Edital do Concurso Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT SP) 2007

Banca: CONATEC

Esfera: Federal

Visualizaçao do Edital do Concurso

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉCGRAFOS (ECT)
EDITAL Nº 79/2007
CONCURSO PÚBLICO
A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT torna
público que realizará Concurso Público, por intermédio de sua Diretoria
Regional de São Paulo Interior, para provimento dos cargos de Auxiliar
de Enfermagem do Trabalho I, Técnico Industrial Pleno - Eletrônico,
Técnico Industrial Pleno - Mecânico, Advogado Júnior, Engenheiro
Pleno - Eletrônico, Médico do Trabalho Júnior e Médico do Trabalho
Sênior e formação de cadastro reserva de aprovados durante o seu período
de validade, mediante regras e condições contidas neste Edital.
1. DO EMPREGO
Os candidatos, aprovados em todas as fases da seleção, serão
chamados a assinar contrato individual de trabalho com a ECT, de
acordo com a classificação obtida e com as necessidades da Empresa,
o qual reger-se-á pelos preceitos da Consolidação das Leis do Trabalho
- CLT, inclusive no que diz respeito ao Contrato de Experiência
e à rescisão do Contrato de Trabalho, sujeitando-se às normas internas
e ao Plano de Carreiras, Cargos e Salários da ECT.
1.1. Jornada de trabalho: Para os cargos de Médico do Trabalho
Júnior e Médico do Trabalho Sênior 24 (vinte e quatro) horas
semanais, com atividades de segunda-feira a sábado, podendo ocorrer
escala de revezamento nos domingos e feriados, bem como no horário
noturno, obedecidas as normas legais que disciplinam o assunto,
exceção feita às categorias profissionais diferenciadas. Para os cargos
de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho I, Técnico Industrial Pleno -
Eletrônico, Técnico Industrial Pleno - Mecânico, Advogado Júnior e
Engenheiro Pleno - Eletrônico 44 (quarenta e quatro) horas semanais,
com atividades de segunda-feira a sábado, podendo ocorrer escala de
revezamento nos domingos e feriados, bem como no horário noturno,
obedecidas as normas legais que disciplinam o assunto, exceção feita
às categorias profissionais diferenciadas.
1.2. Desempenhos esperados dos profissionais: Conhecimento
e domínio dos procedimentos e/ou técnicas de execução de seu
trabalho, realizando suas tarefas com interesse, qualidade, dedicação e
responsabilidade; relacionamento interpessoal adequado com a sua
equipe de trabalho e com os clientes, criando um clima de colaboração
e de respeito; capacidade para executar suas tarefas com
precisão, rapidez e organização; pontualidade; capacidade para identificar
as interfaces de seu cargo e o impacto do seu desempenho no
resultado de sua unidade e da organização; entre outros.
2. BENEFÍCIOS OFERECIDOS
2.1. Aos empregados serão oferecidos auxílio-alimentação,
vale-transporte e assistência médica e odontológica ambulatorial extensiva
aos seus dependentes legais. Após o período de experiência,
farão jus à assistência médica e odontológica compartilhada, extensiva
aos seus dependentes legais, em ambulatórios próprios e em rede
de credenciados.
2.2. Os benefícios auxílio-alimentação e assistência médica
estão condicionados à previsão no Acordo Coletivo de Trabalho vigente
e aos critérios estabelecidos pelas normas internas da ECT.
2.3. Aos admitidos será possibilitada a adesão ao Plano de
Previdência Complementar por intermédio do Instituto de Seguridade
Social dos Correios - POSTALPREV.
3. DOS CARGOS
3.1. Cargo: Auxiliar de Enfermagem do Trabalho I
3.1.1. Requisitos Exigidos: Ensino médio completo e habilitação
legal para o exercício da profissão de Auxiliar de Enfermagem
do Trabalho, experiência mínima de 01 (um) ano no exercício
da profissão de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho e registro no
COREN.
3.1.2. Salário: R$ 681,82
3.1.3. Sumário das atribuições do cargo: Executar os serviços
auxiliares de enfermagem do trabalho sob orientação do profissional
de nível superior.
