Edital do Concurso Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal - ES (IDAF/ES) 2010

Visualizaçao do Edital do Concurso

1
INSTITUTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA E FLORESTAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - IDAF/ES
EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N. 001/IDAF/ES, DE 20 DE OUTUBRO 2010.
O INSTITUTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA E FLORESTAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO -
Idaf/ES, no uso de suas atribuições legais, de acordo com os autos dos Processos Administrativos
49902970 e nº 49445812, torna público que realizará, através da Fundação Professor Carlos Agusto
Bittencourt - FUNCAB, Concurso Público para o provimento de 280 vagas e cadastro de reserva para
cargos do quadro permanente de servidores do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do
Espiríto Santo - Idaf/ES, instituído pela Lei Complementar 245 de 27/06/2002, publicada no D.O. em
28/06/2002, Lei Complementar 345 de 15/12/2005, publicada no D.O. em 16/12/2005, Lei Complementar
nº 443 de 20/06/2008, publicada no D.O. 23/06/2008, Lei Complementar nº 562 de 30/06/2010, publicada no
D.O em 01/07/2010, e regido pela Lei Complementar nº 46/94 de 31/01/1994, publicada no D.O. em
31/01/1994 e suas alterações, mediante as condições especiais estabelecidas neste Edital e seus Anexos.
1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1. O Concurso Público será regido por este Edital e seus Anexos, sendo executado pela Fundação
Professor Carlos Augusto Bittencourt - FUNCAB.
1.2. A realização da inscrição implica na concordância do candidato com as regras estabelecidas neste
Edital, com renúncia expressa a quaisquer outras.
1.3. O prazo de validade do presente Concurso Público é de até 2 (dois) anos, a contar da data da
publicação da homologação de seu resultado final, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual
período.
1.4. As inscrições para este Concurso Público serão realizadas via Internet.
1.5. Todo o processo de execução deste Concurso Público, com as informações pertinentes, estará
disponível no portal www.funcab.org.
1.6. Todos os atos oficiais relativos ao Concurso serão publicados no Diário Oficial do Estado do Espiríto
Santo e nos portais www.funcab.org e www.idaf.es.gov.br.
1.7. O candidato deverá acompanhar as notícias relativas a este Concurso nos órgãos de imprensa e
portais citados no item 1.6, pois caso ocorram alterações nas normas contidas neste Edital, elas serão neles
divulgadas.
1.8. Os conteúdos programáticos para todos os cargos/formação estarão disponíveis nos portais
www.funcab.org e www.idaf.es.gov.br até o início das inscrições.
1.9. Os candidatos aprovados que vierem a ingressar no Quadro de Pessoal Efetivo do Instituto de Defesa
Agropecuária e Florestal do Estado do Espiríto Santo - Idaf/ES pertencerão ao regime jurídico estatutário e
reger-se-ão pelas disposições da Lei Complementar 46 de 31/01/1994, publicada no D.O. em
31/01/1994, Lei Complementar 443 de 20/06/2008, publicada no D.O. em 23/06/2008 e Lei
Complementar 562 de 30/06/2010, publicada no D.O em 01/07/2010, bem como as demais normas
legais.
1.10. As vagas para cada cargo/formação serão distribuídas de acordo com a necessidade do Órgão,
podendo o candidato ser lotado em qualquer município do estado do Espírito Santo.
1.10.1. Obedecendo à ordem de classificação final, o candidato será convocado para a escolha da Unidade
em que será lotado, no respectivo cargo/formação.
1.11. Os aprovados e nomeados para prover os cargos/formação deste Concurso cumprirão jornada de
trabalho de 40 horas semanais.
1.12. O número de vagas ofertadas no Concurso Público poderá ser ampliado durante o prazo de validade
do Certame, desde que haja dotação orçamentária própria disponível e vagas em aberto aprovadas por lei.
2. DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA INVESTIDURA NOS CARGOS
2.1. Os requisitos básicos para investidura nos cargos/formação são os seguintes:
a) ter sido aprovado e classificado no Concurso Público;
b) ser brasileiro ou, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre
brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do parágrafo ,
artigo 12, da Constituição Federal;
c) estar quite com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos;
d) estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino;
e) encontrar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis;
f) não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo
público;
g) apresentar diploma, devidamente registrado, ou certificado de conclusão de curso de nível médio/técnico,
tecnólogo ou bacharelado, fornecido por instituição de ensino, reconhecido pelo Ministério da Educação,
comprovado através da apresentação de original e cópia do respectivo documento, para o cargo/formação
pretendido, conforme requisito estabelecido no ANEXO I deste Edital;
h) estar registrado e com a situação regularizada junto ao órgão de conselho de classe correspondente a
2
sua formação profissional, quando for o caso;
i) estar apto física e mentalmente para o exercício do cargo, não sendo, inclusive, portador de necessidade
especial incompatível com as atribuições do cargo (ANEXO II), fato apurado pela Perícia Médica Oficial a
ser designada;
j) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos até a data de nomeação;
k) apresentar declaração negativa de antecedentes criminais;
l) cumprir na íntegra as determinações previstas no Edital de abertura do Concurso Público;
m) possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B, no mínimo.
3. DAS ETAPAS
3.1. O presente Concurso Público será composto das seguintes etapas:
a) Para todos os cargos:
1ª Etapa: Prova Objetiva, de caráter classificatório e eliminatório;
2ª Etapa: Prova Discursiva, de caráter classificatório e eliminatório.
3.2. Ao final de cada etapa o resultado será divulgado no portal www.funcab.org.
3.3. As Provas Objetivas e Discursivas serão aplicadas em Colatina, São Mateus, Cachoeiro de Itapemirim
e Vitória, devendo o candidato fazer sua opção no ato da inscrição.
4. DAS INSCRIÇÕES
4.1. Antes de inscrever-se o candidato deverá tomar conhecimento das normas e condições estabelecidas
neste Edital, incluindo seus Anexos e o Manual do Candidato, partes integrantes das normas que regem o
presente Concurso Público, das quais não poderá alegar desconhecimento em nenhuma hipótese.
4.2. A inscrição no Concurso exprime a ciência e tácita aceitação das normas e condições estabelecidas
neste Edital.
4.3. As inscrições poderão ser realizadas pela Internet no portal www.funcab.org.
4.4. O candidato deverá, no ato da inscrição, marcar em campo específico da Ficha de Inscrição sua opção
de cargo/formação. Depois de efetivada a inscrição, não será aceito pedido de alteração desta opção.
4.5. O candidato somente poderá inscrever-se para um cargo/formação.
4.5.1. O candidato que efetuar mais de uma inscrição terá sua primeira inscrição automaticamente
cancelada, não havendo, neste caso, ressarcimento da taxa de inscrição referente à primeira inscrição.
4.6. As taxas de inscrição serão as seguintes:
R$ 58,00 (cinqüenta e oito reais) para os cargos/formação de Nível Médio Técnico;
R$ 66,00 (sessenta e seis reais) para o cargo/formação de Nível Superior Tecnólogo;
R$ 78,00 (setenta e oito reais) para os cargos/formação de Nível Superior Bacharelado.
