Edital do Concurso Companhia do Metropolitano do Distrito Federal - DF (Metrô/DF) 2005

Visualizaçao do Edital do Concurso

1
GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL
SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA
CONCURSO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS E
FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM EMPREGOS
DE NÍVEL SUPERIOR, DE NÍVEL MÉDIO E DE NÍVEL FUNDAMENTAL
EDITAL N.º 1/2004 SGA/METRÔ, DE 23 DE SETEMBRO DE 2004
A SECRETÁRIA DE ESTADO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA DO DISTRITO
FEDERAL, considerando o disposto no Decreto n.º 21.688, de 7 de novembro de 2000 e suas alterações
em vigência até a publicação deste edital, bem como a autorização do Conselho de Política de Recursos
Humanos CPRH, aprovada na 983.ª Reunião Ordinária de 22 de fevereiro de 2000, torna pública a
realização de concurso público para seleção de candidatos e formação de cadastro de reserva em
empregos de nível superior, de nível médio e de nível fundamental da Companhia do Metropolitano do
Distrito Federal Metrô/DF, conforme Plano de Empregos e Salários PES em vigência, e de acordo
com as normas estabelecidas neste edital.
1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1 O concurso será regido por este edital e executado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos
(CESPE) da Universidade de Brasília (UnB).
1.2 A seleção será realizada no Distrito Federal e compreenderá as seguintes fases:
a) exame de habilidades e de conhecimentos, media nte aplicação de provas objetivas, para todos os
empregos, e de provas objetivas e de prova discursiva para os empregos de nível superior, ambas de
caráter eliminatório e classificatório;
b) avaliação de títulos, somente para os empregos de nível superior, de caráter classificatório;
c) avaliação de aptidão física, para os empregos de Inspetor de Segurança Operacional, de Controlador de
Operações, de Inspetor de Estação, de Inspetor de Tráfego, de Piloto, de Agente de Estação e de Agente
de Segurança Operacional, de caráter eliminatório e classificatório;
d) avaliação psicológica, somente para os empregos de Inspetor de Segurança Operacional, de
Controlador de Operações, de Inspetor de Estação, de Inspetor de Tráfego, de Piloto, de Agente de
Estação e de Agente de Segurança Operacional, de caráter eliminatório.
1.3 Em caso de indisponibilidade de locais suficientes ou adequados na localidade de realização das
provas, estas poderão ser realizadas em outras localidades.
1.4 Os candidatos aprovados serão submetidos ao regime de trabalho da Consolidação das Leis do
Trabalho (CLT).
2 DOS EMPREGOS
2.1 NÍVEL SUPERIOR
EMPREGO 1: ADMINISTRADOR I
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação,
e registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: participar do planejamento, do acompanhamento, da
análise e da execução das atividades técnico-administrativas de menor grau de complexidade inerentes à
área de atuação.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.609,57.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 2: ADMINISTRADOR II
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação,
e registro no órgão de classe correspondente.
2
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar, acompanhar, analisar, orientar e executar
atividades técnico-administrativas que tenham maior grau de complexidade, compatíveis com a área de
atuação.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 3: ADMINISTRADOR III
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação,
e registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: orientar e supervisionar o planejamento, o
acompanhamento, a análise e a execução das atividades técnico-administrativas de maior grau de
dificuldade, compatíveis com a área de atuação.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.794,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 75,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 4: ANALISTA DE INFORMAÇÃO I
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior,
fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: participar da elaboração e da implantação de projetos
de desenvolvimento organizacional e de desenvolvimento de sistemas automatizados, bem como da
organização dos serviços de documentação e informação.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.609,57.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 5: ANALISTA DE INFORMAÇÃO II
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior,
fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: elaborar e implantar projetos de desenvolvimento
organizacional e de desenvolvimento de sistemas automatizados, bem como aqueles que tratam da
organização dos serviços de documentação e informação.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGAS: 3.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 6: ASSISTENTE SOCIAL I
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação,
e registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: auxiliar na prestação dos serviços de âmbito social aos
empregados da Companhia e a seus dependentes, orientando ou realizando ações adequadas à solução dos
problemas e das dificuldades encontrados.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.609,57.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
3
EMPREGO 7: BIBLIOTECÁRIO I
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Biblioteconomia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, e registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: participar da execução dos trabalhos técnicos relativos às
atividades biblioteconômicas, de acordo com o sistema de catalogação, classificação, referência e
conservação do acervo bibliográfico adotado na Companhia.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.609,57.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 8: COMUNICADOR SOCIAL I
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Comunicação Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, e registro no órgão de classe correspondente, quando for o caso.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: participar da organização dos programas de divulgação
da Companhia, preparando o material publicitário e selecionando os veículos de comunicação.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.609,57.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00.
VAGAS: 3.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 9: CONTADOR I
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, e registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: participar da execução dos trabalhos inerentes à
contabilidade da Companhia, de acordo com as exigências legais e administrativas, para apurar os
elementos necessários à elaboração orçamentária e ao controle da situação patrimonial e financeira.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.609,57.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00.
VAGAS: 2.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 10: CONTADOR II
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, e registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar, acompanhar, analisar, orientar e executar os
trabalhos inerentes à contabilidade da Companhia, de acordo com as exigências legais e administrativas,
para apurar os elementos necessários à elaboração orçamentária e ao controle da situação patrimonial e
financeira.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGAS: 2.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 11: CONTADOR III
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, e registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar, orientar e supervisionar a execução dos
4
trabalhos inerentes à contabilidade da Companhia, de acordo com as exigências legais e administrativas,
para apurar os elementos necessários à elaboração orçamentária e ao controle da situação patrimonial e
financeira.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.794,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 75,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 12: ENFERMEIRO DO TRABALHO II
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Enfermagem, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação,
acrescido de curso de Enfermagem do Trabalho reconhecido pelo Ministério do Trabalho, e registro no
órgão de classe correspondente e no Ministério do Trabalho.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: orientar a execução e/ou executar atividades
relacionadas ao serviço de higiene, medicina e segurança do trabalho, integrando equipes de estudos, para
propiciar a preservação da saúde e valorização do empregado da Companhia.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 24 horas semanais.
