Edital do Concurso Hospital das Forças Armadas (HFA) 2017

Visualizaçao do Edital do Concurso

Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 1 de 12
!
MINISTÉRIO DA DEFESA
SECRETARIA-GERAL
SECRETARIA DE PESSOAL, ENSINO, SAÚDE E DESPORTO
HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS
DIREÇÃO TÉCNICA DE ENSINO E PESQUISA
DIVISÃO DE ENSINO
COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA
PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA ADMISSÃO DE MÉDICOS RESIDENTES - 2017
EDITAL N
o
01/RM/2016
O Hospital das Forças Armadas (HFA), por requisição da Comissão de Residência Médica
(COREME/HFA), e por ato do Diretor Técnico de Ensino e Pesquisa HFA, no uso de suas atribuições, torna
público o presente Edital, referente ao Processo Seletivo para preenchimento de até 36 (trinta e seis) vagas de Residência
Médica, para matrícula no ano de 2017, cujas condões de execução seo apresentadas nas seções a seguir.
PREÂMBULO
A Residência Médica é modalidade de pós-graduação Lato Sensu, destinada a médicos, prevista na Lei n
o
6.932, ,
de 7 de julho de 1981, e regulada pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).
O treinamento será realizado, prioritariamente, nas Clínicas e Serviços do Hospital das Forças Armadas,
podendo incluir rodízios externos ao HFA, sempre em conformidade com as exigências legais dos cursos, a critério da
COREME/HFA. Estes terão início em 1
o
de março de 2017, com duração de 2 (dois) a 3 (três) anos, conforme o caso, e
serão cumpridos em regime de dedicação integral de 60 (sessenta) horas semanais de treinamento teórico-prático
supervisionado, num total de 2.880 (duas mil, oitocentos e oitenta) horas anuais. Ao longo de todo o período dos cursos,
os médicos residentes farão jus à percepção de bolsa de estudos mensal, em cumprimento do previsto no artigo 4
o
da Lei
n
o
6.931, de 7 de julho de 1981.
1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1 O Processo Seletivo Público será regido por este Edital e executado pelo Instituto Americano de Desenvolvimento
(IADES).
1.2 O Processo Seletivo Público será realizado no Distrito Federal, em uma única fase, mediante aplicação de prova
objetiva, de caráter eliminatório e classificatório.
1.3 Os horários mencionados no presente edital, bem como nos demais documentos que venham a ser publicados sobre o
presente Processo Seletivo Público, obedecerão o horário oficial de Brasília (DF).
2 DAS ESPECIALIDADES E QUANTIDADE DE VAGAS DOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA
MÉDICA
2.1 Todas as vagas oferecidas para os Programas de Residência Médica do HFA estão regularmente credenciadas pela
CNRM, assegurada bolsa de estudo, conforme estabelece o artigo 4
o
da Lei n
o
6.931, de 7 de julho de 1981, observando-
se o contido no item 2.2 acerca do Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva.
2.2 As vagas dos Programas de Residência Médica do HFA para o ano de 2017 estão distribuídas conforme o quadro
abaixo:
Área/Especialidade
Pré-requisito de Residência
Médica em (se houver):
Duração do
Programa
Vagas
Confirmadas
Vagas em
Cadastro
Reserva (*)
Anestesiologia
-
3 anos
0
1 (**)
Cardiologia
Clínica Médica
2 anos
2
-
Cirurgia Geral
-
2 anos
2
-
Cirurgia Plástica
Cirurgia Geral
3 anos
2
-
Cirurgia Vascular
Cirurgia Geral
2 anos
0
1(***)
Clínica Médica
-
2 anos
7
3 (****)
Coloproctologia
Cirurgia Geral
2 anos
1
-
Medicina Intensiva
Anestesiologia ou Cirurgia
Geral ou Clínica Médica
2 anos
0
3 (*****)
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 2 de 12
Obstetrícia e Ginecologia
-
3 anos
2
-
Oftalmologia
-
3 anos
2
-
Ortopedia e Traumatologia
-
3 anos
3
-
Otorrinolaringologia
-
3 anos
2
-
Psiquiatria
-
3 anos
2
-
Radiologia e Diagnóstico por Imagem
-
3 anos
2
-
Urologia
Cirurgia Geral
3 anos
1
-
Total Parcial
28
8
Total de Vagas
-
-
36
(*) Para o ano de 2017, 4 (quatro) vagas encontram-se trancadas, sendo 1 (uma) no Programa de Anestesiologia e 3 (três) no
Programa de Clínica Médica, todas em decorrência da Prestação do Serviço Militar por candidatos aprovados no Processo Seletivo
Público do ano anterior, conforme dispõe a Resolução n
o
04, de 30 de setembro de 2011, da CNRM.
(**) Com vistas a se evitar a ocorrência de vaga ociosa no Programa de Anestesiologia no caso da desistência da matrícula pelo
candidato(a) com vaga trancada do Processo Seletivo do ano anterior (2016), é que se incluiu, neste Edital, a oferta de 1 (uma) vaga
na modalidade de cadastro reserva, ou seja, o(a) candidato(a) que seja habilitado(a) nesta vaga, somente será convidado(a) a realizar
a sua matrícula no Programa de Residência Médica respectivo no caso do(a) candidato(a) com vaga trancada desistir da mesma.
(***) O Programa de Residência Médica em Cirurgia Vascular do HFA encontra-se em fase de recredenciamento junto à CNRM.
No intuito de possibilitar o funcionamento desse Programa no HFA em 2017, o que somente seria possível com a inclusão das vagas
no Edital, é que foi incluída 1 (uma) vaga que o HFA pleiteia para o credenciamento junto à CNRM, na modalidade de cadastro
reserva. Do exposto, o(a) candidato(a) aprovado(a) nesta vaga potencial somente será convidado(a) a realizar a sua matrícula no
Programa de Residência Médica em Cirurgia Vascular se, até a data limite para o registro dos novos residentes no SisCNRM,
houver confirmação do necessário credenciamento das vagas pela CNRM.
(****) Com vistas a se evitar a ocorrência de vagas ociosas no Programa de Clínica Médica no caso da desistência da matrícula
pelos(as) candidatos(as) com vagas trancadas do Processo Seletivo do ano anterior (2016), é que se incluiu, neste Edital, a oferta de
3 (três) vagas na modalidade de cadastro reserva, ou seja, os(as) candidatos(as) que sejam habilitados(as) nestas vagas somente serão
convidados(as) a realizarem a sua matrícula no Programa de Residência Médica respectivo no caso do(a) candidato(a) com vaga
trancada desistir da mesma.
(*****) O Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva do HFA encontra-se em fase de recredenciamento junto à
CNRM. No intuito de possibilitar o funcionamento desse Programa no HFA em 2017, o que somente seria possível com a inclusão
das vagas no Edital, é que foram incluídas as 03 (três) vagas que o HFA pleiteia para o credenciamento junto à CNRM, na
modalidade de cadastro reserva. Do exposto, o(a) candidato(a) aprovado(a) nestas vagas potenciais somente será convidado(a) a
realizar a sua matrícula no Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva se, até a data limite para o registro dos novos
residentes no SisCNRM, houver confirmação do necessário credenciamento das vagas pela CNRM.