4.6.1. A importância recolhida relativa à taxa de inscrição não será devolvida em hipótese alguma.
4.7. Da inscrição pela Internet
4.7.1. Para se inscrever, o candidato deverá acessar o portal www.funcab.org, onde constam o Edital, a
Ficha de Inscrição via Internet e os procedimentos necessários à efetivação da inscrição. A inscrição pela
Internet estará disponível durante as 24 horas do dia, ininterruptamente, desde as 10 horas do dia de
inscrição até às 23h59min do último dia de inscrição, conforme estabelecido no Cronograma Previsto -
ANEXO III, considerando-se o horário oficial de Brasília.
4.7.2. O candidato deverá ler e seguir atentamente as orientações para preenchimento da Ficha de
Inscrição via Internet e demais procedimentos, tomando todo o cuidado com a confirmação dos dados
preenchidos antes de enviar a inscrição, evitando-se que o botão de rolagem do mouse seja acionado
indevidamente e altere os respectivos dados.
4.7.3. Ao efetuar a inscrição via Internet, o candidato deverá imprimir o boleto bancário e efetuar o
pagamento da taxa de inscrição até a data do seu vencimento. Caso o pagamento não seja efetuado,
deverá ser emitida a 2ª via do boleto no portal www.funcab.org, que terá nova data de vencimento. A data
limite de vencimento do boleto será o primeiro dia útil após o encerramento das inscrições. Após essa data,
qualquer pagamento efetuado será desconsiderado.
4.7.4. As inscrições somente serão confirmadas após o banco ratificar o efetivo pagamento do valor da taxa
de inscrição, que deverá ser feito dentro do prazo estabelecido, em qualquer agência da rede bancária,
agência lotérica ou rede conveniada com banco, obrigatoriamente, por meio do boleto bancário específico,
impresso pelo próprio candidato no momento da inscrição. Não será aceito pagamento feito através de
depósito bancário, DOC´s ou similares.
4.7.5. O boleto pago, autenticado pelo caixa do banco ou o comprovante de pagamento deverá estar de
posse do candidato durante todo o Certame, para eventual certificação e consulta pelos organizadores.
4.7.6. O Edital e seus Anexos estarão disponíveis no portal www.funcab.org para consulta e impressão.
4.7.7. Os candidatos deverão verificar a confirmação de sua inscrição no portal www.funcab.org a partir do
quinto dia útil após a efetivação do pagamento do boleto bancário.
4.7.8. A confirmação da inscrição deverá ser impressa pelo candidato e guardada consigo juntamente com
o canhoto da inscrição autenticado.
4.7.9. O descumprimento de qualquer das instruções para inscrição via Internet implicará no cancelamento
da mesma.
3
4.7.10. A inscrição via Internet é de inteira responsabilidade do candidato e deve ser feita com
antecedência, evitando-se o possível congestionamento de comunicação do portal www.funcab.org nos
últimos dias de inscrição.
4.7.11. A FUNCAB não será responsável por problemas na inscrição via Internet, motivados por falhas de
comunicação ou congestionamento das linhas de comunicação nos últimos dias do período que venha a
impossibilitar a transferência e o recebimento de dados.
4.8. Da inscrição no posto de atendimento.
4.8.1. Para os candidatos que não tem acesso à internet será disponibilizado, no posto de atendimento
(ANEXO IV), microcomputador para viabilizar a efetivação da inscrição.
4.8.2. Será de responsabilidade exclusiva do candidato efetuar sua inscrição, podendo contar apenas com
orientações do atendente do posto. Não será responsabilidade do atendente efetuar a inscrição pelo
candidato.
4.8.3. Para efetuar a inscrição o candidato deverá seguir todas as instruções descritas no subitem 4.9.
4.9. O candidato somente será considerado inscrito neste Concurso Público após ter cumprido todas as
instruções descritas no item 4 deste Edital.
4.10. As informações prestadas na solicitação de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato,
dispondo a FUNCAB do direito de excluir do Concurso Público aquele que não preencher o formulário de
forma completa e correta.
5. DA ISENÇÃO DO PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO
5.1. Não haverá isenção total ou parcial do valor da taxa de inscrição, exceto nos casos previstos na Lei
Estadual nº 6.663, de 25 de abril de 2001.
5.2. Os interessados em obter a isenção do pagamento da taxa de inscrição de que trata o subitem acima
deverão cumprir os critérios constantes no roteiro abaixo.
5.3. Roteiro para solicitação da isenção de pagamento da taxa de inscrição
I) Preencher e assinar a ficha de requerimento de isenção, que será disponibilizada no endereço eletrônico
www.funcab.org ou no Posto de Atendimento - ANEXO IV.
II) Anexar cópia autenticada em cartório da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) - ginas que
contenham fotografia, identificação e contrato de trabalho (no caso dos desempregados, deverão ser
apresentadas as folhas em branco da carteira de trabalho, subsequentes à última demissão); contracheque
atual (no caso de empregados);
declarar, no requerimento de isenção de taxa de inscrição, para todos os
casos, que não usufruiu do direito da isenção mais de três vezes no ano de 2010 (a ausência da declaração
do candidato implicará o indeferimento da solicitação de isenção da taxa).
III) Cópia da Carteira de Identidade autenticada em cartório.
5.3.1. Entregar a documentação acima pessoalmente ou por meio de procurador no posto de atendimento -
ANEXO IV, no período estabelecido no cronograma, observando-se o horário de funcionamento do posto.
Não haverá prorrogação do período para a entrega.
5.3.2. A relação das isenções deferidas e indeferidas será afixada no mural do Instituto de Defesa
Agropecuária e Florestal do Estado do Espiríto Santo - Idaf/ES, situado na Rua Raimundo Nonato - 135 -
Forte São João, Vitória/ES, e no posto de atendimento - ANEXO IV, bem como disponibilizada nos
endereços eletrônicos www.funcab.org e www.idaf.es.gov.br, até 5 (cinco) dias antes do término das
inscrições.
5.3.3. Os candidatos que tiverem seus pedidos de isenção indeferidos, para efetivar a sua inscrição no
Certame, deverão acessar o endereço eletrônico www.funcab.org ao último dia de inscrição e imprimir o
boleto bancário para pagamento até primeiro dia útil subsequente, conforme procedimentos descritos neste
Edital.
5.3.4. Os candidatos com isenção deferida terão sua inscrição automaticamente efetivada.
5.3.5. As informações prestadas no formulário, bem como a documentação apresentada, serão de inteira
responsabilidade do candidato, respondendo este por qualquer falsidade.
5.3.6. Não será concedida isenção de pagamento de taxa de inscrição ao candidato que:
a) omitir informões e/ou torná-las inverídicas;
b) fraudar e/ou falsificar documentação;
c) pleitear a isenção sem apresentar cópia dos documentos previstos neste subitem;
d) não observar o prazo e os horários estabelecidos neste subitem.