EMPREGO 13: ENGENHEIRO II ÁREA: CIVIL
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão de classe
correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar e executar projetos de engenharia do sistema
metroviário, estudando características e auxiliando na preparação de planos, métodos de trabalho e
demais dados requeridos pelas áreas de atividade civil, para possibilitar e orientar a construção e
manutenção do sistema.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 14: ENGENHEIRO III ÁREA: CIVIL
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão de classe
correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar, orientar e supervisionar a execução de projetos
de engenharia do sistema metroviário, estudando características e auxiliando na preparação de planos,
métodos de trabalho e demais dados requeridos pelas áreas de atividade civil, para possibilitar e orientar a
construção e manutenção do sistema.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.794,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 75,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 15: ENGENHEIRO II ÁREA: ELETRÔNICA
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Eletrônica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
5
Educação, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão de classe
correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar e executar projetos de engenharia do sistema
metroviário, estudando características e auxiliando na preparação de planos, métodos de trabalho e
demais dados requeridos pelas áreas de atividade eletrônica, para possibilitar e orientar a construção e
manutenção do sistema.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 16: ENGENHEIRO III ÁREA: ELETRÔNICA
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Eletrônica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão de classe
correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar, orientar e supervisionar a execução de projetos
de engenharia do sistema metroviário, estudando características e auxiliando na preparação de planos,
métodos de trabalho e demais dados requeridos pelas áreas de atividade eletrônica, para possibilitar e
orientar a construção e manutenção do sistema.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.794,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 75,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 17: ENGENHEIRO II ÁREA: ELETROTÉCNICA
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Eletrotécnica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão de classe
correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar e executar projetos de engenharia do sistema
metroviário, estudando características e auxiliando na preparação de planos, métodos de trabalho e
demais dados requeridos pelas áreas de eletrotécnica, para possibilitar e orientar a construção e
manutenção do sistema.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 18: ENGENHEIRO III ÁREA: ELETROTÉCNICA
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia Eletrotécnica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da
Educação, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão de classe
correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar, orientar e supervisionar a execução de projetos
de engenharia do sistema metroviário, estudando características e auxiliando na preparação de planos,
métodos de trabalho e demais dados requeridos pelas áreas de atividade eletrotécnica, para possibilitar e
orientar a construção e manutenção do sistema.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.794,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 75,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
6
EMPREGO 19: ENGENHEIRO II ÁREA: TELECOMUNICAÇÕES
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia de Telecomunicações, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo
Ministério da Educação, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão
de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar e executar projetos de engenharia do sistema
metroviário, estudando características e auxiliando na preparação de planos, métodos de trabalho e
demais dados requeridos pelas áreas de atividade de telecomunicações, para possibilitar e orientar a
construção e manutenção do sistema.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 20: ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO II
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Engenharia ou Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério
da Educação, acrescido de curso de Engenheiro de Segurança do Trabalho reconhecido pelo Ministério do
Trabalho, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão de classe
correspondente e no Ministério do Trabalho.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar e executar projetos de normas e sistemas para
programas de segurança do trabalhador, desenvolvendo estudos e estabelecendo métodos e técnicas para
prevenir acidentes de trabalho e doenças profissionais.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 21: MÉDICO DO TRABALHO I
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Medicina, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e
registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: efetuar exames pré-admissionais e periódicos, realizando
exame clínico, interpretando resultados dos exames complementares de diagnóstico, comparando
resultados finais com as exigências psicossomáticas de cada tipo de emprego, para permitir a integração
do empregado à atividade específica.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.609,57.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00.
VAGAS: 2.
JORNADA DE TRABALHO: 20 horas semanais.
EMPREGO 22: PEDAGOGO II
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Pedagogia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e
registro no Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar e orientar a elaboração de programas de
capacitação e desenvolvimento dos empregados da Companhia, para habilitá-los ao desempenho das
atividades específicas do seu emprego.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
7
EMPREGO 23: PSICÓLOGO I
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e
registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: auxiliar no recrutamento, na seleção, na orientação e no
treinamento dos empregados da Companhia.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.609,57.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 60,00.
VAGAS: 2.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 24: PSICÓLOGO II
REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior
em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e
registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar e orientar o recrutamento, a seleção, a
orientação e o treinamento dos empregados da Companhia.
REMUNERAÇÃO: R$ 2.066,67.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 70,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
2.2 NÍVEL MÉDIO
EMPREGO 25: ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo
segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: coordenar, orientar e executar atividades relativas aos
serviços administrativos e financeiros nas diversas áreas da Companhia, bem como executar outras tarefas
correlatas.
REMUNERAÇÃO: R$ 878,39.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 30,00.
VAGAS: 36.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 26: AUXILIAR DE ENFERMAGEM DO TRABALHO
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo
segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, acrescido de
curso técnico de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho, reconhecido pelo Ministério do Trabalho, e
registro no órgão de classe correspondente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: auxiliar médicos ou enfermeiros no atendimento clínico
de pacientes, esterilizar materiais cirúrgicos e controlar o consumo de medicamentos, bem como auxiliar
na execução de programas de proteção à saúde, na execução de programas de educação sanitária e nas
campanhas de prevenção de acidentes e doenças do trabalho, bem como executar outras tarefas correlatas.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.092,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 40,00.
VAGA: 1.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 27: CONTROLADOR DE OPERAÇÃO
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo
segundo grau), fornecido por instituiç ão de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: controlar, operar e monitorar os sistemas de tráfego,
energia e comunicação do Centro de Controle Operacional.
8
REMUNERAÇÃO: R$ 1.445,13.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 50,00.
VAGAS: 8.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 28: INSPETOR DE ESTAÇÃO
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo
segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e Carteira
Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: coordenar, orientar, executar e assegurar as atividades
pertinentes aos serviços das estações e terminais, bem como executar outras tarefas correlatas.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.205,97.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 40,00.
