Edital do Concurso Secretaria de Estado da Saúde - SP (SES/SP) 2003

Visualizaçao do Edital do Concurso

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE
COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS
COORDENADORIA DE SAÚDE DA REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE SÃO PAULO
CONCURSOS PÚBLICOS PARA PROVIMENTO OU PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA VÁRIAS
CATEGORIAS
EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES E INSTRUÇÕES ESPECIAIS
A Secretaria de Estado da Saúde por meio da Coordenadoria de Recursos Humanos e da Coordenadoria
de Saúde da Região Metropolitana da Grande São Paulo, nos termos do Decreto nº 21.872/84 e das Leis
Complementares nº 674/92 e nº 712/93, torna pública a abertura de inscrições para a realização de
Concursos Públicos para provimento ou preenchimento de vagas para as unidades abaixo relacionadas e
nas categorias de: Administrador, Agente de Saúde, Agente Técnico de Saúde, Ascensorista, Assistente
Social, Atendente de Consultório Dentário, Auxiliar de Enfermagem, Auxiliar de Laboratório, Auxiliar de
Radiologia, Auxiliar de Serviços, Auxiliar de Serviços de Saúde, Auxiliar Técnico de Saúde, Auxiliar Técnico
de Saúde (Protético), Biologista, Cirurgião-Dentista, Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta,
Fonoaudiólogo, Médico (Alergia e Imunologia), Médico (Anestesiologia), Médico (Angiologia), Médico
(Cancerologia), Médico (Cardiologia), Médico (Cirurgia Cardiovascular), Médico (Cirurgia Cabeça e
Pescoço), Médico (Cirurgia Geral), Médico (Cirurgia do Aparelho Digestivo), Médico (Cirurgia Pediátrica),
Médico (Cirurgia Plástica), Médico (Cirurgia Torácica), Médico (Cirurgia Vascular), Médico (Clínica Médica),
Médico (Coloproctologia), Médico (Dermatologia), Médico (Endocrinologia), Médico (Gastroenterologia),
Médico (Geriatria), Médico (Ginecologia e Obstetrícia), Médico (Hematologia e Hemoterapia), Médico
(Infectologia), Médico (Mastologia), Médico (Medicina Física e Reabilitação), Médico (do Trabalho), Médico
(Medicina Intensiva), Médico (Nefrologia), Médico (Neurocirurgia), Médico (Neurologia), Médico
(Oftalmologia), Médico (Ortopedia e Traumatologia), Médico (Otorrinolaringologia), Médico (Patologia
Clínica), Médico (Pediatria), Médico (Pneumologia), Médico (Psiquiatria), Médico (Radiologia e Diagnóstico
por Imagem), Médico (Reumatologia), Médico (Socorrista), Médico (Urologia), Motorista, Nutricionista,
Oficial Administrativo, Oficial de Serviços e Manutenção (Eletricista), Oficial de Serviços e Manutenção
(Encanador), Oficial de Serviços e Manutenção (Lavanderia), Oficial de Serviços e Manutenção (Pedreiro),
Oficial de Serviços e Manutenção (Pintor), Oficial de Serviços e Manutenção (Marceneiro), Oficial de
Serviços e Manutenção (Reparador Geral), Psicólogo, Técnico de Laboratório, Técnico de Radiologia,
Técnico de Reabilitação Física, Telefonista, Terapeuta Ocupacional, Trabalhador Braçal e Vigia.
RELAÇÃO DE UNIDADES
UNIDADES
ENDEREÇO
UBS - Itapeva
Rua Itapeva, 700
NGA 62 - Maria Zélia
Rua Jequitinhonha, 360
NGA 63 - Varzea do Carmo
Rua Leopoldo Miguez, 327 - Cambuci
NGA 53 - Consolação
Rua Martins Fontes, 208 - Centro
NGA 55 - Centro
Rua Conselheiro Crispiniano, 20 - Centro
CS I - Vila Mariana
Rua Domingos de Moraes, 1947 - Sta. Cruz
CS I - Pinheiros
Rua Ferreira de Araújo, 789 - Pinheiros
DIR-IV-FRANCO DA ROCHA - D.S.P.I.
