operacionais; atualizar a base geográfica da
CESAN, por meio do sistema de cadastro, com informações referentes a localidades, bairros, logradouros
e outros; validar os dados existentes nos cadastros; elaborar relatórios específicos dos cadastros; elaborar
mapas temáticos e croquis por meio do sistema de geoprocessamento; elaborar e executar roteiros de
serviços.
SALÁRIO: R$ 1.373,12.
VAGA: 1, não há reserva de vaga para candidatos portadores de deficiência em virtude do quantitativo
oferecido.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 24: TÉCNICO DE EXPANSÃO II ÁREA DE OCUPAÇÃO: CADASTRO
OPERACIONAL
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Construção Civil (Edificações), em Geomática (Agrimensura), em Hidráulica ou
em Saneamento, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira
de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: planejar, coordenar e implantar o cumprimento do
fluxo de envio de informações para atualização do cadastro técnico da manutenção de redes de água e
esgoto; levantar dados no campo para elaboração de projetos de redes e atualização e manutenção de
dados cadastrais; elaborar projetos para construção de redes; gerir e fiscalizar contratos de cadastramento
e recadastramento; planejar e executar inclusões e alterações com amarração no cadastro de localidades,
bairros e logradouros por meio de levantamento topográfico; promover reciclagem para os procedimentos
adotados na manutenção de dados cadastrais e promover a atualização de aplicativos que utilizam
geoinformações; realizar análise para instalação e interligação de hidrante e elaborar o respectivo croqui;
elaborar desenhos hidráulicos com base nos estudos, esboços e croquis; modificar, reduzir, ampliar,
corrigir, complementar e efetuar acabamento nos desenhos; interagir com líderes de crescimento
vegetativo e de manutenção da distribuição para atualização dos cadastros.
SALÁRIO: R$ 1.572,74.
VAGA: 1, não há reserva de vaga para candidatos portadores de deficiência em virtude do quantitativo
oferecido.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 25: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE I ÁREA DE OCUPAÇÃO:
CONTROLE OPERACIONAL
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Construção Civil (Edificações) em Hidráulica ou em Saneamento, expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: recepcionar, analisar e transmitir dados operacionais;
analisar e registrar informações de vazões de água e esgoto, níveis de reservatórios, pressões das redes,
10
controle de qualidade da água, manobras operacionais, ocorrências de vazamentos de água e esgoto;
sugerir manobras necessárias ao equilíbrio do sistema; emitir e encaminhar relatórios de vazões e
pressões para os clientes internos; acionar áreas e responsáveis envolvidos com providências a serem
adotadas por problemas ocorridos nos sistemas; detectar desvios operacionais e dar encaminhamentos de
solução; executar atividades de pitometria; realizar geofonamento, levantamento do perfil de velocidade,
instalação de estações pitométricas, levantamento de perfil piezométrico e cálculos para medição de
vazão; elaborar relatórios técnicos para subsidiar a análise lógica operacional; configurar equipamentos
de medições pitométricas; aferir medidores.
SALÁRIO: R$ 1.373,12.
VAGAS: 3, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 26: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE I ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ELÉTRICA
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Eletrotécnica, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da
Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: realizar medição de energia elétrica; elaborar planilhas
e cálculos para análise operacional e relatórios a partir de informações dos instrumentos; manusear
instrumentos de medição e utilizar software referente ao registro de medição de grandezas elétricas; ler e
elaborar diagramas de circuitos elétricos/eletrônicos; orientar a otimização manutenção eletro/eletrônica
dos equipamentos elétricos dos processos em captação, adução, reservação e distribuição de água bruta e
esgotamento sanitário; acompanhar, avaliar e criticar os registros de consumo de energia elétrica,
contratos de demandas, especificações de equipamentos elétricos; estudar e propor novas tecnologias para
automação, telemetria, telecomando em sistemas de água e esgoto.