5.3.7. Após a entrega do requerimento de isenção e dos documentos comprobatórios não será permitida a
complementação da documentação, bem como revisão e/ou recurso.
5.3.8. Os documentos descritos neste item terão validade somente para este Concurso Público e não serão
devolvidos, assim como não serão fornecidas cópias dos mesmos.
5.3.9. Não será aceita solicitação de isenção de pagamento de valor de inscrição via postal, fax, correio
eletrônico ou similar.
5.3.10. Cada pedido de isenção será analisado e julgado pela FUNCAB.
5.3.11. Fica reservado à FUNCAB o direito de exigir, a seu critério, a apresentação dos documentos
originais para conferência, que serão devolvidos.
5.3.12. A qualquer tempo, sendo constatada como falsa a documentação entregue, a inscrição efetivada e
4
todos os atos dela decorrentes serão anulados, respondendo ainda, o autor da falsidade, na forma da lei.
5.3.13. O interessado que não tiver seu pedido de isenção deferido e que não efetuar o pagamento da taxa
de inscrição na forma e no prazo estabelecidos no item 4 estará automaticamente excluído do Concurso
Público.
6. DAS VAGAS RESERVADAS ÀS PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADES ESPECIAIS (PNE)
6.1. Às pessoas portadoras de necessidades especiais, amparadas pelo inciso VIII do artigo 37 da
Constituição Federal, Lei 7.853 de 24 de outubro de 1989 e Decreto no 3.298 de 20 de dezembro de
1999, e nos termos do presente Edital, será reservado o percentual de 5% (cinco por cento) das vagas
oferecidas no Concurso.
6.2. Caso a aplicação do percentual de que trata o subitem (6.1) resulte em mero com fração, este será
aproximado ao primeiro número inteiro subsequente.
6.3. É considerada necessidade especial, toda perda ou anormalidade de uma estrutura ou função
psicológica, fisiológica ou anatômica que gere incapacidade para o desempenho de atividade dentro do
padrão considerado normal para o ser humano, conforme previsto em legislação pertinente.
6.4. Ressalvadas as disposições especiais contidas neste Edital, os candidatos portadores de necessidades
especiais participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos no que tange ao
local de aplicação de prova, ao horário, ao conteúdo, à correção das provas, aos critérios de avaliação e
aprovação, à pontuação mínima exigida e a todas as demais normas de regência do Concurso.
6.5. Os candidatos com necessidades especiais, aprovados no Concurso, terão seus nomes publicados em
lista à parte e figurarão também na lista de classificação geral.
6.6. Os candidatos amparados pelo disposto no subitem (6.1) e que declararem sua condição por ocasião
da inscrição, caso convocados para posse, deverão se submeter à perícia médica realizada por junta
médica do Estado do Espírito Santo, que terá decisão terminativa sobre a qualificação e aptidão do
candidato, observada a compatibilidade da deficiência da qual é portador com as atribuições do
cargo/formação (ANEXO II).
6.7. Não sendo comprovada a deficiência do candidato, será desconsiderada a sua classificação na
listagem de pessoas com necessidades especiais, sendo considerada somente sua classificação na
listagem de ampla concorrência, desde que respeitado o disposto no item 11.3.
6.8. No caso de não ser aprovado nas provas ou na perícia médica ou de não haver candidatos aprovados
em número suficiente para as vagas reservadas aos portadores de necessidades especiais, as vagas
remanescentes serão preenchidas pelos candidatos aprovados não portadores de necessidades especiais,
observada a ordem de classificação.
7. DA INSCRIÇÃO DAS PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADES ESPECIAIS (PNE)
7.1. A inscrição dos candidatos portadores de necessidades especiais far-se-á de qualquer uma das formas
estabelecidas neste item, observando-se o que se segue.
7.2. A pessoa portadora de necessidades especiais que pretende concorrer às vagas reservadas deverá,
sob as penas da lei, declarar esta condição no campo específico da Ficha de Inscrição.
7.3. As pessoas portadoras de necessidades especiais que efetuarem sua inscrição deverão, até o último
dia de inscrição, entregar o laudo médico ORIGINAL, atestando claramente a espécie e o grau ou o nível da
deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças -
CID, bem como a provável causa da deficiência no Posto de Atendimento ou enviar via SEDEX, para a
FUNCAB - Concurso Público Idaf/ES, Caixa Postal nº. 99708 - Cep: 24.020-976 - Niterói/RJ, devendo ser
notificado à FUNCAB seu envio, através de mensagem encaminhada para o correio eletrônico
notificacao@funcab.org ou via fax (21) 2621-0966, especificando o nome completo do candidato, o
número da Ficha de Inscrição, a data de postagem e o número identificador do objeto.
7.3.1. A notificação é de fundamental importância para que a FUNCAB possa acompanhar o caminho do
objeto.
7.4. O candidato portador de necessidades especiais poderá solicitar condições especiais para a realização
das provas, conforme previsto no artigo 40, parágrafos e 2º do Decreto . 3.298/99, devendo solicitá-las
por escrito no ato de sua inscrição.
7.4.1. A realização das provas em condições especiais requeridas pelo candidato, conforme disposto no
subitem 6.4, ficará sujeita, ainda, à apreciação e deliberação da FUNCAB, observados os critérios de
viabilidade e razoabilidade.
7.5. O candidato que não declarar a deficiência, conforme estabelecido no subitem 7.2, ou deixar de enviar
o laudo médico ORIGINAL ou enviá-lo fora do prazo determinado, perderá a prerrogativa em concorrer às
vagas reservadas.
8. DAS PROVAS ESPECIAIS
8.1. Caso haja necessidade de condições especiais para se submeter à Prova Objetiva, o candidato deverá
solicitá-la no ato da inscrição, no campo específico da Ficha de Inscrição, indicando claramente quais os
recursos especiais necessários, arcando o candidato com as consequências de sua omissão.
5
8.2. A realização da prova em condições especiais ficará sujeita, ainda, à apreciação e deliberação da
FUNCAB, observados os critérios de viabilidade e razoabilidade.
8.3. As candidatas lactantes que tiverem necessidade de amamentar durante a realização das provas, além
de solicitar atendimento especial para tal fim, deverão levar um acompanhante que ficará em sala reservada
para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança.
8.3.1. A candidata que não levar acompanhante não realizará as provas.
9. DAS CONDIÇÕES PARA REALIZAÇÃO DAS ETAPAS
9.1. As informações sobre os locais e os horários de aplicação das Provas Objetivas e Discursivas serão
disponibilizadas no Posto de Atendimento - ANEXO IV e no portal www.funcab.org com antecedência
mínima de 5 dias da data de suas realizações, conforme consta no Cronograma Previsto - ANEXO III.
9.2. Os candidatos deverão acessar o Cartão de Confirmação da Inscrição (CCI) no site
www.funcab.org, onde estarão contidas as informações referentes a data, horário e local de
realização das Provas Objetiva e Discursiva.