2.3 As vagas reservadas em decorrência do trancamento de matrícula para Prestação do Serviço Militar, em caso de
desistência, serão preenchidas por candidatos aprovados no atual Processo Seletivo, respeitada rigorosamente a ordem de
classificação.
3 PROGRAMA
3.1 DAS INSCRIÇÕES
Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer este edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos
exigidos e possuir os seguintes documentos:
a) Cadastro da Pessoa Física, na Secretaria da Receita Federal;
b) carteira de identidade;
c) comprovante de revalidação de diploma ou processo de revalidação em andamento em instituição pública, de acordo
com a legislação vigente, para médico estrangeiro ou brasileiro que fez a graduação em medicina no exterior;
§ único - O candidato que fez Curso de Graduação em Medicina no exterior deverá apresentar seu diploma revalidado
pelo Ministério da Educação-MEC e a inscrição no CRM/DF, ao prazo definido no item 13.2, sob pena de sua inscrição
ser cancelada, em qualquer etapa do presente processo seletivo público;
d) documentação comprovando a condição de concluinte do curso de medicina até 2016 ou diploma de médico; e
e) comprovante de conclusão de Residência Médica, no caso de vaga com pré-requisito de especialidade, ou declaração
de que está cursando, em 2016, o último ano do Programa de Residência Médica do pré-requisito.
3.2 Taxa: R$ 110,00 (cento e dez reais). A Guia de Recolhimento da União (GRU) para pagamento da taxa de inscrição
será gerada no momento da inscrição na internet, conforme previsto nos itens 3.5 a 3.7.4. Caso o haja confirmação do
pagamento, a inscrição será cancelada (excetuando-se o candidato que, havendo solicitado, tenha reconhecido o seu
direito à isenção da taxa de inscrição).
3.3 A inscrição será efetuada exclusivamente via Internet, no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br>, no
período entre 8 (oito) horas do dia 17 de novembro de 2016 e 22 (vinte e duas) horas do dia 27 de novembro de
2016, observado o horário oficial de Brasília (DF).
3.3.1 Antes de realizar a inscrição, o candidato deve ler o presente Edital e certificar-se de que preenche todos os
requisitos exigidos para participar do certame, preencher o formulário de inscrição, anexar as cópias dos documentos
exigidos, e transmitir os dados pela internet, sendo de total responsabilidade do candidato a correção e veracidade da
informação dos dados cadastrais no ato da inscrição.
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 3 de 12
3.3.2 Constatada alguma irregularidade insanável nas informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição, o mesmo
será eliminado do processo seletivo público, sem prejuízo das penas cabíveis, previstas na lei.
3.3.3 O candidato deverá indicar, no formulário de inscrição, a Área/Especialidade para a qual deseja concorrer, com
expressa referência ao respectivo código.
3.3.4 Não serão aceitas, posteriormente, solicitações de alteração de Área/Especialidade indicada pelo candidato no
formulário de inscrição.
3.3.5 O candidato que deixar de indicar, no formulário de inscrição, a Área/Especialidade, com a indicação do respectivo
código, para a qual deseja concorrer terá a sua inscrição cancelada.
3.3.6 Somente será aceita inscrição para 1 (uma) Área/Especialidade.
3.3.7 No formulário de inscrição, o candidato apto a requerer a pontuação referente ao Programa de Valorização do
Profissional da Atenção Básica (PROVAB) deverá manifestar o interesse pela utilização da pontuação adicional de 10%
(dez por cento), anexando ao formulário em comento, cópia da página do Diário Oficial da União (D.O.U.) em que se
publicou a sua habilitação para a referida pontuação, para cumprimento do previsto no § 5
o
do Art 9
o
da Resolução
CNRM N
o
2, de 27 de Agosto de 2015, publicada no D.O.U. n
o
165, de 28 de agosto de 2015, transcrito abaixo:
“Art 9
o
(...
§ 5
o
Para a inscrição em processo público de seleção para residência médica, estarão aptos para
requerer a utilização da pontuação adicional para ingresso no ano posterior os participantes do
PROVAB que tenham os nomes publicados no Diário Oficial da União até o dia 30 de setembro de
cada ano.”
3.4 O IADES não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem técnica dos
computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem
técnica que impossibilitem a transferência de dados.
3.5 O candidato deverá efetuar o pagamento da taxa de inscrição por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU), a
ser paga nas agências do Banco do Brasil.
3.6 A GRU estará disponível no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br> e deverá ser, imediatamente, impressa
para o pagamento da taxa de inscrição, após a conclusão do preenchimento do formulário de inscrição on-line.
3.7 O candidato poderá reimprimir a GRU pela página de acompanhamento do concurso http://www.iades.com.br.
3.7.1 As inscrições somente serão efetivadas após a comprovação do pagamento da taxa de inscrição ou do deferimento
da solicitação de isenção da taxa de inscrição.
3.7.2 O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado dentro do período de inscrições previsto no item 3.3 deste
Edital. Pagamentos e inscrições realizados fora do prazo não serão considerados.
3.7.3 O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo nas condições
legalmente previstas.
3.7.4 No caso do pagamento da taxa de inscrição ser efetuado com cheque bancário que, porventura, venha a ser
devolvido, por qualquer motivo, o IADES reserva-se o direito de tomar as medidas legais cabíveis, inclusive a não
efetivação da inscrição.
3.8 O candidato é responsável pela correção e pela veracidade dos dados informados no ato de inscrão, sob as penas da
lei. O candidato deverá preencher de forma completa todos os campos obrigatórios do formulário de inscrição. O
deferimento da inscrição dependerá do correto preenchimento da ficha de inscrição pelo candidato.
3.9 É vedada a inscrição por via postal, via fax ou via correio eletrônico, bem como a transferência do valor pago a título
de taxa para terceiros, para outros concursos ou para outro cargo.
3.10 Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) do candidato.
3.11 Informações complementares acerca da inscrição estarão disponíveis no endereço eletrônico
<http://www.iades.com.br >.
4 SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DO PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO
4.1 Os candidatos amparados pela Resolução CNRM n
o
07, de 20 de outubro de 2010, poderão solicitar, entre os dias 17
e 21 de novembro de 2016, a isenção do pagamento da taxa de inscrição.
4.2 O pedido de isenção a que se refere o subitem 4.1 será possibilitado ao candidato quando:
4.2.1 A taxa de inscrição for superior a 30% (trinta por cento) do vencimento/salário mensal do candidato que não tiver
dependente;
4.2.2 A taxa de inscrição for superior a 20% (vinte por cento) do vencimento/salário mensal do candidato e o mesmo
possuir até 2 (dois) dependentes;
4.2.3 A taxa de inscrição for superior a 10% (dez por cento) do vencimento/salário mensal do candidato e o mesmo tiver
mais de 2 (dois) dependentes;
4.2.4 O candidato declarar-se impossibilitado de arcar com o pagamento da taxa de inscrição e comprovar renda familiar
mensal igual ou inferior a 3 (três) salários mínimos ou renda individual igual ou inferior a 2 (dois) salários mínimos;
4.2.5 O candidato estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal CadÚnico, conforme
o Decreto n
o
6.135, de 26 de junho de 2007; ou
4.2.6 O candidato for membro de família de baixa renda, nos termos do decreto citado no item 4.2.5.
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 4 de 12
4.3 O candidato estará obrigado a comprovar que não custeou, com recursos próprios, curso preparatório para o Processo
Seletivo para ingresso no Programa de Residência Médica a que se candidata e, ainda, ser egresso de instituição de ensino
superior pública ou ter sido beneficiário de bolsa de estudo oficial, nos casos dos subitens 4.2.1 a 4.2.6.