SALÁRIO: R$ 1.373,12.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 27: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE I ÁREA DE OCUPAÇÃO:
OPERADOR DE ETA
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante), em Meio Ambiente, em Química ou em Saneamento, expedido por instituição de
ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar atividades relativas à Operação de Estação de
Tratamento de Água (ETA), tais como monitoramento da qualidade de água bruta e tratada bem como
análises laboratoriais de ETA; definir e aplicar dosagens de produtos químicos utilizados no tratamento;
executar teste de jarra; proceder à calibração e ao manuseio de aparelhos de bancada do laboratório da
ETA e à leitura dos parâmetros de tratamento; analisar bola de lodo, taxa de expansão e taxa de filtração;
fazer lavagem de leitos filtrantes, floculadores e decantadores; proceder à descarga dos floculadores e
decantadores; trocar cilindros de cloro; preparar tanques de solução de produtos químicos; efetuar
revezamento da operação de compressores e sopradores; coletar amostras de produtos químicos para
análise do laboratório central; observar necessidade de manutenção eletromecânica dos equipamentos da
ETA; controlar nível dos reservatórios; tabular dados e preencher formulário “Controle Operacional de
ETA”; receber, registrar e dar entrada de produtos químicos no estoque; revezar tanques de flúor e
sulfato; avaliar resultados de análises da água de redes e fazer correções nas dosagens; executar atividades
para cumprir os parâmetros de qualidade da água exigidos pela Portaria n.º 518/2004 do Ministério da
Saúde padrões de trabalho operacionais e relativos à segurança do trabalho.
SALÁRIO: R$ 1.373,12.
VAGAS: 4, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
11
CARGO 28: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE II ÁREA DE OCUPAÇÃO:
MANUTENÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante), em Construção Civil (Edificações), em Hidráulica ou em Saneamento, expedido por
instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: supervisionar, programar e acompanhar a execução de
atividades de operação e manutenção de redes, elevatórias e reservatórios dos sistemas de distribuição de
água; monitorar abastecimento de água, controlando manobras e níveis de reservatórios; efetuar
levantamentos relativos às condições de elevatórias e pressão nas redes de distribuição, bem como
analisar dados obtidos e adotar providências quando de irregularidades detectadas; especificar materiais e
equipamentos necessários para a operação das elevatórias; programar serviços de campo quanto à
manutenção; propor melhorias em áreas com deficiências de abastecimento; efetuar levantamentos das
condições de veículos, equipamentos e ferramentas; executar atividades de controle e supervisão dos
ranger’s operacionais hidráulicos; identificar problemas operacionais; acompanhar as ampliações dos
sistemas de redes e elevatórias, os projetos relativos a perdas físicas e os indicadores operacionais;
controlar os us-buid (como foi feito) das ampliações para atualização dos cadastros; controlar e fiscalizar
as manobras e as operações das válvulas e das elevatórias; planejar, acompanhar e executar manobras
necessárias às paralisações dos sistemas para manutenções e interligações; elaborar relatórios técnicos
dos respectivos projetos.
SALÁRIO: R$ 1.572,74.
VAGAS: 5, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 29: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE II ÁREA DE OCUPAÇÃO:
MANUTENÇÃO ELETROMECÂNICA E INSTRUMENTAÇÃO
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante), em Automação Industrial ou em Eletrotécnica, expedido por instituição de ensino
reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: supervisionar a execução de atividades de manutenção
eletromecânica preventiva e corretiva nos sistemas de abastecimento de água, esgotamento sanitário,
eletroeletrônicos, pneumáticos, de instrumentação e de automação nas unidades operacionais e em
equipamentos; executar serviços de inspeção e cadastro dos equipamentos; dimensionar peças para
confecção; especificar novos equipamentos e componentes dos equipamentos elétricos; inspecionar
recebimento de equipamentos; elaborar relatórios, plano de ação e cronogramas de manutenção; analisar
indicadores de desempenho; realizar medição e controle de serviços contratados; conhecer materiais
aplicados em sistemas, suas normas e técnicas; coordenar equipes de campo e de oficina; executar
serviços de montagem e confecção de circuitos elétricos, eletrônicos, reparos e consertos em
instrumentos; fazer manutenção em transmissores, sensores de níveis, transmissores de pressão e
equipamentos de laboratório, sistemas de comando e controle, sistemas de análise de processos, sistemas
de PLC e Supervisório, válvulas reguladoras de pressão, válvulas elétricas, transmissores de vazão, de
pressão, de nível, de temperatura, de PH, de turbidez, de flúor e cloro residual, transdutores de tensão, de
corrente, de fator de potência, de potência, soft starter, retificador CC, posicionadores, painéis elétricos
de média e baixa tensão, inversores de freqüência, cloradores; fazer manutenção
eletromecânica/instrumentação/automação do sistema; instalar e montar painéis de comando/controle;
calibrar soft starter’s e inversores de freqüência e sensores de fluxo.
SALÁRIO: R$ 1.572,74.