9.2.1. É importante que o candidato tenha em mãos, no dia de realização das provas, o seu cartão de
confirmação de inscrição (CCI) para facilitar a localização de sua sala, sendo imprescindível que esteja de
posse do documento oficial de identidade, conforme especificado no item (9.7) e subitem (9.7.1) deste
Edital.
9.3. O candidato é o único responsável pela identificação correta de seu local de realização de provas e
pelo comparecimento no horário determinado.
9.4. Os horários das provas referir-se-ão ao horário de Brasília.
9.5. O candidato deverá comparecer para a realização das provas munido de caneta esferográfica de tinta
azul ou preta, fabricada em material transparente, e portando documento oficial e original de identificação,
com antecedência mínima de 1 (uma) hora do horário estabelecido para seu início.
9.6. Não será permitido o ingresso de candidato no local de realização das provas após o horário fixado
para o fechamento dos portões, sendo que as provas serão iniciadas 10 (dez) minutos após esse horário.
Após o fechamento dos portões não será permitido o acesso de candidatos em hipótese alguma, mesmo
que as provas ainda não tenham sido iniciadas.
9.7 Serão considerados documentos oficiais de identidade:
- Carteiras expedidas pelos Comandos Militares (ex-Ministérios Militares), Corpos de Bombeiros e Polícias
Militares;
- Carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordens, Conselhos de Classe
entre outros);
- Certificado de Reservista;
- Passaporte;
- Carteiras Funcionais do Ministério Público e Magistratura;
- Carteiras expedidas por órgão público que, por Lei Federal, valem como identidade;
- Carteira Nacional de Habilitação (somente modelo com foto).
9.7.1. Não serão aceitos como documento de identidade:
- Certidões de nascimento;
- Títulos eleitorais;
- Carteiras de Motorista (modelo sem foto);
- Carteiras de Estudante;
- Carteiras Funcionais sem valor de identidade;
- Documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados.
9.7.1.1. O documento deverá estar em perfeitas condições, de forma a permitir a identificação do candidato
com clareza (foto e assinatura).
9.7.2. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização de qualquer etapa,
documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá apresentar documento que
ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, 30 (trinta) dias. Nessa ocasião,
será submetido à identificação especial, compreendendo coletas de assinaturas em formulário próprio para
fins de Exame Grafotécnico e coleta de digital.
9.8. A identificação especial será exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação apresente
dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador.
9.9. O documento de identidade deverá ser apresentado ao Fiscal de Sala antes do acesso à sala de prova.
9.9.1. Não será permitido, em hipótese alguma, o ingresso nas salas ou no local de realização de provas de
candidatos sem documento oficial e original de identidade, nem mesmo sob a alegação de estar
aguardando que alguém o traga.
9.10. Não será permitida a permanência no local da prova de acompanhante ou de candidatos que
tenham terminado sua prova, ressalvando o contido no item 8.3. Ao terminarem as provas os candidatos
deverão se retirar imediatamente do local, não sendo possível nem mesmo a utilização dos banheiros.
9.11. As provas acontecerão em dias, horários e locais indicados nas publicações oficiais. Não haverá, sob
pretexto algum, segunda chamada, nem justificação de falta, sendo considerado eliminado do Concurso o
6
candidato que faltar às provas. Não haverá aplicação de prova fora do horário, data e locais pré-
determinados.
9.12. A critério da FUNCAB poderá ser realizada coleta de digital de todos os candidatos, objetivando a
realização de exame datiloscópico, com a confrontação dos candidatos que venham a ser convocados para
nomeação.
9.13. O candidato não poderá ausentar-se da sala de realização da Prova após assinatura da Lista de
Presença e recebimento de seu Cartão-Resposta até o início efetivo da prova. E, após este momento,
poderá se afastar somente acompanhado por Fiscal. Portanto, é importante que o candidato utilize
banheiros e bebedouros, se necessitar, antes de sua entrada na sala.
9.14. Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para aplicação das etapas em virtude
de afastamento do candidato.
9.15. Será automaticamente eliminado do Concurso o candidato que durante a realização de provas:
a) for descortês com qualquer membro da equipe encarregada da aplicação da prova;
b) for responsável por falsa identificação pessoal;
c) for surpreendido em comunicação com outro candidato;
d) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos para obter aprovação;
e) não devolver o Cartão de Resposta ao término da prova antes de sair da sala;
f) ausentar-se do recinto da Prova sem permissão;
g) deixar de assinar listas de presença;
h) não atender às determinações deste Edital;
i) fizer, em qualquer documento, declaração falsa ou inexata;
j) ausentar-se do local da Prova antes de decorridos 60 (sessenta) minutos do início da mesma;
k) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos;
l) for surpreendido em comunicação verbal, por escrito, através de telefone celular (o qual deverá ser
mantido desligado, sem bateria e guardado dentro do envelope fornecido pela FUNCAB ao entrar em sala)
ou de qualquer outra forma;
m) não atender ao critério da alínea acima e o telefone celular tocar, mesmo dentro do envelope fornecido
pela FUNCAB;
n) utilizar-se de livros, códigos impressos, máquinas calculadoras e similares ou qualquer tipo de consulta;
o) fizer e/ou utilizar qualquer tipo de anotação em papel ou similar que não seja o Caderno de Questões, o
Cartão-Resposta ou a Folha de Respostas, não sendo permitida nem mesmo a anotação de gabarito;
p) não devolver o Caderno de Questões se sair antes do horário determinado no subitem 10.11.
9.16. Durante as provas, não será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os
candidatos, nem a utilização de livros, códigos, papéis, manuais, impressos ou anotações, agendas
eletrônicas ou similares, telefone celular, BIP, walkman, gravador, máquina de calcular, MP3, MP4 ou
similares, netbook, notebook, palmtop, receptor, máquina fotográfica, controle de alarme de carro ou
qualquer outro receptor de mensagens, nem o uso de relógio digital, óculos escuros ou quaisquer
acessórios de chapelaria, tais como: chapéu, bonés, gorro, etc.
9.17. O candidato poderá retirar-se definitivamente do recinto de realização da prova após 1 (uma) hora,
contada do seu efetivo início.
9.18. O candidato só poderá levar o próprio exemplar do Caderno de Questões se deixar a sala a partir de 1
(uma) hora para o término do horário da prova.
9.19. Ao final da prova os 03 (três) últimos candidatos deverão permanecer na sala até que o último
candidato termine sua prova, devendo todos assinar a Ata de Fiscalização, atestando a idoneidade da
fiscalização da prova, retirando-se da mesma de uma só vez.
9.20. No dia de realização da prova não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação
e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao conteúdo da mesma e/ou aos critérios de
avaliação.
9.21. Por motivo de segurança, somente é permitido ao candidato fazer qualquer anotação durante a prova
no seu Caderno de Questões, devendo ser observado o estabelecido no subitem (9.15), alínea “o”.
9.22. Ao terminar a prova o candidato deverá entregar ao Fiscal o Caderno de Questões, se ainda não o
puder levar, o Cartão-Resposta, bem como todo e qualquer material cedido para a execução das provas.