4.4 A Declaração de Comprovação de Renda Pessoal e Familiar deverá conter o nome completo do candidato, o número
do documento de identidade, o número do CPF, a data, a assinatura e demais itens conforme o modelo de formulário que
será disponibilizado no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br >.
4.5 Nesses casos, o candidato deverá imprimir o requerimento de solicitação de isenção do pagamento do valor da taxa de
inscrição, que ficará disponível no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br> entre os dias 17 e 21 de novembro
de 2016, preenchê-lo corretamente, anexar a declaração (de que trata o item 4.4) e as cópias autenticadas dos documentos
que comprovem a sua condição de isento, que são:
a) cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social;
b) cópia do diploma de graduação ou declaração de conclusão do curso de Medicina, em instituição pública;
c) cópia da Certidão de Casamento e Nascimento dos filhos, dependentes, se houver;
d) cópia dos comprovantes de renda pessoal e familiar;
e) cópia do comprovante de inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
f) cópia dos documentos que comprovam ser membro de família de baixa renda, nos termos do Decreto n
o
6.135, de 26 de
junho de 2007;
g) cópias dos documentos que julgar necessários para o deferimento da sua condição.
4.5.1 A documentação indicada nos itens 4.4 e 4.5, deverá ser enviada por meio digital somente para o e-mail
i[email protected]iades.com.br, respeitado os prazos indicados para envio.
4.6 Todas as cópias elencadas no subitem 4.5 deverão ser enviadas autenticadas, sob pena de indeferimento da solicitação.
4.7 Não será concedida isenção da taxa de inscrição, à exceção de candidatos amparados pelo Decreto n
o
6.593, de 2 de
outubro de 2008, e pela Resolução CNRM n
o
07, de 20 de outubro de 2010.
4.8o será permitido, as o peodo de solicitação de isenção de taxa de inscrição, complementão da documentão,
bem como solicitação de revisão.
4.9 O IADES consultará o órgão gestor do CadÚnico para verificar a veracidade das informações prestadas pelo
candidato, analisará e julgará o pedido de isenção.
4.10 As informações prestadas no requerimento de isenção de taxa de inscrição serão de inteira responsabilidade do
candidato, podendo responder este, a qualquer momento, por crime contra a pública, o que acarretará a sua eliminação
do Processo Seletivo, aplicando-se, ainda, o disposto no parágrafo único do art. 10 do Decreto n
o
83.936, de 6 de
setembro de 1979.
4.11 Será considerada nula a isenção de pagamento de taxa de inscrição ao candidato que:
a) omitir informações;
b) apresentar informações inverídicas;
c) fraudar ou falsificar documentação;
d) não observar a forma, os prazos e os horários estabelecidos neste Edital.
4.12 O candidato que incorrer nas letras de a) até c) do subitem anterior responderá penal e administrativamente por esse
ato delituoso.
4.13 Os documentos comprobatórios citados no subitem 4.5 deste Edital terão validade somente para este processo
seletivo público e ficarão arquivados no IADES para possíveis conferências futuras.
4.14 Ao término da apreciação dos requerimentos para solicitação de isenção da taxa de inscrição e dos respectivos
documentos, o IADES divulgará, no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br>, na data de 23 de novembro de
2016, a listagem contendo o resultado preliminar da apreciação dos requerimentos.
4.15 Os candidatos que tiverem indeferidos seus pedidos de isenção do pagamento do valor da taxa de inscrição, e que
desejarem recorrer do parecer, deverão entrar com recurso contra o indeferimento da solicitação de isenção, por meio
digital, enviando e-mail para isencaohfa@iades.com.br, somente no dia 24 de novembro de 2016.
4.16 O resultado da alise dos recursos interpostos pelos candidatos quanto ao pedido de iseão do pagamento do valor
da taxa de inscrição será divulgado, em caráter definitivo, sem direito a novo recurso, no sítio eletrônico
http://www.iades.com.br no dia 25 de novembro de 2016.
4.17 Os candidatos que tiveram indeferida, definitivamente, a solicitação para isenção do pagamento da taxa de inscrição
deverão solicitar a emissão da GRU e efetuar o pagamento da taxa de inscrição a tempo de se inscreverem
eletronicamente no processo seletivo, até o decurso do período de inscrições previsto no item 3.3. Não serão consideradas
inscrições realizadas fora do prazo previsto neste Edital.
4.18 O candidato descrito no subitem anterior que não efetuar o pagamento da taxa de inscrição estará automaticamente
excluído do Processo Seletivo.
5 DO COMPROVANTE DEFINITIVO DE INSCRIÇÃO
5.1 O IADES disponibilizará o comprovante definitivo de inscrição na data provável de 5 de dezembro de 2016.
5.2 O comprovante pode ser retirado pessoalmente, ou por procurador, mediante procuração simples, com dispensa de
firma reconhecida em cartório, na Central de Atendimento ao Candidato do IADES (CAC-IADES) localizada na QE
32 - Conjunto C - Lote 2 - Guará II Brasília - DF, no horário das 10h (dez horas) às 16h (dezesseis horas),
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 5 de 12
ininterruptamente, exceto sábados, domingos e feriados. O candidato também poderá obter seu comprovante definitivo de
inscrição, no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br>, a partir da data citada no subitem anterior.
5.3 O comprovante definitivo de inscrição incluirá a informação do local, da data e do horário de realização da prova.
5.4 É de responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção do comprovante definitivo de inscrição pelos meios citados
no subitem 5.2 deste Edital.
5.5 O candidato não poderá alegar desconhecimento do local da prova como justificativa da sua ausência. O candidato
que não comparecer à prova, por qualquer que seja o motivo, será eliminado do processo seletivo público.
5.6 O candidato deverá realizar a conferência de todos os seus dados constantes do comprovante de inscrição. Caso
haja qualquer erro, ou o comprovante não esteja disponível, o candidato deverá solicitar as devidas providências ou
correções ao IADES, exclusivamente, por meio do e-mail [email protected]iades.com.br.
5.7 Caso haja inexatidão em informação relativa à opção da vaga desejada, o candidato deverá entrar em contato com a
CAC-IADES, antes da realização da prova, pelo telefone (61) 3574-7200 no horário das 10h (dez horas) às 16h
(dezesseis horas), exceto sábados, domingos e feriados.