VAGAS: 15.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 29: INSPETOR DE SEGURANÇA OPERACIONAL
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo
segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pela Secretaria de Educação, e Carteira
Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: coordenar, orientar, executar e assegurar as atividades
pertinentes às operações de segurança operacional, bem como executar outras tarefas correlatas.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.205,97.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 40,00.
VAGAS: 10.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 30: INSPETOR DE TRÁFEGO
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo
segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: coordenar, orientar, executar e assegurar as atividades
pertinentes aos serviços das estações e terminais, bem como executar outras tarefas correlatas.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.205,97.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 40,00.
VAGAS: 12.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 31: PILOTO
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo
segundo grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: conduzir Trens Unidades Elétricos TUEs nas vias
principais, terminais e pátios.
REMUNERAÇÃO: R$ 810,54.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 30,00.
VAGAS: 50.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 32: TÉCNICO EM CONTABILIDADE
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico em
contabilidade (antigo segundo grau profissionalizante), fornecido por instituição de ensino reconhecida
pelo Ministério da Educação, e registro no órgão de classe.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: classificar documentos contábeis e financeiros, orientar
e/ou executar a preparação de levantamentos de contas, executar serviços de escrituração, autorização e
solicitação de pagamentos, conciliar contas, auxiliar na apropriação de despesas, acompanhar a execução
9
de contratos e convênios, elaborar relatórios, controlar emissão e anulação de empenho, reajustar
contratos, bem como executar outras tarefas correlatas.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.092,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 40,00.
VAGAS: 4.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 33: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio técnico em
edificações (antigo segundo grau profissionalizante), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo
Ministério da Educação, Carteira Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo, e registro no órgão
de classe.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: executar tarefas de caráter técnico, relativas aos projetos
de edificações e outras obras de engenharia civil, orientando-se por plantas, esquemas e especificações
técnicas.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.092,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 40,00.
VAGAS: 5.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 34: TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO
REQUISITOS: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo
segundo grau), fornecido por instituiç ão de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, acrescido de
certificado de conclusão de curso específico de técnico de segurança do trabalho.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: inspecionar dependências da Companhia; identificar as
causas de acidentes de trabalho, inspecionar periodicamente equipamentos e/ou instrumentos; preparar
mapas, gráficos, relatórios e/ou outros demonstrativos; prestar, em caso de emergência, primeiros
socorros; propor instalação de placas de sinalização visual, bem como executar outras tarefas correlatas.
REMUNERAÇÃO: R$ 1.092,29.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 40,00.
VAGAS: 3.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
2.3 NÍVEL FUNDAMENTAL
EMPREGO 35: AGENTE DE ESTAÇÃO
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino fundamental (antigo
primeiro grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: executar serviços próprios das estações e dos terminais
de integração, vendendo bilhetes, prestando informações e operando os equipamentos vinculados às
estações.
REMUNERAÇÃO: R$ 679,54.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 25,00.
VAGAS: 95.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
EMPREGO 36: AGENTE DE SEGURANÇA OPERACIONAL
REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino fundamental (antigo
primeiro grau), fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Carteira
Nacional de Habilitação, categoria “B” no mínimo.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: executar os serviços que dizem respeito à segurança
operacional, de caráter assistencial ostensiva, preventiva e, quando necessária, repressiva, nas
dependências da Companhia envolvidas com a operação do sistema e, quando necessário, com outras
áreas.
REMUNERAÇÃO: R$ 679,54.
10
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 25,00.
VAGAS: 97.
JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
3 DAS VAGAS DESTINADAS A PORTADORES DE DEFICIÊNCIA
3.1 Do total de vagas de cada emprego/área, 20% serão reservadas às pessoas portadoras de deficiência,
conforme previsto na Lei n.º 160, de 2 de setembro de 1991, regulamentada pelo Decreto n.º 13.897, de
14 de abril de 1992.
3.1.1 O candidato que se declarar portador de deficiência concorrerá em igualdade de condições com os
demais candidatos.
3.2 Para concorrer a uma dessas vagas, o candidato deverá:
a) no ato da inscrição, declarar-se portador de deficiência;
b) apresentar laudo médico original ou cópia simples, emitido nos últimos doze meses, atestando a
espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência à classificação correspondente do
Código Internacional de Doença (CID-10), bem como à provável causa da deficiência, na forma do
subitem 3.2.1.
3.2.1 O candidato portador de deficiência deverá entregar, até o dia 6 de dezembro de 2004, das 8 horas
às 19 horas, pessoalmente ou por terceiro, o laudo médico (original ou cópia simples) a que se refere a
alínea “b” do subitem 3.2, no Núcleo de Atendimento ao Candidato do CESPE, Campus Universitário
Darcy Ribeiro, Instituto Central de Ciências (ICC), mezanino, ala norte Asa Norte, Brasília/DF.
3.2.1.1 O candidato poderá, ainda, encaminhar, impreterivelmente até o dia 6 de dezembro de 2004, o
laudo médico, via SEDEX, para o Núcleo de Atendimento ao Candidato do CESPE Concurso SGA
Metrô/DF, Caixa Postal 04521, CEP 70919-970 Brasília/DF.
3.3 O candidato portador de deficiência poderá requerer, na forma do subitem 5.4.10 deste edital,
tratamento diferenciado, no ato da inscrição, para o dia de realização das provas objetivas e da prova
discursiva, indicando as condições de que necessita para a sua realização, conforme previsto no artigo 40,
parágrafos 1.º e 2.º, do Decreto n.º 3.298, de 20 de dezembro de 1999.
3.4 O laudo médico (original ou simples) não será devolvido e não serão fornecidas cópias desse laudo.
3.5 A inobservância do disposto no subitem 3.2 acarretará a perda do direito ao pleito das vagas
reservadas aos candidatos em tal condição e acarretará o não-atendimento às condições especiais
necessárias.