Av. Dr. Tancredo de A Neves, 300 - Fanco da Rocha
Hospital Geral de Vila Nova Cachoeirinha
Av. Dep. Emílio Carlos, 3.000 - Vila N. Cachoeirinha
Hospital Geral de Taipas
Av. Elisio Teixeira Leite, 6.999 - Parada de Taipas
Hospital Geral de Vila Penteado
Av. Petrônio Portela, 1.746 - Jd. Iracema - Freguesia do Ó
Hospital Regional Sul
Rua Gal. Roberto A. de Carvalho Filho, 270 S.Amaro
Hospital Jesus Teixeira da Costa em Guaianazes
Av. Miguel Achiole da Fonseca, 1.092 - Guaianazes
Hospital Geral de São Mateus
Rua Ângelo de Cândia, 540 - São Mateus
UGA I - Hospital Heliópolis
Rua Conego Xavier, 276 - Sacomã
UGA II - Hospital Ipiranga
Av. Nazaré, 28 - Ipiranga
UGA III - Hospital Infantil Darcy Vargas
Rua Seraphico de Assis Carvalho, 34 - Morumbi
UGA IV - Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros
Av. Celso Garcia, 2.477 - Belenzinho
UGA V - Hospital Brigadeiro
Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 2.651 - Bela Vista
Departamento Psiquiátrico II - Franco da Rocha
Av. Dr. Tancredo de A. Neves, 300 - Fanco da Rocha
Hospital Regional "Dr. Osiris F. Coelho" Ferraz de Vasconcelos
Rua Princesa Isabel 270 Vila Corrêa Ferraz de Vasconcelos
Hospital Regional "Dr. Vivaldo Martins Simões" em Osasco
Rua Ary Barrosa, 355 - Presidente Altino - Osasco
Hospital e Maternidade Interlagos
Rua Leonor Alvim, 211 - Interlagos
Hospital Infantil Cândido Fontoura
Rua Siqueira Bueno, 1.757 - Água Rasa
Hospital da Água Funda "Dr. David Capistrano da Costa Filho"
Av. Miguel Stéfano, 3.030 - Água Funda
Complexo Hospitalar "Padre Bento" em Guarulhos
Av. Emílio Ribas, 1.573 - Gopovúva - Guarulhos
Conjunto Hospitalar do Mandaqui
Rua Voluntários da Pátria, 4.301 - Mandaqui
Hospital Psiquiátrico Pinel
Av. Pereira de Magalhães, 5.214 - Pirituba
Hospital "Dr. Arnado Pezzuti Cavalcanti" em Mogi das Cruzes
Estrada das Varinhas, Km 35 Jundiapeba Mogi das Cruzes
Instituto "Dante Pazzanese" de Cardiologia
Av. Dr. Dante Pazzanese, 500 - Ibirapuera
Hospital das Clínicas "Luzia de Pinho Melo"
Av. Manoel de Oliveira, s/n - Mogilar - Mogi das Cruzes
Centro de Referência da Saúde da Mulher
Av. Brigadeiro Luis Antonio, 683 - Bela Vista
Centro de Referência do Idoso
Praça Aleixo Monteiro Mafra, 34 - São Miguel Paulista
Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas
Rua Prates, 165 - Bom Retiro
Os Concursos Públicos serão regidos pelas seguintes Instruções Especiais, parte integrante deste Edital.
INSTRUÇÕES ESPECIAIS
1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1. A organização, aplicação e avaliação das provas destes Concursos Públicos estarão sob a
responsabilidade da Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita
Filho" - Fundação VUNESP, obedecidas as normas deste Edital.
1.2. Os Concursos Públicos destinam-se ao provimento ou preenchimento das vagas existentes e das que
vagarem ou forem autorizadas dentro do prazo de validade dos Concursos Públicos, pela Lei nº 10.261/68
ou Lei nº 500/74.
1.2.1. O prazo de validade do Concurso Público é de 2 (dois) anos, a contar da data da publicação da
homologação, podendo ser prorrogado por igual período, segundo a legislação vigente.
1.2.2.O período de validade do Concurso não gera para a Secretaria de Estado da Saúde a obrigatoriedade
de aproveitar todos os candidatos aprovados. A aprovação gera, para o candidato, apenas a expectativa de
direito à preferência na nomeação/admissão, dependendo da classificação obtida. A Secretaria de Estado
da Saúde reserva-se o direito de proceder às nomeações/admissões dos candidatos em número que
atenda ao interesse e às necessidades do serviço.
1.3. As vagas serão providas ou preenchidas em ordem rigorosa de classificação, de acordo com a
necessidade e conveniência da Secretaria de Estado da Saúde.
1.4. Atendendo as Leis Complementares nº 683, de 18/09/1992 e nº 932, de 08/11/2002, ficam reservados
5% (cinco por cento) das vagas, aos candidatos portadores de deficiência, desde que o número de vagas
existentes por unidade, seja de, no mínimo, 6.