3.2. Cargo: Técnico Industrial Pleno - Eletrônico
3.2.1. Requisitos Exigidos: Curso de Técnico Industrial com
habilitação em Eletrônica; possuir experiência de 05 (cinco) anos no
cargo/atividade de Técnico Industrial na habilitação Eletrônica; possuir
registro no CREA e estar em dia com as obrigações legais junto
àquele órgão.
3.2.2. Salário: R$ 1.640,87
3.2.3. Sumário das atribuições do cargo: Apoio aos usuários
nas operações básicas em microcomputadores, impressoras, acessórios
e periféricos; Apoio na configuração e customização de software
e hardware para acesso à Internet e Intranet ECT; Instalação, configuração
de ambientes operacionais em microcomputadores; Apoio
aos usuários finais, envolvendo a instalação de aplicativos e suporte à
computação pessoal em estações de trabalho e parametrização de
software; Suporte, diagnóstico e solução de problemas físicos de
hardware de estações de trabalho; Parametrização e configuração de
mecanismos de rede; Realizar a configuração e conexão das estações
de trabalho em rede; Controlar a operacionalidade dos links de comunicação
de dados que interligam as unidades à rede corporativa da
ECT.
3.3. Cargo: Técnico Industrial Pleno - Mecânico
3.3.1. Requisitos Exigidos: Curso de Técnico Industrial com
habilitação em Mecânica; possuir experiência de 05 (cinco) anos no
cargo/atividade de Técnico Industrial na habilitação Mecânica; possuir
registro no CREA e estar em dia com as obrigações legais junto
àquele órgão.
3.3.2. Salário: R$ 1.640,87
3.3.3. Sumário das atribuições do cargo: Supervisionar, coordenar
e executar tarefas de natureza técnica concernentes a execução
de serviços de projetos de instalação, montagem, operação,
conservação e manutenção de equipamentos, aparelhos, máquinas;
realizar gestão de contratos de manutenção terceirizados; elaboração,
controle e análise de indicadores de desempenho de equipamento e
fornecedores; executar inspeção de aceitação de material comprado;
realizar lançamentos de informações e dados no programa da rede
corporativa.
3.4. Cargo: Advogado Júnior
3.4.1. Requisitos Exigidos: Possuir habilitação legal para o
exercício da profissão de Advogado; possuir no mínimo 01 (um) ano
de experiência no exercício da advocacia; possuir registro na OAB e
estar em dia com as obrigações legais junto àquele órgão.
3.4.2. Salário: R$ 2.424,32
3.4.3. Sumário das atribuições do cargo: Coordenar, supervisionar
e executar as atividades jurídicas da Empresa e assessorar
chefias em assuntos técnicos de sua área.
3.5. Cargo: Engenheiro Pleno - Eletrônico
3.5.1. Requisitos Exigidos: Possuir habilitação legal para o
exercício da profissão de Engenheiro na especialidade Eletrônica;
possuir 05 (cinco) anos de experiência no cargo/atividade de Engenheiro
na especialidade Eletrônica; possuir registro no CREA e
estar em dia com as obrigações legais junto àquele órgão.
3.5.2. Salário: R$ 3.094,11
3.5.3. Sumário das atribuições do cargo: Supervisionar equipes
e coordenar a execução de manutenção de sistemas automatizados,
realizar controles relativos a indicadores e estoque de peças,
planejar o desenvolvimento de projetos de engenharia, bem como a
execução de estudos de viabilidade técnico-econômica para implantação
destes e assessorar chefias em assuntos técnicos.
3.6. Cargo: Médico do Trabalho Júnior
3.6.1. Requisitos Exigidos: Possuir habilitação legal para o
exercício da profissão de Médico; possuir 01 (um) ano de exercício
profissional efetivo no cargo/atividade de Médico do Trabalho; possuir
registro no CRM e estar em dia com as obrigações legais junto
àquele órgão; possuir curso de especialização em Medicina do Trabalho
reconhecido pelo MEC.
