Edital do Concurso Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - PE (CREFITO 1ª Região/PE) 2017

Banca:

Esfera: Estadual

Visualizaçao do Edital do Concurso

CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 1
a
REGIÃO - CREFITO-1
EDITAL 001/2017
EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS PARA O CREFITO-1
O Presidente do CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 1ª REGIÃO,
no uso das atribuições conferidas pela Lei 6.316/75, torna público o concurso público para seleção de
servidores, que se regerá de acordo com as instruções que ficam fazendo parte integrante deste edital.
1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1. O concurso público será regido por este edital, seus anexos e posteriores publicações, executado pelo
INSTITUTO DE SELEÇÃO E TECNOLOGIA INSTITUTO DE SELEÇÃO.
1.2. O presente edital possui os seguintes anexos:
a) Anexo I Publicidade e Comunicação e Atendimento;
b) Anexo II Cargos;
c) Anexo III Concorrência relaciona a distribuição de vagas para concorrência;
d) Anexo IV Quadro de provas relaciona as disciplinas a serem abordadas no exame intelectual,
o número de questões e o valor de cada uma;
e) Anexo V Conteúdos programáticos;
f) Anexo VI Critério de desempate;
g) Anexo VII Cidades onde serão realizadas as provas, data, horário e duração;
h) Anexo VIII Taxa de Inscrição;
i) Anexo IX Cronograma.
1.3. O concurso terá validade de 01 (um) ano, prorrogável por igual período.
1.4. A inscrição no presente processo seletivo público implica na aceitação irrestrita das condições
estabelecidas neste edital bem como de todas as normas que o norteiam, em relação às quais o candidato
não poderá alegar desconhecimento.
1.5. Qualquer cidadão poderá impugnar fundamentadamente este edital ou suas eventuais alterações por meio
das ferramentas de atendimento previstas em edital.
1.6. Os pedidos de impugnação serão julgados pelo CREFITO-1 em conjunto com o INSTITUTO DE
SELEÇÃO.
1.7. Da decisão sobre a impugnação não cabe recurso administrativo.
1.8. As respostas às impugnações serão disponibilizadas nos canais de comunicação previstos em edital.
1.9. Toda menção ao horário neste edital terá como referência o horário de Brasília-DF.
2. ATRIBUIÇÕES DO CARGO
2.1. Os cargos dispostos no presente edital requer servir ao CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E
TERAPIA OCUPACIONAL DA 1
a
REGIÃO - CREFITO-1, instituição fundamentada nos princípios de
elevado patriotismo, espírito público e dever de acatamento aos princípios legais, éticos e morais.
2.2. Tais condições se exteriorizam, principalmente, pela plena observância às ordens inerentes ao serviço,
pelo estado de constante prontidão face às inúmeras possibilidades de mobilização, em resposta aos
reclamos típicos da ação do CREFITO-1.
2.3. As atribuições dos cargos são regulamentadas pelas políticas de gestão do CREFITO-1, pela legislação
pertinente e pelas atribuições gerais dos cargos dispostas em anexo.
2.4. Ressalte-se que por necessidade do serviço, atendida a conveniência e oportunidade da Administração,
com observância da legalidade, os aprovados no presente certame poderão ser utilizados em outras
funções, desde que qualificado.
2.5. Atribui-se ao cargo investido o regime celetista e/ou no que for determinado pelos Tribunais Superiores
em decisão transitada em julgado.
3. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA INVESTIDURA
3.1. O candidato aprovado no concurso que trata este edital será investido no cargo, desde que atenda às
seguintes exigências na data da nomeação e posse:
a) Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo
estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos,
nos termos do artigo 12, § 1º, da Constituição Federal;
b) Ser reservista das Forças Armadas ou portador do Certificado de Dispensa de Incorporação por Excesso
de Contingente ou possuidor de Carta Patente, o candidato civil do gênero masculino;
c) Estar em dia com suas obrigações eleitorais;
d) Estar em pleno exercício dos direitos civis e políticos;
e) Não ter sofrido, no exercício de função blica, penalidade incompatível com a contratação em
cargo/emprego público;
f) Atender os requisitos específicos dos cargos dispostos em anexo;
g) Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, atestada em exame admissional, de
caráter eliminatório;
h) Não estar respondendo a processo de exclusão ou não ter sido excluído ou licenciado, por motivo
disciplinar, de qualquer instituição;
i) Não ter sido demitido a bem do serviço público de instituição pública civil;
j) Não ter sido condenado por crime ou contravenção penal;
k) Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos na data da nomeação e posse;
l) Não ter outro vínculo profissional, social, trabalhista ou acadêmico que possa conflitar com sua função e
horário de trabalho no CREFITO-1, bem como a viagens e deslocamentos a outras comarcas e estados;
m) Cumprir as determinações deste edital, seus anexos e retificações, ter sido aprovado e classificado em
todas as etapas do presente processo seletivo de concurso público e ser considerado apto após submeter-
se aos exames médicos exigidos para a contratação;
n) Não ter sido condenado em processo criminal, nos últimos 05 (cinco) anos, por sentença transitada em
julgado, pela prática de crimes contra a Administração Pública.
o) Se aprovado para o cargo de Fiscal Fisioterapeuta ou Terapeuta Ocupacional, o candidato deverá
apresentar a comprovação de baixa no CREFITO ao qual se encontrava inscrito.
4. VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS NEGROS
4.1. Os candidatos que se autodeclararam negros serão submetidos, obrigatoriamente antes da homologação
do resultado final no concurso, ao procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às
vagas reservadas aos candidatos negros.
4.2. Para o procedimento de verificação, na forma da Orientação Normativa nº 3, de 1º de agosto de 2016, o
candidato que se autodeclarou negro deverá se apresentar à comissão avaliadora.
4.3. A comissão avaliadora será formada por três integrantes e deverá ter seus integrantes distribuídos por
gênero, cor e, preferencialmente, naturalidade.
4.4. Durante o procedimento de verificação, o candidato deverá responder às perguntas que forem feitas pela
comissão avaliadora.
4.5. O procedimento de verificação será filmado pela administração do concurso para efeito de registro e de
avaliação.
4.6. A avaliação da comissão considerará o fenótipo apresentado pelo candidato na apresentação presencial.
4.7. Será considerado negro o candidato que assim for considerado por pelo menos um dos membros da
comissão avaliadora.
4.8. Será eliminado do concurso o candidato que:
a) Não for considerado pela comissão avaliadora como negro, conforme previsto no art. 2º, parágrafo único,
da Lei nº 12.990/2014, no § 3º do art. 2º da Orientação Normativa nº 3, de 1º de agosto de 2016;
b) Se recusar a ser filmado, não responder às perguntas que forem feitas pela comissão avaliadora e não se
submeter ao procedimento de verificação;
c) Prestar declaração falsa.
4.9. Na hipótese de constatação de declaração falsa, o candidato será eliminado do concurso e, se houver
sido nomeado, ficará sujeito à anulação da sua admissão ao serviço ou emprego público, após
procedimento administrativo em que lhe sejam assegurados o contraditório e a ampla defesa, sem prejuízo
de outras sanções cabíveis.
4.10. O enquadramento ou não do candidato na condição de pessoa negra não se configura em ato
discriminatório de qualquer natureza.
4.11. A avaliação da comissão avaliadora quanto ao enquadramento, ou não, do candidato na condição de
pessoa negra, terá validade apenas para este concurso.
4.12. Os candidatos negros concorrerão concomitantemente às vagas reservadas a pessoas com
deficiência, se atenderem a essa condição, e às vagas destinadas à ampla concorrência, de acordo com
a sua classificação no concurso.
4.13. Os candidatos negros aprovados dentro do número de vagas oferecido à ampla concorrência não
preencherão as vagas reservadas a candidatos negros.
4.14. Em caso de desistência de candidato negro aprovado em vaga reservada, a vaga será preenchida pelo
candidato negro posteriormente classificado.
4.15. Na hipótese de não haver candidatos negros aprovados em número suficiente para que sejam
ocupadas as vagas reservadas, as vagas remanescentes serão revertidas para ampla concorrência e
serão preenchidas pelos demais candidatos aprovados, observada a ordem de classificação geral.
4.16. A nomeação dos candidatos aprovados respeitará os critérios de alternância e de proporcionalidade,
que consideram a relação entre o número total de vagas e o número de vagas reservadas a candidatos
com deficiência e a candidatos negros.
4.17. É assegurado aos candidatos que se autodeclararem negros no ato da inscrição no presente concurso
público concorrer às vagas reservadas às Cotas Raciais, que são 20% (vinte por cento) do total de vagas
existente e das que vierem a ser ofertadas pela administração, no período de validade do presente
concurso e respeitadas as condições descritas na Lei federal nº 12.990/14.
5. VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA
5.1. Das vagas destinadas ao cargo e das que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concurso,
5% serão providas na forma do § 2º do artigo da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, do Decreto
nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999, e suas alterações, e da Lei nº13.146, de 6 de julho de 2015.
5.2. Caso a aplicação do percentual de que trata o item anterior deste edital resulte em número fracionado,
este deverá ser elevado até o primeiro número inteiro subsequente, desde que não ultrapasse 20% das
vagas oferecidas por cargo, nos termos do § 2º do artigo 5º da Lei nº 8.112/1990.
5.3. Serão consideradas pessoas com deficiência aquelas que se enquadrem no art. 2º da Lei nº13.146/2015
e nas categorias discriminadas no artigo do Decreto 3.298/1999, com as alterações introduzidas pelo
Decreto nº 5.296/2004, no § 1º do artigo 1º da Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012 (Transtorno do
Espectro Autista), e as contempladas pelo enunciado da Súmula 377 do Superior Tribunal de Justiça
(STJ): “O portador de visão monocular tem direito de concorrer, em concurso público, às vagas reservadas
aos deficientes”, observados os dispositivos da Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência
e seu Protocolo Facultativo, ratificados pelo Decreto nº 6.949/2009.
5.4. Para concorrer a uma das vagas reservadas, o candidato deverá no ato da inscrição, declarar-se com
deficiência. O candidato que não se declarar com deficiência no aplicativo de inscrição não terá direito de
concorrer às vagas reservadas aos candidatos com deficiência.
5.5. O candidato com deficiência poderá requerer, atendimento especial, no ato da inscrição, para o dia de
realização das provas, indicando as condições de que necessita para a realização dessas, conforme
previsto no artigo 40, §§ 1º e 2º, do Decreto nº 3.298/1999, e suas alterações.
5.6. Ressalvadas as disposições especiais contidas neste edital, os candidatos portadores de deficiência
participarão do concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, no que tange ao horário
de início, ao local de aplicação, ao conteúdo, à correção das provas, aos critérios de aprovação e todas
as demais normas de regência do concurso.
5.7. DA PERÍCIA MÉDICA
5.7.1. O candidato que se declarar com deficiência, se não eliminado no concurso, será convocado para se
submeter à perícia médica oficial promovida por equipe multiprofissional, formada por seis profissionais, que
analisará a qualificação do candidato como deficiente, nos termos do § do art. da Lei 13.146/2015,
do artigo 43 do Decreto 3.298/1999, e suas alterações, do § do artigo da Lei 12.764, de 27 de
dezembro de 2012, e da Súmula 377 do Superior Tribunal de Justiça (STJ).