2. DAS CATEGORIAS
2.1. As categorias, salário, carga horária e os pré-requisitos estão descritos no Anexo I deste Edital.
3. DAS INSCRIÇÕES
3.1. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tácita aceitação das normas e condições
estabelecidas neste Edital, em relação às quais não poderá alegar desconhecimento. O deferimento da
inscrição dar-se-á mediante o correto preenchimento da ficha de inscrição e o pagamento da respectiva
taxa.
3.2. Ao efetivar a inscrição, o candidato, sob as penas da lei, assume:
a) ser brasileiro nato, naturalizado ou gozar das prerrogativas do Decreto nº 70.436/72;
b) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, até a data de encerramento das inscrições;
c) estar em dia com as obrigações do Serviço Militar, se do sexo masculino;
d) estar em situação regular com a Justiça Eleitoral;
e) possuir os pré-requisitos necessários para exercer o cargo/função, conforme a categoria mencionada no
Anexo I;
f) conhecer e estar de acordo com as exigências contidas neste Edital.
3.3. A apresentação dos documentos comprobatórios das condições exigidas no item anterior será feita por
ocasião da posse ou do exercício, após a homologação do Concurso.
3.3.1. A não apresentação dos documentos, na data fixada, eliminará o candidato do Concurso Público,
anulando-se todos os atos decorrentes da inscrição, sem prejuízo das sanções penais aplicáveis à
falsificação da declaração.
3.4. As inscrições ficarão abertas no período de 16 a 29 de julho de 2003, podendo ser efetuadas pelo
Banco ou pela Internet.
3.4.1. As inscrições pelo Banco serão recebidas nas agências autorizadas do BANESPA, abaixo
relacionadas, nos dias úteis, no horário de expediente bancário.
Agência Endereço
Agua Branca Av Sumaré, 85
Avenidas Av. Paulista, 436
Bela Vista Av Brig Luiz Antonio, 476
Bom Retiro Rua Julio Conceição, 456
Brás Av Rangel Pestana, 2252
Butantã Av. Professor Francisco Morato, 365
Cambuci Av Lins de Vasconcelos, 128
Carrão Av Cons Carrão, 1733/41/49
Casa Verde Rua Dr. César Castiglioni Jr, 121
Ceagesp Av Imperatriz Leopoldina, 1774
Conceição Av. Eng. Armando Arruda Pereira, 951
Consolação Rua da Consolação, 2104
Ferraz de Vasconcelos Av. XV de Novembro, 81/85
Franco da Rocha Rua Azevedo Soares, 211
Guarulhos Av. Tiradentes, 1.481
Heitor Penteado Rua Heitor Penteado, 1528
Itaim Paulista Av. Mal. Tito, 4712
Jaçanã Av. Guapira, 2480
João Dias Av. João Dias, 1243
Lapa Rua Afonso Sardinha, 238
Largo 13 de Maio Av. Mario Lopes Leão, 121
Liberdade Av. Liberdade, 151
Moema Av Ibirapuera, 1994
Mogi das Cruzes Av. Voluntário Fernando P. Franco, 175
Nova Cachoeirinha Av. Parada Pinto, 217
Osasco Av. dos Remédios, 779
Panamericana Av Pedroso de Moraes, 2750
Patriarca Viaduto do Chá, 15
Paula Sousa R Paula Sousa, 61
Penha Rua Dr. João Ribeiro, 194
Pinheiros Rua Teodoro Sampaio, 2258/68
Rafael de Barros Rua Rafael de Barros, 37/47
Republica Pça da Republica, 291
Tatuapé Av. Celso Garcia, 3863
Tucuruvi Av Tucuruvi, 25
Vila Maria Av. Guilherme Cotching, 1420/1432
Vila Prudente Av. Paes de Barros, 3442
Vila Romana R Clélia, 902
Vinte e Quatro de Maio Rua 24 de Maio, 224
3.4.1.1. Para inscrever-se, o candidato deverá, no período das inscrições:
3.4.1.1.1. apresentar-se nos locais indicados no item anterior, munido de Documento de Identidade (RG);
3.4.1.1.2. preencher a Ficha de Inscrição, o requerimento e o comprovante de inscrição, fornecidos
GRATUITAMENTE nas Agências credenciadas do BANESPA; é de fundamental importância que o
candidato assine e preencha de forma correta e completa, na ficha de inscrição, o número de seu Registro
Geral (RG);
3.4.1.1.3. pagar, a título de ressarcimento de despesas com material e serviços prestados, a taxa de
inscrição, conforme descrito no Anexo I - Das Categorias.