VAGAS: 6, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
12
CARGO 30: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE II ÁREA DE OCUPAÇÃO:
FISCALIZAÇÃO DE OBRAS
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Construção Civil (Edificações), expedido por instituição de ensino reconhecida
pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: atuar na execução de atividades de expansão e
melhorias de sistemas e serviços complementares; orientar, fiscalizar e acompanhar obras e serviços de
expansão, extensão de redes/ligações prediais, implantação de hidrômetros, pavimentação primária e
asfáltica, reposição de calçadas e reparos diversos; supervisionar a execução dos serviços de conservação
e manutenção de elevatórias; elaborar medição de campo, calcular dados e elaborar boletim de medição
para fins de pagamentos a terceiros pelos serviços prestados; acompanhar desenvolvimento físico-
financeiro dos contratos; recepcionar “solicitação de serviços” no Sistema de Atendimento ao Público;
manter controle dos serviços e dos materiais necessários a sua execução; acompanhar a aplicação dos
materiais na obra; fornecer dados para elaboração de relatórios; gerar dados para cadastro técnico; dar
suporte técnico a estudos, planilhas e projetos a serem executados; elaborar relatórios sobre o andamento
das obras, emitindo parecer técnico.
SALÁRIO: R$ 1.572,74.
VAGAS: 6, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 31: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE II ÁREA DE OCUPAÇÃO:
OPERAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ÁGUA E OPERAÇÃO DE ESGOTO
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Química ou em Saneamento ou Meio Ambiente, expedido por instituição de ensino
reconhecida pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: supervisionar a execução de atividades de operação e
produção dos sistemas de abastecimento de água e esgoto sanitário relativas a captação, adução,
tratamento e distribuição de água e coleta, tratamento e lançamento de esgoto sanitário; coordenar
serviços referentes à operação e ao monitoramento de redes, elevatórias, estações de tratamento de água e
estações de tratamento de esgoto, bem como inspeções e monitoramento de mananciais de captação, do
canal adutor, operação de estação elevatória de água bruta, operação de subestação, inspeção de adutora,
operação e controle dos equipamentos das estações; monitorar a qualidade da água produzida, estoque e
utilização dos produtos químicos; promover vistorias e solicitar providências quanto à manutenção dos
equipamentos eletromecânicos dos sistemas; elaborar relatórios operacionais com base nos dados dos
controles diários de operação de elevatórias e ETA’s; cumprir os parâmetros de qualidade da água
exigidos pela Portaria n.º 518/2004 do Ministério da Saúde; observar os padrões de trabalho operacionais
e relativos à Segurança do Trabalho; elaborar a medição dos serviços de campo; analisar as solicitações
de serviços e autorizar sua execução; monitorar e caracterizar o esgoto recebido; inspecionar ligações de
esgoto; monitorar interferências nos sistemas coletores; supervisionar vazões das ETE’s, ações de
controle de odores desagradáveis e vetores; administrar consumo energia elétrica; analisar resultados do
controle diário das ETE’s; determinar manobras operacionais dos sistemas; monitorar resíduos; controlar
condições de fluxo dos efluentes; atender a demandas da área ambiental da Empresa; manter contatos
com clientes, controle operacional e áreas de apoio; monitorar e acompanhar o atendimento das
condicionantes ambientais.
SALÁRIO: R$ 1.572,74.
VAGAS: 7, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
13
CARGO 32: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE II ÁREA DE OCUPAÇÃO:
ORÇAMENTO
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Construção Civil (Edificações), expedido por instituição de ensino reconhecida
pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: efetuar análise, revisão e execução orçamentos; efetuar
levantamento in loco das dificuldades construtivas, tipos de terreno, pavimentação e interferências para a
elaboração de orçamentos; efetuar cálculos de matemática básica, orçamento, levantamentos de
quantitativos de materiais e serviços para elaboração/revisão de composição de custos; fazer apropriação
de custos.
SALÁRIO: R$ 1.572,74.