3.6 Os candidatos que, no ato da inscrição, declararem-se portadores de deficiência e que realizarem a
avaliação de aptidão física, se aprovados e classificados no concurso, terão seus nomes publicados em
lista à parte e, caso obtenham classificação necessária, figurarão também na lista de classificação geral
por emprego/área.
3.6.1 O candidato portador de deficiência que não realizar a avaliação de aptidão física figurará apenas na
lista de classificação dos candidatos portadores de deficiência.
3.7 Os candidatos que se declararem portadores de deficiê ncia, caso aprovados no concurso, serão
convocados para submeterem-se à perícia médica por equipe multiprofissional da Secretaria de Estado de
Gestão Administrativa, que verificará sua qualificação como portador de deficiência, o grau da
deficiência e a capacidade para o exercício do emprego.
3.8 Os candidatos deverão comparecer à perícia médica, munidos de laudo médico que ateste a espécie e
o grau ou nível de deficiência, com expressa referência à classificação correspondente do Código
Internacional de Doenças (CID-10), bem como à provável causa da deficiência.
3.9 A inobservância do disposto no subitem 3.8 ou a inabilitação na perícia médica acarretará a perda do
direito às vagas reservadas aos candidatos em tais condições.
3.10 As vagas definidas no subitem 3.1 que não forem providas por falta de candidatos portadores de
deficiência aprovados serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de
classificação no emprego/área.
4 DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA A ADMISSÃO NO EMPREGO
4.1 Cumprir as determinações deste edital e ser aprovado no concurso público.
11
4.2 Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado
pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos
políticos, nos termos do parágrafo 1.º, artigo 12, da Constituição Federal.
4.3 Estar em dia com as obrigações eleitorais.
4.4 Ter certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, em caso de candidato do sexo masculino.
4.5 Possuir os requisitos exigidos para o exercício do emprego, constantes do item 2 deste edital.
4.6 Ter idade mínima de dezoito anos completos na data da contratação.
4.7 Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do emprego.
4.8 Não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova admissão em
emprego público.
4.9 Apresentar documentação pessoal, necessária na ocasião da contratação.
5 DAS INSCRIÇÕES NO CONCURSO PÚBLICO
5.1 As inscrições poderão ser efetuadas no posto de inscrição ou via Internet, conforme procedimentos
especificados a seguir.
5.2 DA INSCRIÇÃO NO POSTO
5.2.1 PERÍODO: de 22 de novembro a 3 de dezembro de 2004 (exceto sábados, domingos e feriados).
5.2.2 LOCAL: Centro Comunitário Campus Universitário Darcy Ribeiro Asa Norte, Brasília/DF.
5.2.3 HORÁRIO: das 9 horas às 17 horas (ininterrupto).
5.2.4 Para efetuar a inscrição no posto, o candidato deverá:
a) fornecer dados pessoais para preenchimento do formulário de inscrição online (nome, endereço,
número do documento de identidade, CPF e opção de emprego);
b) pagar a taxa de inscrição no respectivo posto de recebimento, no local da inscrição.
5.2.5 Haverá, no local de inscrição, equipe composta de operadores de computador para auxiliar os
candidatos.
5.3 DA INSCRIÇÃO VIA INTERNET
5.3.1 Será admitida a inscrição via Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/metro2004,
solicitada no período entre 9 horas do dia 22 de novembro de 2004 e 20 horas do dia 5 de dezembro
de 2004, observado o horário oficial de Brasília/DF.
5.3.2 O CESPE não se responsabilizará por solicitação de inscrição via Internet não recebida por motivos
de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de
comunicação, bem como outros fatores técnicos que impossibilitem a transferência de dados.
5.3.3 O candidato que desejar realizar sua inscrição via Internet poderá efetuar o pagamento da taxa de
inscrição das seguintes formas:
a) por meio de débito em conta-corrente, apenas para correntistas do Banco do Brasil;
b) por meio de documento de arrecadação, pagável em qualquer lotérica;
c) por meio de boleto bancário, pagável em toda a rede bancária.
5.3.3.1 O documento de arrecadação e o boleto bancário estarão disponíveis no endereço eletrônico
http://www.cespe.unb.br/metro2004 e deverão ser impressos para o pagamento da taxa de inscrição, após
a conclusão do preenchimento da ficha de solicitação de inscrição online.
5.3.4 O pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário ou de documento de arrecadação
deverá ser efetuado até o dia 6 de dezembro de 2004.
5.3.5 As inscrições efetuadas via Internet somente serão acatadas após a comprovação de pagamento da
taxa de inscrição.
5.3.6 O comprovante de inscrição do candidato inscrito via Internet estará disponível no endereço
eletrônico http://www.cespe.unb.br/metro2004, após o acatamento da inscrição, sendo de
responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento.
5.3.7 O candidato inscrito via Internet não deverá enviar cópia do documento de identidade, sendo de sua
exclusiva responsabilidade a informação dos dados cadastrais no ato de inscrição, sob as penas da lei.
5.3.8 Informações complementares acerca da inscrição via Internet estarão disponíveis no endereço
eletrônico http://www.cespe.unb.br/metro2004.
12
5.4 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE A INSCRIÇÃO NO CONCURSO PÚBLICO
5.4.1 Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o edital e certificar-se de que preenche
todos os requisitos exigidos. Uma vez efetivada a inscrição, não será permitida, em nenhuma hipótese, a
sua alteração no que se refere à opção de emprego.
5.4.1.1 É vedada a transferência do valor pago a título de taxa para terceiros.
5.4.2 Será admitida a inscrição por terceiros, mediante a entrega de procuração do interessado,
acompanhada de cópia legível do documento de identidade do candidato. Não há necessidade de
reconhecimento de firma na procuração. Esses documentos serão retidos no ato da inscrição.
5.4.3 O candidato inscrito por procuração assume total responsabilidade pelas informações prestadas por
seu procurador, arcando com as conseqüências de eventuais erros de seu representante no preenchimento
do formulário de inscrição e em sua entrega.
5.4.4 É vedada a inscrição condicional, a extemporânea, a via pos tal, a via fax ou a via correio eletrônico.