3.4.2. O pagamento da importância poderá ser efetuado em dinheiro ou cheque. As inscrições feitas com
cheques próprios ou de terceiros somente serão consideradas efetivadas após sua compensação.
3.4.3. No caso de inscrição por procuração, serão exigidas a entrega do respectivo mandato, acompanhado
de cópia do documento de identidade do candidato, e a apresentação da identidade do procurador. Deverá
ser entregue uma procuração para cada candidato, e esta ficará retida. O candidato assumirá as
conseqüências de eventuais erros cometidos por seu procurador ao efetuar a inscrição.
3.4.4. A ficha de inscrição deverá ser retida no banco, assim como, quando for o caso, a procuração e a
cópia reprográfica do documento de identidade do mandatário, sendo devolvido o comprovante com a
autenticação bancária.
3.5. Asinscrições pela Internet deverão ser feitas no endereço www.vunesp.com.br, no mesmo período de
inscrição (16 a 29 de julho de 2003).
3.5.1. A inscrição será feita mediante o preenchimento da Ficha de Inscrição e o pagamento da taxa de
acordo com a categoria desejada. O pagamento da taxa deverá ser efetuado no período de inscrição, em
qualquer agência bancária, por meio do Boleto Bancário que o candidato imprimirá de acordo com
instruções na home page. Atenção para o horário bancário.
3.5.2. O único comprovante de inscrição aceito é o boleto bancário com a autenticação mecânica, referente
à taxa de inscrição.
3.5.3. A efetivação da inscrição pela Internet ocorrerá após a confirmação, pelo banco, do depósito
referente à taxa. A pesquisa para saber a situação da inscrição será via e-mail, no site www.vunesp.com.br,
na página do Concurso, 48 (quarenta e oito) horas após o pagamento do boleto bancário. Caso haja algum
problema detectado, o candidato deverá entrar em contato com o Disque VUNESP, no telefone (11) 3874
6300, de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 20h00.
3.5.4. A Fundação VUNESP e a Secretaria de Estado da Saúde não se responsabilizam por solicitação de
inscrição via Internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de
comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores de ordem técnica
que impossibilitem a transferência de dados.
3.5.5. O descumprimento das instruções para inscrição via Internet implicará a não efetivação da inscrição.
3.6. Não será aceita inscrição por depósito em caixa eletrônico, via postal, fac-símile, transferência
eletrônica, DOC, DOC eletrônico, ordem de pagamento ou depósito comum em conta corrente, condicional
ou fora do período estabelecido de 16 a 29 de julho de 2003, ou por qualquer outra via que não a
especificada neste Edital. Será cancelada a inscrição se for verificado, a qualquer tempo, o não
atendimento a todos os requisitos fixados.
3.7. As informações prestadas na ficha de inscrição são de inteira responsabilidade do candidato, podendo
a Secretaria de Estado da Saúde excluir do Concurso Público aquele que a preencher com os dados
incorretos ou rasurados, bem como aquele que prestar informações inverídicas, ainda que o fato seja
constatado posteriormente.
3.8. Não será concedida ISENÇÃO da taxa de inscrição, seja qual for o motivo alegado.
3.9. Efetuada a inscrição, não haverá devolução da taxa em hipótese alguma. A devolução da taxa de
inscrição somente ocorrerá se o Concurso Público não se realizar. A responsabilidade da devolução recairá
sobre a Fundação VUNESP.
3.10. Efetivada a inscrição, não será aceito pedido para alteração da categoria e/ou unidade de trabalho.
3.11. O candidato que necessitar de prova especial ou de sala ou condição especial, deverá requerê-la
durante o período de inscrição, via SEDEX, à Fundação VUNESP, localizada na Rua Dona Germaine
Burchard, nº 515 - Água Branca/Perdizes - São Paulo - SP - CEP 05002-062. O candidato que não o fizer
até o término das inscrições, seja qual for o motivo alegado, não terá a prova especial preparada.
3.12. Tendo em vista a possibilidade de as provas objetivas do Concurso serem realizadas em períodos
diferentes, recomenda-se a quem quiser se inscrever para mais de uma categoria, que atente para o
período de aplicação das provas, conforme a seguinte programação:
- Dia 14.09.2003 - período da tarde, as categorias de Ascensorista, Auxiliar de Laboratório, Auxiliar de
Serviços de Saúde, Vigia e Oficial de Serviços e Manutenção (Eletricista, Encanador, Lavanderia,
Marceneiro, Pedreiro, Pintor e Reparador Geral) e as categorias de Médicos (todas as especialidades).