3.6.2. Salário: R$ 2.424,32
3.6.3. Sumário das atribuições do cargo: Coordenar, supervisionar,
executar e avaliar planos, programas e rotinas dos métodos
e técnicas da medicina, higiene e segurança do trabalho, utilizadas no
contexto ocupacional da empresa.
3.7. Cargo: Médico do Trabalho Sênior
3.7.1. Requisitos Exigidos: Possuir habilitação legal para o
exercício da profissão de Médico; possuir 07 (sete) anos de exercício
profissional efetivo no cargo/atividade de Médico do Trabalho; possuir
registro no CRM e estar em dia com as obrigações legais junto
àquele órgão; possuir curso de especialização em Medicina do Trabalho
reconhecido pelo MEC.
3.7.2. Salário: R$ 3.411,26
3.7.3. Sumário das atribuições do cargo: Coordenar, supervisionar,
executar e avaliar planos, programas e rotinas dos métodos
e técnicas da medicina, higiene e segurança do trabalho, utilizadas no
contexto ocupacional da empresa.
4. LOCALIDADES OBJETO DO CONCURSO: As cidades
objeto deste concurso público e o quantitativo de vagas estão citados
no ANEXO I deste Edital.
5. REQUISITOS BÁSICOS PARA INGRESSO NO CARGO
5.1. Ter sido aprovado no concurso público, na forma estabelecida
neste Edital.
5.2. Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de
nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade
entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos
políticos, nos termos do § 1.º, artigo 12, da Constituição Federal.
5.3. Possuir, na data da contratação a certificação exigida
para o cargo, comprovado por certificado/diploma do ensino de nível
médio para o cargo de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho I e nível
técnico para os cargos de Técnico Industrial Pleno - Eletrônico e
Técnico Industrial Pleno - Mecânico. Para os cargos de Advogado
Júnior, Engenheiro Pleno - Eletrônico, Médico do Trabalho Júnior e
Médico do Trabalho Sênior, possuir curso superior em nível de graduação,
reconhecido pelo MEC, ou pós-graduação, se for o caso. O
curso de pós-graduação do tipo stricto-sensu deve ser reconhecido
pelo MEC.
5.4. Estar em dia com as obrigações eleitorais.
5.5. Estar em dia com as obrigações militares, em caso de
candidato do sexo masculino.
5.6. Ter idade mínima de 18 anos completos na data da
contratação.
5.7. Ter aptidão física e mental para o pleno exercício das
atribuições do cargo.
5.8. Não ter sido demitido por justa causa por ato de improbidade
ou exonerado a bem do serviço público, nos últimos 5
anos.
5.9. Comprovar a experiência exigida através de registro na
CTPS, Certidões/Declarações de Tempo de Serviço específicas, emitidas
pela entidade onde o candidato prestou serviço, assinado pelo
responsável pelo órgão. Certidões de Contribuição da condição de
autônomo (profissional liberal) emitida pelo INSS ou através de Carnês
de Contribuição Previdenciária específicos do exercício da atividade
profissional autônoma.
5.9.1. Será computado, para fins de comprovação da experiência
exigida nos requisitos, o tempo de serviço exercido após a
data da conclusão do curso de especialização em Auxiliar de Enfermagem
do Trabalho para o cargo de Auxiliar de Enfermagem do
Trabalho I e do ensino técnico (antigo 2º grau profissionalizante) para
os cargos de Técnico Industrial Pleno - Eletrônico e Técnico Industrial
Pleno - Mecânico. Para os cargos de Advogado Júnior, Engenheiro
Pleno - Eletrônico, Médico do Trabalho Júnior e Médico do
Trabalho Sênior será computado, para fins de comprovação da experiência
exigida nos requisitos, o tempo de serviço exercido após a
data da colação de grau do curso superior em nível de graduação ou
pós-graduação, conforme o caso.
5.9.2. Comprovar a regularidade com o órgão de classe competente.
5.10. Apresentar outros documentos comprobatórios dos requisitos
exigidos, na época da contratação, em conformidade com os
termos deste Edital.