VAGAS: 2, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
CARGO 33: TÉCNICO DE OPERAÇÃO E CONTROLE II ÁREA DE OCUPAÇÃO:
PROJETISTA
REQUISITOS: certificado de conclusão de curso de nível médio técnico (antigo segundo grau
profissionalizante) em Construção Civil (Edificações), expedido por instituição de ensino reconhecida
pelo Ministério da Educação, e carteira de habilitação categoria “B”.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES: executar atividades de projetos técnicos e
arquitetônicos; desenvolver, desenhar e detalhar projetos de redes de água e esgotos, estações de
tratamento de água, estações de tratamento de esgoto, elevatórias e reservatórios, utilizando softwares de
projeto; gerar desenhos hidráulicos, arquitetônicos, mecânicos e mapas em computador; executar
desenhos topográficos e de perfil; confeccionar e atualizar biblioteca de desenhos; conferir projetos de
terceiros para aprovação; utilizar dados pitométricos para desenhar projetos; fazer croquis e levantar
dados em campo; gerar os elementos técnicos necessários às modelagens hidráulicas e georeferenciadas;
consultar normas técnicas; desenvolver memórias de cálculos referentes às unidades dos sistemas de água
e esgoto; desenvolver desenhos segundo dados técnicos para anteprojetos com detalhamento e
especificação de materiais e equipamentos; elaborar desenhos e descritivos técnicos.
SALÁRIO: R$ 1.572,74.
VAGAS: 5, sendo 1 reservada aos candidatos portadores de deficiência.
JORNADA DE TRABALHO: 44 horas semanais.
2.3 DAS DEMAIS VANTAGENS: conforme Acordo Coletivo, a Empresa oferece assistência
médica/odontológica, concedida para empregados e dependentes de acordo com norma interna específica,
vale-refeição, no valor de R$ 320,00 e vale-transporte.
3 DAS VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA
3.1 Das vagas destinadas a cada cargo/área de ocupação, 5% serão providas na forma do § 2.º do artigo
5.º da Lei n.º 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e do Decreto Federal n.º 3.298/99, alterado pelo Decreto
Federal n.º 5.296/2004, exceto para os cargos/área de ocupação em que haja somente uma vaga.
3.1.1 O candidato que se declarar portador de deficiência concorrerá em igualdade de condições com os
demais candidatos.
3.2 Para concorrer a uma dessas vagas, o candidato deverá:
a) no ato da inscrição, declarar-se portador de deficiência;
b) encaminhar laudo médico, original ou cópia simples, emitido nos últimos doze meses, atestando a
espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da
Classificação Internacional de Doença (CID-10), bem como à provável causa da deficiência, na forma do
subitem 3.2.1.
3.2.1 O candidato portador de deficiência deverá entregar, até o dia 23 de maio de 2005, das 8 horas às
19 horas, pessoalmente ou por terceiro, o laudo médico a que se refere a alínea “b” do subitem 3.2, no
Núcleo de Atendimento ao Candidato do CESPE, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Instituto Central
de Ciências (ICC), mezanino, ala norte Asa Norte, Brasília/DF.
14
3.2.2 O candidato poderá, ainda, encaminhar, impreterivelmente até o dia 23 de maio de 2005, o laudo
médico, via SEDEX, para o Núcleo de Avaliação de Potenciais do CESPE Concurso CESAN, Caixa
Postal 04521, CEP 70919-970 – Brasília/DF.
3.3 O candidato portador de deficiência poderá requerer, na forma do subitem 5.4.10 deste edital,
atendimento especial, no ato da inscrição, para o dia de realização das provas, indicando as condições de
que necessita para a sua realização, conforme previsto no art. 40, §§ 1.º e 2.º, do Decreto Federal n.º
3.298/99, alterado pelo Decreto Federal n.º 5.296/2004.
3.4 O laudo médico (original ou cópia simples) valerá somente para este concurso, não será devolvido e
não serão fornecidas cópias desse laudo.
3.5 A inobservância do disposto no subitem 3.2 acarretará a perda do direito ao pleito das vagas
reservadas aos candidatos em tal condição e o não-atendimento às condições especiais necessárias.
3.6 Os candidatos que, no ato da inscrição, declararem-se portadores de deficiência, se aprovados e
classificados no concurso, terão seus nomes publicados em lista específica e, caso obtenham classificação
necessária, figurarão também na lista de classificação geral por cargo/área de ocupação.
3.7 Os candidatos que se declararem portadores de deficiência, caso aprovados no concurso público, serão
convocados para submeterem-se à perícia médica por equipe multiprofissional determinada pela CESAN,
que verificará sua qualificação como portador de deficiência, o grau da deficiência e a capacidade para o
exercício do cargo/área de ocupação.
3.8 Os candidatos deverão comparecer à perícia médica, munidos do original do laudo médico que ateste
a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da
Classificação Internacional de Doenças (CID-10), bem como à provável causa da deficiência.