5.7.2. Os candidatos deverão comparecer à perícia médica com uma hora de antecedência, munidos de
documento de identidade original e de laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) que ateste a
espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação
Internacional de Doenças (CID-10), conforme especificado no Decreto 3.298/1999, e suas alterações, bem
como à provável causa da deficiência, de acordo com o modelo constante do Anexo I deste edital, e, se for o
caso, de exames complementares específicos que comprovem a deficiência física.
5.7.3. O laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) será retido pela Administração do Concurso
por ocasião da realização da perícia médica.
5.7.4. Quando se tratar de deficiência auditiva, o candidato deverá apresentar, além do laudo médico, exame
audiométrico (audiometria original ou cópia autenticada em cartório), realizado nos últimos 12 meses.
5.7.5. Quando se tratar de deficiência visual, o laudo médico deverá conter informações expressas sobre a
acuidade visual aferida com e sem correção e sobre a somatória da medida do campo visual em ambos os
olhos.
5.7.6. Perderá o direito de concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência o candidato que, por
ocasião da perícia médica, não apresentar laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório), que
apresentar laudo que não tenha sido emitido nos últimos 12 meses ou deixar de cumprir as exigências de que
trata os subitens 5.6.4 e 5.6.5 deste edital, bem como o que não for considerado pessoa com deficiência na
perícia médica ou, ainda, que não comparecer à perícia.
5.7.7. O candidato que não for considerado com deficiência na perícia médica, caso seja aprovado no
concurso, figurará na lista de classificação geral por cargo.
5.7.8. A compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência apresentada pelo candidato será avaliada
durante o estágio probatório, na forma estabelecida no §2º do artigo 43 do Decreto 3.298/1999, e suas
alterações.
5.7.9. O candidato com deficiência que, no decorrer do estágio probatório, apresentar incompatibilidade da
deficiência com as atribuições do cargo será exonerado.
5.7.10. O candidato que, no ato da inscrição, se declarar com deficiência, se for considerado pessoa com
deficiência na perícia médica e não for eliminado do concurso, terá seu nome publicado em lista à parte e
figurará também na lista de classificação geral por cargo.
5.7.11. As vagas definidas neste edital que não forem providas por falta de candidatos com deficiência
aprovados serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação por cargo.
6. PROCEDIMENTOS PARA A SOLICITAÇÃO DE ATENDIMENTO ESPECIAL
6.1. O candidato que necessitar de atendimento especial para a realização das provas deverá, conforme
prazos descritos no cronograma deste edital:
a) Indicá-lo no momento da inscrição, apontando/descrevendo os recursos especiais necessários;
b) Enviar, para necessidade[email protected]utodeselecao.com.br, a imagem do CPF;
c) Enviar, para necessid[email protected]tutodeselecao.com.br, a imagem do laudo médico, emitido nos últimos
12 meses, que deve atestar a espécie e o grau ou nível de sua deficiência, doença ou limitação física,
com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10),
que justifique o atendimento especial solicitado, bem como conter a assinatura e o carimbo do médico
com o número de sua inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM);
6.2. O candidato com deficiência que necessitar de tempo adicional para a realização das provas deverá,
conforme cronograma deste edital:
a) Indicá-lo no momento da inscrição, apontando/descrevendo os recursos especiais necessários;
b) Enviar, para necessidade[email protected]utodeselecao.com.br, a imagem do CPF;
c) Enviar, para necessid[email protected]tutodeselecao.com.br, a imagem do laudo médico, emitido nos últimos
12 meses, que deve atestar a espécie e o grau ou nível de sua deficiência, doença ou limitação física,
com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10),
que justifique o atendimento especial solicitado, bem como conter a assinatura e o carimbo do médico
com o número de sua inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM).
6.3. A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá, conforme
prazos descritos no cronograma deste edital:
a) Fazer a opção na solicitação de inscrição.
6.4. A candidata deverá levar, no dia de realização das provas, um acompanhante adulto que ficará em sala
reservada e será o responsável pela guarda da criança. A candidata que não levar acompanhante adulto
não poderá permanecer com a criança no local de realização das provas.
6.5. A amamentação dar-se-á nos momentos em que se fizerem necessários, não tendo a candidata, nesse
momento, a companhia do acompanhante, além de não ser dado qualquer tipo de compensação em
relação ao tempo de prova dispensado com a amamentação. A não presença de um acompanhante
impossibilitará a candidata de realizar a prova.
6.6. A Administração do Concurso não disponibilizará acompanhante para guarda de criança.
6.7. As publicações referentes aos candidatos transgênero serão realizadas de acordo com o nome e o gênero
constantes no registro civil.
6.8. O candidato que for amparado pela Lei nº10.826/2003 e necessitar realizar a prova armado deverá,
conforme prazos descritos no cronograma deste edital:
a) Fazer a opção na solicitação de inscrição;
b) Enviar, para [email protected]titutodeselecao.com.br, a imagem do Certificado de Registro de Arma de
Fogo ou Autorização de Porte, conforme definidos na referida lei.
6.9. Os candidatos que não forem amparados pela Lei 10.826/2003 não poderão portar armas no ambiente
de provas.
6.10. O candidato que, por motivo de doença ou por limitação física, necessitar utilizar, durante a realização
das provas, objetos, dispositivos ou próteses cujo uso não esteja expressamente previsto/permitido nesse
edital, deverá, conforme prazos descritos no cronograma deste edital:
a) Fazer a opção solicitação de atendimento especial, no link de inscrição, no campo “Outros”;
b) Enviar, para [email protected]itutodeselecao.com.br, a imagem do CPF e o respectivo laudo médico
que indique e justifique o atendimento solicitado.
6.11. As documentações exigidas para atendimento as necessidades especiais deverão ser enviadas no
período disposto no cronograma. As solicitações e documentações enviadas fora do prazo serão
indeferidas, salvo nos casos de força maior, a critério da Administração do Concurso.
6.12. O fornecimento da documentação é de responsabilidade exclusiva do candidato.
6.13. O INSTITUTO DE SELEÇÃO não se responsabiliza por qualquer tipo de problema que impeça a
chegada dessa documentação a seu destino, ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação,
bem como por outros fatores que impossibilitem o envio, assim como não serão devolvidos e (ou)
fornecidas cópias desses documentos, que valerão somente para este processo.
6.14. O candidato que não solicitar atendimento especial no aplicativo de inscrição e não especificar quais
os recursos serão necessários para tal atendimento, terá a solicitação de atendimento especial indeferida,
ainda que faça o envio, para [email protected]tutodeselecao.com.br, da documentação.
6.15. Na solicitação de atendimento especial que envolva utilização de recursos tecnológicos, caso ocorra
eventual falha desses recursos no dia de aplicação das provas, poderá ser disponibilizado atendimento
equivalente, observadas as condições de viabilidade.
6.16. A solicitação de atendimento especial, em qualquer caso, será atendida segundo os critérios de
viabilidade e de razoabilidade.
6.17. A relação provisória dos candidatos que tiveram o seu atendimento especial deferido será divulgada
nos canais de comunicação, na data prevista em cronograma, na homologação das inscrições.
6.18. O candidato poderá interpor recurso contra a homologação das inscrições.
6.19. O candidato que necessitar de condição(ões) especial(ais) para realização da prova, no ato da
inscrição, deverá informar a(s) condição (ões) especial(ais) de que necessita para o dia da prova. Caso
não o faça, sejam quais forem os motivos alegados, fica sob sua exclusiva responsabilidade a opção de
realizar ou não a prova. Em nenhuma hipótese o dinheiro da inscrição será devolvido nestes casos.
6.20. O candidato que não solicitar atendimento especial no aplicativo de inscrição e não especificar quais
recursos serão necessários a tal atendimento não terá direito ao referido atendimento no dia de realização
das provas. Apenas o envio do laudo/documentos não é suficiente para o candidato ter sua solicitação de
atendimento deferida.
7. PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO
7.1. O candidato que não solicitar atendimento especial no aplicativo de inscrição e não especificar quais
recursos serão necessários a tal atendimento não terá direito ao referido atendimento no dia de realização
das provas. Apenas o envio do laudo/documentos não é suficiente para o candidato ter sua solicitação de
atendimento deferida.
7.2. As inscrições serão efetuadas exclusivamente na forma descrita neste edital e o candidato deverá seguir
rigorosamente as instruções contidas no sistema de inscrição.
7.3. O INSTITUTO DE SELEÇÃO não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por
motivos de ordem técnica dos computadores, de falhas de comunicação, de congestionamento das linhas
de comunicação, por erro ou atraso dos bancos ou entidades conveniadas no que se refere ao
processamento do pagamento da taxa de inscrição, bem como por outros fatores que impossibilitem a
transferência de dados.
7.4. Antes de efetuar a inscrição e/ou o pagamento da taxa de inscrição, o candidato deverá tomar
conhecimento do inteiro teor deste edital e de seus anexos, certificando-se de que preenche todos os
requisitos exigidos. Estas informações encontram-se disponíveis nos canais de comunicação dispostos
no presente edital.
7.5. A taxa deverá ser paga, exclusivamente, por meio de boleto bancário em instituições bancárias ou sites
e/ou aplicativos oficiais das instituições bancarias.
7.6. O INSTITUTO DE SELEÇÃO não se responsabiliza por operações fraudulentas no pagamento do boleto
bancário. Assim o candidato deverá se certificar se está pagando o boleto corretamente de modo idôneo
e em instituição bancaria certificada.
7.7. O INSTITUTO DE SELEÇÃO não se realizará devolução de pagamento de taxa de inscrição solicitada
por candidato, em razão de erro, arrependimento ou qualquer outro motivo.
7.8. O candidato somente terá a sua inscrição efetivada, após a informação referente à confirmação do
pagamento do respectivo boleto bancário ter sido enviada pelo agente bancário e recebida pelo
INSTITUTO DE SELEÇÃO.
7.9. Não serão aceitas inscrições condicionais, via fax, via correio eletrônico ou fora do prazo.
7.10. As inscrições devem ocorrer exclusivamente via internet, nos canais de comunicação informados no
presente edital, dentro do período previsto no cronograma.
7.11. Para efetuar a inscrição é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) do candidato.
7.12. O candidato que se inscrever mais de uma vez deverá comparecer, no dia da prova, ao local e sala de
prova da opção que desejar, e realizar a prova a ele correspondente, sendo considerado faltoso nas
demais opções. Em nenhuma hipótese o dinheiro da inscrição feita em duplicidade, por ato do candidato,
será devolvido.
7.13. Não será permitida a transferência do valor pago como taxa de inscrição para outra pessoa, assim
como a transferência da inscrição para pessoa diferente daquela que a realizou.
7.14. REQUERIMENTO DE ISENÇÃO DO PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO
7.15. Os pedidos de isenção de taxa de inscrição deverão ser feitos através da comprovação de inscrição
do candidato no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, regulamentado pelo
Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007.