6. INSCRIÇÕES
6.1. As inscrições poderão ser efetuadas nas agências dos
Correios listadas no ANEXO I do presente edital, conforme procedimentos
especificados a seguir.
6.2. Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer
o Edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos
exigidos para o ingresso no cargo.
6.3. A inscrição do candidato implicará no conhecimento e
aceitação das regras e condições estabelecidas neste Edital e nas
instruções específicas contidas nos comunicados e em outros editais
pertinentes ao presente Concurso Público que porventura venham a
ser publicados, das quais não poderá alegar desconhecimento.
6.4. Período: de 26/03/2007 a 05/04/2007, exceto aos domingos
e feriados.
6.5. Horário: O de atendimento das Agências de Correios,
não havendo atendimento fora do horário estabelecido.
6.6. Local: Agências dos Correios relacionadas no ANEXO I
deste Edital.
6.7. Taxa de Inscrição: R$ 25,00 (vinte e cinco reais) para os
cargos de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho I, Técnico Industrial
Pleno - Eletrônico e Técnico Industrial Pleno - Mecânico e R$ 45,00
(quarenta e cinco reais) para os cargos de Advogado Júnior, Engenheiro
Pleno - Eletrônico, Médico do Trabalho Júnior e Médico do
Trabalho Sênior.
6.8. Documentação exigida:
a) Ficha de Inscrição devidamente preenchida em modelo a
ser fornecido no local da inscrição, na qual o candidato formalizará
sua opção para concorrer, exclusivamente, às vagas destinadas ao
cargo de sua escolha, durante o prazo de validade deste Concurso
Público, na qual prestará todas as informações solicitadas, expressando
sua concordância em aceitar as condições do presente Concurso
Público e as que vierem a se estabelecer, sob as penas da lei.
b) Comprovação do pagamento da taxa de inscrição, a título
de ressarcimento de despesas com materiais e serviços do Concurso,
a ser paga no local indicado no ato da inscrição;
c) Cédula oficial de identidade.
6.9.A Ficha de Inscrição deverá ser entregue no local de
inscrição, onde será emitido o respectivo comprovante.
6.9.1.O comprovante de inscrição deverá ser mantido em
poder do candidato e apresentado nos locais de realização das provas.
6.10. O candidato deverá efetuar uma única inscrição no
concurso.
6.11. A declaração falsa ou inexata dos dados constantes da
Ficha de Inscrição, bem como a apresentação de documentos falsos
ou inexatos, determinará o cancelamento da inscrição e a anulação de
todos os atos decorrentes, em qualquer época, ficando o candidato
sujeito às penalidades legais.
6.12. São vedadas a isenção total ou parcial e a devolução da
taxa de inscrição, salvo em caso de cancelamento do certame por
conveniência ou interesse da ECT.
6.13. Não serão aceitas inscrições com documentação incompleta.
6.14. Será considerada nula a inscrição, se o cheque utilizado
para o pagamento da taxa for devolvido por qualquer motivo.
7. INSCRIÇÃO POR PROCURAÇÃO
7.1. Será permitida a inscrição por procuração, mediante
entrega do respectivo mandato, acompanhado de cópia do documento
de identidade do candidato e apresentação do documento de identidade
do procurador. Para cada candidato, deverá ser apresentada
uma procuração (original), que ficará retida.
7.1.1. A procuração citada no subitem anterior poderá ser
simples e de próprio punho do candidato.
7.2. O candidato ou seu procurador são os únicos responsáveis
pelas informações prestadas na Ficha de Inscrição. A ECT e/ou
entidade contratada pela ECT para realização deste certame não se
responsabilizarão por informações e endereços incorretos ou incompletos
fornecidos pelo candidato ou seu procurador.
7.3. O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade
pelas informações prestadas por seu procurador na Ficha
de Inscrição, arcando com as conseqüências de eventuais erros de
seu representante quando do seu preenchimento.
7.4. Depois de efetuada a inscrição, o respectivo comprovante
será entregue ao procurador.
8. CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA
8.1. Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o
direito de se inscrever neste Concurso Público, desde que as atribuições
do cargo pretendido não sejam incompatíveis com a deficiência
de que são portadoras, e a elas serão reservados 20% (vinte
por cento) do total das vagas oferecidas ou que vierem a ser criadas
durante o prazo de validade do concurso, de acordo com o artigo 37,
inciso VIII da Constituição Federal e Decreto 3.298, de 20.12.99, e
suas alterações.
8.1.1. Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas
que se enquadrarem nas categorias discriminadas no artigo 4º do
Decreto 3.298/99.
8.2. No ato da inscrição, o candidato portador de deficiência
deverá declarar, na Ficha de Inscrição, essa condição e a deficiência
da qual é portador, apresentando Laudo Médico (original) atestando a
espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao
código correspondente da Classificação Internacional de Doença -
CID, bem como a provável causa da deficiência. Este Laudo será
retido e ficará anexado à Ficha de Inscrição. Caso o candidato não
anexe o laudo médico, não será considerado como portador de deficiência
apto para concorrer às vagas reservadas, mesmo que tenha
assinalado tal opção na Ficha de Inscrição. O Laudo também deverá
ser apresentado quando dos exames pré-admissionais, no caso do
candidato ser aprovado e convocado.
8.2.1. O laudo médico citado no subitem anterior terá validade
somente para este concurso público e não será devolvido,
assim como não serão fornecidas cópias desse laudo.
8.2.2. O candidato portador de deficiência que, no ato da
inscrição, não declarar essa condição, não poderá interpor recurso em
favor de sua situação.
8.3. Quando da convocação para o pré-admissional, será eliminado
da lista de portadores de deficiência o candidato cuja deficiência,
assinalada na Ficha de Inscrição, não se confirme.
8.4. O candidato portador de deficiência que necessitar de
tempo adicional para a realização das provas objetivas deverá requerê-
lo, no prazo citado no subitem 9.1, com justificativa acompanhada
de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência.
8.5. As solicitações de condições especiais, bem como de
recursos especiais, serão atendidas obedecendo aos critérios de viabilidade
e de razoabilidade.
8.6. Não serão considerados como deficiência os distúrbios
de acuidade visual passíveis de correção simples do tipo miopia,
astigmatismo, estrabismo e congêneres.
8.7. Os candidatos aprovados no Concurso Público serão
submetidos a exames médicos e complementares, que irão avaliar a
sua condição física e mental.
8.8. Na falta de candidatos aprovados para as vagas reservadas
a portadores de deficiência, estas serão preenchidas pelos
demais candidatos, com estrita observância da ordem de classificação.
8.9. As pessoas portadoras de deficiência, resguardadas as
condições especiais previstas no Decreto 3.298/99, participarão do
Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos, no
que se refere ao conteúdo das provas, avaliação e aos critérios de
aprovação, ao horário e ao local de aplicação das provas e à nota
mínima exigida para todos os demais candidatos.
8.10. Os candidatos que no ato da inscrição se declararem
portadores de deficiência, se aprovados no Concurso Público, terão
seus nomes publicados na lista geral dos aprovados e em lista à
parte.
8.11. Os portadores de deficiência, em razão da necessária
igualdade de condições, concorrerão a todas as vagas deste Edital,
sendo reservado, no mínimo, o percentual de 20% em face da classificação
obtida.
9. REALIZAÇÃO DAS PROVAS
9.1. Caso haja necessidade de condições especiais para se
submeter às provas e demais exames previstos neste Edital, o candidato
portador de deficiência, ou não, deverá solicitá-las por escrito,
à Gerência de Educação Corporativa/DR/SPI, situada à Praça D. Pedro
II, 4-55 - 2º andar - Centro - Bauru/SP - CEP 17015-905, até o
quinto dia útil após o encerramento das inscrições, indicando claramente
quais os recursos especiais necessários.
9.2. As provas serão realizadas no dia 06/05/2007, com início
às 09:00 horas e término às 13:00 horas (horário de Brasília), em
locais que serão divulgados posteriormente, através do Diário Oficial
da União e do site www.correios.com.br.
