Edital do Concurso Secretaria de Estado de Educação - SP (SEE/SP) 2010

Esfera: Estadual

Visualizaçao do Edital do Concurso

DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS
PROCESSO DE PROMOÇÃO
EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA PROVA
O Diretor do Departamento de Recursos Humanos da Secretaria de Estado da
Educação, nos termos da Lei Complementar nº 1097, de 27 de outubro de 2009,
regulamentada pelo Decreto nº 55.217, de 21 de dezembro de 2009, torna pública a abertura
de inscrição para prova - Processo de Promoção, dos integrantes das Classes de Docentes –
Professor Educação Básica I e Professor Educação Básica II, Classes de Suporte
Pedagógico – Supervisor de Ensino e Diretor de Escola e de Suporte Pedagógico em
Extinção – Coordenador Pedagógico e Assistente Diretor de Escola, do Quadro do
Magistério da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.
As provas do Processo de Promoção serão realizadas pela Fundação
CESGRANRIO, localizada à Rua Santa Alexandrina, nº 1.011 - Bairro Rio Comprido, Rio de
Janeiro - RJ - CEP 20261-903 – telefone (0xx21) 2103 9600.
I - DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR DA PROVA E CONCORRER À PROMOÇÃO DA
FAIXA I PARA A FAIXA II
1. A participação da prova, considerando como data base o dia 30/11/2009, está
condicionada ao atendimento dos requisitos a seguir relacionados:
1.1 encontrar-se em efetivo exercício;
1.2 ser integrante de classe pertencente ao Quadro do Magistério, efetivo e o ocupante
de função-atividade abrangido pela Lei Complementar n.º 1010, de 1º de junho de 2007;
1.3 ter cumprido o interstício mínimo de 4 (quatro) anos ou 1.460 (um mil e quatrocentos
e sessenta) dias, por período contínuo ou não no exercício do cargo/ função;
1.4 atender aos requisitos de tempo de permanência;
1.5 atender aos requisitos de assiduidade ao trabalho;
2. De acordo com a legislação vigente, poderão participar os servidores integrantes das
seguintes classes do Quadro do Magistério:
2.1 – Classes de Docentes:
a) Professor Educação Básica I - SQC – II e SQF - I;
b) Professor Educação Básica II - SQC - II e SQF - I;
2.2– Classes de Suporte Pedagógico:
a) Diretor de Escola - SQC - II;
b) Supervisor de Ensino - SQC - II.
2.3 - Classes de Suporte Pedagógico em extinção:
a) Assistente de Diretor de Escola; - SQC - II
b) Coordenador Pedagógico - SQC - II.
2.4 O Professor Educação Básica I, o Professor Educação Básica II e o Professor II,
abrangidos pelo disposto no § 2º do artigo 2º da Lei Complementar nº 1.010 de 1º de junho
de 2007, poderão, desde que devidamente habilitados, participar do Processo de Promoção,
de acordo com o artigo 11 da Lei Complementar nº 1.097/2009.
3. Para o cômputo do interstício mínimo de que trata o subitem 1.3, deste inciso, computar-
se-á sempre o tempo de efetivo exercício do servidor do QM, no cargo ou na função objeto
da promoção, observando-se o campo de atuação e a respectiva habilitação até a data-base,
na seguinte conformidade:
3.1 Para os docentes, observado sempre o mesmo campo de atuação, serão verificados
todos os vínculos existentes para contabilizar os 1.460 dias mínimos exigidos, excluindo-se
os períodos de interrupção de exercício.
3.2 Para o cômputo do interstício mínimo para as classes de suporte pedagógico e suporte
pedagógico em extinção, para fins de promoção, serão considerados os períodos anteriores
ao ingresso no cargo, em que o servidor permaneceu designado exercendo as funções do
cargo em que concorre a promoção.
3.3 No cálculo do interstício mínimo serão consideradas como efetivo exercício as ausências
previstas no artigo 78 da Lei nº 10.261/68.
3.4 Interromper-se-á o interstício, quando o servidor estiver em uma das situações previstas
nos incisos I a VI do artigo 23 da LC nº 836/97.
4. Para o previsto no subitem 1.4, deste inciso, na apuração do tempo mínimo de
permanência, será considerado o período em que o servidor estiver classificado na mesma
unidade de ensino ou administrativa do cargo ou função-atividade em que concorre a
promoção, há pelo menos 80% (oitenta por cento) do tempo fixado como interstício, o que
corresponde a 1.168 (um mil cento e sessenta e oito) dias.