5.4.5 Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) do
candidato.
5.4.5.1 O candidato que não possuir CPF deverá solicitá-lo nos postos credenciados, localizados em
qualquer agência do Banco do Brasil S.A., da CAIXA e dos Correios, ou na Receita Federal, em tempo
hábil, isto é, de forma que consiga obter o respectivo número antes do término do período de inscrição.
5.4.6 As informações prestadas no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via Internet
serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo o CESPE do direito de excluir do concurso
público aquele que não preencher o formulário de forma completa, correta e legível.
5.4.6.1 O candidato deverá obrigatoriamente preencher de forma completa o campo referente ao nome e
ao endereço, bem como deverá informar o CEP correspondente à sua residência.
5.4.7 O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em nenhuma hipótese, salvo
em caso de cancelamento do certame por conveniência da Administração.
5.4.7.1 No caso do pagamento da taxa de inscrição ser efetuado com cheque bancário que, porventura,
venha a ser devolvido, por qualquer motivo, o CESPE reserva-se o direito de tomar as medidas legais
cabíveis.
5.4.8 Não haverá isenção total ou parcial da taxa de inscrição, à exceção do candidato amparado pela Lei
n.º 1.321, de 26 de dezembro de 1996, que deverá dirigir-se ao Núcleo de Atendimento ao Candidato do
CESPE, localizado no Campus Universitário Darcy Ribeiro, Instituto Central de Ciências (ICC), ala norte,
mezanino, Asa Norte, Brasília/DF, durante o período de inscrição citado no subitem 5.2.1 deste edital.
Nessa ocasião, o candidato deverá apresentar certificados que o qualifiquem como doador de sangue,
outorgados pela Fundação Hemocentro ou instituições oficiais de saúde, e que comprovem pelo menos três
doações de sangue realizadas no período de um ano antes da data final das inscrições para o concurso.
5.4.8.1 A aplicação do disposto na Lei n.º 1.752, de 4 de novembro de 1997, far-se-á mediante
apresentação, no período de inscrição citado no subitem 5.2.1 e no local indicado no subitem 5.4.8 deste
edital, de declaração de estar o candidato enquadrado nas condições previstas no referido diploma legal,
expedida pela Subsecretaria de Recursos Humanos da Secretaria de Estado de Gestão Administrativa,
localizada no Anexo do Palácio do Buriti, 7.º andar, sala 705.
5.4.9 O comprovante de inscrição deverá ser mantido em poder do candidato e apresentado nos locais de
realização das provas.
5.4.10 O candidato, portador de deficiência ou não , que necessitar de atendimento especial para a
realização das provas objetivas e da prova discursiva deverá indicar, no formulário de inscrição ou na
solicitação de inscrição via Internet, os recursos especiais necessários e, ainda, enviar, até o dia 6 de
dezembro de 2004, impreterivelmente, via SEDEX, para o Núcleo de Atendimento ao Candidato do
CESPE Concurso SGA Metrô/DF, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Instituto Central de Ciências
(ICC), mezanino, ala norte Asa Norte, Brasília/DF, Caixa Postal 04521, CEP 70919-970, laudo médico
que justifique o atendimento especial solicitado. Após esse período, a solicitação será indeferida, salvo
nos casos de força maior e nos que forem de interesse da Administração Pública.
13
5.4.10.1 O laudo médico referido no subitem 5.4.10 poderá, ainda, ser entregue até o dia 6 de dezembro
de 2004, das 8 horas às 19 horas, pessoalmente ou por terceiro, no Núcleo de Atendimento ao Candidato
do CESPE, localizado no endereço citado no subitem anterior.
5.4.10.2 A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá, ainda,
levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela
guarda da criança. A candidata que não levar acompanhante não realizará as provas.
5.4.10.3 A solicitação de atendimento especial será deferida segundo os critérios de viabilidade e de
razoabilidade.
5.4.11 O candidato deverá declarar, no formulário de inscrição ou na solicitação de inscrição via Internet,
que tem ciência e aceita que, caso aprovado, deverá entregar os documentos comprobatórios dos
requisitos exigidos para o emprego por ocasião da contratação.
6 DAS FASES DO CONCURSO
6.1 Será aplicado exame de habilidades e conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório,
abrangendo os objetos de avaliação (habilidades e conhecimentos) constantes deste edital, e, ainda,
avaliação de títulos, avaliação de aptidão física e avaliação psicológica, conforme os quadros a seguir.
6.1.1 NÍVEL SUPERIOR
QUADRO DE PROVAS
PROVAS/TIPO-ÁREA-N.º DE ITENS-CARÁTER
(P
1
) Objetiva-Conhecimentos Básicos-50-ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
2
) Objetiva-Conhecimentos Específicos-70- ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
3
) Discursiva -ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
4
) Avaliação de títulos-CLASSIFICATÓRIO
6.1.2 NÍVEL MÉDIO (Assistente Administrativo, Auxiliar de Enfermagem do Trabalho, Técnico
em Contabilidade, Técnico em Edificações e Técnico em Segurança do Trabalho)
QUADRO DE PROVAS
PROVAS/TIPO-ÁREA-N.º DE ITENS-CARÁTER
(P
1
) Objetiva-Conhecimentos Básicos-40-ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
2
) Objetiva-Conhecimentos Específicos-60- ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
6.1.3 NÍVEL MÉDIO (Controlador de Operação, Inspetor de Estação, Inspetor de Segurança
Operacional, Inspetor de Tráfego e Piloto)
QUADRO DE PROVAS
PROVAS/TIPO-ÁREA-N.º DE ITENS-CARÁTER
(P
1
) Objetiva-Conhecimentos Básicos-40-ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
2
) Objetiva-Conhecimentos Específicos-60- ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
3
) Avaliação de aptidão física-ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
4
) Avaliação psicológica-ELIMINATÓRIO
6.1.4 NÍVEL FUNDAMENTAL
QUADRO DE PROVAS
PROVAS/TIPO-ÁREA-N.º DE ITENS-CARÁTER
(P
1
) Objetiva-Conhecimentos Gerais-100-ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
2
) Avaliação de Aptidão Física-ELIMINATÓRIO E CLASSIFICATÓRIO
(P
3
) Avaliação psicológica-ELIMINATÓRIO
6.2 As provas objetivas e a prova discursiva para os empregos de nível superior terão a duração de 4
horas e 30 minutos e serão aplicadas no dia 23 de janeiro de 2005, no turno da tarde.