7.16. Não será aceita a solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição por outro meio diferente
do estabelecido nos termos deste edital.
7.17. Todas as informações prestadas no “Requerimento de Isenção do Pagamento da Taxa de Inscrição”
são de inteira responsabilidade do candidato, assim como a idoneidade dos documentos apresentados,
respondendo o mesmo, civil e criminalmente, por qualquer irregularidade constatada.
7.18. Os requerimentos serão apreciados pela secretaria do INSTITUTO DE SELEÇÃO, que, no período
previsto no cronograma, providenciará divulgação da relação das isenções deferidas nos canais de
comunicação informados no presente edital.
7.19. Será disponibilizado prazo para recurso para candidatos com pedido de isenção indeferidos.
7.20. Não cabe recurso contra resultado do recurso, sobre a concessão ou não ao candidato da isenção do
pagamento da taxa de inscrição.
7.21. Constatada qualquer inveracidade, a qualquer tempo, nas informações prestadas no processo aqui
definido para obtenção de isenção do pagamento da taxa de inscrição, será fato para o cancelamento da
inscrição, tornando-se nulos todos os atos dela decorrentes, além de sujeitar-se o candidato às
penalidades previstas em lei.
7.22. Não será concedida isenção do pagamento da taxa de inscrição ao candidato que:
a) Omitir informações e/ou torná-las inverídicas;
b) Fraudar e/ou falsificar documentação;
c) Pleitear a isenção não atendendo o disposto neste edital;
d) Não observar o prazo estabelecido no cronograma do anexo VIII.
7.23. O candidato com pedido de isenção do pagamento da taxa de inscrição indeferido poderá efetuar sua
inscrição com pagamento da taxa.
8– HOMOLOGAÇÃO DA INSCRIÇÃO
8.1. As inscrições efetuadas de acordo com o disposto neste edital serão homologadas pelo INSTITUTO DE
SELEÇÃO, significando tal ato que o candidato está habilitado para participar do exame intelectual do
concurso público.
8.2. O candidato, ao efetivar sua inscrição, assume inteira responsabilidade pelas informações constantes no
requerimento de inscrição, sob as penas da lei, bem como assume que está ciente e de acordo com as
exigências e condições previstas neste edital, do qual o candidato não poderá alegar desconhecimento.
8.3. A declaração falsa ou inexata dos dados constantes do requerimento de inscrição determinará o
cancelamento da inscrição e anulação de todos os atos decorrentes dela, em qualquer época, assumindo
o candidato as possíveis consequências legais.
8.4. A relação dos candidatos com a inscrição homologada será divulgada nos canais de comunicação
dispostos em edital.
8.5. O candidato somente será considerado inscrito no concurso público após ter sua inscrição homologada.
9 INFORMAÇÕES SOBRE LOCAIS E DATAS DE APLICÃO DOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO
9.1. O cartão de confirmação de inscrição do candidato, fornecendo informações referentes aos dados
pessoais, data, horário, local de realização dos exames (nome do estabelecimento, endereço e sala) e
outras informações, deverá ser retirado, obrigatoriamente, pelo candidato. Este procedimento deverá ser
realizado por meio da internet, nos canais de comunicação informados no presente edital, na data prevista
em cronograma.
9.2. Caso o candidato alegue divergência entre as informações constantes no cartão de confirmação de
inscrição e as informações prestadas pela internet, deverá realizar as alterações no ambiente do candidato
no sítio de INSTITUTO DE SELEÇÃO ou, caso não consiga, o candidato deve se dirigir, no dia do exame
intelectual, ao fiscal de sala e solicitar o formulário de alteração cadastral.
9.3. Não é necessária a apresentação no dia de realização da prova, de documento que comprove a
localização do candidato no estabelecimento, bastando que o mesmo se dirija ao local designado portando
documento de identificação original com fotografia.
9.4. É de responsabilidade do candidato a obtenção de informações referentes à realização da prova.
9.5. O candidato não poderá alegar desconhecimento do local da prova como justificativa de sua ausência. O
não comparecimento à prova, qualquer que seja o motivo, será considerado como desistência do
candidato, e resultará em sua eliminação do concurso público.
10. PROCEDIMENTOS PARA APLICAÇÃO DOS EXAMES DE HABILIDADE E CONHECIMENTO
10.1. O exame intelectual será composto de exames para avaliação de habilidades e conhecimento, de
caráter eliminatório e classificatório, versando sobre o conteúdo programático constante deste edital.
10.2. A quantidade de questões, o valor de cada uma, o total de pontos e o mínimo de pontos por disciplina
para aprovação estão descritos no anexo deste edital.
10.3. Os conteúdos programáticos estão disponíveis no anexo deste edital.
10.4. A alocação dos candidatos para a realização do exame intelectual será realizada usando a escolha do
candidato e o endereço como critérios de alocação do candidato.
10.5. O candidato não poderá solicitar alteração do local designado para realização de sua prova.
10.6. Em caso de falta de oferta de locação de espaço nos municípios indicados, ficará a critério da
organizadora eleger municípios mais próximos que possuam a oferta necessária.
10.7. O candidato deverá comparecer ao local designado para realizar as provas com antecedência de 60
(sessenta) minutos do horário estabelecido para o início das mesmas, munido de caneta esferográfica de
corpo transparente e tinta azul ou preta.
10.8. A critério da Administração do Concurso, poderá em caso fortuito ou de força maior, ser concedida
tolerância no horário de início da prova.
10.9. É vedado ao candidato prestar as provas fora do local, data e horário pré-determinados pela
Organização do Concurso.
10.10. Não será admitido o ingresso de candidatos nos locais de realização das provas após o fechamento
dos portões.
10.11. O candidato deverá comparecer ao local designado para realizar as provas, portando documento oficial
e original de identificação, contendo foto e assinatura, devendo este, ser apresentado ao fiscal de sala e
que depois de conferido, será imediatamente devolvido ao candidato.
10.12. Serão considerados documentos de identificação: carteiras expedidas pelas Forças Armadas, pelas
Secretarias de Segurança Pública dos Estados, pelos Institutos de Identificação, pelos Corpos de
Bombeiros Militares e Policias Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício
profissional (ordens, conselhos, etc.); passaporte; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras
funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, tenham valor de identidade; carteira de
trabalho; e carteira nacional de habilitação (somente o modelo novo, com foto).
10.13. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras
de motorista (modelo antigo, sem foto), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de
identidade ou outros que não possuam foto.
10.14. Não serão aceitas cópias de documentos de identidade, ainda que autenticadas, nem protocolos de
entrega de documentos.
10.15. Os documentos deverão estar em perfeitas condições, de forma a permitir, com clareza, a identificação
do candidato e de sua assinatura.
10.16. Em qualquer fase de aplicação de provas e avaliações do concurso, caso seu documento oficial de
identidade apresente dúvidas quanto à fisionomia ou assinatura, o candidato será submetido à
identificação especial.
10.17. O candidato que não apresentar documento oficial de identidade não realizará as provas.
10.18. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar documento oficial de identidade, por motivo de
perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que comprove o registro do fato em órgão
policial, expedido no máximo há 30 (trinta) dias, sendo o candidato submetido à identificação especial.
10.19. Será motivo de eliminação de candidatos, qualquer tentativa de fraude ou uso de subterfúgios e
recursos que proporcionem vantagem competitiva, ficando o candidato, inclusive, sujeito às sanções
penais previstas na legislação brasileira.
10.20. Durante o período de realização do exame intelectual, não será admitida qualquer espécie de consulta
ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos, manuais, regulamentos,
impressos, anotações ou qualquer outro instrumento.
10.21. Não será permitido, durante a realização da prova, o uso de tecnologias que não tenham autorização
expressa pelo presente edital ou por atendimento a necessidades especiais, bem como quaisquer
equipamentos eletrônicos ou não, que permitam o armazenamento ou a comunicação de dados e
informações. Caso o candidato leve consigo esses tipos de aparelhos no dia de realização do certame,
os mesmos deverão ser desligados, serão lacrados e devolvidos ao candidato, que somente poderá abri-
los ao final da prova.
10.22. Não realizará a prova o candidato que se apresentar ao local de prova portando arma de fogo sem que
tenha realizado os procedimentos para o porte.
10.23. Não será permitido ao candidato fumar durante a realização da prova.
10.24. Somente serão permitidos assinalamentos no cartão de respostas feitos pelo próprio candidato, que
deverá preencher todo o campo de marcação da resposta com caneta esferográfica de corpo transparente
de tinta azul ou preta, sendo vedada qualquer colaboração ou participação de terceiros, salvo os casos
especiais onde um responsável indicado pela organizadora, colaborará com o candidato.
10.25. O candidato somente poderá anotar seu gabarito e realizar rascunho no caderno de prova.
10.26. A duração do exame intelectual está prevista em anexo deste presente edital.
10.27. Não haverá segunda chamada para o exame intelectual. O não comparecimento, por qualquer que seja
a alegação acarretará a eliminação do candidato.
10.28. O candidato só poderá se ausentar da sala de prova, depois de decorridos 30 (trinta) minutos do início
da prova. Os 03 (três) últimos candidatos deverão permanecer no local de prova, sendo liberados somente
quando todos tiverem concluído a mesma ou o tempo tiver se esgotado.
10.29. Somente será permitido ao candidato levar o caderno de questões do exame intelectual depois de
transcorrida 01 (uma) hora do início da prova.
10.30. Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos de marcações feitas
incorretamente no cartão de respostas. Serão consideradas marcações incorretas e, consequentemente,
atribuída nota zero à questão, as marcações do tipo: dupla marcação, marcação rasurada, marcação
emendada e campo de marcação não preenchido integralmente.
10.31. No cartão resposta, será obrigatória a identificação do candidato através de assinatura.
10.32. Apenas por motivo devidamente justificado, cuja origem seja de caráter superveniente, acontecerá a
prorrogação do tempo previsto para a aplicação da prova.
10.33. Não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação ou pelas autoridades presentes,
informações referentes ao conteúdo e aos critérios de avaliação da prova.
10.34. Caso algum membro da equipe de aplicação da prova ou autoridades presentes prestem qualquer
informação referente ao conteúdo ou quanto ao critério de avaliação da prova, esta será considerada não
regular e não oficial, não possuindo assim qualquer validade junto ao certame.
11. DA CLASSIFICAÇÃO DO CONCURSO PÚBLICO
11.1. Os candidatos aprovados no exame intelectual, serão ordenados e classificados segundo a ordem
decrescente da nota final do exame intelectual, respeitando-se as vagas destinadas à cota para
candidatos negros e candidatos com deficiência e os critérios de desempate.
11.2. O ato de nomeação a ser publicado no Diário Oficial respeitaa ordem estabelecida no presente edital,
a qual também determinará a precedência hierárquica para ingresso na administração e contemplará os
candidatos que, dentro das vagas disponibilizadas, apresentarem todos os documentos exigidos no
presente edital, em data a ser estabelecida pela Administração.
12DOS PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA
12.1. O ato de nomeação a ser publicado no Diário Oficial respeitará a ordem estabelecida no presente edital,
a qual também determinará a precedência hierárquica para ingresso na administração e contemplará os
candidatos que, dentro das vagas disponibilizadas, apresentarem todos os documentos exigidos no
presente edital, em data a ser estabelecida pela Administração.