5.8 O comprovante de inscrição deverá ser mantido em poder do candidato e apresentado no local de realização da prova.
6 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS QUANTO À INSCRIÇÃO NO PROCESSO SELETIVO PÚBLICO, E
DAS DISPOSIÇÕES GERAIS QUANTO À PARTICIPAÇÃO DE CANDIDATOS COM
NECESSIDADES ESPECIAIS.
6.1 Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer este Edital e certificar-se de que preenche todos os
requisitos exigidos para participação no certame.
6.2 A inscrição implicará a completa ciência e a tácita aceitação pelo candidato das normas e condições estabelecidas
neste Edital, bem como das comunicações oficiais adequadamente divulgadas sobre ele, incluindo complementos ou
retificações, não podendo o mesmo alegar desconhecimento.
6.3 É vedada a inscrição fora do prazo estipulado no subitem 3.3.
6.4 As informações prestadas no formurio de inscrição são de inteira responsabilidade do candidato, dispondo o IADES
do direito de excluir do processo seletivo público aquele que o preencher o formulário de forma completa, bem como
aquele que prestar informações inverídicas, ainda que o fato seja constatado posteriormente.
6.5 Não serão aceitas solicitações de inscrição que não atenderem rigorosamente ao estabelecido neste Edital, as quais
poderão ser invalidadas a qualquer tempo uma vez que se tenha detectado a irregularidade.
6.6 O candidato que necessitar de atendimento especial no dia de realização da prova deverá indicar no formulário de
inscrição os recursos especiais necessários e, ainda, enviar, até o dia 25 de novembro de 2016, impreterivelmente, via
SEDEX ou carta registrada com Aviso de Recebimento (AR), para o IADES, o laudo médico original, ou cópia
autenticada em cartório, e o requerimento no formato constante do Anexo I deste Edital, que justifiquem o atendimento
especial solicitado. Após esse período, no caso do o recebimento do requerimento e do laudo dico pelo IADES, a
solicitação será indeferida, salvo nos casos de força maior, a critério do IADES.
6.7 O candidato que, em razão da deficiência, necessitar de tempo adicional de uma hora para fazer a prova deverá
solicitar ao especialista da área de sua deficiência que expresse detalhadamente no laudo médico a justificativa para
concessão dessa condição especial.
6.8 O candidato que não apresentar o laudo médico com a justificativa para concessão do tempo adicional, ou aquele no
qual o médico descrever que o candidato não necessita desse tempo, terá o pedido indeferido.
6.9 O IADES não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada dessa documentação ao seu
destino.
6.9.1 O laudo médico e o requerimento, citados no subitem 6.6 deste Edital, poderão, ainda, ser entregue até o dia 25 de
novembro de 2016, pessoalmente ou por terceiro (portador de procuração simples), na CAC-IADES, localizada na QE
32 - Conjunto C - Lote 2 - Guará II Brasília - DF, no horário das 10h (dez horas) às 16h (dezesseis horas).
6.9.2 O laudo médico, citado no subitem 6.6 deste Edital, tevalidade somente para este processo seletivo e não será
devolvido, tampouco será fornecida cópia desta documentação.
6.9.3 A candidata que tiver necessidade de amamentar no dia de realização da prova deverá preencher o requerimento no
formato constante do Anexo I deste Edital e, ainda, enviar, até o dia 25 de novembro de 2015, impreterivelmente, via
SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento (AR), para o IADES, endereço: QE 32 - Conjunto C - Lote 2 -
Guará II Brasília DF - CEP 71065-031, cópia autenticada em cartório da certidão de nascimento da criança, e levar,
no dia da prova, um acompanhante adulto, que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela
guarda da criança enquanto a candidata realiza a prova. A candidata que não levar acompanhante adulto não fará a prova.
6.9.4 Caso a criança ainda não tenha nascido até a data estabelecida no subitem anterior, a cópia da certidão de
nascimento poderá ser substituída por documento emitido pelo médico obstetra que ateste a data provável do nascimento.
6.9.5 O IADES não disponibilizará acompanhante para guarda da criança.
6.9.6 A certidão de nascimento ou o documento emitido pelodico obstetra e o requerimento, citados no subitem 6.9.4
deste Edital, poderão, ainda, ser entregues, até o dia 25 de novembro de 2016, pessoalmente ou por terceiro (portador de
procuração simples), na CAC-IADES, localizada na QE 32 - Conjunto C - Lote 2 - Guará II Brasília - DF.
6.9.7 A solicitação de atendimento especial, em qualquer caso, será atendida segundo os critérios de viabilidade e de
razoabilidade.
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 6 de 12
6.9.8 Ao término da apreciação dos requerimentos para solicitação de atendimento especial e dos respectivos documentos,
o IADES divulgará, no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br >, na data provável de 2 de dezembro de 2016, a
listagem contendo o resultado da apreciação dos requerimentos.
6.9.9 A omissão do candidato de solicitar condições especiais implicará na realização da prova em igualdade de condições
com os demais candidatos, não sendo concedido qualquer atendimento especial no dia da prova.
6.9.10 As informações fornecidas no ato da inscrição serão verificadas por ocasião da comprovação de requisitos e
matrícula, se aprovado, sendo que a não apresentação implicará a anulação de todos os atos praticados pelo candidato.
7 DA PROVA OBJETIVA
7.1 A prova objetiva terá a duração de 3 (três) horas e será aplicada na data provável de 11 de dezembro de 2016, no
turno matutino.
7.2 Os locais e o horário de aplicação da prova objetiva serão divulgados no endereço eletrônico
<http://www.iades.com.br>, na data provável de 7 de dezembro de 2016, e constarão do comprovante de inscrição de
cada candidato (disponível a partir de 5 de dezembro de 2016, conforme previsto no item 5.1). O candidato não poderá
alegar desconhecimento acerca da data, do local e do horário de realização da prova, para fins de justificativa de sua
ausência.
7.3 Será aplicado exame de habilidades e de conhecimentos, mediante realização de prova objetiva, de caráter
eliminatório e classificatório, que abrangerá as áreas de conhecimento indicadas nos subitens 7.5 e 7.6.
7.4 Será realizada prova objetiva com 50 (cinquenta) questões de múltipla escolha, contendo 5 (cinco) alternativas em
cada questão para escolha de 1 (uma) única resposta correta, e pontuação total da prova variando entre o mínimo de
0,00 (zero) ponto e o máximo de 50,00 (cinquenta) pontos.
7.4.1 Cada questão valerá 1,00 (um) ponto.
7.5 Para os programas de acesso direto, em que não é exigido pré-requisito, as provas serão aplicadas conforme o quadro
a seguir:
Residência Médica
Área/Especialidade
Tipo de Prova
Conteúdo
Anestesiologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Obstetrícia e
Ginecologia, Oftalmologia, Ortopedia e Traumatologia,
Otorrinolaringologia, Psiquiatria e Radiologia e Diagnóstico
por Imagem.
Objetiva
Clínica Médica, Pediatria, Cirurgia
Geral, Obstetrícia e Ginecologia e
Medicina Preventiva e Social.
7.6 Para os programas em que é exigido p-requisito, as provas serão aplicadas conforme os quadros a seguir:
Residência Médica
Área/Especialidade
Tipo de Prova
Conteúdo
Cardiologia.