14
6.2.1 A prova objetiva para os empregos de nível fundamental terá a duração de 3 horas e 30 minutos e
será aplicada no dia 23 de janeiro de 2005, no turno da tarde.
6.2.2 As provas objetivas para os empregos de nível médio terão a duração de 3 horas e 30 minutos e
serão aplicadas no dia 30 de janeiro de 2005, no turno da tarde.
6.3 Os locais e os horários de realização das provas objetivas e da prova discursiva serão publicados no
Diário Oficial do Distrito Federal, afixados nos quadros de avisos do CESPE, Campus Universitário
Darcy Ribeiro, Instituto Central de Ciências (ICC), ala norte, subsolo Asa Norte, Brasília/DF, e
divulgados na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb. br, nas datas prováveis de 6 ou 7 de
janeiro de 2005 para os empregos constantes dos subitens 6.2 e 6.2.1 e de 13 ou 14 de janeiro de 2005
para os empregos constantes do subitem 6.2.2. São de responsabilidade exclusiva do candidato a
identificação correta de seu local de realização das provas e o comparecimento no horário determinado.
6.3.1 O CESPE poderá enviar, como complemento às informações citadas no subitem anterior,
comunicação pessoal dirigida ao candidato, para o endereço constante no formulário de inscrição ou na
solicitação de inscrição via Internet, informando o local e o horário de realização das provas, o que não o
desobriga do dever de observar o edital a ser publicado, consoante o que dispõe o subitem 6.3 deste edital.
6.3.1.1 O candidato inscrito via Internet poderá receber esse comunicado via e-mail, sendo de sua
exclusiva responsabilidade a manutenção/atualização de seu correio eletrônico.
6.4 Não serão dadas, por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização da s
provas. O candidato deverá observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem divulgados na
forma prevista no subitem 6.3.
6.5 O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas com antecedência
mínima de uma hora do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta preta,
de comprovante de inscrição e do documento de identidade original.
6.6 Não será admitido ingresso de candidato no local de realização das provas após o horário fixado para
o seu início.
6.6.1 O candidato que se retirar do ambiente de provas não poderá retornar em hipótese alguma.
6.7 Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas
Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros
Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos
etc.); passaporte brasileiro; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras
funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho;
carteira nacional de habilitação (somente o modelo aprovado pelo artigo 159 da Lei n.º 9.503, de 23 de
setembro de 1997).
6.7.1 Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, CPFs, títulos eleitorais,
carteiras de motorista (modelo antigo), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade
nem documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados.
6.7.2 Não será aceita cópia do documento de identidade, ainda que autenticada, nem protocolo do
documento.
6.8 Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar, no dia de realização das provas, documento de
identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o
registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, trinta dias, ocasião em que será
submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, de assinaturas e de impressão digital
em formulário próprio.
6.8.1 A identificação especial será exigida, também, ao candidato cujo documento de identificação
apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador.
6.9 Por ocasião da realização das provas, o candidato que não apresentar documento de identidade
original, na forma definida no subitem 6.7 deste edital, não poderá fazer as provas e será
automaticamente eliminado do concurso público.
6.10 Não serão aplicadas provas em local, data ou horário diferentes dos predeterminados em edital ou
em comunicado.
15
6.11 Não será permitida, durante a realização das provas, a comunicação entre os candidatos nem a
utilização de máquinas calculadoras e/ou similares, livros, anotações, réguas de cálculo, impressos ou
qualquer outro material de consulta.
6.11.1 No dia de realização das provas, não será permitido ao candidato entrar e/ou permanecer com
armas ou aparelhos eletrônicos (bip, telefone celular, relógio do tipo data bank, walkman, agenda
eletrônica, notebook , palmtop, receptor, gravador etc.). Caso o candidato leve alguma arma e/ou algum
aparelho eletrônico, estes deverão ser recolhidos pela Coordenação. O descumprimento da presente
instrução implicará a eliminação do candidato, constituindo tentativa de fraude.
6.11.1.1 O CESPE não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos
eletrônicos ocorridos durante a realização das provas, nem por danos neles causados.
6.12 Não haverá segunda chamada para as provas. O não-comparecimento implicará a eliminação
automática do candidato.
6.13 O candidato somente poderá retirar-se do local de realização das provas levando o caderno de provas
e a folha de rascunho, que é de preenchimento facultativo, no decurso dos últimos trinta minutos
anteriores ao horário previsto para o seu término.
6.14 Terá suas provas anuladas e será automaticamente eliminado do concurso público o candidato que,
durante a sua realização:
a) for surpreendido dando e/ou recebendo auxílio para a execução das provas;
b) utilizar-se de livros, máquinas de calcular e/ou equipamento similar, dicionário, notas e/ou impressos
que não forem expressamente permitidos e/ou que se comunicar com outro candidato;
c) for surpreendido portando telefone celular, gravador, receptor, pagers, notebook e/ou equipamento
similar;
d) faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, com as
autoridades presentes e/ou com os demais candidatos;
e) fizer anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante de inscrição e/ou em
qualquer outro meio, que não os permitidos;
f) recusar-se a entregar o material das provas ao término do tempo destinado para a sua realização;
g) afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal;
h) ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas e/ou a folha de texto definitivo,
quando for o caso;
i) descumprir as instruções contidas no caderno de provas, na folha de respostas, na folha de rascunho
e/ou na folha de texto definitivo, quando for o caso;
j) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido;
k) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter aprovação própria ou de terceiros, em
qualquer etapa do concurso público.