12.2. Durante a realização de todas as fases do certame, o candidato poderá ter sua imagem registrada por
câmeras fotográficas ou filmagens.
12.3. A administração poderá fazer uso destas imagens por motivo de segurança ou por questões
administrativas.
12.4. Todas as etapas do certame poderão ser filmadas e/ou fotografadas, para fins de controle,
exclusivamente por parte da Administração do Concurso.
12.5. Serão adotados procedimentos de segurança para a entrada e saída de candidatos nos locais de
provas, das salas, assim como o uso dos banheiros durante a realização de todas as fases do certame.
12.6. Poderão ser utilizados detectores de metal.
13DA ELIMINAÇÃO DO CONCURSO
13.1. Será eliminado do concurso o candidato que:
a) Fizer declarações falsas ou inexatas;
b) Contrariar o disposto nos itens exigidos neste edital;
c) Não devolver ou deixar de assinar o cartão de respostas recebido;
d) Utilizar ou tentar utilizar meios para obter aprovação própria ou de terceiros em qualquer etapa do
concurso que contrarie o especificado nos itens deste edital;
e) Deixar de cumprir, por qualquer motivo, uma ou mais etapas do concurso;
f) Faltar com a educação e com o respeito devido para com qualquer membro da equipe de aplicação de
prova, teste ou exame deste concurso, bem como com as autoridades presentes ou com os demais
candidatos;
g) Deixar de cumprir qualquer requisito previsto neste edital.
13.2. Terá sua prova anulada e será automaticamente eliminado do Concurso Público, o candidato que,
durante a realização da prova:
a) Usar ou tentar usar meios fraudulentos ou ilegais para a sua realização;
b) Usar ou tentar usar recursos, o permitidos, para auxílio a realização das provas, como anotações,
impressos ou tecnologias;
c) For surpreendido dando ou recebendo auxílio para a execução da prova;
d) For surpreendido durante o período de realização de sua prova portando (carregando consigo, levando
ou conduzindo) armas de fogo sem autorização, quer seja na sala de prova ou nas dependências do
seu local de prova;
e) Afastar-se da sala ou do local de prova, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal;
f) Ausentar-se da sala do exame intelectual, a qualquer tempo, portando a folha de respostas ou caderno
de questões fora do período permitido;
g) Descumprir as instruções contidas no caderno de provas;
h) Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos.
13.3. Terá sua prova anulada e será automaticamente eliminado do Concurso Público, o candidato que,
durante a realização da prova for surpreendido com tecnologias sem autorização, fora do saco
indevassável recebido pelo candidato no dia da aplicação.
14DOS RECURSOS
14.1. No presente processo estão previstos todos os recursos cabíveis e legais, seus prazos e estão
dispostos em cronograma e os procedimentos no anexo deste edital.
14.2. Não será analisado o pedido de recurso apresentado fora do prazo, fora de contexto e de forma
diferente da estipulada neste edital.
14.3. Todos os recursos deverão ser protocolados via internet, por meio dos canais de comunicação
dispostos no presente edital no período informado no cronograma, sob pena de não serem conhecidos.
14.4. Admitir-se-á um único recurso, para cada candidato, desde que devidamente fundamentado.
14.5. O resultado dos recursos, assim como as alterações de gabaritos e notas preliminares das provas
objetivas, que vierem a ocorrer após o julgamento dos recursos, estarão à disposição dos candidatos nos
canais de comunicação informados no presente edital, em período disposto no cronograma.
14.6. As notas obtidas por intermédio do julgamento do recurso impetrado contra o resultado preliminar das
provas objetivas poderão permanecer inalteradas, sofrer acréscimos ou até mesmo reduções, em relação
à nota divulgada preliminarmente.
14.7. Não serão apreciados os recursos que forem apresentados:
a) Em desacordo com as especificações contidas no presente edital;
b) Fora do prazo estabelecido;
c) Sem fundamentação lógica e consistente;
d) Com argumentação idêntica a outros recursos;
e) Cujo teor desrespeite a banca examinadora;
f) Contra terceiros.
14.8. A banca examinadora constitui última instância para julgamento dos recursos, sendo soberana em suas
decisões, razão pela qual não caberão recursos adicionais.
15DA RELAÇÃO DOS APROVADOS E INDICADOS PARA POSSE NO CARGO
15.1. O resultado final do concurso público e a homologação do mesmo serão publicados nos canais de
comunicação informados no presente edital.
15.2. O candidato cujo nome conste na relação de homologação do resultado final do concurso e que esteja
dentro do número de vagas disponibilizadas, por conveniência da administração, será convocado por
correspondência direta, por meio de carta com aviso de recebimento (AR) ou telegrama, bem como em
edital específico a ser publicado no Diário Oficial para apresentar a documentação relacionada em edital,
e tomar posse imediatamente.
16DA RELAÇÃO DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA NOMEAÇÃO E POSSE
16.1. Todos os documentos exigidos para a investidura no cargo deverão ser apresentados quando o
candidato for convocado para este fim.
16.2. O candidato que não se apresentar no local e prazo estabelecido com os documentos exigidos, não
será nomeado e consequentemente será eliminado, o que dará à organização do concurso a obrigação
de convocar o primeiro candidato na condição de reserva, respeitando-se as vagas destinadas à cota para
candidatos negros e deficientes.
16.3. Os candidatos aprovados no concurso e classificados dentro do número de vagas estipuladas no
presente edital, quando convocados para a investidura do cargo, deverão apresentar, obrigatoriamente
os documentos abaixo relacionados, sendo que a não apresentação de qualquer um deles, na data
estabelecida, implicará a eliminação sumária do candidato, a saber:
a) Carteira de identidade (original e fotocópia), expedida pelo órgão de identificação competente;
b) Certidão de nascimento ou casamento (original e fotocópia);
c) Para os candidatos do gênero masculino, Certificado de Reservista de 1ª ou 2ª Categoria, Certificado
de Dispensa de Incorporação por Excesso de Contingentes, Certificado de Alistamento Militar ou Carta
Patente (original);
d) Título de eleitor e comprovante de votação das duas últimas eleições (originais e fotocópias);
e) 04 (quatro) retratos 3x4 coloridos com fundo branco, recente, de frente, sem cobertura;
f) CPF (original e cópia);
g) Cartão do PIS/PASEP (original e cópia), quando possuir;
h) Comprovante de residência (original e cópia);
i) Certidão Negativa de Ações Criminais dos municípios onde residiu nos últimos 5 (cinco) anos;
j) Certidão Negativa da Polícia Federal ou Justiça Federal.
k) Documentos para cumprimento dos requisitos do cargo dispostos em anexo.
17DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
17.1. O candidato poderá obter informações e orientações sobre o concurso público, tais como editais,
manual do candidato, processo de inscrição, local de prova, gabaritos, resultados das provas, resultados
dos recursos, convocações, resultados das fases e das etapas e resultado final nos canais de
comunicação dispostos em edital.
17.2. Os candidatos aprovados poderão obter certificado de aprovação impresso mediante pagamento de
produção e envio, com valores informados nos canais de comunicação dispostos em edital.
17.3. Não será fornecido qualquer outro documento comprobatório de aprovação ou classificação do
candidato, além do certificado, valendo para esse fim a publicação nos canais de comunicação dispostos
em edital.
17.4. Todas as informações relativas à nomeação e posse, após a publicação do resultado final, deverão ser
obtidas junto ao CREFITO-1.
17.5. Os candidatos aprovados e classificados neste Concurso Público deverão manter atualizados seus
endereços junto ao CREFITO-1, sendo de sua responsabilidade os prejuízos decorrentes da não
atualização desta informação.
17.6. Os casos omissos serão resolvidos conjuntamente pela comissão de concurso do CREFITO-1 e pelo
INSTITUTO DE SELEÇÃO no que tange à realização deste concurso público.
17.7. Para a nomeação e posse, não será permitido o adiamento da investidura no cargo, sendo anulado o
ato de nomeação do candidato que, por qualquer motivo, não entrar em exercício quando convocado.
17.8. A inscrição do candidato implicará a aceitação das normas para o concurso público contidas neste
edital.
17.9. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos, editais e
comunicados referentes a este concurso público nos canais de comunicação dispostos em edital.
17.10. Não serão fornecidas por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização das
provas. O candidato deverá observar rigorosamente o edital e os comunicados via internet, nos canais de
comunicação dispostos em edital.
17.11. As informações oficiais relativas ao concurso, em todas as fases, ocorrerão de forma documentada,
inclusive o atendimento por e-mail, carta ou ofício.
17.12. A veracidade das informações prestadas pelo candidato será de sua inteira responsabilidade, cabendo
a este, caso seja identificada qualquer irregularidade, as sanções previstas, aplicáveis a qualquer tempo.
Recife, 17 de janeiro de 2017.
SILANO SOUTO MENDES BARROS
PRESIDENTE CREFITO 1
ANEXO I - CREFITO-1 EDITAL Nº 001/2017 - PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO E ATENDIMENTO
Canal de comunicação para todos os procedimentos relativos a publicações, inscrições, contatos, recursos,
impugnações e demais atos relativos ao concurso público.
Para todos os atos relativos ao concurso o interessado deve acessar o ambiente do candidato por meio de
login e senha.
Atendimento
Horário
Institutodeselecao.org.br
24hrs
(081) 4040-4129
14:00 às 17:00
Será de responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção de informações referentes ao presente certame
no sítio eletrônico do concurso, em particular, ao acompanhamento dos prazos e das possíveis atualizações
do cronograma previsto do concurso, à realização das provas e à divulgação dos seus resultados.
Todos os questionamentos relacionados ao presente Edital deverão ser encaminhados ao Serviço de
Atendimento ao Candidato SAC, do INSTITUTO DE SELEÇÃO, por meio do Fale Conosco, no endereço
eletrônico www.institutodeselecao.org.br.
ANEXO II - CREFITO-1 EDITAL 001/2017 - CARGOS
CARGO
CARGA HORÁRIA
ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO
40hs
CARGO
SALÁRIO
CARGA HORÁRIA
FISCAL FISIOTERAPIA
R$ 4.438,35
BENEFÍCIOS FUNCIONAIS:
AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO
AUXÍLIO TRANSPORTE
PLANO DE SAÚDE
40hs
CARGO
SALÁRIO
CARGA HORÁRIA
FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL
R$ 4.438,35
BENEFÍCIOS FUNCIONAIS:
AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO
AUXÍLIO TRANSPORTE
PLANO DE SAÚDE
40hs
CARGO/ESPECIALIDADE
PRÉ-REQUISITOS
ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO
CERTIFICADO, DEVIDAMENTE REGISTRADO DE CONCLUSÃO DE
CURSO TÉCNICO DE ENSINO MÉDIO EXPEDIDO POR
INSTITUIÇÃO EDUCACIONAL RECONHECIDA PELO ÓRGÃO
PRÓPRIO DO SISTEMA DE ENSINO OU CERTIFICADO
DEVIDAMENTE REGISTRADO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE
ENSINO MÉDIO EXPEDIDO POR INSTITUIÇÃO EDUCACIONAL
RECONHECIDA PELO ÓRGÃO PRÓPRIO DO SISTEMA DE ENSINO
CARGO/ESPECIALIDADE
PRÉ-REQUISITOS
FISCAL
FISIOTERAPIA
DIPLOMA OU CERTIFICADO (ACOMPANHADO DO HISTÓRICO
ESCOLAR), DO CURSO SUPERIOR DE FISIOTERAPIA
RECONHECIDO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO.