Objetiva
Clínica Médica.
Residência Médica
Área/Especialidade
Tipo de Prova
Conteúdo
Cirurgia Plástica, Cirurgia Vascular, Coloproctologia e
Urologia.
Objetiva
Cirurgia Geral.
Residência Médica
Área/Especialidade
Tipo de Prova
Conteúdo
Medicina Intensiva(*)
Objetiva
Clínica Médica, Cirurgia Geral e
Anestesiologia.
(*)
A prova será a mesma para todos os candidatos desta Área/Especialidade, independentemente da residência médica apresentada
pelo candidato como pré-requisito (Anestesiologia ou Cirurgia Geral ou Clínica Médica).
7.7 O candidato deverá transcrever, com caneta esferográfica de tinta preta, com corpo de material transparente, as
respostas da prova objetiva para a folha de respostas, que será o único documento válido para a correção da prova. O
preenchimento da folha de respostas será de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade
com as instruções específicas contidas neste Edital, no caderno de prova e na folha de respostas. Em hipótese alguma
haverá substituição da folha de respostas por erro do candidato.
7.8 Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido da folha de
respostas. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este Edital e (ou) com as
informações contidas na folha de respostas, tais como: marcação rasurada ou emendada, campo de marcação não
preenchido integralmente e(ou) mais de uma marcação por questão.
7.9 O candidato não deverá amassar, molhar, dobrar, rasgar ou, de qualquer modo, danificar a sua folha de respostas, sob
pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização da leitura óptica.
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 7 de 12
7.10 Não será permitido que as marcações na folha de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de
candidato que solicitou atendimento especial, observado o disposto no item 6.6 deste Edital, e seus subitens. Neste caso, o
candidato será acompanhado por um fiscal do IADES devidamente treinado.
8 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE A PROVA OBJETIVA
8.1 É de responsabilidade exclusiva do candidato, a identificação correta de seu local de realização da prova e o
comparecimento no dia e no horário determinados.
8.2 Não serão dadas, por telefone, fax ou correio eletrônico, informações a respeito de data, local e horário de aplicação
das provas. O candidato deverá observar, rigorosamente, o edital e os comunicados a serem publicados e divulgados no
endereço eletrônico <http://www.iades.com.br>.
8.3 O candidato devecomparecer ao local designado para a realização da prova com antecedência mínima de 1 (uma)
hora do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta preta, com corpo de material
transparente, do comprovante de inscrição e do documento de identidade original. Não será permitido o uso de pis,
lapiseira e(ou) borracha durante a realização das provas.
8.4 Não será admitido ingresso de candidato ao local de realização das provas após o horário fixado para o seu início.
8.5 Não será permitida a leitura de nenhum material impresso ou anotações após o ingresso do candidato na sala de
aplicação da prova.
8.6 O candidato que se retirar da sala de aplicação da prova não poderá retornar a ela, exceto se sua saída for
acompanhada, durante todo o tempo de ausência, por fiscal ou por membro da coordenação do IADES.
8.7 Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de
Segurança blica, pelos Institutos de Identificação, pelos Corpos de Bombeiros Militares e pelos órgãos fiscalizadores
de exercício profissional (ordens, conselhos, entre outros); passaporte brasileiro; certificado de reservista; carteiras
funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como
identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação (somente o modelo aprovado pelo artigo 159 da Lei n
o
9.503, de 23 de setembro de 1997, publicada no D.O.U., de 24 de setembro de 1997).
8.7.1 Não serão aceitos como documentos de identidade: certidão de nascimento, CPF, título eleitoral, carteira nacional de
habilitação (modelo antigo), carteira de estudante, carteira funcional sem valor de identidade, nem documentos ilegíveis,
não-identificáveis e(ou) danificados.
8.7.2 Não será aceita cópia de documento de identidade, ainda que autenticada, bem como protocolo de documento de
identidade.
8.7.3 À exceção da situação prevista no subitem 8.8 deste Edital, o candidato que não apresentar documento de identidade
original, na forma definida no subitem 8.7, o poderá fazer a prova e será, automaticamente, eliminado do processo
seletivo público.
8.8 Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de aplicação da prova, documento de identidade original,
por motivo de perda, furto ou roubo, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão
policial, expedido há, no máximo, 30 (trinta) dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, que
compreenderá coleta de dados, de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio.
8.8.1 A identificação especial será exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas
relativas à fisionomia e (ou) à assinatura do portador.
8.9 Não será aplicada prova, em hitese alguma, em local, data e (ou) horio diferentes dos predeterminados em Edital
ou em comunicado.
8.10 Não será permitida, durante a realização da prova, a comunicação entre os candidatos nem a utilização dequinas
calculadoras e (ou) similares, livros, anotações, réguas de cálculo, impressos ou qualquer outro material de consulta.
8.11 No dia de realização da prova, não será permitido ao candidato permanecer com armas ou aparelhos eletrônicos (bip,
telefone celular, relógio de qualquer espécie, walkman, aparelho portátil de armazenamento e de reprodução de músicas,
vídeos e outros arquivos digitais, agenda eletrônica, notebook, tablets eletrônicos, palmtop, receptor, gravador, entre
outros). Caso o candidato leve algum aparelho eletrônico, este deverá permanecer desligado durante todo o período da
prova, devendo, ainda, ser acondicionado em embalagem fornecida pelo IADES. O descumprimento do disposto neste
subitem implicará na eliminação do candidato, constituindo tentativa de fraude.
8.12 O IADES recomenda que o candidato não leve, no dia de realização das provas, objeto algum citado nos subitens
8.10 e 8.11 deste Edital. A utilização de qualquer tipo de aparelho eletrônico pelo candidato durante a realização das
provas implicará na sua eliminação do processo seletivo público.
8.13 Durante a realização da prova, o candidato que quiser ir ao banheiro deverá solicitá-lo ao fiscal da sala e este
designará um fiscal volante para acompanhá-lo no deslocamento, devendo o candidato manter-se em silêncio durante todo
o percurso, podendo, antes da entrada no sanitário e depois da utilização deste, ser submetido à revista por meio de
detector de metais.
8.14 O controle de horário será efetuado conforme critério definido pelo IADES.
8.15 Não será admitido, durante a realização das provas, o uso de boné, lenço, chapéu, gorro ou qualquer outro acessório
que cubra as orelhas do candidato.
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 8 de 12
8.16 Não será permitido ao candidato entrar ou permanecer no local de exame com vestimenta inadequada (trajando
sunga, sem camisa ou similares) sendo que o descumprimento desta instrução implicará no impedimento do candidato
acessar o local de aplicação da prova, resultando na sua eliminação do processo seletivo.
8.17 O IADES não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos
durante a aplicação da prova, nem por danos a eles causados.
8.18 Não haverá segunda chamada para a aplicação da prova, em hipótese alguma. O não comparecimento à prova
implicará na eliminação automática do candidato.
8.19 O candidato somente poderá retirar-se, definitivamente, da sala de aplicação da prova após 1 (uma) hora de seu
início. Nessa ocasião, o candidato não levará, em nenhuma hipótese, o caderno de prova.