4.1 Para fins do tempo de permanência poderão ser computados os dias de exercício em
que o servidor permanecer numa mesma unidade de ensino ou administrativa, considerando-
se qualquer das unidades registradas no Cadastro Funcional do servidor.
4.2 No cômputo do tempo de permanência não serão consideradas como mudanças as
transferências e remoções ocorridas a critério da Administração.
4.3 O servidor ocupante de função-atividade docente, observado o mesmo campo de
atuação em que se encontrar na data-base, poderá computar para o tempo de permanência,
na mesma unidade de ensino ou administrativa os períodos que mediaram entre as
admissões e dispensas, deduzindo-se os períodos de interrupção de exercício.
4.4 Para os servidores afastados junto a CEEJA – Centro Estadual de Educação de Jovens e
Adultos, a CEL – Centro de Estudos de Línguas e os designados nos termos do artigo 22 da
LC 444/85, o tempo de permanência será contabilizado na unidade de ensino ou
administrativa de destino.
4.5 Os servidores readaptados com sede de exercício diversa da unidade de ensino ou
administrativa de classificação, terão o tempo de permanência contabilizado na unidade de
exercício.
5. O tempo de assiduidade ao trabalho previsto no subitem 1.5 deste inciso é o somatório de,
pelo menos, 80% do máximo de pontos da tabela de freqüência fixado para promoção a que
esteja concorrendo.
5.1 O servidor deverá atingir, no mínimo, 2.304 (dois mil, trezentos e quatro) pontos para
promoção.
II - DA INSCRIÇÃO
1. A inscrição será recebida, via Internet, no site da Fundação CESGRANRIO -
www.cesgranrio.org.br
, no período de 29/12/2009 a 07/01/2010, iniciando-se às 00h do dia
29 de dezembro de 2009 e encerrando-se às 23h59 do dia 07 de janeiro de 2010, horário de
Brasília/horário de verão.
2. Serão utilizados para inscrição os dados constantes no Sistema de Cadastro Funcional da
Secretaria da Educação, que serão enviados à Fundação CESGRANRIO as quais deverão
permanecer inalterados.
2.1 O tempo de efetivo exercício no cargo/ função, prestado até 30/11/09 será obtido junto ao
cadastro funcional, estando o candidato isento da apresentação de qualquer documento.
2.2 Para apuração da assiduidade, cada unidade de ensino ou administrativa deverá informar
em sistema próprio as ausências do servidor até o exercício de 2001, e confirmar ou retificar
a freqüência posterior a 2001 até 30/11/2009.
3. O candidato deverá inscrever-se acessando o endereço eletrônico da Fundação
CESGRANRIO - www.cesgranrio.org.br
, através do “link” correlato ao Processo de
Promoção da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, preencher a Ficha, on-line, e
transmitir os dados pela Internet, conforme os procedimentos estabelecidos abaixo:
3.1 o candidato digitará o CPF e data de nascimento, e obterá o Formulário Personalizado
contendo dados pessoais, devendo preencher os dados relativos à opção pelo campo de
atuação/disciplina em que deseja realizar a prova;
3.2- o candidato que não contar com os requisitos mínimos exigidos no presente instrumento,
obtidos no Sistema de Cadastro Funcional e de frequência, será excluído do Banco de
candidatos à prova, sendo divulgada a relação daqueles que preencham tais requisitos para
a participação da prova.
4. O candidato poderá se inscrever para participação na prova, conforme segue:
4.1 para o campo de atuação Classe e/ou;
4.2 para o campo de atuação Aulas, nas disciplinas:
4.2.1 Língua Portuguesa, Inglês, Arte, Educação Física, Matemática, Ciências Físicas e
Biológicas, Biologia, Física, Química, História, Geografia, Filosofia, Psicologia, Sociologia,
Alemão, Espanhol, Francês, Italiano e Japonês ou;
4.3 Para o campo de atuação Educação Especial, na respectiva área de deficiência –
Auditiva, Física, Mental e Visual.
4.4para o campo de atuação Suporte Pedagógico:
4.4.1 Diretor de Escola;
4.4.2 Supervisor de Ensino.
4.5 para o campo de atuação Suporte Pedagógico em Extinção:
4.5.1Coordenador Pedagógico e Assistente Diretor de Escola, que farão a prova de Diretor
de Escola.