9.23. O gabarito oficial da Prova Objetiva será afixado no Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do
Estado do Espiríto Santo - Idaf/ES e disponibilizado no portal www.funcab.org no dia útil após a data de
realização da prova, a partir das 12 horas (Horário de Brasília), conforme Cronograma Previsto - ANEXO III.
9.24. No dia da realização das Provas, na hipótese de o nome do candidato não constar nas listagens
oficiais relativas aos locais de prova estabelecidos no Edital de Convocação, a FUNCAB procederá à
inclusão do candidato, mediante a apresentação do boleto bancário com comprovação de pagamento
efetuado dentro do prazo previsto para as inscrições, original, com o preenchimento e assinatura do
formulário de Solicitação de Inclusão. O comprovante original será retido pela FUNCAB.
9.24.1. A inclusão será realizada de forma condicional e será analisada pela FUNCAB, com o intuito de se
verificar a pertinência da referida inscrição.
9.24.2. Constatada a improcedência da inscrição, a mesma será automaticamente cancelada sem direito à
7
reclamação, independentemente de qualquer formalidade, sendo considerados nulos todos os atos dela
decorrentes.
9.25. É proibido o porte de armas nos locais de prova.
9.26. Constatando-se que o candidato utilizou processos ilícitos através de meio eletrônico, estatístico,
visual ou grafológico, sua prova será anulada e ele será automaticamente eliminado do Concurso.
9.27. O tempo total de realização das Provas Objetiva e Discursiva será de 4 horas.
10. DA PROVA OBJETIVA
10.1. A Prova Objetiva terá caráter eliminatório e classificatório e será constituída de questões de múltipla
escolha, de Conhecimentos Gerais e Específicos.
10.1.1. As questões serão distribuídas por disciplinas e pontuadas conforme Tabela de Pontuação que
consta no item 10.5. Cada questão terá 5 (cinco) alternativas, sendo apenas uma correta.
10.2. Cada candidato receberá um Caderno de Questões e um único Cartão-Resposta que não poderá ser
rasurado, amassado ou manchado.
10.3. O candidato deverá seguir atentamente as recomendações contidas na capa de seu Caderno de
Questões e em seu Cartão-Resposta.
10.4. Antes de iniciarem as Provas Objetivas os candidatos deverão transcrever a frase que se encontra na
capa dos Cadernos de Questões para o quadro “Exame Grafológico” do Cartão-Resposta.
10.5. A organização da prova, seu detalhamento, número de questões por disciplina e valor das questões
encontram-se representados nas tabelas abaixo:
Todos os Cargos
Disciplinas
Quantidade de
questões
Valor de cada
questão
Pontuação
Máxima
Língua Portuguesa
10 2 20
Legislação Básica
10 1,5 15
Informática Básica
10 1,5 15
Conhecimentos Específicos
20 2,5 50
Total
50 - 100
10.6. Será eliminado do presente Concurso o candidato que não obtiver pelo menos 50% (cinquenta por
cento) dos pontos da Prova Objetiva e/ou obtiver nota 0 (zero) em qualquer uma das disciplinas.
10.7. O candidato deverá transcrever as respostas da Prova Objetiva para o Cartão-Resposta, que será o
único documento válido para correção eletrônica.
10.8. A transcrição das alternativas para o Cartão-Resposta e sua assinatura são obrigatórias e serão de
inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas
nele contidas, pois a correção da prova será feita somente nesse documento e por processamento
eletrônico. Assim sendo, fica o candidato obrigado, ao receber o Cartão-Resposta, verificar se o número do
mesmo corresponde ao seu número de inscrição contido no CCI e na Lista de Presença. Não haverá
substituição de Cartão-Resposta.
10.8.1 Por motivo de segurança, poderão ser aplicadas provas de mesmo teor, porém, com gabaritos
diferenciados, de forma que caberá ao candidato conferir se a LETRA DO TIPO DE PROVA da Prova
constante em seu Cartão-Resposta corresponde à do Caderno de Questões recebido. Caso haja qualquer
divergência o candidato deverá, imediatamente, informar ao Fiscal de Sala e solicitar a correção.
10.9. O candidato deverá marcar, para cada questão, somente uma das opções de resposta. Será
considerada errada e atribuída nota 0 (zero) à questão com mais de uma opção marcada, sem opção
marcada, com emenda ou rasura.
11. DA PROVA DISCURSIVA
11.1. A prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório para todos os candidatos aos
cargos/formação, será aplicada no mesmo dia e horário da Prova Objetiva, e valerá 20 (vinte) pontos.
11.1.1. A Prova Discursiva deverá ser desenvolvida em formulário específico (Folha de Resposta),
personalizado, fornecido junto com o Cartão-resposta no dia da Prova Objetiva, sendo desidentificada pelo
candidato, que deverá destacar a parte superior da folha que contém seus dados cadastrais, sendo a Folha
da Prova Discursiva o único documento válido para correção.
11.1.2. A Folha de Resposta não poderá ser assinada ou identificada de qualquer outra forma, sob pena de
ser a esta atribuída nota 0 (zero).
11.1.2. A Prova Discursiva deverá ser feita com caneta esferográfica azul ou preta, fabricada em material
transparente, sendo eliminado do Concurso o candidato que não obedecer ao descrito neste item.
11.2. Ao terminar a prova o candidato deverá entregar a Folha de Resposta ao Fiscal de sala, juntamente
com o Cartão-Resposta.
8
11.3. O quantitativo de provas discursivas dos candidatos de ampla concorrência a serem corrigidas por
cargo/formação serão os descritos no ANEXO V.
11.3.1. Os (as) candidatos (as) empatados (as) na posição definida no anexo acima referido terão, também,
a sua Prova Discursiva corrigida.
11.3.2. Todos os candidatos que concorrem às vagas destinadas às pessoas portadoras de necessidades
especiais, aprovados na Prova Objetiva, terão sua Prova Discursiva corrigida, mesmo que não alcancem
posicionamento definido no item 11.3.
11.3.2.1. Os candidatos portadores de necessidades especiais que tiverem Prova Discursiva corrigida e que
não estiverem dentro do posicionamento definido no item 11.3, se aprovados no Concurso, constarão
somente na classificação à parte e estarão concorrendo apenas às vagas destinadas aos portadores de
necessidades especiais, não constando na listagem geral, referente às vagas de ampla concorrência.
11.4. Os candidatos que não se enquadrarem no quantitativo definido e não tiverem Prova
Discursiva corrigida estarão eliminados do Concurso.
11.5. A Prova Discursiva será composta de uma questão acerca de um dos tópicos do conteúdo de
conhecimento específico a ser enunciado na prova.
11.6. Para efeito de avaliação da Prova Discursiva, serão considerados os elementos de avaliação descritos
no ANEXO VI.
11.7. O resultado da Prova Discursiva será registrado pelo examinador no formulário específico, e as notas
serão divulgadas no portal www.funcab.org
11.8. Serão aprovados na Prova Discursiva os candidatos que obtiverem, no mínimo, 10 (dez) pontos.
11.9. As Provas Discursivas corrigidas serão disponibilizadas no portal www.funcab.org, para consulta
individual.