REGISTRO NO CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E
TERAPIA OCUPACIONAL.
CERTIFICADO DE REGULARIDADE JUNTO AO CONSELHO
REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL (NADA
CONSTA).
02 ANOS DE EXPERIÊNCIA NA PROFISSÃO;
CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO (CNH) NA CATEGORIA B,
DENTRO DA VALIDADE, BEM COMO CERTIDÃO DE PRONTUÁRIO
DO CONDUTOR EMITIDA PELO DETRAN QUE NÃO RESPONDE A
PROCESSO DE SUSPENSÃO OU CASSAÇÃO DE CNH E
PONTUAÇÃO QUE PERMITA O PLENO EXERCÍCIO DO DIREITO
DE DIRIGIR.
BAIXA NO REGISTRO PROFISSIONAL JUNTO AO CONSELHO
REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL.
OBS.: TODOS PRÉ-REQUISITOS SÃO EXIGIDOS ÚNICA E
EXCLUSIVAMENTE NO MOMENTO DA POSSE.
CARGO/ESPECIALIDADE
PRÉ-REQUISITOS
FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL
DIPLOMA OU CERTIFICADO (ACOMPANHADO DO HISTÓRICO
ESCOLAR), DO CURSO SUPERIOR DE TERAPIA OCUPACIONAL
RECONHECIDO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO.
REGISTRO NO CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E
TERAPIA OCUPACIONAL.
CERTIFICADO DE REGULARIDADE JUNTO AO CONSELHO
REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL (NADA
CONSTA).
02 ANOS DE EXPERIÊNCIA NA PROFISSÃO;
CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO (CNH) NA CATEGORIA B,
DENTRO DA VALIDADE, BEM COMO CERTIDÃO DE PRONTUÁRIO
DO CONDUTOR EMITIDA PELO DETRAN QUE NÃO RESPONDE A
PROCESSO DE SUSPENSÃO OU CASSAÇÃO DE CNH E
PONTUAÇÃO QUE PERMITA O PLENO EXERCÍCIO DO DIREITO
DE DIRIGIR.
BAIXA NO REGISTRO PROFISSIONAL JUNTO AO CONSELHO
REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL.
OBS.: TODOS PRÉ-REQUISITOS SÃO EXIGIDOS ÚNICA E
EXCLUSIVAMENTE NO MOMENTO DA POSSE.
A investidura ao cargo de Fiscal torna incompatível ao exercício da profissão de fisioterapeuta e/ou terapeuta
ocupacional, sendo necessária a respectiva baixa no CREFITO/COFFITO no momento (antecedente) da
posse e nomeação, sob pena de eliminação.
Os pré-requisitos específicos para os cargos somam-se aos requisitos básicos para investidura disposto no
presente edital.
CARGO/ESPECIALIDADE
TIPO DE AVALIAÇÃO
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
AVALIAÇÃO INTELECTUAL OBJETIVAS
FISCAL
FISIOTERAPIA
NÍVEL SUPERIOR
AVALIAÇÃO INTELECTUAL OBJETIVAS e DISCURSIVAS
FISCAL
TERAPIA OCUPACIONAL
NÍVEL SUPERIOR
AVALIAÇÃO INTELECTUAL OBJETIVAS e DISCURSIVAS
DISPOSIÇÕES GERAIS DOS CARGOS (TODOS):
Os candidatos aos Cargos/Áreas/Especialidades do presente Concurso ficarão sujeitos à jornada de 40
(quarenta) horas semanais, na forma do artigo 19 da Lei 8.112/90 e alterações posteriores, salvo
disposições contidas em leis específicas e regulamentação interna do CREFITO-1/COFFITO.
As atribuições dos cargos são regulamentadas pelas políticas de gestão do CREFITO-1/COFFITO, pela
legislação pertinente, sob o regime celetista e/ou no que for determinado pelos Tribunais Superiores em
decisão transitada em julgado.
A lotação dos candidatos aprovados acontecerá conforme quadro de vagas, sendo que a permanência nima
obrigatória é de 3 anos na região.
A permanecia poderá ser revista conforme necessidade da administração do CREFITO-1
DISPOSIÇÕES GERAIS DO FISCAL: FISIOTERAPIATERAPIA OCUPACIONAL
O Fiscal conduzirá o veículo automotor do CREFITO-1/COFFITO em viagens de fiscalização pela
circunscrição do CREFITO-1, não sendo permitida a condução do veículo por terceiros ou uso de motorista.
O Fiscal exerce a fiscalização das atividades de fisioterapia e/o terapia ocupacional em todo território de
circunscrição do CREFITO-1, ou seja, nos Estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte.
Caso o ato fiscalizatório ocorra fora da região em que es lotado (sede ou delegacias) recebe diárias nos
termos da legislação e/ou normas/resoluções do CREFITO-1/COFFITO.
A investidura ao cargo de Fiscal implicará na aceitação e concordância da necessidade de condução de veículo
automotor, na categoria B, por todo território da Regional, bem como pernoites também em todo território da
Regional pelo tempo que se fizer necessário para o cumprimento do ato fiscalizatório no todo ou em parte e/ou
viagens (fora do território da Regional) para participação de reuniões, congressos, palestras e toda e qualquer
atividade relacionada.
DESCRIÇÃO GERAL DO FISCAL: FISIOTERAPIATERAPIA OCUPACIONAL
Para consecução do objetivo principal de realizar competente fiscalizações na Região do CREFITO-1, o Fiscal
cumprirá integralmente
as atribuições dos ca
rgos regulamentadas pelas políticas de gestão do CREFITO-
1/COFFITO, por meio das regulamentações previstas no regimento interno e pela legislação pertinente.
DESCRIÇÃO GERAL ASSISTENTE ADMINISTRATIVO:
Para consecução do objetivo do cargo, o ASSISTENTE ADMINISTRATIVO cumprirá integralmente as
atribuições dos cargos regulamentadas pelas políticas de gestão do CREFITO-1/COFFITO, por meio das
regulamentações previstas no regimento interno e pela legislação pertinente.
ANEXO III - CREFITO-1 EDITAL Nº 001/2017 - CONCORRÊNCIAS - OBSERVAÇÕES
PERNAMBUCO ÁREA 01
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO - 01
02 (Recife)
+
CADASTRO RESERVA (Estado de
Pernambuco)
ESTADO DE
PERNAMBUCO
!
1. Os candidatos com melhor classificação e aprovados para o cargo ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
01, com local de atuação Estado de Pernambuco, serão lotados na cidade de Recife, para ocupar
duas vagas de ingresso imediato.
2. O Cadastro de reserva, para o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO01, com local de atuação
Estado de Pernambuco, será composto pelos candidatos aprovados para o cargo ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO01 com local de atuação Estado de Pernambuco, conforme classificação.
3. O Cadastro de reserva para ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 01, com local de atuação Estado de
Pernambuco, servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado
de Pernambuco, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir a
vaga disponível em Pernambuco, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos na
cidade que for convocado.
4. O candidato que não atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em
qualquer regional/cidade/localidade do Estado de Pernambuco será eliminado do concurso e em seu
lugar será convocado imediatamente o candidato posterior na ordem de classificação.
PERNAMBUCO - ÁREA 02
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
FISCAL FISIOTERAPIA - 02
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DE PERNAMBUCO!
1. O Cadastro de reserva para o cargo de FISCAL FISIOTERAPIA 02 com local de atuação Estado de
Pernambuco, será composto pelos candidatos aprovados para FISCAL FISIOTERAPIA02 com local
de atuação Estado de Pernambuco, conforme classificação.
2. O Cadastro de reserva para FISCAL FISIOTERAPIA 02 com local de atuação Estado de Pernambuco,
servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado de
Pernambuco, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir a vaga
disponível em Pernambuco, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos na cidade
que for convocado.
3. O candidato FISCAL FISIOTERAPIA 02 com local de atuação Estado de Pernambuco, que não
atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado de Pernambuco será eliminado do concurso e em seu lugar será
convocado imediatamente o candidato posterior na ordem de classificação.
PERNAMBUCO - ÁREA 03
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL - 03
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DE PERNAMBUCO!
1. O Cadastro de reserva para o cargo de FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL03 com local de atuação
Estado de Pernambuco, será composto pelos candidatos aprovados para FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL03 com local de atuação Estado de Pernambuco, conforme classificação.
2. O Cadastro de reserva para FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL03 com local de atuação Estado de
Pernambuco, servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado
de Pernambuco, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir a
vaga disponível em Pernambuco, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos na
cidade que for convocado.
3. O candidato FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL 03 com local de atuação Estado de Pernambuco,
que não atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado de Pernambuco será eliminado do concurso e em seu lugar será
convocado mediatamente o candidato posterior na ordem de classificação.
ALAGOASÁREA 4
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO - 04
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DE ALAGOAS
1. O Cadastro de reserva para o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 04 com local de atuação
Estado de Alagoas, será composto pelos candidatos aprovados para ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
04 com local de atuação Estado de Alagoas, conforme classificação.
2. O Cadastro de reserva para ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 04 com local de atuação Estado de
Alagoas, servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado de
Alagoas, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir a vaga
disponível em Alagoas, deverá cumprir a permanência nima obrigatória de 3 anos na cidade que for
convocado.
3. O candidato ASSISTENTE ADMINISTRATIVO04 com local de atuação Estado de Alagoas, que não
atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado de Alagoas será eliminado do concurso e em seu lugar será
convocado imediatamente o candidato posterior na ordem de classificação.
ALAGOASÁREA 5
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
FISCAL FISIOTERAPIA - 05
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DE ALAGOAS
1. O Cadastro de reserva para o cargo de FISCAL FISIOTERAPIA 05 com local de atuação Estado de
Alagoas, será composto pelos candidatos aprovados para FISCAL FISIOTERAPIA 05 com local de
atuação Estado de Alagoas, conforme classificação.
2. O Cadastro de reserva para FISCAL FISIOTERAPIA 05 com local de atuação Estado de Alagoas,
servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado de Alagoas,
sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir a vaga disponível
em Alagoas, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos na cidade que for convocado.
3. O candidato FISCAL FISIOTERAPIA 05 com local de atuação Estado de Alagoas, que não atender
a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer regional/cidade/localidade
do Estado de Alagoas será eliminado do concurso e em seu lugar será convocado imediatamente o
candidato posterior na ordem de classificação.