5. O candidato que acumula cargo, em campo de atuação diverso, desde que atenda todas
as exigências da legislação para cada cargo ou função atividade, poderá concorrer ao
Processo de Promoção, separadamente, em cada situação funcional.
5.1 O candidato que acumula cargo no mesmo campo de atuação e, no caso de Professor
Educação Básica II, de mesma disciplina, realizará uma única prova.
5.2 O candidato que acumula cargo de disciplina diversa realizará uma única prova, devendo
optar por uma das disciplinas.
6. A Fundação CESGRANRIO e a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo não se
responsabilizam por solicitação de inscrição não recebida por motivos de inconsistência de
dados, de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das
linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de
dados.
7. O descumprimento das instruções para inscrição implicará a não efetivação da mesma.
8. As informações prestadas no Formulário serão de inteira responsabilidade do candidato,
reservando-se à Secretaria da Educação, sem prejuízo das penas da lei, o direito de excluir
do Processo de Promoção aquele que fornecer dados comprovadamente inverídicos ou
falsos.
9. O candidato que deixar de realizar a prova, não será classificado e, consequentemente,
não será promovido.
III- INSCRIÇÃO DO CANDIDATO COM DEFICIÊNCIA
1. Ao candidato com deficiência, que pretenda fazer uso das prerrogativas facultadas na Lei
Complementar nº 932/2002 e o disposto no Decreto Federal 3298/99, é assegurado o direito
de inscrever-se no presente Processo de Promoção no período previsto no item 1 do Inciso II
do presente Edital, desde que no formulário de inscrição– via Internet, o candidato declare-se
nessa condição, especificando o tipo e o grau da deficiência.
2. O candidato com deficiência deverá solicitar, se necessário, condições especiais para
realizar a prova, conforme segue:
2.1 o candidato portador de deficiência visual deverá indicar no Formulário, o tipo de prova
especial de que necessitará: Ampliada ou Ledor;
2.1.1 ao candidato inscrito como portador de necessidade especial “visual” (amblíope) que
solicitar prova especial Ampliada será oferecida prova neste sistema, com tamanho de letra
correspondente a corpo 24;
2.2 o atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise de viabilidade e
razoabilidade do pedido;
2.3 o candidato portador de deficiência ou o candidato que por motivo de saúde
necessitar de atendimento especial deverá encaminhar solicitação, via SEDEX ou AR (Aviso
de Recebimento), por escrito, até o término do prazo para inscrição previsto no item 1 do
Inciso II do presente Edital, com justificativa acompanhada de parecer emitido por
especialista da área de sua deficiência ou problema de saúde, e o respectivo código CID, à
Fundação CESGRANRIO, Rua Santa Alexandrina, 1.011 – Bairro Rio Comprido – Rio de
Janeiro – RJ - CEP 20261-903.
3. O candidato que não atender, dentro do prazo previsto aos dispositivos mencionados
neste inciso, não terá a condição especial atendida e não terá a prova preparada, estando
impossibilitado de realizá-la em condições especiais, seja qual for o motivo alegado.
4. O candidato com deficiência que não realizar a inscrição conforme instruções contidas
neste Edital não poderá impetrar recurso em favor de sua condição.
IV - DA PROVA
1. O Processo de Promoção constará de prova que versará sobre os perfis de
competências e habilidades requeridos para professores da rede pública estadual e a
respectiva bibliografia, definidos na Resolução SEE 80, de 3-11-2009.
2. A prova será constituída de duas partes, sendo:
2.1 1ª parte objetiva, composta de 60 (sessenta) questões, avaliada de 0 (zero) a 10
(dez) pontos; e
2.2 parte dissertativa, composta de 1 (uma) questão, avaliada de 0 (zero) a 10 (dez)
pontos.
3. No caso de Professor de Educação Básica II, a parte objetiva será composta por questões
referenciadas ao perfil específico a cada disciplina e à parte geral, comum a todas as
áreas, conforme Resolução SEE 80, de 3-11-2009. A parte dissertativa versará sobre
a parte geral, comum a todas as áreas.
4. A nota da 1ª parte da prova e da 2ª parte da prova serão somadas, obtendo-se a média
que será considerada como nota do candidato na prova.
4.1 Será considerado aprovado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 6 (seis)
pontos.
4.2 Serão promovidos, os candidatos aprovados e classificados dentro do percentual de
20% previsto para promoção.