- Dia 21.09.2003 - período da manhã, as categorias de Agente de Saúde, Atendente de Consultório
Dentário, Auxiliar de Radiologia, Auxiliar de Serviços, Motorista, Telefonista e Trabalhador Braçal.
- Dia 21.09.2003 - período da tarde, as categorias de Agente Técnico de Saúde, Auxiliar de Enfermagem,
Auxiliar Técnico de Saúde, Auxiliar Técnico de Saúde (Protético), Oficial Administrativo, Técnico de
Laboratório, Técnico de Radiologia, Administrador, Assistente Social, Biologista, Cirurgião-Dentista,
Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Psicólogo, Técnico de Reabilitação
Física e Terapeuta Ocupacional.
3.13. O deferimento da inscrição dependerá do correto preenchimento da ficha de inscrição pelo candidato
ou por seu procurador.
4. DOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA
4.1. Serão consideradas pessoas portadoras de deficiência(s) aquelas que se enquadrarem nas categorias
discriminadas na Lei Complementar nº 683/92.
4.2. As pessoas portadoras de deficiência participarão do Concurso Público em igualdade de condições
com os demais candidatos no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de
aprovação, ao horário e ao local de aplicação das provas e à nota mínima exigida para habilitação.
4.3. O candidato, antes de inscrever-se, deverá verificar se as atribuições da categoria, especificadas no
Anexo II, são compatíveis com a deficiência de que é portador.
4.4. O candidato poderá efetivar sua inscrição via banco (pessoalmente ou por procuração) ou via Internet.
4.5. O candidato inscrito como portador de deficiência(s) deverá comunicá-la(s), especificando-a(s) na ficha
de inscrição. Deverá, também, no período das inscrições (16 a 29 de julho de 2003), encaminhar, via
SEDEX ou correspondência com Aviso de Recebimento (AR), à Fundação VUNESP - sita na Rua Dona
Germaine Burchard, nº 515, Água Branca/SP, CEP 05002-062, solicitação de prova ou condição especial.
4.6. Os candidatos que não atenderem os dispositivos mencionados no item 4.5, dentro do prazo do
período das inscrições não terão a prova preparada.
4.7. Tipos de provas especiais.
- Aos deficientes visuais (cegos) serão oferecidas provas no sistema braile e suas respostas deverão ser
transcritas também em braile. Os referidos candidatos deverão levar, para esse fim, no dia da prova, reglete
e punção.
- Aos deficientes visuais (amblíopes) serão oferecidas provas ampliadas, com tamanho de letra
correspondente a corpo 24 (vinte e quatro).
4.8. O candidato aprovado nos termos deste Edital, inscrito como portador de deficiência, além das
exigências pertinentes aos demais candidatos, sujeitar-se-á a exame de perícia médica, realizado em órgão
oficial, que terá decisão terminativa sobre a qualificação do candidato como deficiente ou não e o grau de
deficiência capacitante para o exercício da função.
4.9. Uma vez deferida a inscrição, fica proibida qualquer inclusão ou exclusão de candidatos na lista
específica como portadores de deficiência.
5. DAS PROVAS
5.1. Os Concursos Públicos constarão, quando for o caso, de prova objetiva e prática, de caráter
eliminatório e classificatório; de prova de títulos, de caráter classificatório; e de avaliação psicológica, de
caráter eliminatório.
5.2. A prova objetiva constará de questões de múltipla escolha, com 5 alternativas para todas as categorias.
As questões versarão sobre o programa correspondente a cada categoria, constante do Anexo III deste
Edital.