12. DOS RECURSOS
12.1. O candidato poderá apresentar recurso, devidamente fundamentado, em relação a qualquer das
questões da Prova Objetiva, informando as razões pelas quais discorda do gabarito ou conteúdo da
questão.
12.2. O recurso será dirigido à FUNCAB e deverá ser interposto no prazo de a 02 (dois) dias após a
divulgação do gabarito oficial.
12.2.1. Admitir-se-á para cada candidato um único recurso por questão, que deverá ser integralmente
preenchido em formulário específico disponível (online) no site www.funcab.org e enviado, sendo
necessário o envio de um formulário para cada questão recorrida. O formulário estará disponível a partir das
8h do primeiro dia a às 23h59min do último dia do prazo previsto no Cronograma, considerando-se o
horário de Brasília.
12.2.2. O formulário preenchido de forma incorreta, com campos em branco ou faltando informações será
automaticamente desconsiderado, não sendo encaminhado à Banca Acadêmica para avaliação.
12.3. O recurso deve conter a fundamentação das alegações comprovadas por meio de citação de artigos,
amparados pela legislação, itens, páginas de livros, nome dos autores.
12.3.1. Após o julgamento dos recursos interpostos, os pontos correspondentes às questões da Prova
Objetiva porventura anuladas serão atribuídos a todos os candidatos, indistintamente.
12.4. As alterações de gabarito ou das notas, após exame dos recursos e/ou pedido de revisão, serão
dadas a conhecer, coletivamente, pela Internet no portal www.funcab.org, na data prevista no ANEXO III -
Cronograma Previsto.
12.5. Da Prova Discurssiva será aceito pedido de revisão, cabendo à banca, exclusivamente, a reavaliação.
12.6. O pedido de revisão deverá ser enviado via formulário específico disponível (online) no site
www.funcab.org, que deverá ser integralmente preenchido. O formulário estará disponível no horário
compreendido entre 08h00min e 18h00min (horário de Brasília).
12.7. Será indeferido liminarmente o recurso ou pedido de revisão que descumprir as determinações
constantes neste Edital; for dirigido de forma ofensiva à FUNCAB e/ou Idaf/ES; for apresentado fora do
prazo, fora de contexto.
12.8. A Banca Examinadora constitui a última instância para recurso ou revisão, sendo soberana em suas
decisões, razão porque não caberão recursos adicionais.
12.9. As anulações de questões ou alterações de gabarito ou de notas ou resultados, resultantes das
decisões dos recursos ou pedidos de revisão deferidos, serão dados a conhecer, coletivamente, através da
Internet no portal www.funcab.org e afixadas no Posto de Atendimento, na data estabelecida no
Cronograma Previsto - ANEXO III.
12.10. A Prova Objetiva será corrigida de acordo com o novo gabarito oficial após o resultado dos recursos.
13. DA CLASSIFICAÇÃO FINAL DO CONCURSO
13.1. A nota final no Concurso será a nota final da Prova Objetiva, somada à nota obtida na Prova
Discursiva.
13.2. No caso de igualdade de pontuação final para classificação, após observância do disposto no
parágrafo único, do art. 27, da Lei 10.741, de 01/10/2003 (Estatuto do Idoso), dar-se-á preferência
sucessivamente ao candidato que obtiver:
9
a) maior número de pontos na Prova Discursiva;
b) maior número de pontos na Prova Objetiva, na disciplina de Conhecimentos Específicos;
c) maior número de pontos na Prova Objetiva, na disciplina de Lingua Portuguesa;
d) persistindo o empate, terá preferência o candidato mais idoso.
14. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
14.1. Os candidatos poderão obter informações gerais referentes ao Concurso Público através do portal
www.funcab.org ou por meio dos telefones (21) 2621-0966 e (27) 3071-5372 ou pelo e-mail
concursos@funcab.org.
14.1.1. Não serão dadas informações por telefone a respeito de datas, locais e horários de realização das
provas e nem de resultados, gabaritos, notas, classificação, convocações ou outras quaisquer relacionadas
aos resultados provisórios ou finais das provas e do Concurso. O candidato deverá observar rigorosamente
os editais e os comunicados a serem divulgados na forma definida neste Edital.
14.1.2. Quaisquer alterações nas regras fixadas neste Edital somente poderão ser feitas por meio de outro
edital.
14.2. O candidato deverá acompanhar as publicações dos Editais, comunicações, retificações e
convocações referentes a este Concurso.
16.3. Caso o candidato queira utilizar-se de qualquer direito concedido por legislação pertinente, deverá
fazer a solicitação somente no Posto de Atendimento, nos primeiros 10 (dez) dias do início da inscrição.
Este período não será prorrogado em hipótese alguma, não cabendo, portanto, acolhimento de recurso
posterior relacionado a este item.
14.4. O resultado final do Concurso será divulgado na Internet nos portais www.funcab.org e
www.idaf.es.gov.br e publicado na imprensa oficial do Estado.
14.5. Acarretará a eliminação do candidato do Concurso Público, sem prejuízo das sanções penais
cabíveis, a burla ou a tentativa de burla a quaisquer das normas definidas neste Edital e/ou em outros
editais relativos ao Concurso, nos comunicados e/ou nas instruções constantes de cada prova.
14.6. O resultado final do Concurso Público será homologado pelo Idaf/ES, publicado e divulgado na forma
prevista no subitem 14.4.
14.7. À Administração reserva-se o direito de proceder às nomeações em número que atenda ao interesse
e às necessidades do serviço, de acordo com a disponibilidade orçamentária e a o número de vagas
ofertadas neste Edital, das que vierem a surgir ou forem criadas por lei, dentro do prazo de validade do
concurso.
14.8. O candidato que não atender à convocação para a apresentação dos requisitos citados no item 2
deste Edital, no prazo a ser oportunamente divulgado, será automaticamente excluído do Concurso Público.
14.9. Caso o candidato classificado, quando convocado para escolha da Unidade de sua lotação, que se
dará pela ordem classificatória da formação, não se interesse por nenhuma das disponíveis, deverá assinar
Termo de Desistência, sendo reclassificado para o final da lista correspondente, e outro candidato
classificado imediatamente convidado para a escolha da Unidade.
14.9.1. A nomeação se dará após as convocações para escolha das Unidades de lotação, que acontecerá
em data e horário a serem definidos e publicados pelo Idaf no diário oficial após a homologação do
resultado final do concurso público.
14.9.2. Não haverá nova opção de lotação para o candidato que já tenha realizado a sua escolha de
Unidade, caso venham a surgir vagas decorrentes de vacância por desistência ou outras situações.
14.9.3. O Idaf/ES poderá, a qualquer tempo, por sua necessidade e interesse, promover a transferência dos
admitidos para qualquer um dos locais que atue ou venha a atuar.