3.9 A não-observância do disposto no subitem 3.8, o não-comparecimento ou a reprovação na perícia
médica acarretará a perda do direito às vagas reservadas aos candidatos em tais condições.
3.10 As vagas definidas no subitem 3.1 que não forem providas por falta de candidatos portadores de
deficiência aprovados serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de
classificação no cargo/área de ocupação.
4 REQUISITOS PARA A ADMISSÃO NO CARGO
4.1 Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado
pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos
políticos, nos termos do parágrafo 1.º, artigo 12, da Constituição Federal e do Decreto n.º 70.436/72.
4.2 Estar em dia com as obrigações eleitorais.
4.3 Ter certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, em caso de candidato do sexo masculino.
4.4 Ter, no mínimo, 18 anos completos na data da contratação.
4.5 Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo/área de ocupação.
4.6 Ser aprovado no concurso público e possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo,
conforme estabelecido no item 2 deste edital.
5 DAS INSCRIÇÕES NO CONCURSO PÚBLICO
5.1 As inscrições poderão ser efetuadas nas agências da CAIXA listadas no Anexo I deste edital ou via
Internet, conforme procedimentos especificados a seguir.
5.2 DA INSCRIÇÃO NAS AGÊNCIAS DA CAIXA
5.2.1 PERÍODO: de 9 a 20 de maio de 2005.
5.2.2 HORÁRIO: de atendimento bancário.
5.2.3 TAXAS: R$ 60,00 para os cargos de nível superior;
R$ 30,00 para os cargos de nível médio.
5.2.4 Para efetuar a inscrição nas agências da CAIXA, o candidato deverá:
a) preencher e entregar o formulário fornecido no local de inscrição;
b) pagar a taxa de inscrição.
5.3 DA INSCRIÇÃO VIA INTERNET
15
5.3.1 A inscrição deverá ser realizada no endereço eletrônico
http://www.cespe.unb.br/concursos/cesan2005, solicitada no período entre 10 horas do dia 9 de maio de
2005 e 20 horas do dia 22 de maio de 2005, observado o horário oficial de Brasília/DF.
5.3.2 O CESPE não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem
técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem
como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados.
5.3.3 O candidato poderá efetuar o pagamento da taxa de inscrição das seguintes formas:
a) por meio de débito em conta-corrente, apenas para correntistas do Banco do Brasil;
b) por meio de documento de arrecadação, pagável em qualquer lotérica;
c) por meio de boleto bancário, pagável em toda a rede bancária.
5.3.3.1 O documento de arrecadação e o boleto bancário estarão disponíveis no endereço eletrônico
http://www.cespe.unb.br/concursos/cesan2005 e deverão ser impressos para o pagamento da taxa de
inscrição após a conclusão do preenchimento da ficha de solicitação de inscrição online.
5.3.4 O pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário ou de documento de arrecadação
deverá ser efetuado até o dia 23 de maio de 2005.
5.3.5 As inscrições somente serão acatadas após a comprovação de pagamento da taxa de inscrição.
5.3.6 O comprovante de inscrição do candidato estará disponível no endereço eletrônico
http://www.cespe.unb.br/concursos/cesan2005, após o acatamento da inscrição, sendo de
responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento.
5.3.7 Informações complementares acerca da inscrição estarão disponíveis no endereço eletrônico
http://www.cespe.unb.br/concursos/cesan2005.
5.4 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE A INSCRIÇÃO NO CONCURSO PÚBLICO
5.4.1 Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o edital e certificar-se de que preenche
todos os requisitos exigidos. Uma vez efetivada a inscrição, não será permitida, em nenhuma hipótese, a
sua alteração no que se refere à opção de cargo/área de ocupação.
5.4.2 No momento da inscrição, o candidato deverá optar por um cargo/área de ocupação.
5.4.3 É vedada a inscrição condicional, a extemporânea, a via postal, a via fax ou a via correio eletrônico.
5.4.4 É vedada a transferência do valor pago a título de taxa para terceiros e para outros concursos.
5.4.5 Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) do
candidato.
5.4.5.1 O candidato que não possuir CPF deverá solicitá-lo nos postos credenciados, localizados em
qualquer agência do Banco do Brasil S.A., da CAIXA e dos Correios, ou na Receita Federal, em tempo
hábil, isto é, de forma que consiga obter o respectivo número antes do término do período de inscrição.