8.20 O candidato somente pode retirar-se do local de aplicação das provas, levando o caderno de prova, no decurso do
tempo máximo de solução da prova.
8.21 Terá sua prova anulada e será automaticamente eliminado do processo seletivo público o candidato que, em qualquer
momento do concurso ou durante a aplicação da prova:
a) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos e(ou) ilegais para obter vantagens para si e(ou) para terceiros, em qualquer
etapa do processo seletivo público;
b) for surpreendido prestando e(ou) recebendo auxílio para a execução da prova;
c) utilizar-se de livro, dicionário, notas e(ou) impressos não autorizados e(ou) comunicar-se com outro candidato;
d) utilizar-se de caneta que não seja a esferográfica de tinta preta, fabricada de material transparente;
e) for surpreendido portando armas, máquina fotográfica, telefone celular, relógio de qualquer espécie, gravador, bip,
receptor, pager, notebook, tablets eletrônicos, walkman, aparelho portátil de armazenamento e de reprodução de músicas,
vídeos e outros arquivos digitais, agenda eletrônica, palmtop, régua de lculo, máquina de calcular e(ou) equipamento
similar;
f) faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação da prova, as autoridades presentes
e(ou) os candidatos;
g) fizer anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante de inscrição e(ou) em qualquer outro meio;
h) recusar-se a entregar o material da prova ao término da sua solução (excetuando-se o previsto no subitem 8.20);
i) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal ou de membro da coordenação do IADES;
j) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas;
k) descumprir as instruções contidas no caderno de prova e (ou) na folha de respostas;
l) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido;
m) descumprir este Edital e (ou) outras comunicações oficiais que vierem a ser publicados sobre o Processo Seletivo.
n) não permitir a coleta de dado biométrico; e(ou)
o) for surpreendido com qualquer recipiente ou embalagem, tais como: garrafa de água, suco, refrigerante, embalagem de
alimentos (biscoitos, barras de cereais, chocolates, balas etc.), que não seja fabricado com material transparente. Os
alimentos devem ser acondicionados em saco de plástico transparente e(ou) porta-objetos de plástico transparente, que
deverá(ão) ser providenciado(s) pelo candidato;
8.22 Se, a qualquer tempo, for constatado, cometimento de ato ilícito por parte do candidato, seja por meio eletrônico,
visual, grafológico ou qualquer outro, sua prova será anulada e ele será automaticamente eliminado do processo seletivo
público.
8.23o haverá, por qualquer motivo, prorrogão do tempo previsto para a aplicação da prova em razão do afastamento
de candidato da sala de prova.
8.24 O IADES, quando da realização das provas, poderá submeter os candidatos ao sistema de detecção de metal nas
salas, corredores e banheiros, a fim de impedir a prática de fraude e de verificar se o candidato está portando material não
permitido.
8.25 Para a segurança dos candidatos e a garantia da lisura do concurso, o IADES poderá proceder à coleta de dado
biométrico e fotográfico de todos os candidatos, para confirmação da presença e da identidade quando da realização das
provas e(ou) fases.
8.26 No dia de aplicação da prova, não serão fornecidas, por nenhum membro da equipe de aplicação das provas e (ou)
pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo das provas e (ou) aos critérios de avaliação e de
classificação.
8.26 Ao terminar a prova, o candidato entregará ao fiscal a folha de respostas da prova objetiva, bem como o seu
caderno de questões, no caso do candidato retirar-se, definitivamente, antes do decurso do tempo máximo para solução da
prova.
8.27 O candidato, ao terminar a prova, deveretirar-se imediatamente do local de aplicação das provas, não podendo
permanecer nas dependências deste.
9 DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E DESEMPATE
9.1 Todos os candidatos teo sua prova objetiva corrigida por meio de processamento eletrônico, a partir das marcações
feitas na folha de respostas.
9.2 A nota na prova objetiva será obtida pela soma da quantidade de questões acertadas pelo candidato, conforme o
gabarito oficial definitivo.
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 9 de 12
9.3 Será reprovado na prova objetiva e eliminado do processo seletivo público o candidato que acertar menos de 25
(vinte e cinco) questões.
9.4 O candidato eliminado na forma do subitem 9.3 deste Edital não terá classificação alguma no processo seletivo
público.
9.5 Os candidatos não eliminados na forma do subitem 9.3 deste Edital serão classificados dentro de cada
Área/Especialidade de acordo com a ordem decrescente da nota final obtida na prova objetiva, considerados os critérios
de desempate (subitens 9.9 e 9.9.1).
9.6 O candidato não eliminado na forma do subitem 9.3 deste Edital, que anteriormente a data de início dos Programas de
Residência Médica tiver participado e cumprido integralmente o PROVAB a partir de 2012, receberá pontuação adicional
na nota total obtida na prova objetiva, nos termos do artigo 22, §2º da Lei 12.871, de 22 de outubro de 2013, e da
Resolução CNRM n
o
2, de 27 de agosto de 2015.
9.6.1 Poderá requerer a pontuação adicional de 10% (dez por cento) na nota total obtida na prova objetiva o candidato
que concluir 1 (um) ano de participação nas atividades do PROVAB, para os programas de acesso direto.
9.6.2 Somente receberá a pontuação adicional referente ao PROVAB o candidato que, no formulário de inscrição,
manifestar o interesse pelo benefício da pontuação adicional e enviar a documentação, conforme o subitem 3.3.8, e
observado, para a matrícula, o previsto no §6
o
e §7
o
do art 9
o
da Resolução CNRM n
o
2, de 27 de agosto de 2015.,
publicada no D.O.U. n
o
165, de 28 de agosto de 2015, transcritos abaixo:
“§ 6º A coordenação nacional do PROVAB publicará no Diário Oficial da União (DOU), até o dia 31 de
janeiro de cada ano o nome de todos os candidatos concluintes do PROVAB, com a finalidade de
realização da matrícula no SisCNRM pelos PRMs.
§ 7º Será excluído do Processo Seletivo o candidato advindo do PROVAB que tiver solicitado a utilização
da pontuação adicional e não tiver o nome publicado no DOU ate 31 de janeiro de cada ano, como tendo
avaliação final satisfatória no PROVAB.”
9.7 A pontuação adicional de que trata o subitem 9.6 deste Edital não poderá elevar a nota final do candidato para além da
nota máxima prevista no subitem 7.4 deste Edital.
9.8 Todos os cálculos citados neste Edital serão considerados até a segunda casa decimal, arredondando-se o número para
cima, se o algarismo da terceira casa decimal for igual ou superior a 5 (cinco).
9.9 Em caso de empate na nota final do processo seletivo público, terá preferência o candidato de maior idade
cronológica.
9.9.1 Persistindo o empate, dar-se-á preferência ao candidato com maior tempo de formado no curso de Medicina, cuja
documentação comprobatória deverá ser apresentada, quando solicitada pelo IADES.
10 DA DIVULGAÇÃO DO GABARITO PRELIMINAR E DOS RECURSOS
10.1 O gabarito oficial preliminar da prova objetiva será afixado no mural de avisos do IADES e divulgado na internet,
no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br>, no primeiro dia útil seguinte ao da aplicação da prova objetiva, ou
seja, no dia 12 de dezembro de 2016.