ALAGOASÁREA 6
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL - 06
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DE ALAGOAS
1. O Cadastro de reserva para o cargo de FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL06 com local de atuação
Estado de Alagoas, será composto pelos candidatos aprovados para FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL - 06 com local de atuação Estado de Alagoas, conforme classificação
2. O Cadastro de reserva para FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL06 com local de atuação Estado de
Alagoas, servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado de
Alagoas, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir a vaga
disponível em Alagoas, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos na cidade que for
convocado.
3. O candidato FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL 06 com local de atuação Estado de Alagoas, que
não atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado de Alagoas será eliminado do concurso e em seu lugar será
convocado imediatamente o candidato posterior na ordem de classificação.
RIO GRANDE DO NORTE - ÁREA 7
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO - 07
01 (Natal)
+
CADASTRO RESERVA *
(ESTADO DO RIO GRANDE DO
NORTE)
ESTADO DO RIO GRANDE DO
NORTE
1. O candidato com melhor classificação e aprovado para o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
07 com local de atuação Estado do Rio Grande do Norte, será lotado na cidade de Natal para ocupar
vaga de ingresso imediato.
2. O Cadastro de reserva para o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 07 com local de atuação
Estado do Rio Grande do Norte, será composto pelos candidatos aprovados para ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO07 com local de atuação Estado do Rio Grande do Norte conforme classificação
3. O Cadastro de reserva para ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 07 com local de atuação Estado do
Rio Grande do Norte, servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do
Estado do Rio Grande do Norte, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado
para assumir a vaga disponível no Rio Grande do Norte, deverá cumprir a permanência mínima
obrigatória de 3 anos na cidade que for convocado.
4. O candidato ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 07 com local de atuação Estado do Rio Grande do
Norte, que não atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado do Rio Grande do Norte será eliminado
do co
ncurso e em seu
lugar será convocado imediatamente o candidato posterior na ordem de classificação.
RIO GRANDE DO NORTE - ÁREA 8
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
FISCAL FISIOTERAPIA - 08
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DO RIO GRANDE DO
NORTE
1. O Cadastro de reserva para o cargo de FISCAL FISIOTERAPIA 08 com local de atuação Estado do
Rio Grande do Norte, será composto pelos candidatos aprovados para FISCAL FISIOTERAPIA 08
com local de atuação Estado do Rio Grande do Norte conforme classificação
2. O Cadastro de reserva para FISCAL FISIOTERAPIA08 com local de atuação Estado do Rio Grande
do Norte, servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado do
Rio Grande do Norte, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir
a vaga disponível no Rio Grande do Norte, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos
na cidade que for convocado.
3. O candidato FISCAL FISIOTERAPIA 08 com local de atuação Estado do Rio Grande do Norte, que
não atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado do Rio Grande do Norte será eliminado do concurso e em seu
lugar será convocado imediatamente o candidato posterior na ordem de classificação.
RIO GRANDE DO NORTE - ÁREA 9
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL - 09
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DO RIO GRANDE DO
NORTE
1. O Cadastro de reserva para o cargo de FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL09 com local de atuação
Estado do Rio Grande do Norte, será composto pelos candidatos aprovados para FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL09 com local de atuação Estado do Rio Grande do Norte conforme classificação
2. O Cadastro de reserva para FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL09 com local de atuação Estado do
Rio Grande do Norte, servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do
Estado do Rio Grande do Norte, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado
para assumir a vaga disponível no Rio Grande do Norte, deverá cumprir a permanência mínima
obrigatória de 3 anos na cidade que for convocado.
3. O candidato FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL 09 com local de atuação Estado do Rio Grande do
Norte, que não atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado do Rio Grande do Norte será eliminado do concurso e em seu
lugar será convocado imediatamente o candidato posterior na ordem de classificação.
PARAÍBA - ÁREA 10
CARGO - PREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO - 10
01 (João Pessoa)
+
01 (Campina Grande)
+
CADASTRO RESERVA* (ESTADO
DA PARAÍBA)
ESTADO DA PARAÍBA
1. O candidato com melhor classificação e aprovado para o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
10 com local de atuação Estado da Paraíba, terá preferência quanto a cidade de atuação, podendo
optar pela vaga de João Pessoa ou Campina Grande.
2. O candidato com segunda melhor classificação e aprovado para o cargo de ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO 10 com local de atuação Estado da Paraíba, será convocado para a vaga
remanescente não escolhida pelo candidato melhor colocado.
3. O Cadastro de reserva para ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 10 com local de atuação Estado da
Paraíba será composto pelos candidatos aprovados para ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 10 com
local de atuação Estado da Paraíba, conforme classificação.
4. Caso a primeira vaga para ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 10 com local de atuação Estado da
Paraíba, João Pessoa ou Campina Grande, se torne novamente disponível, por motivo de desistência
ou qualquer outro, será ocupada pelo melhor classificado e aprovado no cadastro reserva. O candidato
alocado na vaga remanescente, não poderá solicitar remanejamento.
5. O Cadastro de reserva para o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 10 com local de atuação
Estado da Paraíba servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer
cidade do
Estado da Paraíba, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir
a vaga disponível no Estado da Paraíba, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos
na cidade que for convocado.
6. O candidato para o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 10 com local de atuação Estado da
Paraíba que não atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado da Paraíba será eliminado do concurso e em seu lugar será
convocado o candidato imediatamente posterior na ordem de classificação.
PARAÍBA - ÁREA 11
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
FISCAL FISIOTERAPIA - 11
01 (João Pessoa)
+
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DA PARAÍBA
1. O candidato com melhor classificação e aprovado para o cargo de FISCAL FISIOTERAPIA 11 com
local de atuação Estado da Paraíba, será lotado na cidade de João Pessoa para ocupar vaga de
ingresso imediato.
2. O Cadastro de reserva para o cargo de FISCAL FISIOTERAPIA 11 com local de atuação Estado da
Paraíba, será composto pelos candidatos aprovados para FISCAL FISIOTERAPIA 11 com local de
atuação Estado da Paraíba conforme classificação.
3. O Cadastro de reserva para FISCAL FISIOTERAPIA 11 com local de atuação Estado da Paraíba,
servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado da Paraíba,
sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir a vaga disponível
no Estado da Paraíba, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos na cidade que for
convocado.
4. O candidato FISCAL FISIOTERAPIA11 com local de atuação Estado da Paraíba, que não atender a
convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer regional/cidade/localidade
do Estado da Paraíba se eliminado do concurso e em seu lugar se convocado imediatamente o
candidato posterior na ordem de classificação.
PARAÍBA - ÁREA 12
CARGOPREFERÊNCIA
VAGAS
LOCAL DE ATUAÇÃO
FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL - 12
CADASTRO RESERVA*
ESTADO DA PARAÍBA
1. O Cadastro de reserva para o cargo de FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL12 com local de atuação
Estado da Paraíba, será composto pelos candidatos aprovados para FISCAL TERAPIA
OCUPACIONAL12 com local de atuação Estado da Paraíba conforme classificação.
2. O Cadastro de reserva para FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL12 com local de atuação Estado da
Paraíba, servirá para preenchimento de vagas que possam surgir em qualquer cidade do Estado da
Paraíba, sendo assim o candidato integrante do cadastro reserva, convocado para assumir a vaga
disponível no Estado da Paraíba, deverá cumprir a permanência mínima obrigatória de 3 anos na
cidade que for convocado.
3. O candidato FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL 12 com local de atuação Estado da Paraíba, que
não atender a convocação ou não tiver interesse na vaga que possa surgir em qualquer
regional/cidade/localidade do Estado da Paraíba será eliminado do concurso e em seu lugar se
convocado o candidato imediatamente posterior na ordem de classificação.
ANEXO IV - CREFITO-1 EDITAL Nº 001/2017 - QUADRO DE PROVAS DO EXAME INTELECTUAL
O Exame intelectual constará de 40 (quarenta) questões do tipo múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas
(A, B, C, D e E), sendo apenas uma resposta correta.
O candidato que obtiver aproveitamento mínimo de 50% (cinquenta por cento) estará aprovado no certame.
A nota final será dada pela soma obtida nas disciplinas, conforme quadro abaixo:
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
ÁREAS
QUANTIDADE
DE QUESTÕES
PONTOS
PORTUGUÊS
10
20
INFORMÁTICA
5
10
MATEMÁTICA
5
10
NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO,
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
E LEGISLAÇÃO
20
60
TOTAL
40
100
FISCALFISIOTERAPEUTA TERAPIA OCUPACIONAL
ÁREAS
QUANTIDADE DE QUESTÕES
PONTOS
PORTUGUÊS
10
20
INFORMÁTICA
5
10
MATEMÁTICA
5
10
NOÇÕES EM ADMINISTRAÇÃO,
GESTÃO PÚBLICA,
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
E LEGISLAÇÃO
20
40
DISCURSIVA
1
20
TOTAL
Objetiva: 40
100
Discursiva: 1
DA QUESTÃO DISCURSIVA
1. Os candidatos aos cargos de Fiscal Fisioterapia e Fiscal Terapia Ocupacional serão submetidos a uma
prova escrita, composta de 40 (quarenta) questões objetivas com 05 (cinco) alternativas de resposta,
sendo apenas 01 (uma) alternativa a correta e 01 (uma) questão discursiva.
2. Serão corrigidas provas discursivas dos 25 primeiros candidatos aprovados e classificados dentro do
número de vagas, respeitando as regras para candidatos negros e candidatos deficientes.
3. Todos os candidatos empatados em pontuação com o vigésimo, respeitando as regras para candidatos
negros e candidatos deficientes, terão sua questão discursiva corrigida.
4. Os candidatos que não tiverem sua prova corrigida estarão automaticamente desclassificados no
concurso público.
5. A questão discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, será apresentada na forma de problemas
e/ou casos práticos e tem o objetivo de avaliar a capacidade de enfrentamento das situações típicas
do exercício da profissão;
6. Será exigido do candidato na avaliação da discursiva: domínio técnico programático disposto do
presente edital, para o cargo de Fiscal; correção gramatical e a adequação vocabular, considerados os
mecanismos básicos de constituição do vernáculo e os procedimentos de coesão e argumentação,
bem como a forma e o conteúdo legalmente
exigíveis.
7. Não se
permitida nenhuma espécie de consulta, nem a utilização de livros, códigos, manuais,
impressos ou quaisquer anotações.
8. Nos cadernos de prova serão dispostas as regras e formas de como devem ser apresentadas as
respostas.
9. A correção da questão discursiva será corrigida por Banca de Correção, conforme matriz de correção
a ser divulgada cuja pontuação máxima será de 20 (vinte) pontos para a questão.
10. O candidato deverá obter 10 (dez) pontos ou mais do total da pontuação prevista para a questão
discursiva, para não ser eliminado do concurso público.
11. A folha da VERSÃO DEFINITIVA será o único documento válido para a avaliação da questão
discursiva. As folhas para rascunho, no caderno de questões, são de preenchimento facultativo e não
valerão para a finalidade de avaliação da prova discursiva.
12. A FOLHA PARA RASCUNHO no Caderno de Provas é de preenchimento facultativo. Em hipótese
alguma o rascunho elaborado pelo candidato será considerado na correção da Prova Discursiva pela
Banca Examinadora.