14.10. Não serão aceitos protocolos dos documentos exigidos para posse.
14.11. Não será fornecido ao candidato documento comprobatório de classificação em qualquer etapa do
presente Concurso Público, valendo, para esse fim, a homologação divulgada no Diário Oficial do Estado do
Espírito Santo e Internet.
14.12. O candidato deverá manter atualizado o seu endereço junto à FUNCAB a o encerramento das
etapas do Concurso Público sob sua responsabilidade e, após, no Idaf/ES, por ocasião da possível posse.
14.13. As legislações com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital, bem como alterações
em dispositivos legais e normativos a ele posteriores, não serão objetos de avaliação nas provas do
presente Concurso Público.
14.14. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar as publicações de todos os atos referentes
ao presente Concurso durante todo o prazo de validade do mesmo.
14.15. O Exame Médico Admissional será realizado por profissionais credenciados no estado do Espiríto
Santo, para avaliação da capacidade física e mental do candidato classificado, quando convocado para
posse e efetivo exercício do cargo/formação. O exame médico tem caráter eliminatório e constitui condição
e pré-requisito para que se concretize a posse.
14.16. É expressamente proibido fumar no local de realização de provas.
14.17. As ocorrências não previstas neste Edital serão resolvidas a critério exclusivo e irrecorrível da
Comissão do Concurso Público e da FUNCAB e, em última instância administrativa, pela Assessoria
Jurídica do Idaf/ES.
10
14.18. Todos os cursos e requisitos para ingresso, referenciados no Anexo I deste Edital, deverão estar
concluídos e ter o reconhecimento e/ou sua devida autorização por órgão oficial competente.
Vitória, 20 de Outubro de 2010.
Aladim Fernando Cerqueira
Diretor Presidente do Idaf
11
ANEXO I - QUADRO DE VAGAS
CR - Cadastro de reserva
GRUPO OCUPACIONAL/CARGO:
ANALISTA JURÍDICO
REMUNERAÇÃO POR SUBSÍDIO: R$ 3.912,48
JORNADA DE TRABALHO: 40h SEMANAIS
CÓD
FORMAÇÃO REQUISITO
VAGAS AMPLA
CONCOR.
(AC)
VAGAS
PORTADORES
NECESSID.
ESPECIAIS
(PNE)
S01 Advogado
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Direito, mais Registro no respectivo
Conselho de Classe.
03 + CR
-
TOTAL
-
GRUPO OCUPACIONAL/CARGO:
ANALISTA ORGANIZACIONAL
REMUNERAÇÃO POR SUBSÍDIO: R$ 3.912,48
JORNADA DE TRABALHO: 40h SEMANAIS
CÓD
FORMAÇÃO REQUISITO
VAGAS AMPLA
CONCOR.
(AC)
VAGAS
PORTADORES
NECESSID.
ESPECIAIS
(PNE)
S02 Administrador
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Administração, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe.
17 + CR
01
S03
Analista de Sistemas de
Informação Geográfica
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, na área de Geografia, Engenharia Civil,
Engenharia Florestal, Engenharia
Cartográfica/Agrimensura ou Engenharia
Agronômica, mais Registro no respectivo Conselho
de Classe, se houver.
02 + CR
-
S04
Analista deTecnologia da
Informação
(Desenvolvimento de
Sistemas de Informação)
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, na área de Tecnologia de Informação
ou correlata, mais Registro no respectivo Conselho
de Classe, se houver.
01 + CR
-
S05
Analista de Tecnologia de
Informação (Suporte e
Operação)
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, na área de Tecnologia de Informação
ou correlata, mais Registro no respectivo Conselho
de Classe, se houver.
04 + CR
-
S06 Assistente Social
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Serviço Social, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe.
01 + CR
-
S07 Arquivologista
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Arquivologia, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe, se houver.
01 + CR
-
S08 Contador
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Ciências Contábeis, mais Registro
no respectivo Conselho de Classe.
02 + CR
01
S09 Economista
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Ciências Econômicas, mais
Registro no respectivo Conselho de Classe.
CR
-
S10 Jornalista
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
12
bacharelado, em Comunicação com habilitação em
Jornalismo, mais Registro Profissional no Ministério
do Trabalho.
01 + CR -
S11 Publicidade e Propaganda
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Comunicação com habilitação em
Publicidade e Propaganda, mais Registro
Profissional no Ministério do Trabalho.
01 + CR
-
S12 Pedagogo
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Pedagogia, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe, se houver.
01 + CR
-
S13 Psicólogo
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Psicologia, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe.
01 + CR
-
TOTAL
3
2
2
GRUPO OCUPACIONAL/CARGO:
ANALISTA EM DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO
REMUNERAÇÃO POR SUBSÍDIO: R$ 3.912,48
JORNADA DE TRABALHO: 40h SEMANAIS
CÓD
FORMAÇÃO REQUISITO
VAGAS AMPLA
CONCOR.
(AC)
VAGAS
PORTADORES
NECESSID.
ESPECIAIS
(PNE)
S14 Engenheiro Agrônomo
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Engenharia Agronômica, mais
Registro no respectivo Conselho de Classe.
47 + CR
03
S15
Engenheiro
Cartógrafo/Agrimensor
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Engenharia
Cartográfica/Agrimensura, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe.
02 + CR
-
S16 Engenheiro Civil
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Engenharia Civil, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe.
01 + CR
-
S17 Engenheiro de Alimentos
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Engenharia de Alimentos, mais
Registro no respectivo Conselho de Classe.
CR
-
S18 Engenheiro Florestal
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Engenharia Florestal, mais Registro
no respectivo Conselho de Classe.
06 + CR
-
S19 Engenheiro Químico
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Engenharia de Química, mais
Registro no respectivo Conselho de Classe.
01 + CR
-
S20 Geógrafo
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Geografia, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe.
01 + CR
-
S21 Médico Veterinário
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível superior,
bacharelado, em Medicina Veterinária, mais Registro
no respectivo Conselho de Classe.
24 + CR
01
TOTAL
4
GRUPO OCUPACIONAL/CARGO:
TECNÓLOGO EM DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO
REMUNERAÇÃO POR SUBSÍDIO: R$ 2.717,00
JORNADA DE TRABALHO: 40h SEMANAIS
CÓD
FORMAÇÃO REQUISITO
VAGAS AMPLA
CONCOR.
(AC)
VAGAS
PORTADORES
NECESSID.
ESPECIAIS
13
(PNE)
S22 Tecnólogo em Saneamento
Ambiental
Certificado de conclusão ou diploma, devidamente
registrado, de curso de graduação de nível
superior, tecnólogo, em Tecnologia em
Saneamento Ambiental, mais Registro no
respectivo Conselho de Classe, se houver.
11 + CR
01
TOTAL
1
GRUPO OCUPACIONAL/CARGO:
TÉCNICO EM DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO
REMUNERAÇÃO POR SUBSÍDIO: R$ 1.956,24
JORNADA DE TRABALHO: 40h SEMANAIS
CÓD
FORMAÇÃO REQUISITO
VAGAS AMPLA
CONCOR.