9.3. É de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação
correta de seu local de prova e o comparecimento no horário
determinado.
9.4. A ECT providenciará, como complemento às informações
citadas no subitem 9.2, o envio de comunicação pessoal dirigida
ao candidato, informando a data, o local e o horário de realização das
provas.
9.5. A comunicação complementar dirigida ao candidato, se
extraviada ou por qualquer motivo não for recebida pelo candidato,
não desobriga o candidato do dever de observar os editais a serem
publicados, consoante dispõe o subitem 9.2. deste Edital.
9.6. Não serão aceitos pedidos de alteração de cidade onde o
candidato deverá fazer as provas, bem como da localidade de opção
para cujas vagas concorrerá.
9.7. O ingresso do candidato na sala onde se realizarão as
provas só será permitido no horário estabelecido, mediante a apresentação
do Comprovante de Inscrição e de Documento de Identidade
Oficial (original), preferencialmente o usado na inscrição.
9.7.1. Serão considerados documentos de identidade: carteiras
expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança
Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de
Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores
de exercício profissional (ordens, conselhos, etc); Passaporte; Certificado
de Reservista; Carteiras Funcionais do Ministério Público;
Carteiras Funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal,
valham como identidade; Carteira de Trabalho; Carteira Nacional de
Habilitação (somente modelo novo com foto).
9.7.2. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar,
no dia da realização das provas, documento de identidade original,
por motivo de perda, furto ou roubo, deverá apresentar documento
que ateste o registro da ocorrência com data de validade atualizada,
bem como um outro documento oficial que o identifique.
9.7.3. Não serão aceitos como documento de identidade:
certidões de nascimento, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo
antigo), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de
identidade, documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados,
cópias e protocolos.
9.7.4. O candidato que não apresentar documento de identidade
oficial original, na forma definida no subitem 9.7.1 deste
Edital, não poderá fazer as provas e será automaticamente eliminado
do Concurso Público.
9.7.5. Em hipótese alguma serão realizadas provas fora do
local, cidade, data e horário determinados.
9.7.6. Será excluído deste Concurso Público o candidato que
faltar, chegar atrasado à prova, ou que, durante a sua realização, for
colhido em flagrante comunicação com outro candidato ou com pessoas
estranhas, oralmente, por escrito ou através de equipamentos
eletrônicos, ou, ainda, que venha a tumultuar a realização das provas,
podendo responder legalmente pelos atos ilícitos praticados.
9.7.7. For surpreendido dando ou recebendo auxílio para a
execução das provas;
9.7.8. Não será permitido ao candidato entrar ou permanecer
com aparelhos eletrônicos (bip, telefone celular, relógio do tipo data
bank, walkman, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador
etc.). Caso o candidato leve algum aparelho eletrônico, este
deverá ser recolhido à Coordenação e devolvido ao final das provas.
O descumprimento da presente instrução implicará na eliminação do
candidato, caracterizando-se tal ato como tentativa de fraude.
9.7.8.1. É expressamente proibido ao candidato entrar ou
permanecer com armas no local de realização das provas. Caso o
candidato detenha o porte legal de arma, este deverá ser orientado a
recolhê-la à Coordenação, a qual lhe será devolvida ao término das
provas.
9.7.9. Não será permitida, durante a realização das provas, a
comunicação entre os candidatos nem a utilização de máquinas calculadoras
ou similares, anotações, impressos, livros ou qualquer outro
material de consulta.
9.7.10. Não será permitida a entrada de candidatos após o
início das provas.
9.7.11. O candidato não poderá ausentar-se da sala de realização
das provas, sem acompanhamento de fiscal, após ter assinado
a lista de presença.
9.7.12. O candidato deverá comparecer ao local de realização
das provas com, no mínimo, 30 minutos de antecedência, portando
lápis preto nº 2, borracha e caneta esferográfica azul ou preta, e só
poderá ausentar-se do recinto de provas, depois de decorrida 1 (uma)
hora do início das mesmas.
9.7.12.1. O candidato somente poderá se retirar do local de
realização das provas levando o caderno de provas, no decurso dos
últimos sessenta minutos anteriores ao horário determinado para o
término das provas.