10.2 O candidato que desejar interpor recurso contra o gabarito oficial preliminar da prova objetiva disporá de 2 (dois)
dias úteis para fazê-lo, a contar do dia subsequente ao da divulgação do gabarito oficial preliminar, conforme o formulário
eletrônico, que será disponibilizado na internet.
10.3 O recurso contra o gabarito preliminar deverá ser interposto online, através do Ambiente do Candidato no endereço
eletrônico <http://www.iades.com.br>, no período compreendido de 0h (zero hora) do dia 13 de dezembro de 2015
até as 24h(vinte e quatro horas) do dia 14 de dezembro de 2016, ininterruptamente.
10.4 Não será aceito recurso interposto por quaisquer vias diferentes daquela prevista no item 10.3.
10.5 Orientações para preenchimento do pedido de recurso online, previsto no item 10.3:
a) preencher um formulário de recurso, separadamente, para cada questão recorrida;
b) em cada formulário de recurso, indicar omero da questão, a resposta marcada pelo candidato e a resposta divulgada
pelo IADES;
10.6 O candidato deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recursos inconsistentes, em formulário diferente
do exigido e (ou) feitos fora das especificações estabelecidas neste Edital (ou em outras comunicações oficiais) serão
indeferidos.
10.7 Se do exame de recursos da prova objetiva resultar anulação de questão(ões), a pontuação correspondente a esta(s)
questão(ões) será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido. Se houver alteração do gabarito
oficial preliminar, por força de impugnações, a prova será corrigida de acordo com o gabarito oficial definitivo. Em
hipótese alguma, o quantitativo de questões da prova objetiva sofrerá alterações.
10.8 Em nenhuma hipótese será aceito pedido de revisão de recurso, tampouco recurso de recurso. Somente serão aceitos
recursos contra o gabarito oficial preliminar da prova objetiva.
10.9 Recurso cujo teor desrespeite a banca examinadora será indeferido sumariamente.
10.10 Não serão apreciados recursos que forem apresentados em desacordo com as especificações contidas no subitem
10.5.
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 10 de 12
10.11 A Banca Examinadora constitui a última instância para a análise do recurso, sendo soberana em suas decisões,
razão pela qual não caberão recursos adicionais.
11 DA DIVULGAÇÃO DO GABARITO DEFINITIVO E DO RESULTADO PROVISÓRIO
11.1 O gabarito definitivo, considerado o julgamento dos recursos, será divulgado no endereço eletrônico
<http://www.iades.com.br> na data provável de 6 de janeiro de 2017.
11.2 O resultado provisório do processo seletivo público será divulgado com base na lista decrescente do número de
acertos, considerados os critérios de desempate e a pontuação adicional do PROVAB (se for o caso), identificando os
candidatos apenas pelo número de inscrição, na data provável de 20 de janeiro de 2017, no endereço eletrônico
<http://www.iades.com.br>.
12 DO RESULTADO FINAL
12.1 O resultado final do processo seletivo público será divulgado, de modo análogo ao previsto no item 11.2, já incluídas
eventuais mudanças na classificação dos candidatos em decorrência do previsto no item 9.6.2, na data provável de 10 de
fevereiro de 2017, no endereço eletrônico <http://www.iades.com.br>, e no endereço eletrônico
<http://www.hfa.mil.br>, pertencente ao HFA.
13 DA MATRÍCULA
13.1 Após a publicação do resultado final, o candidato aprovado e classificado dentro do número de vagas, ou o seu
procurador legalmente instituído (em cartório), deverá comparecer para cadastramento e matrícula, no período de 20 a 23
de fevereiro de 2017, pela manhã, das 8h (oito horas) às 11h30 (onze horas e trinta minutos), ou à tarde, das 14h
(catorze horas) às 15h (quinze horas), na Comissão de Residência Médica (COREME) do Hospital das Forças
Armadas, situada na Direção Técnica de Ensino e Pesquisa - HFA Setor HFA - Sudoeste (DF).
13.2 No ato da Matcula deverão ser apresentados 1 (uma) cópia (que será retida) e o original dos seguintes documentos:
Diploma de Graduação em Medicina reconhecido pelo Ministério da Educação ou Declaração de Graduação em
Medicina, concluída em 2016, emitida por Instituição reconhecida pelo Ministério da Educação; Certificado de Conclusão
ou Declaração atualizada de P-Requisito em Residência Médica reconhecida pelo Ministério da Educação, quando a
especialidade exigir; Documento de Identidade; Registro no Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal
(protocolo de registro ou a carteira definitiva); 2 (duas) fotografias 3x4 coloridas, recentes e iguais; e, no caso dos
participantes do PROVAB que tenham requerido a pontuação respectiva no ato da inscrição, a cópia da página do D.O.U.
em que conste o seu nome, em conformidade com o dispositivo legal transcrito no subitem 9.6.2.
13.3 Será excluído do processo seletivo público o candidato advindo do PROVAB que tiver solicitado a utilização da
pontuação adicional e o tiver o nome publicado no D.O.U. até 31 de janeiro de 2017, como tendo avaliação final
satisfatória no PROVAB.
13.4 O candidato graduado em curso de Medicina no exterior deverá apresentar diploma revalidado e reconhecido pelo
Ministério da Educação, sob pena de ter sua matrícula no Programa de Residência Médica indeferida.
13.5 O candidato aprovado no processo seletivo público que não se apresentar no local e na data indicados no subitem
13.1, será considerado desistente e sua vaga será preenchida por outro candidato aprovado na respectiva especialidade,
respeitada a sequência da classificação.
13.6 A convocação dos aprovados em substituição aos desistentes ou eliminados será realizada por e-mail (ou contato
telefônico se houver retorno do e-mail enviado informando falha), e os convocados terão o prazo de 2 (dois) dias úteis,
contados a partir da data do envio do e-mail, para apresentarem a documentação e efetuarem a matrícula; caso contrário,
serão também considerados desistentes. As comunicações das reclassificações poderão ocorrer até 29 de março de 2017
(exceto se houver prorrogação de prazo para registro no SisCNRM autorizada pela Comissão Nacional de
Residência Médica) de modo a garantir ao candidato período de até 2 (dois) dias úteis para realizar a matrícula, no
mesmo local e em horário análogo ao previsto no item 13.1. A convocação será feita por meio do e-mail do candidato
informado no formulário de inscrição, e será disponibilizada no sítio eletrônico do HFA <http://www.hfa.mil.br> para
acompanhamento.
13.6.1 A desistência de vaga por médicos residentes matriculados nos Programas de Residência Médica ocorrida após o
dia 31 de março de 2017 não será passível de preenchimento por classificado subsequente, salvo prorrogação de prazo
determinada pela Comissão Nacional de Residência Médica.
13.7 No dia 1
o
de março de 2017, todos os candidatos matriculados na Residência Médica do HFA deverão se dirigir à
COREME na Direção Técnica de Ensino e Pesquisa, para serem encaminhados às Clínicas, por meio de carta de
apresentação, para início dos respectivos Programas.