13. A omissão de dados, que forem legalmente exigidos ou necessários para a correta solução das
questões, acarretará em descontos na pontuação atribuída ao candidato.
14. O candidato te sua questão discursiva avaliada com nota 0 (zero) em caso de:
a) Não atender ao tema proposto e ao conteúdo avaliado;
b) Manuscrever em letra ilegível e/ou incompreensível ou ainda grafar por outro meio que não o
determinado neste Edital;
c) Apresentar acentuada desestruturação na organização textual ou atentar contra o pudor;
d) Redigir seu texto a lápis, ou à tinta em cor diferente de azul ou preta;
e) Não apresentar a questão redigida na FOLHA VERSÃO DEFINITIVA ou entregá-la em branco;
f) Apresentar identificação, em local indevido, de qualquer natureza (nome parcial, nome
completo, outro nome qualquer, número(s), letra(s), sinais, desenhos ou códigos)
g) Apresentar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato;
15. Quanto ao resultado da Prova Discursiva, caberá interposição de recurso nos termos deste Edital.
ANEXO V - CREFITO-1 EDITAL Nº 001/2017 - CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
CONHECIMENTO GERAL (TODOS OS CARGOS): ASSISTENTE ADMINISTRATIVO FISCAL:
FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL.
PORTUGUÊS
DOMÍNIO DA ORTOGRAFIA OFICIAL: NORMAS TÉCNICAS DE REDAÇÃO OFICIAL;
COMPREENSÃO, INTERPRETAÇÃO E ORGANIZAÇÃO INTERNA DO TEXTO;
ELEMENTOS DE CONSTRUÇÃO DO TEXTO E SEU SENTIDO: GÊNERO DO TEXTO
(LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO; NARRATIVO, DESCRITIVO, INJUNTIVO E
ARGUMENTATIVO);
VARIAÇÃO LINGUÍSTICA;
SEMÂNTICA: SENTIDO E EMPREGO DOS VOCÁBULOS, CAMPOS
SEMÂNTICOS, ANTONÍMIA, SINONÍMIA, PARONÍMIA, EMPREGO DE TEMPOS MODOS E
ASPECTO DOS VERBOS EM PORTUGUÊS;
FONÉTICA: CONSOANTE, VOGAIS E SEMIVOGAIS, ENCONTROS VOCÁLICOS E
CONSONANTAIS, ACENTO, PARONÍMIA E HOMONÍMIA, SILABAÇÃO (NÚMERO,
ESTRUTURA, TONICIDADE)
MORFOLOGIA: RECONHECIMENTO, EMPREGO E SENTIDO DAS CLASSES
GRAMATICAIS, PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS, MECANISMOS DE FLEXÃO
DOS NOMES E DOS VERBOS (TEMPOS, MODOS);
SINTAXE: FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO, TERMOS DA ORAÇÃO, PROCESSOS DE
COORDENAÇÃO E SUBORDINAÇÃO, CONCORDÂNCIA NOMINAL E VERBAL,
TRANSITIVIDADE E REGÊNCIA DE NOMES E VERBOS, PADRÕES GERAIS DE
COLOCAÇÃO PRONOMINAL NO PORTUGUÊS, MECANISMOS DE COESÃO E
COERÊNCIA TEXTUAL;
ESTILÍSTICA: FIGURAS DE LINGUAGEM, ORTOGRAFIA, PONTUAÇÃO.
MATEMÁTICA
NÚMEROS INTEIROS E RACIONAIS: OPERAÇÕES (ADIÇÃO, SUBTRAÇÃO,
MULTIPLICAÇÃO, DIVISÃO, POTENCIAÇÃO); EXPRESSÕES NUMÉRICAS; MÚLTIPLOS E
DIVISORES DE NÚMEROS NATURAIS; PROBLEMAS.
FRAÇÕES E OPERAÇÕES COM FRAÇÕES
NÚMEROS E GRANDEZAS PROPORCIONAIS: RAZÕES E PROPORÇÕES; DIVISÃO EM
PARTES PROPORCIONAIS; REGRA DE TRÊS; PORCENTAGEM E PROBLEMAS
INFORMÁTICA
NOÇÕES DE HARDWARE: COMPONENTES DE UM COMPUTADOR, DISPOSITIVOS DE
ENTRADA E SAÍDA, MÍDIAS PARA ARMAZENAMENTO DE DADOS, INSTALAÇÃO E
UTILIZAÇÃO DE PERIFÉRICOS;
NOÇÕES DO SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS 7 e 10: OPERAÇÕES SOBRE
ARQUIVOS E PASTAS, ATALHOS, JANELAS, INSTALAÇÃO DE PROGRAMAS;
EDITOR DE TEXTO (MS OFFICE 2010): CONCEITOS BÁSICOS, MENUS, BARRAS DE
FERRAMENTAS, COMANDOS, CONFIGURAÇÕES, FORMATAÇÃO, PROTEÇÃO DE
DOCUMENTOS (MS OFFICE 2010);
EDITOR DE PLANILHAS ELETRÔNICAS (MS OFFICE 2010): CONCEITOS BÁSICOS,
MENUS, BARRAS DE FERRAMENTAS, COMANDOS, FUNÇÕES,
CONFIGURAÇÕES, CRIAÇÃO DE FÓRMULAS, REFERÊNCIAS ENTRE
PLANILHAS, GRÁFICOS (MS OFFICE 2010);
SOFTWARES PARA APRESENTAÇÕES (MS OFFICE 2010): CRIAÇÃO E FORMATAÇÃO
DE SLIDES, CRIAÇÃO E FORMATAÇÃO DE SLIDE MESTRE, CRIAÇÃO DE
APRESENTAÇÕES;
TECNOLOGIAS, FERRAMENTAS, APLICATIVOS E PROCEDIMENTOS ASSOCIADOS À
INTERNET: CONCEITOS, NAVEGADORES, HYPERLINKS, FERRAMENTAS DE
BUSCA, TRANSFERÊNCIAS DE ARQUIVOS (DOWNLOAD E UPLOAD), CORREIO
ELETRÔNICO, NOÇÕES DE MAPEAMENTO E PESQUISA DE REDE, NAVEGADORES,
INTERNET EXPLORER, MOZILLA FIREFOX E GOOGLE CHROME ÚLTIMAS VERSÕES
(DATA DO EDITAL);
NOÇÕES DE PROTEÇÃO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: CONCEITOS DE RUS,
SPYWARE, SPAM, CERTIFICADOS DE SEGURANÇA, ACESSO A SITES
SEGUROS, ÉTICA NA UTILIZAÇÃO DA INTERNET EM AMBIENTE
CORPORATIVO, CUIDADOS E PREVENÇÕES, NOÇÕES DE BACKUP.
CONHECIMENTO ESPECÍFICO (ASSISTENTE ADMINISTRATIVO):
NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO, CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988: CAPÍTULO VII, SEÇÕES I E II - DA ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA (ARTS. 37 E 38) E DOS SERVIDORES BLICOS (ARTS. 39 A 41).
LEI FEDERAL 8.112 DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 QUE DISPÕE SOBRE O REGIME
JURÍDICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIL DA UNIÃO, DAS AUTARQUIAS E DAS
FUNDAÇÕES PÚBLICAS FEDERAIS.
DECRETO FEDERAL 1.171 DE 22 DE JUNHO DE 1994 QUE APROVOU O CÓDIGO DE
ÉTICA PROFISSIONAL DO SERVIDOR PÚBLICO CIVIL DO PODER EXECUTIVO FEDERAL:
SEÇÃO IIDOS PRINCIPAIS DEVERES DO SERVIDOR PÚBLICO.
NOÇÕES EM ADMINISTRAÇÃO: CONCEITOS BÁSICOS, TIPOS DE ORGANIZAÇÃO,
ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS, ORGANOGRAMAS E FLUXOGRAMAS;
QUALIDADE NO ATENDIMENTO;
HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO: CONCEITO, IMPORTÂNCIA, CONDIÇÕES DO
TRABALHO;
NOÇÕES EM GESTÃO DE PESSOAS: CONCEITOS, IMPORTÂNCIA, RELAÇÃO COM OS
OUTROS SISTEMAS DE ORGANIZAÇÃO;
FUNÇÃO DO ÓRGÃO DE GESTÃO DE PESSOAS: ATRIBUIÇÕES BÁSICAS E OBJETIVOS,
POLÍTICAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS;
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL: MOTIVAÇÃO, LIDERANÇA RELAÇÕES
INDIVÍDUO/ORGANIZAÇÃO, DESEMPENHO;
NOÇÕES EM ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS E MATERIAIS: CLASSIFICAÇÃO DE
MATERIAIS, COMPRAS NO SETOR PÚBLICO, RECEBIMENTO E ARMAZENAGEM:
ENTRADA E CONFERÊNCIA;
GESTÃO PATRIMONIAL: CONTROLE DE BENS E INVENTÁRIO;
DOCUMENTAÇÃO: ATA, ATESTADO, CERTIDÃO, CIRCULAR, COMUNICADO,
CONVITE, CONVOCAÇÃO, EDITAL, MEMORANDO, OFÍCIO, ORDEM DE
SERVIÇO, PORTARIA, REQUERIMENTO;
NOÇÕES EM GESTÃO DE DOCUMENTOS: CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE
ARQUIVOLOGIA, O GERENCIAMENTO DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DE DOCUMENTOS:
DIAGNÓSTICOS; ARQUIVOS CORRENTES E INTERMEDIÁRIO; PROTOCOLOS;
AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS; ARQUIVOS PERMANENTES, TIPOLOGIAS
DOCUMENTAIS E SUPORTES FÍSICOS: MICROFILMAGEM; AUTOMAÇÃO;
PRESERVAÇÃO, CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE DOCUMENTOS.
LEGISLAÇÃO (ASSISTENTE ADMINISTRATIVO):
LEI - 6.316, DE 17 DE DEZEMBRO DE 1975 - CRIA O CONSELHO FEDERAL E OS
CONSELHOS REGIONAIS DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL.
RESOLUÇÃO COFFITO 8, RESOLUÇÃO COFFITO 37, RESOLUÇÃO COFFITO 377,
RESOLUÇÃO COFFITO 410, RESOLUÇÃO COFFITO 422, RESOLUÇÃO COFFITO 426,
RESOLUÇÃO COFFITO 433, RESOLUÇÃO COFFITO 435, RESOLUÇÃO COFFITO 468,
RESOLUÇÃO COFFITO 469, RESOLUÇÃO COFFITO 472, RESOLUÇÃO COFFITO 473.