6.15 Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em
razão do afastamento de candidato da sala de provas.
6.16 No dia de realização das provas, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação
destas e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao seu conteúdo e/ou aos critérios de
avaliação e de classificação.
6.17 Se, a qualquer tempo, for constatado, por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico ou por
investigação policial, ter o candidato utilizado de processos ilícitos, suas provas serão anuladas e ele será
automaticamente eliminado do concurso público.
6.18 DAS PROVAS OBJETIVAS
6.18.1 As provas objetivas serão constituídas de itens para julgamento, agrupados por comandos que
devem ser respeitados. O julgamento de cada item será CERTO ou ERRADO, de acordo com o(s)
comando(s) a que se refere o item. Haverá, na folha de respostas, para cada item, dois campos de
marcação: o campo designado com o código C, que deverá ser preenchido pelo candidato caso julgue o
item CERTO, e o campo designado com o código E, que deverá ser preenchido pelo candidato caso
julgue o item ERRADO.
16
6.18.2 Para obter pontuação no item, o candidato deverá marcar um, e somente um, dos dois campos da
folha de respostas.
6.18. 3 O candidato deverá transcrever as respostas das provas objetivas para a folha de respostas, que será
o único documento válido para a correção das provas. O preenchimento da folha de respostas será de
inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções
específicas contidas neste edital e na folha de respostas. Em hipótese alguma haverá substituição da folha
de respostas por erro do candidato.
6.18.4 Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido
da folha de respostas. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este
edital e/ou com a folha de respostas, tais como marcação rasurada ou emendada e/ou campo de marcação
não-preenchido integralmente.
6.18.5 O candidato não deve amassar, molhar, dobrar, rasgar ou, de qualquer modo, danificar a sua folha
de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização da leitura
óptica.
6.18.6 Não será permitido que as marcações na folha de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo
em caso de candidato que tenha solicitado condição especial para esse fim. Nesse caso, se necessário, o
candidato será acompanhado por um agente do CESPE devidamente treinado.
6.19 DA PROVA DISCURSIVA
6.19.1 A prova discursiva, somente para os empregos de nível superior, valerá 10,00 pontos e consistirá
na elaboração de texto narrativo, descritivo ou dissertativo sobre tema relacionado aos conhecimentos
específicos do emprego a que o candidato concorre.
6.19.2 A prova discursiva tem o objetivo de avaliar o conteúdo conhecimento do tema, a capacidade de
expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa. O
candidato deverá produzir, com base em tema formulado pela banca examinadora, texto narrativo,
dissertativo e/ou descritivo, primando pela coerência e pela coesão.
6.19.3 A prova discursiva deverá ser manuscrita, em letra legível, com caneta esferográfica de tinta preta,
não sendo permitida a interferência e/ou participação de outras pessoas, salvo em caso de candidato
portador de deficiência, se a deficiência impossibilitar a redação pelo próprio candidato e de candidato
que solicitou atendimento especial, observado o disposto no subitem 5.4.10. Nesse caso, o candidato será
acompanhado por um agente do CESPE devidamente treinado, para o qual deverá ditar o texto,
especificando oralmente a grafia das palavras e os sinais gráficos de pontuação.
6.19.4 A folha de texto definitivo da prova discursiva não poderá ser assinada, rubricada, nem conter, em
outro local que não o apropriado, qualquer palavra ou marca que a identifique, sob pena de anulação da
prova discursiva. Assim, a detecção de qualquer marca identificadora no espaço destinado à transcrição
de texto definitivo acarretará a anulação da prova discursiva.
6.19.5 A folha de texto definitivo será único documento válido para a avaliação da prova discursiva. A
folha para rascunho no caderno de provas é de preenchimento facultativo e não valerá para tal finalidade.
6.20 DA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS
6.20.1 A avaliação de títulos, somente para os empregos de nível superior, de caráter classificatório,
valerá até 10,00 pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados seja superior a esse valor.
6.20.2 Somente serão aceitos os títulos a seguir relacionados, observados os limites da pontuação do
quadro abaixo.
QUADRO DE ATRIBUIÇÃO DE PONTOS PARA A AVALIAÇÃO DE TÍTULOS
ALÍNEA -TÍTULO- VALOR UNITÁRIO - VALOR MÁXIMO
ALÍNEA A - TÍTULO Diploma, devidamente registrado, de conclusão de doutorado na área específica a
que o candidato concorre ou certificado de conclusão de curso acompanhado do histórico do curso.
VALOR UNITÁRIO -4,00 VALOR MÁXIMO -4,00
ALÍNEA B - TÍTULO Diploma, devidamente registrado, de conclusão de mestrado na área específica a
que o candidato concorre ou certificado de conclusão de curso acompanhado do histórico do curso.
VALOR UNITÁRIO -3,00 VALOR MÁXIMO -3,00
17
ALÍNEA C - TÍTULO Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização na área
específica a que concorre, com carga horária mínima de 360 horas, conferido após atribuição de nota de
aproveitamento.-VALOR UNITÁRIO 1,00 VALOR MÁXIMO-2,00
ALÍNEA D- TÍTULO Exercício de atividade profissional de nível superior na Administração Pública ou
Privada, em empregos/cargos especializados na área específica a que concorre. VALOR UNITÁRIO -
0,20 por ano completo-1,00
TOTAL-10,00
6.20.3 Receberá nota zero o candidato que não entregar os títulos na forma, no prazo e no local
estipulados no edital de convocação para a avaliação de títulos.
6.20.3.1 Não serão aceitos títulos encaminhados via postal, via fax e/ou via correio eletrônico.
6.20.4 No ato de entrega dos títulos, o candidato deverá preencher e assinar o formulário a ser fornecido
pelo CESPE, no qual indicará a quantidade de títulos apresentados. Juntamente com esse formulário
deverá ser apresentada uma cópia, autenticada em cartório, de cada título declarado. As cópias
apresentadas não serão devolvidas em hipótese alguma.
6.20.4.1 o serão recebidos documentos originais.