5.4.6 As informações prestadas no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via Internet
serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo o CESPE do direito de excluir do concurso
público aquele que não preencher o formulário de forma completa, correta e legível.
5.4.7 O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo
em caso de cancelamento do certame por conveniência da Administração Pública.
5.4.7.1 No caso de o pagamento da taxa de inscrição ser efetuado com cheque bancário que, porventura,
venha a ser devolvido, por qualquer motivo, o CESPE reserva-se o direito de tomar as medidas legais
cabíveis.
5.4.8 Não haverá isenção total ou parcial do valor da taxa de inscrição, exceto nos casos previstos na Lei
Estadual n.º 6.663/2001, conforme procedimentos descritos a seguir.
5.4.8.1 Poderá solicitar a isenção de pagamento da taxa de inscrição no concurso público ora divulgado o
candidato amparado pela Lei Estadual n.
o
6.663, de 25 de abril de 2001.
5.4.8.2 O interessado que preencher os requisitos da lei citada no subitem anterior e desejar isenção de
pagamento da taxa de inscrição neste concurso público deverá dirigir-se ao posto de atendimento do
CESPE, localizado na EMEMF Aristóbolo Barbosa Leão Avenida Vitória n.º 3.010 (entrada pela Rua
Aluísio Simões) Bento Ferreira, Vitória/ES, no período de 9 a 11 de maio de 2005, das 8 horas às 12
horas e das 14 horas às 18 horas, para preencher o requerimento de isenção ali disponível, instruindo-o
16
com cópia dos seguintes documentos:
a) carteira de trabalho;
b) contracheque atual.
5.4.8.3 As informações prestadas no formulário, bem como a documentação apresentada, serão de inteira
responsabilidade do candidato, respondendo este, por qualquer falsidade.
5.4.8.4 Não será concedida isenção de pagamento de taxa de inscrição ao candidato que:
a) omitir informações e/ou torná-las inverídicas;
b) fraudar e/ou falsificar documentação;
c) pleitear a isenção, sem apresentar cópia dos documentos previstos no subitem 5.4.8.2;
d) não observar o prazo e os horários estabelecidos no subitem 5.4.8.2 deste edital.
5.4.8.5 Não será permitida, após a entrega do requerimento de isenção e dos documentos comprobatórios,
a complementação da documentação bem como revisão e/ou recurso.
5.4.8.6 Não será aceita solicitação de isenção de pagamento de valor de inscrição via postal, via fax ou via
correio eletrônico.
5.4.8.7 Cada pedido de isenção será analisado e julgado pela Comissão do Concurso, de responsabilidade
da CESAN.
5.4.8.8 A relação dos pedidos de isenção deferidos e indeferidos será divulgada até o dia 18 de maio de
2005, por meio de publicação no Diário Oficial do Estado do Espírito Santo.
5.4.8.9 Os candidatos que tiverem seus pedidos de isenção indeferidos deverão efetuar sua inscrição nas
agências da CAIXA listadas no Anexo I deste edital, nos dias 19 e 20 de maio de 2005, ou via Internet
até o dia 22 de maio de 2005, conforme procedimentos descritos neste edital.
5.4.8.9.1 O interessado que não tiver seu pedido de isenção deferido e que não efetuar o depósito na
forma e no prazo estabelecidos no subitem anterior estará automaticamente excluído do concurso público.
5.4.9 O comprovante de inscrição deverá ser mantido em poder do candidato e apresentado nos locais de
realização das provas.
5.4.10 O candidato, portador de deficiência ou não, que necessitar de atendimento especial para a
realização das provas deverá indicar, no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via
Internet, os recursos especiais necessários e, ainda, enviar, até o dia 23 de maio de 2005,
impreterivelmente, via SEDEX, para o Núcleo de Avaliação de Potenciais do CESPE Concurso
CESAN, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Instituto Central de Ciências (ICC), subsolo, ala norte
Asa Norte, Brasília/DF, Caixa Postal 04521, CEP 70919970, laudo médico que justifique o atendimento
especial solicitado. Após esse período, a solicitação será indeferida, salvo nos casos de força maior e nos
que forem de interesse da Administração Pública. A solicitação de condições especiais será atendida
segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade.
5.4.10.1 O laudo médico referido no subitem 5.4.10 poderá, ainda, ser entregue, até o dia 23 de maio de
2005, das 8 horas às 19 horas, pessoalmente ou por terceiro, no Núcleo de Atendimento ao Candidato do
CESPE, localizado no Campus Universitário Darcy Ribeiro, Instituto Central de Ciências (ICC),
mezanino, ala norte Asa Norte, Brasília/DF.