9.7.13. Não haverá segunda chamada para as provas. O nãocomparecimento
a quaisquer das provas resultará na eliminação automática
do candidato.
9.7.14. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do
tempo previsto para aplicação das provas em virtude de afastamento
de candidato da sala de provas.
9.7.15. As provas objetivas serão corrigidas por meio de
processamento eletrônico.
9.7.16. As respostas das provas objetivas deverão ser transcritas
para a Folha de Respostas, que é o único documento válido
para correção eletrônica. Em nenhuma hipótese haverá substituição da
Folha de Respostas, sendo da responsabilidade exclusiva do candidato
os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente, emenda ou
rasura, ainda que legível.
9.7.17. No dia de realização das provas, não serão fornecidas,
por qualquer membro da equipe de aplicação das provas e/ou
pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo das
provas e/ou aos critérios de avaliação.
9.7.18. A candidata que tiver necessidade de amamentar durante
a realização das provas, além de solicitar atendimento especial
para tal fim, deverá levar um acompanhante que ficará em sala reservada
para essa finalidade e que será responsável pela guarda da
criança. A candidata que não levar acompanhante não realizará as
provas.
9.7.19. Terá suas provas anuladas e será automaticamente
eliminado do concurso o candidato que, durante a realização de qualquer
uma das provas:
a) usar ou tentar usar meios fraudulentos e/ou ilegais para a
sua realização;
b) for surpreendido dando e/ou recebendo auxílio para a
execução de quaisquer das provas;
c) utilizar-se de régua de cálculo, livros, máquinas de calcular
e/ou equipamento similar, dicionário, notas e/ou impressos que
não forem expressamente permitidos, telefone celular, gravador, receptor
e/ou pagers e/ou comunicar-se com outro candidato;
d) faltar com a devida cortesia para com qualquer membro
da equipe de aplicação das provas, com as autoridades presentes e/ou
com candidatos;
e) recusar-se a entregar o material das provas ao término do
tempo destinado para a sua realização;
f) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento
de fiscal;
g) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de
respostas;
h) descumprir as instruções contidas no caderno de provas,
na folha de respostas ou neste Edital.
i) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo
em comportamento indevido.
j) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos, para obter
aprovação própria ou de terceiros, em qualquer etapa do processo
seletivo;
k) fizer, em qualquer momento, declaração falsa ou inexata.
9.7.20. Se, a qualquer tempo, for constatado por meio eletrônico,
estatístico, visual ou grafológico, ter o candidato utilizado
processos ilícitos, suas provas serão anuladas e ele será automaticamente
eliminado do concurso.
9.7.21. Não será permitido que as marcações na folha de
respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de candidato
que tenha solicitado condição especial para esse fim. Nesse caso, se
necessário, o candidato será acompanhado por um fiscal devidamente
treinado.
10. SELEÇÃO - de caráter eliminatório e classificatório
10.1. PROVAS OBJETIVAS - de caráter classificatório e
eliminatório
10.1.1. As provas objetivas constarão das disciplinas de Língua
Portuguesa, Conhecimentos Específicos e Informática, para os
cargos de Técnico Industrial Pleno - Eletrônico e Técnico Industrial
Pleno - Mecânico, num total de 60 questões. Para os cargos de
Auxiliar de Enfermagem do Trabalho I, Advogado Júnior, Médico do
Trabalho Júnior e Médico do Trabalho Sênior as provas objetivas
constarão das disciplinas de Língua Portuguesa e Conhecimentos Específicos,
num total de 60 questões. Para o cargo de Engenheiro
Pleno - Eletrônico as provas objetivas constarão das disciplinas de
Língua Portuguesa, Conhecimentos Específicos e Inglês, num total de
60 questões. Serão apresentadas em um único caderno de acordo com
o cargo e conteúdo programático divulgado neste Edital (ANEXO
II).
10.1.2. As provas objetivas terão a duração de 4 horas.
10.1.3. Será eliminado o candidato que não obtiver, no