CONHECIMENTO ESPECÍFICO (FISCAL: FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL)
NOÇÕES EM ADMINISTRAÇÃO, GESTÃO PÚBLICA E CONHECIMENTOS
ESPECÍFICOS
CONSTITUIÇÃO FEDERAL: OS PODERES DO ESTADO E AS RESPECTIVAS
FUNÇÕES, HIERARQUIA DAS NORMAS, PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA CF/88,
DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS;
CONSTITUIÇÃO FEDERAL: CAPÍTULO VII, SEÇÕES I E II - DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
(ARTS. 37 E 38) E DOS SERVIDORES PÚBLICOS (ARTS. 39 A 41), ORGANIZAÇÃO
POLÍTICO-ADMINISTRATIVA DO ESTADO;
LEI FEDERAL 8.112 DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 QUE DISPÕE SOBRE O REGIME
JURÍDICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIL DA UNIÃO, DAS AUTARQUIAS E DAS
FUNDAÇÕES PÚBLICAS FEDERAIS;
DECRETO FEDERAL 1.171 DE 22 DE JUNHO DE 1994 QUE APROVOU O CÓDIGO DE
ÉTICA PROFISSIONAL DO SERVIDOR PÚBLICO CIVIL DO PODER EXECUTIVO FEDERAL:
SEÇÃO IIDOS PRINCIPAIS DEVERES DO SERVIDOR PÚBLICO;
ATO ADMINISTRATIVO: CONCEITO, ELEMENTOS/REQUISITOS, ATRIBUTOS,
CONVALIDAÇÃO, DISCRICIONARIEDADE E VINCULAÇÃO, PODERES DA
ADMINISTRAÇÃO, PROCESSO ADMINISTRATIVO, LEI 9.784/99;
ORDEM SOCIAL: BASE E OBJETIVOS DA ORDEM SOCIAL, SEGURIDADE
SOCIAL, EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO
SOCIAL, MEIO AMBIENTE, FAMÍLIA, CRIANÇA ADOLECENTE, IDOSO, LEI 13.146/2015
ESTATUTO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA;
GESTÃO PÚBLICA: GOVERNABILIDADE, GOVERNANÇA, ÉTICA ACCOUNTABILITY;
NOÇÕES EM ADMINISTRAÇÃO: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO: CONCEITOS,
OBJETIVOS, EVOLUÇÃO HISTÓRICA, ORGANIZAÇÕES, EFICIÊNCIA E EFICÁCIA;
PROCESSO ADMINISTRATIVO: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO, INFLUÊNCIA,
CONTROLE;
PLANEJAMENTO: FUNDAMENTOS, TOMADA DE DECISÕES, FERRAMENTAS;
ORGANIZAÇÃO: FUNDAMENTOS, ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS TRADICIONAIS,
TENDÊNCIAS E PRÁTICAS ORGANIZACIONAIS;
INFLUÊNCIA: ASPECTOS FUNDAMENTAIS DA COMUNICAÇÃO, LIDERANÇA,
MOTIVAÇÃO, GRUPOS, EQUIPES E CULTURA ORGANIZACIONAL.
LEGISLAÇÃO (FISCAL: FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL)
LEGISLAÇÃO COFFITO: - RESOLUÇÕES DO COFFITO N. 8, 29, 37, 52, 60, 80, 81, 97, 131,
139, 153, 158, 184, 188, 189, 194, 201, 219, 220, 224, 225, 226, 232, 249, 259, 260, 265, 316,
318, 324, 331, 337, 348, 350, 351, 359, 362, 363, 364, 365, 366, 368, 370, 371, 372, 377, 378,
380, 382, 383, 385, 386, 387, 390, 391, 392, 393, 394, 395, 396, 397, 398, 399, 400, 401, 402,
403, 404, 405, 406, 407, 408, 410, 414, 415, 416, 417, 418, 419, 422, 423, 424, 425, 426, 428,
429, 431, 432, 433, 434, 435, 438, 439, 443, 444, 445, 451, 452, 454, 458, 459, 460, 462, 464,
465, 466 E 468.
RESOLUÇÃO COFFITO DAS ESPECIALIDADES DA FISIOTERAPIA E TERAPIA
OCUPACIONAL.
LEI - 6.316, DE 17 DE DEZEMBRO DE 1975 - CRIA O CONSELHO FEDERAL E OS
CONSELHOS REGIONAIS DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL.
RESOLUÇÕES DA DIRETORIA COLEGIADA DA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA
SANITÁRIA NOS 11/06 E 7/10;
LEGISLAÇÃO ANVISA: RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº. 63 DE 25 DE
NOVEMBRO DE 2011.
LEGISLAÇÃO CNE/CES: RESOLUÇÃO CNE/CES 4, DE 19 DE FEVEREIRO DE
2002. RESOLUÇÃO CNE/CES 6, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2002.
LEI 8.080, DE 19 DE SETEMBRO DE 1990 - DISPÕE SOBRE AS CONDIÇÕES PARA A
PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E RECUPERAÇÃO DA SAÚDE, A ORGANIZAÇÃO E O
FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS CORRESPONDENTES.
LEI 8.856, DE DE MARÇO DE 1994 - FIXA A JORNADA DE TRABALHO DOS
PROFISSIONAIS FISIOTERAPEUTA E TERAPEUTA OCUPACIONAL.
EMENDA CONTITUCIONAL 34/01 NOVA REDAÇÃO À ALÍNEA C DO INCISO XVI DO
ART. 37 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.
DECRETO LEI 938/69PROVÊ SOBRE AS PROFISSÕES DE FISIOTERAPEUTA E
TERAPEUTA OCUPACIONAL, E OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
LEI 10424/02ACRESCENTA CAPÍTULO E ARTIGO À LEI NO 8.080, DE 19 DE SETEMBRO
DE 1990, QUE DISPÕE SOBRE AS CONDIÇÕES PARA A PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E
RECUPERAÇÃO DA SAÚDE, A ORGANIZAÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE SERVIÇOS
CORRESPONDENTES E OUTRAS PROVIDÊNCIAS, REGULAMENTANDO A
ASSISTÊNCIA DOMICILIAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE.
LEGISLAÇÃO (FISCAL: TERAPIA OCUPACIONAL)
POLITICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL , LEI ORGÂNICA DA ASSISTÊNCIA
SOCIAL E NOB-SUAS
ANEXO VI - CREFITO-1 EDITAL Nº 001/2017 - CRITÉRIO DESEMPATE
Em caso de igualdade na nota final, para fins de classificação, o desempate se fará da seguinte forma:
NÍVEL MÉDIO DE ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
ÁREAS
NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO, CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS E LEGISLAÇÃO
MAIOR NOTA NAS QUESTÕES DE PORTUGUÊS
MAIOR NOTA NAS QUESTÕES DE INFORMÁTICA
MAIOR NOTA NAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA
SORTEIO PÚBLICO
NÍVEL SUPERIOR FISCAL FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
ÁREAS
ÁREAS
MAIOR NOTA NA QUESTÃO DISCURSIVA
NOÇÕES EM ADMINISTRAÇÃO, GESTÃO PÚBLICA, CONHECIMENTOS
ESPECÍFICOS E LEGISLAÇÃO
MAIOR NOTA NAS QUESTÕES DE PORTUGUÊS
MAIOR NOTA NAS QUESTÕES DE INFORMÁTICA
MAIOR NOTA NAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA
SORTEIO PÚBLICO
ANEXO VII - CREFITO-1 EDITAL Nº 001/2017 - CIDADES DE PROVA, DATA, HORÁRIO E DURAÇÃO
RECIFE
CARUARU
PETROLINA
SERRA TALHADA
NATAL
MOSSORÓ
JOÃO PESSOA
CAMPINA GRANDE
CAJAZEIRAS
MACEIÓ
ASSISTENTE
ADMINISTRATIVO
DATA DE PROVA
HORÁRIO DE
PROVA
DURAÇÃO DE
PROVA
PERNAMBUCO E
ALAGOAS
04/06/2017
8:00
3 horas
PARAÍBA E RIO
GRANDE DO NORTE
04/06/2017
14:00
3 horas
FISCAL
FISIOTERAPEUTA E
TERAPEUTA
OCUPACIONAL
DATA DE PROVA
HORÁRIO DE
PROVA
DURAÇÃO DE
PROVA
PERNAMBUCO E
ALAGOAS
04/06/2017
8:00
4 horas
PARAÍBA E RIO
GRANDE DO NORTE
04/06/2017
14:00
4 horas
ANEXO VIII - CREFITO-1 EDITAL Nº 001/2017 - TAXA DE INSCRIÇÃO
ÁREAS
TAXA
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
R$ 60,00
FISCAL FISITERAPIA
R$ 80,00
FISCAL TERAPIA OCUPACIONAL
R$ 80,00
ANEXO IX - CREFITO-1 EDITAL Nº 001/2017 - CRONOGRAMA
I – INSCRIÇÃO ATIVIDADES
DATA INICIAL
DATA FINAL
Publicação do Edital.
13/02/2017
-
Inscrições via Internet.
13/02/2017
08/04/2017
Pedido de isenção do pagamento da taxa de inscrição.
13/02/2017
17/02/2017
Divulgação na internet do resultado preliminar dos
pedidos de isenção do pagamento da taxa de inscrição
deferidos e indeferidos.
23/02/2017
-
Recursos pela internet dos pedidos de isenção para
candidatos que tiveram a inscrição indeferida.
23/02/2017
24/02/2017
Resultado final dos pedidos de isenção de pagamento de
taxa de inscrição.
06/03/2017
-
IIHOMOLOGAÇÃO ATIVIDADES
DATA INICIAL
DATA FINAL
Relação preliminar da homologação das inscrições.
15/04/2017
-
Interposição de recursos contra o indeferimento de
inscrições.
15/04/2017
16/04/2017
Divulgação na internet do resultado do julgamento dos
recursos contra o indeferimento de inscrições.
22/04/2017
-
Publicação da relação das inscrições homologadas.
22/04/2017
-
Divulgação da convocação para o exame objetivo.
25/05/2017
-
Consulta/impressão do cartão de informação de local
do exame objetivo.
25/05/2017
-
IIIAPLICAÇÂO ATIVIDADES
DATA INICIAL
DATA FINAL
Aplicação do exame
04/06/2017
-
Divulgação na internet do gabarito preliminar do
exame objetivo.
05/06/2017
-
Interposição de recursos contra o gabarito preliminar
do exame objetivo via Internet.
06/06/2017
07/06/2017
Divulgação na internet do resultado do julgamento dos
recursos contra o gabarito preliminar do exame
objetivo.
20/06/2017
-
Divulgação na internet do gabarito definitivo do exame
objetivo.
20/06/2017
-
IVRESULTADO ATIVIDADES
DATA INICIAL
DATA FINAL
Divulgação na internet do resultado preliminar do
exame objetivo.
04/07/2017
-
Vista do cartão de respostas e interposição de
recursos contra o resultado preliminar do exame
objetivo.
04/07/2017
05/07/2017
Divulgação na internet do resultado do julgamento
dos recursos contra o resultado preliminar do exame
objetivo.
13/07/2017
-
Divulgação na internet do resultado final do exame
objetivo.
13/07/2017
-
V – RESULTADO ATIVIDADES
DATA INICIAL
DATA FINAL
Divulgação na internet do resultado preliminar do
exame discursivo.
27/07/2017
-
Vista e interposição de recursos contra o resultado
preliminar do exame discursivo.
27/07/2017
28/07/2017
Divulgação na internet do resultado do julgamento
dos recursos contra o resultado preliminar do
exame discursivo.
08/08/2017
-
VI – CLASSIFICAÇÃO ATIVIDADES
DATA INICIAL
DATA FINAL
Divulgação