5.3. O Concurso constará das seguintes provas:
CATEGORIA COM ENSINO FUNDAMENTAL
PROVA
Nº DE ITENS
* Agente de Saúde
* Ascensorista
* Auxiliar de Laboratório
* Auxiliar de Serviços
* Auxiliar de Serviços de Saúde
* Telefonista
* Trabalhador Braçal
* Vigia
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Matemática
30
10
* Atendente de Consultório Dentário
* Auxiliar de Radiologia
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Matemática
- Conhecimentos Específicos
15
10
15
* Oficial de Serviços e Manutenção (Eletricista, Encanador, Lavanderia, Marceneiro, Pedreiro, Pintor e
Reparador Geral)
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Matemática
- Conhecimentos Específicos
20
10
10
* Motorista
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Matemática
- Legislação
Prova Prática
Avaliação Psicológica
Títulos
20
10
20
--
--
--
CATEGORIA COM ENSINO MÉDIO
PROVA
Nº DE ITENS
* Agente Técnico de Saúde
* Auxiliar de Enfermagem
* Auxiliar Técnico de Saúde
* Técnico de Laboratório
* Técnico de Radiologia
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Matemática
- Conhecimentos Específicos
20
10
20
* Auxiliar Técnico de Saúde (Protético)
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Matemática
- Conhecimentos Específicos
Prova Prática
20
10
20
--
* Oficial Administrativo
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Matemática
Prova Prática
35
15
--
CATEGORIA COM ENSINO SUPERIOR
PROVA
Nº DE ITENS
* Administrador
* Assistente Social
* Biologista
* Cirurgião-Dentista
* Enfermeiro
* Farmacêutico
* Fisioterapeuta
* Fonoaudiólogo
* Nutricionista
* Psicólogo
* Técnico de Reabilitação Física
* Terapeuta Ocupacional
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Política de Saúde
- Conhecimentos Específicos
Títulos
20
10
40
--
* Médicos (40 especialidades)
Prova Objetiva composta de:
- Português
- Política de Saúde
- Conhecimentos Específicos
Títulos
20
10
40
--
5.4. Duração da prova objetiva
5.4.1. As provas objetivas para as categorias com escolaridade de Ensino Fundamental e Ensino Médio
deverão ser realizadas em 3 (três) horas e as de Ensino Superior, em 4 (quatro) horas.
6. DA PRESTAÇÃO DA PROVA OBJETIVA
6.1. A prova será realizada na cidade de São Paulo - SP, com data prevista para o dia 14.09.2003 - período
da tarde, as categorias de Ascensorista, Auxiliar de Laboratório, Auxiliar de Serviços de Saúde, Vigia e
Oficial de Serviços e Manutenção (Eletricista, Encanador, Lavanderia, Marceneiro, Pedreiro, Pintor e
Reparador Geral) e as categorias de Médicos (todas as especialidades); no dia 21.09.2003 - período da
manhã, as categorias de Agente de Saúde, Atendente de Consultório Dentário, Auxiliar de Radiologia,
Auxiliar de Serviços, Motorista, Telefonista e Trabalhador Braçal; no dia 21.09.2003 - período da tarde, as
categorias de Agente Técnico de Saúde, Auxiliar de Enfermagem, Auxiliar Técnico de Saúde, Auxiliar
Técnico de Saúde (Protético), Oficial Administrativo, Técnico de Laboratório, Técnico de Radiologia,
Administrador, Assistente Social, Biologista, Cirurgião-Dentista, Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta,
Fonoaudiólogo, Nutricionista, Psicólogo, Técnico de Reabilitação Física e Terapeuta Ocupacional. O horário
e local da prova serão comunicados oportunamente por meio da publicação do Edital de Convocação no
Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOE) e de cartões que serão enviados pelo correio.
6.1.1. O envio do cartão tem caráter auxiliar na informação ao candidato, e seu recebimento depende do
correto preenchimento da ficha de inscrição, não sendo aceita a alegação do não recebimento como
justificativa de ausência ou de comparecimento em data, local ou horários incorretos, uma vez que a
comunicação oficial é a dos editais publicados no Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOE).
6.1.2. O candidato que não receber o cartão de convocação até 3 (três) dias antes da data prevista para a
realização da prova deverá informar-se sobre o respectivo local na Secretaria de Estado da Saúde, no
anfiteatro - andar térreo, sito na Av. Dr. Arnaldo, 351, São Paulo - SP, no horário das 09h00 às 16h00, ou
no Disque VUNESP, no telefone (0XX11) 3874.6300, das 08h00 às 20h00, ou, ainda, no site
www.vunesp.com.br.
6.2. Os candidatos deverão chegar ao local da prova, constante do Edital de Convocação, com
antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário estabelecido para o seu início, não sendo admitidos
retardatários, sob pretexto algum, após o fechamento dos portões.
6.3. Somente será admitido ao local da prova o candidato que estiver munido de Cédula de Identidade, ou
carteira expedida por órgãos ou conselhos de classe, ou Carteira de Trabalho e Previdência Social, ou de
Certificado Militar ou Carteira Nacional de Habilitação (com fotografia, na forma da Lei nº 9.503/97). Como
nenhum documento ficará retido, será exigida a apresentação do original, não sendo aceitas cópias, ainda
que autenticadas.
6.3.1. Não serão aceitos, por serem documentos destinados a outros fins: Boletim de Ocorrência,
Protocolos, Certidão de Nascimento, Título Eleitoral, Carteira Nacional de Habilitação (emitida
anteriormente à Lei nº 9.503/97), Carteira de Estudante, Crachás, Identidade Funcional de natureza pública
ou privada.