(AC)
VAGAS
PORTADORES
NECESSID.
ESPECIAIS
(PNE)
M01
Técnico em Agropecuária
(Técnico agrícola)
Certificado de conclusão ou diploma do Ensino
Médio Técnico em Agropecuária e Registro no
Conselho Profissional equivalente.
126 + CR
05
M02
Técnico em Cartografia
geodésica/geoprocessamento
Certificado de conclusão ou diploma do Ensino
Médio Técnico em Geodésica ou Cartografia e
Registro no Conselho Profissional equivalente.
03 + CR
-
M03 Técnico em Laboratório
Certificado de conclusão ou diploma do Ensino
Médio Técnico em: Técnico de laboratório ou
laboratório de análises clínicas ou patologia clínica
e Registro no Conselho Profissional equivalente.
07 + CR
02
M04 Topógrafo
Certificado de conclusão ou diploma do Ensino
Médio Técnico em Geodésica, Cartografia,
Estradas, Agrimensura ou correlatos, e Registro
no Conselho Profissional equivalente.
02 + CR
-
TOTAL
138
7
TOTAL GERAL DE VAGAS
266
ANEXO II - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS
ANALISTA EM DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO
Elaborar, coordenar, supervisionar, avaliar, executar programas e desenvolver estudos ligados às atividades
laboratoriais, bem como executar tarefas inerentes a área laboratorial. Planejar, programar, executar, supervisionar,
estabelecer normas e coordenar programas projetos e atividades na área cartográfica, fundiária, legitimação e
regularização de terras, na área de preservação, recomposição e a defesa dos recursos naturais renováveis, recursos
hídricos, solos e pesqueiros, na defesa sanitária animal e inspeção de produtos e subprodutos de origem animal e na
defesa sanitária e inspeção vegetal.
ANALISTA JURÍDICO
A Assessoria Jurídica tem como jurisdição administrativa a prestação de assistência Jurídica permanente ao IDAF; sua
representação ativa e passivamente, em juízo, perante os Tribunais, ou fora deles, nos casos contenciosos,
administrativos ou amigáveis, a colaboração com os demais órgãos da Autarquia, na elaboração de normas, instruções,
resoluções e demais atos a serem expedidos, bem como na interpretação de textos e instrumentos legais; o estudo de
pareceres sobre questões jurídicas que envolvam as atividades do IDAF; exame de editais, minutas de contratos,
convênios, acordos e ajustes celebrados pela Autarquia, com remissão de parecer; a prática de todos os demais atos de
natureza judicial ou contenciosa.
ANALISTA ORGANIZACIONAL
Planejar, coordenar, elaborar, executar, supervisionar, avaliar projetos e subprojetos de estudos e de suporte à área fim
do Instituto. Administrar, executar atividades técnicas, projetos e subprojetos nas áreas de administração, patrimônio e
material, compras e serviços, orçamento, finanças, contabilidade, auditoria, tributação, custos, recursos humanos,
marketing, negócios, editoração, produção, revisão de textos, desenvolvimento organizacional, biblioteconomia, serviço
social, informática e outras atividades correlatas. Assessorar o Instituto na execução de atividades na área de
comunicação.
TECNÓLOGO EM DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO
Supervisionar, coordenar e executar programas projetos e atividades que visem à preservação, recomposição e à
defesa dos recursos naturais renováveis, recursos hídricos e solos.
14
TÉCNICO EM DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO
Realizar atividades relativas à elaboração de mapas e plantas topográficas e fotointerpretação, bem como análise e
interpretação das mesmas. Orientar e executar as atividades de rotina de laboratório. Executar atividades de controle e
fiscalização florestal, recursos hídricos, solos e pesqueiras, defesa sanitária animal e inspeção de produtos e
subprodutos de origem animal e de defesa sanitária, inspeção e fiscalização vegetal.
ANEXO III - CRONOGRAMA PREVISTO
EVENTOS
DATAS PREVISTAS
Período de solicitação de isenção da taxa de inscrição 26/10 a 28/10/2010
Divulgação das isenções deferidas e indeferidas 10/11/2010
Período de inscrições pela Internet 25/10 a 15/11/2010
Último dia para pagamento do boleto bancário (inscrições pela Internet) 16/11/2010
Homologação das Inscrições e divulgação dos locais da Prova Objetiva 06/12/2010
Realização das Provas Objetivas e Discursivas 12/12/2010
Divulgação do gabarito da Prova Objetiva (a partir das 12:00h) 14/12/2010
Data para entrega dos recursos contra a Prova Objetiva 15 e 16/12/2010
Divulgação da resposta aos recursos contra a Prova Objetiva
Divulgação das notas da Prova Objetiva
04/01/2011
Divulgação das notas da Prova Discursiva 19/01/2011
Data para pedido de revisão da nota da Prova Discursiva 20/01/2011
Divulgação da resposta aos pedidos de revisão da nota da Prova
Discursiva
31/01/2011
Divulgação do resultado final 04/02/2011
ANEXO IV - POSTO DE ATENDIMENTO
LOCAL
FUNCIONAMENTO
Rua Dr. João dos Santos Neves, s/n°
Parque Moscoso, Vitória/ES (em frente ao Cais do Porto)
Segunda à sexta-feira (exceto feriados)
Das 08h às 12h e das 14h às 18h
ANEXO V - QUANTITATIVO DE PROVAS DISCURSIVAS A SEREM CORRIGIDAS POR CARGO/FORMAÇÃO
(CANDIDATOS DE AMPLA CONCORRÊNCIA - AC)
FORMAÇÃO
QUANTIDADE DE
PROVAS
Advogado 60
Administrador 180
Analista de sistemas de informações geográficas 20
Analista de sistemas 40
Analista em tecnologia da informação 80
Assistente Social 20
Arquivologista 20
Economista 20
Jornalista 20
Publicidade e Propaganda 20
Pedagogo 20
Psicólogo 20
Engenheiro Agrônomo 250
Engenheiro Cartógrafo/Agrimensor 40
Engenheiro Civil 20
Contador 60
15
Engenheiro de Alimentos 20
Engenheiro Florestal 60
Engenheiro Químico 20
Geógrafo 20
Médico Veterinário 250
Tecnólogo em Saneamento Ambiental 120
Técnico em Agropecuária 655
Técnico em Cartografia Geodésica 60
Técnico em Laboratório 90
Topógrafo 40
ANEXO VI - CRITÉRIOS DA PROVA DISCURSIVA
CRITÉRIOS
ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO DA PROVA DISCURSIVA
PONTOS
1) Aspectos formais
Linguagem (grau de formalidade e adequação à situação comunicativa);
Pontuação; Ortografia (acentuação gráfica, hífen, emprego de letras e divisão
silábica); Concordância; Regência; Flexão verbal e nominal.
2
2) Aspectos textuais Estruturação dos parágrafos (unidade lógica e coerência das idéias).
2
3) Aspectos técnicos
Demonstração de conhecimento relativo ao assunto específicos tratado na
questão. Concisão e clareza das idéias (redundância e circularidade).
16