13.8 Os candidatos matriculados que não se apresentarem no dia marcado para o início das atividades, ou não justificarem
a falta de comparecimento em até 2 (dois) dias úteis, serão considerados desistentes, e os próximos candidatos da lista de
classificação serão convocados para a matrícula em seu lugar.
13.9 O médico residente matriculado no primeiro ano do Programa de Residência Médica do HFA poderá requerer o
trancamento de matrícula, pelo período de 1 (um) ano, a fim de Prestação de Serviço Militar Obrigatório, tanto homens
quanto mulheres que se alistem voluntariamente ao Serviço Militar, desde que seu alistamento tenha sido efetuado
anteriormente à matrícula no Programa de Residência Médica no qual se classificou.
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 11 de 12
13.10 O requerimento de que trata o subitem anterior deverá ser formalizado até 30 (trinta) dias após a data de início da
Residência Médica.
13.11 A vaga decorrente do afastamento previsto no subitem acima poderá ser preenchida por outro candidato
classificado no mesmo processo seletivo público, respeitada a ordem de classificação e o subitem 13.6.1 deste Edital.
13.12 O aluno matriculado deverá apresentar à COREME, em prazo de até 2 semanas, cópia (que será retida) e original
da carteira de vacinação em que conste imunização válida contra o tétano e Hepatite B.
14 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
14.1 Este Edital e os Programas de Residência Médica estão em conformidade com as normas emanadas pela Comissão
Nacional de Residência Médica.
14.2 A admissão dos médicos residentes obedecerá, rigorosamente, a classificação obtida no processo seletivo público.
14.3 Os médicos que iniciarem seu Programa de Residência Médica no HFA deverão apresentar à COREME,
obrigatoriamente, no prazo de 1 (um) mês, a contar do início do Programa, cópia autenticada (que será retida) da Carteira
do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM/DF) no caso de ter sido apresentado o protocolo de
registro no CRM/DF no ato da matrícula, e também no caso do candidato inscrito na condição de médico graduado no
exterior, em processo de revalidação do diploma no Brasil.
14.4 As despesas decorrentes da participação em quaisquer das etapas e procedimentos do processo seletivo público
correm por conta dos candidatos, não gerando direito a alojamento, alimentação, transporte ou ressarcimento de quaisquer
despesas.
14.5 A inscrição do candidato implicará na aceitação das normas para o processo seletivo público contidas neste Edital,
nos comunicados, e em outros a serem publicados.
14.6 O candidato poderá obter informações referentes ao processo seletivo público, exceto quanto ao subitem 8.2 deste
Edital, por meio do telefone (61) 3574-7200, do e-mail [email protected] ou no endereço eletrônico
http://www.iades.com.br.
14.7 É da inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos e comunicados referentes a este
processo seletivo público, não podendo alegar desconhecimento em qualquer circunstância, sob pena da sua eliminação
do processo seletivo ou da perda da vaga, conforme o caso.
14.8 É de inteira responsabilidade do candidato manter seus dados de contato atualizados, até que expire o prazo do
processo seletivo público, para viabilizar as convocações necessárias, sob pena da perda da vaga, caso não seja localizado,
oportunamente, pelos meios informados.
14.9 O HFA e o IADES não se responsabilizam por eventuais prejuízos ao candidato decorrentes de:
a) endereço eletrônico incompleto, incorreto e(ou) não atualizado;
b) endereço residencial incompleto, errado e(ou) não atualizado; e(ou)
c) contato telefônico incompleto, errado, inexistente e(ou) não atualizado.
14.10 Acarretará eliminação sumária do candidato do processo seletivo público, sem prejuízo das sanções penais cabíveis,
a burla ou a tentativa de burla a quaisquer das normas estipuladas neste Edital.
14.11 Os casos omissos serão resolvidos pelo IADES, em conjunto com o HFA, e pela Comissão Distrital de Residência
Médica se for o caso, a critério dos dois primeiros.
14.12 Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como alterações em dispositivos
legais e normativos a ele posteriores, não serão objeto de avaliação nas provas do processo seletivo público.
14.13 Quaisquer alterações nas regras estabelecidas neste Edital somente poderão ser feitas por meio de outro Edital.
Brig Med EDUARDO SERRA NEGRA CAMERINI
Diretor Técnico de Ensino e Pesquisa do HFA
Processo Seletivo Público para Admissão de Médicos Residentes 2017 Edital N
o
01/RM/2016 Página 12 de 12
MINISTÉRIO DA DEFESA
SECRETARIA-GERAL
SECRETARIA DE PESSOAL, ENSINO, SAÚDE E DESPORTO
HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS
DIREÇÃO TÉCNICA DE ENSINO E PESQUISA
DIVISÃO DE ENSINO
COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA
PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA ADMISSÃO DE MÉDICOS RESIDENTES - 2017
EDITAL N
o
01/RM/2016
ANEXO I - SOLICITAÇÃO DE ATENDIMENTO ESPECIAL
Eu __________________________________________________________, CPF n
o
___________________, Inscrição n
o
______________________, candidato(a) no processo seletivo público para admissão de médicos residentes do Hospital
das Forças Armadas (HFA), SOLICITO, de acordo com laudo médico em anexo, atendimento especial no dia da
aplicação das provas conforme a seguir (selecione o tipo de prova e (ou) o(s) tratamento(s) especial(is) necessário(s)):
REQUERIMENTO DE PROVA ESPECIAL E(OU) TRATAMENTO ESPECIAL
1. Necessidades físicas:
( ) sala térrea (dificuldade para locomoção)
( ) sala individual (candidato com doença contagiosa /
outras). Especificar__________________________.
( ) mesa para cadeira de rodas
( ) apoio para perna
( ) mesa e cadeira separadas
1.1. Auxílio para preenchimento
( ) dificuldade/impossibilidade de escrever
( ) da folha de respostas da prova objetiva
1.2. Auxílio para leitura (ledor)
( ) dislexia
( ) tetraplegia
2. Necessidades visuais (cego ou pessoa com baixa visão)
( ) auxílio na leitura da prova (ledor)
( ) prova em braille
( ) prova ampliada (fonte entre 14 e 16)
( ) prova superampliada (fonte 28)
3. Necessidades auditivas (perda total ou parcial da
audição)
( ) intérprete de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)
( ) leitura labial
( ) uso de aparelho auditivo mediante justificativa
médica
4. Amamentação
( ) sala para amamentação (candidata que tiver
necessidade de amamentar seu bebê)
5. Outros
( ) Tempo Adicional mediante justificativa médica
Nessa ocasião, apresento laudo médico com a respectiva Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas
Relacionados à Saúde (CID), no qual constam os seguintes dados:
Tipo de deficiência que possuo: _______________________________________________________________.
Código correspondente da (CID): _____________________________________________________________.
Nome do médico responsável pelo laudo: _______________________________________________________.
N
o
de registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) do médico responsável pelo laudo: ______________.
___________________________ ( ____), ______ de ______________________ de 2016.
___________________________________________________
Assinatura do(a) candidato(a)