6.4. Além do documento de identidade, original, o candidato deverá levar caneta de tinta azul ou preta, lápis
preto nº 02, borracha macia e comprovante de inscrição.
6.5. Não haverá segunda chamada ou repetição de prova, seja qual for o motivo alegado para justificar o
atraso ou a ausência do candidato.
6.6. Durante a realização das provas Objetiva e Prática, quando for o caso, não será permitida qualquer
espécie de consulta, nem o uso de máquinas calculadoras, pagers, telefones celulares ou qualquer
aparelho eletrônico.
6.7. É terminantemente proibida, sob qualquer alegação, a saída do candidato do local do exame antes de
decorrida a metade do tempo de duração da prova, quando lhe será permitido levar o Caderno de
Questões.
6.8. No ato da realização da prova objetiva, serão entregues ao candidato o Caderno de Questões e a
Folha Definitiva de Respostas pré-identificada com seus dados, para aposição da assinatura no campo
próprio e transcrição das respostas com caneta esferográfica de tinta azul ou preta. O candidato não poderá
ausentar-se da sala de prova levando qualquer um desses materiais e sem autorização e acompanhamento
do fiscal.
6.8.1. O candidato lerá as questões no Cadernode Questões e marcará suas respostas na Folha Definitiva
de Respostas.
6.8.2. Ao terminar a prova, o candidato entregará ao fiscal a Folha Definitiva de Respostas com aposição da
assinatura no campo próprio e transcrição das respostas com caneta esferográfica de tinta azul ou preta.
6.8.3. Não serão computadas questões não respondidas nem questões que contenham mais de uma
resposta (mesmo que uma delas esteja correta), emenda ou rasura, ainda que legível. Não deverá ser feita
nenhuma marca fora do campo reservado às respostas ou à assinatura, pois qualquer marca poderá ser
lida pelas leitoras óticas, prejudicando o desempenho do candidato.
6.8.4. A Fundação VUNESP, visando preservar a veracidade e autenticidade do processo de seleção,
procederá, no ato da aplicação da prova, à autenticação digital da folha de respostas personalizada.
6.8.5. Será excluído do concurso o candidato que, além das demais hipóteses previstas neste Edital:
a) apresentar-se após o horário estabelecido para a realizaçãoda prova;
b) apresentar-se para a prova em outro local que não seja o previsto no Edital de Convocação e no Cartão
de Convocação;
c) não comparecer à prova, seja qual for o motivo alegado;
d) não apresentar um dos documentos de identidade nos termos deste Edital, para a realização da prova;
e) ausentar-se da sala de prova sem o acompanhamento de um fiscal;
f) ausentar-se do local de prova antes de decorrido o prazo mínimo;
g) for surpreendido em comunicação com outras pessoas ou utilizando-se de calculadoras, livros, notas ou
impressos não permitidos;
h) estiver portando ou fazendo uso de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação (pagers,
celulares, etc.);
i) lançar mão de meios ilícitos para a execução da prova;
j) não devolver integralmente o material solicitado;
k) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos.
6.9. Os eventuais erros de digitação de nome, número de documento de identidade, sexo, data de
nascimento, endereço e telefone deverão ser corrigidos no dia da realização da prova objetiva, no próprio
Cartão de Convocação ou em formulário específico.
6.9.1. O candidato que não solicitar as correções dos dados pessoais nos termos do item anterior deverá
arcar, exclusivamente, com as conseqüências advindas de sua omissão.
6.10. Não haverá vista de prova.
7. DO JULGAMENTO DA PROVA OBJETIVA
7.1. A prova objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos.
7.2. A prova objetiva será estatisticamente avaliada, de acordo com o desempenho do grupo a ela
submetido, sendo utilizado o escore padronizado com média igual a 50 (cinqüenta) e desvio padrão igual a
10 (dez).
7.2.1. A nota da prova de cada candidato resultará da diferença entre o seu escore bruto e a média do
grupo, dividida pelo desvio padrão da distribuição, multiplicada por 10 (dez) e acrescida de 50 (cinqüenta).
7.2.2. O escore bruto corresponde ao número de acertos que o candidato obtém na prova.
7.3. A padronização da nota desta prova tem por finalidade avaliar o desempenho do candidato em relação
aos demais. Na avaliação da prova, o Programa de Computação Eletrônica:
- conta o total de acertos de cada candidato na prova;
- calcula a média de acertos de todos os candidatos e o desvio padrão da prova;
- transforma o total de acertos de cada candidato em nota padronizada. Para isso, calcula a diferença entre
o total de acertos obtidos pelo candidato e a média de acertos do grupo, divide pelo desvio padrão,
multiplica o resultado por 10 (dez) e soma 50 (cinqüenta).