5.4.10.2 A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas, além de
solicitar atendimento especial para tal fim, deverá levar um acompanhante, que ficará em sala reservada
para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança. A candidata que não levar
acompanhante não realizará as provas.
5.4.10.3 O laudo médico valerá somente para este concurso, não será devolvido e não serão fornecidas
cópias desse laudo.
5.4.10.4 A relação dos candidatos que tiveram o seu atendimento especial deferido será divulgada no
endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/cesan2005, em data a ser informada no edital de
locais e horários de realização das provas.
5.4.11 O candidato deverá declarar, na solicitação de inscrição via Internet, que tem ciência e aceita que,
caso aprovado, deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo por
ocasião da contratação.
17
6 DAS PROVAS
6.1 Será aplicado exame de habilidades e conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório,
abrangendo os objetos de avaliação constantes deste edital, mediante aplicação de provas objetivas e de
prova discursiva, conforme os quadros a seguir.
6.1.1 NÍVEL SUPERIOR
QUADRO DE PROVAS
PROVAS/TIPO ÁREA N.º DE ITENS CARÁTER
(P
1
) Objetiva Conhecimentos Básicos 50
(P
2
) Objetiva
Conhecimentos
Específicos
70
(P
3
) Discursiva
ELIMINATÓRIO E
CLASSIFICATÓRIO
6.1.2 NÍVEL MÉDIO
QUADRO DE PROVAS
PROVAS/TIPO ÁREA N.º DE ITENS CARÁTER
(P
1
) Objetiva Conhecimentos Básicos 50
(P
2
) Objetiva
Conhecimentos
Específicos
70
ELIMINATÓRIO E
CLASSIFICATÓRIO
6.2 As provas objetivas e a prova discursiva para os cargos de nível superior terão a duração de 4 horas e
30 minutos e serão aplicadas no dia 26 de junho de 2005, no turno da manhã.
6.2.1 As provas objetivas para os cargos de nível médio terão a duração de 3 horas e 30 minutos e serão
aplicadas no dia 26 de junho de 2005, no turno da tarde.
6.3 Os locais e os horários de realização das provas serão publicados no Diário Oficial do Estado do
Espírito Santo e divulgados na Internet, no endereço eletrônico
http://www.cespe.unb.br/concursos/cesan2005, na data provável de 15 ou 16 de junho de 2005. São de
responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta de seu local de realização das provas e o
comparecimento no horário determinado.
6.3.1 O CESPE poderá enviar, como complemento às informações citadas no subitem anterior,
comunicação pessoal dirigida ao candidato, para o endereço constante no formulário de inscrição ou na
solicitação de inscrição via Internet, informando o local e o horário de realização das provas, o que não o
desobriga do dever de observar o edital a ser publicado, consoante o que dispõe o subitem 6.3 deste edital.
6.3.1.1 Os candidatos inscritos via Internet poderão receber esse comunicado via e-mail, sendo de sua
exclusiva responsabilidade a manutenção/atualização de seu correio eletrônico.
6.4 DAS PROVAS OBJETIVAS
6.4.1 As provas objetivas serão constituídas de itens para julgamento, agrupados por comandos que
deverão ser respeitados. O julgamento de cada item será CERTO ou ERRADO, de acordo com o(s)
comando(s) a que se refere o item. Haverá, na folha de respostas, para cada item, dois campos de
marcação: o campo designado com o código C, que deverá ser preenchido pelo candidato caso julgue o
item CERTO, e o campo designado com o código E, que deverá ser preenchido pelo candidato caso
julgue o item ERRADO.
6.4.2 Para obter pontuação no item, o candidato deverá marcar um, e somente um, dos dois campos da
folha de respostas.
6.4.3 O candidato deverá transcrever as respostas das provas objetivas para a folha de respostas, que será
o único documento válido para a correção das provas. O preenchimento da folha de respostas será de
inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções
específicas contidas neste edital e na folha de respostas. Em hipótese alguma haverá substituição da folha
de respostas por erro do candidato.
6.4.4 Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido da
folha de respostas. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este
edital e/ou com a folha de respostas, tais como marcação rasurada ou emendada e/ou campo de marcação
18
não-preenchido integralmente.
6.4.5 O