6.20.5 Não serão consideradas, para efeito de pontuação, as cópias não-autenticadas em cartório.
6.20.6 Na impossibilidade de comparecimento do candidato, serão aceitos os títulos entregues por
terceiros, mediante apresentação de documento de identidade original do procurador e de procuração
simples do interessado, acompanhada de cópia legível do documento de identidade do candidato.
6.20.6.1 Serão de inteira responsabilidade do candidato as informações prestadas por seu procurador no
ato de entrega dos títulos, bem como a entrega dos títulos na data prevista no edital de convocação para
essa fase, arcando o candidato com as conseqüências de eventuais erros de seu representante.
6.20.7 DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS À COMPROVAÇÃO DOS TÍTULOS
6.20.7.1 Para comprovação de conclusão de curso de pós-graduação em nível de mestrado ou doutorado,
será aceito o diploma, devidamente registrado, expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da
Educação, ou certificado de conclusão de curso de mestrado ou de doutorado, expedido por instituição
reconhecida pelo Ministério da Educação, acompanhado do histórico escolar do candidato, no qual conste
o número de créditos obtidos, as disciplinas em que foi aprovado e as respectivas menções, o resultado
dos exames e do julgamento da dissertação ou da tese.
6.20.7.1.1 Para curso de doutorado ou mestrado concluído no exterior, será aceito apenas o diploma,
desde que revalidado por instituição de ensino superior no Brasil.
6.20.7.1.2 Outros comprovantes de conclusão do curso ou de disciplinas não serão aceitos como os títulos
relacionados nas alíneas A, B e C.
6.20.7.2 Para receber a pontuação relativa ao título relacionado na alínea C do quadro do subitem 6.20.2,
o candidato deverá comprovar que o curso de especialização foi realizado por instituição reconhecida
pelo MEC e de acordo com as normas do Conselho Nacional de Educação.
6.20.7.2.1 Os certificados de conclusão de curso de especialização expedidos no exterior somente serão
aceitos se revalidados por instituição de ensino superior no Brasil.
6.20.7.3 Para receber a pontuação relativa aos títulos relacionados na alínea D do quadro de títulos, o
candidato deverá atender a uma das seguintes opções:
a) cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) acrescida de declaração do empregador
que informe o período (com início e fim, se for o caso) e a espécie do serviço realizado, com a descrição
das atividades desenvolvidas, se realizado na área privada, acompanhada do diploma de conclusão de
curso de graduação;
b) certidão oficial de tempo de serviço que informe o período (com início e fim, se for o caso) e a espécie
do serviço realizado, com a descrição das atividades desenvolvidas, se realizado na área pública,
acompanhada do diploma de conclusão de curso de graduação;
c) contrato de prestação de serviços ou recibo de pagamento de autônomo (RPA) acrescido de declaração
que informe o período (com início e fim, se for o caso) e a espécie do serviço realizado, no caso de
serviço prestado como autônomo, acompanhada do diploma de conclusão de curso de graduação.
18
6.20.7.3.1 A declaração e a certidão mencionadas nas opções “a” e “b” do subitem anterior deverão ser
emitidas por órgão de pessoal ou de recursos humanos. Não havendo órgão de pessoal ou de recursos
humanos, a autoridade responsável pela emissão do documento deverá declarar/certificar também essa
inexistência.
6.20.7.3.2 A declaração mencionada na opção “c” do subitem 6.20.7.3 deste edital deverá ser emitida pelo
contratante.
6.20.7.3.3 Para efeito de pontuação da alínea D do quadro de títulos, não será considerada fração de ano
nem sobreposição de tempo.
6.20.7.3.4 Não será computado, como experiência profissional, o tempo de estágio, de monitoria ou de
bolsa de estudo, bem como o tempo exigido como requisito para o emprego, quando for o caso.
6.20.7.4 Todo documento expedido em língua estrangeira somente será considerado quando traduzido
para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado.
6.20.8 Cada título será considerado uma única vez.
6.20.9 Os pontos que excederem o valor máximo em cada alínea do quadro do subitem 6.20.2, bem como
os que excederem os 10,00 pontos fixados no subitem 6.20.1, serão desconsiderados.
6.20.10 Não será permitido anexar qualquer documento ao formulário de interposição de recursos.
6.21 DA AVALIAÇÃO DE APTIDÃO FÍSICA
6.21.1 A avaliação de aptidão física, de caráter eliminatório e classificatório, será realizada pelo CESPE e
visa avaliar a capacidade do candidato para suportar, física e organicamente, as exigências da prática de
atividades físicas e demais exigências próprias do emprego.
6.21.2 No dia de realização da avaliação de aptidão física, o candidato, portador de deficiência ou não,
deverá comparecer munido de comprovante de inscrição, de documento de identidade original e de
atestado médico que autorize a realização da avaliação de aptidão física, conforme Anexo I deste edital.
6.21.2.1 O candidato portador de deficiência que não tiver condições de realizar a avaliação deverá
apresentar atestado médico que o exima de realizar a referida prova, conforme Anexo II deste edital.
6.21.3 O atestado médico deverá conter, expressamente, a informação de que o candidato está apto, na
data de realização da prova, a realizar os testes de barra fixa, de flexão abdominal e de corrida de doze
minutos da avaliação de aptidão física.
6.21.4 O atestado médico deverá ser entregue no momento da identificação do candidato para o início da
avaliação. Não será aceita a entrega de atestado médico em outro momento ou em que nã o conste a
autorização expressa nos termos do subitem anterior.
6.21.5 As avaliações, os índices e as notas da avaliação de aptidão física obedecerão ao previsto nos
seguintes quadros.
6.21.5.1 Teste de Barra fixa
Masculino-Feminino
Numero de flexões -Pontos -Tempo em suspensão -Pontos
2 -1,0-De 4 s a 6 s -1,0
3-2,0-De 7 s a 9 s -2,0
4-3,0-De 10 s a 12 s -3,0
5-4,0-De 13 s a 15 s -4,0
Igual ou superior a 6-5,0-Igual ou superior a 16 s -5,0<