(
( ( ( ( (
(( ( ¾¾¾¾ ( (( ( ((
s
7.4. Será considerado habilitado, na prova objetiva, o candidato que obtiver nota igual ou superior a 50
(cinqüenta), desde que tenha no mínimo um acerto em cada uma das áreas de composição da prova.
7.4.1. Serão considerados para esse cálculo, separadamente, os candidatos da lista geral e os candidatos
da lista especial (portadores de deficiência(s).
8. DA CONVOCAÇÃO PARA A PROVA PRÁTICA
8.1. Os candidatos das categorias de Auxiliar Técnico de Saúde (Protético), Motorista e Oficial
Administrativo, habilitados conforme o item 7.4. do capítulo 7, cujos nomes constem entre os candidatos
que atingiram as maiores notas, serão convocados para a prova prática, observada a proporção de 6 (seis)
candidatos por vaga existente para Auxiliar Técnico de Saúde (Protético), mais os empatados com o último
candidato nessa proporcionalidade; de 12 (doze) candidatos por vaga existente para Motorista, mais os
empatados com o último candidato nessa proporcionalidade e a proporção de 25 (vinte e cinco) candidatos
por vaga existente para Oficial Administrativo, mais os empatados com o último candidato nessa
proporcionalidade.
8.1.1. Serão consideradas para esse cálculo, separadamente, as vagas reservadas aos portadores de
deficiência(s).
8.1.2. A convocação para a prova prática será publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo - DOE. O
candidato será convocado também através de Cartão de Convocação encaminhadopelo correio. A
convocação através do correio não é oficial, podendo, por qualquer motivo, não ser recebida pelo
candidato. O candidato deverá ficar atento à publicação do DOE.
8.1.3. O candidato que não comparecer à prova prática será excluído do Concurso Público.
8.2. A Prova Prática avaliará o candidato individualmente, levando em consideração sua habilidade na
execução das atividades relativas a categoria a que concorre (Anexo II - Descrição Sumária).
8.3. Para prestação da prova prática, o candidato deverá levar documento de identidade, conforme item 6.3
do capítulo 6 deste Edital.
9. DA PROVA PRÁTICA
9.1. Ficará sob a responsabilidade da Coordenadoria de Saúde da Região Metropolitana da Grande São
Paulo a aplicação e a avaliação da prova prática para Auxiliar Técnico de Saúde (Protético). A prova prática
para as categorias de Motorista e de Oficial Administrativo estará sob a responsabilidade da Fundação
VUNESP tanto a aplicação como a avaliação.
9.1.1. Para prestação da prova prática, o candidato deverá levar documento de identidade, conforme item
6.3. do capítulo 6. DA PRESTAÇÃO DA PROVA.
9.2. Auxiliar Técnico de Saúde (Protético):
9.2.1. A prova prática terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de 0 (zero) a 100
(cem) pontos.
9.2.2. Os critérios de avaliação e a duração da prova prática serão divulgados quando da convocação dos
candidatos para a prova.
9.2.3. Será aprovado na prova prática o candidato que obtiver nota igual ou superior a 60 (sessenta)
pontos.
9.3. Motorista:
9.3.1. A prova prática terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de 0 (zero) a 100
(cem) pontos.
9.3.2. Para a realização da prova prática, o candidato deverá apresentar-se munido de documento de
identidade no seu original e Carteira Nacional de Habilitação - Categoria "D" ou "E", dentro do prazo de
validade, fazendo uso de óculos ou lente de contato, quando houver a exigência na CNH.
9.3.3. O percurso terá duração de, aproximadamente, 20 (vinte) minutos, que objetivará aferir a experiência,
adequação de atitudes, postura e habilidades do candidato em dirigir veículos na categoria exigida, de
acordo com o itinerário pre-estabelecido, na cidade ou na estrada.
9.3.4. A avaliação incidirá sobre a demonstração prática dos conhecimentos e habilidades na prática do
volante, objetivando apenas declarar aptidão ou inaptidão do candidato para o exercício da função.
9.3.5. Será considerado aprovado o candidato que obtiver nota 60 (sessenta); o candidato com nota inferior
a sessenta será desclassificado do concurso, independentemente da pontuação obtida na prova objetiva.
9.4. Oficial Administrativo:
9.4.1. A prova prática será avaliada na escala de 0 (zero) a 200 (duzentos) pontos, utilizando-se critério de
avaliação de escore bruto.
9.4.2. Buscando aferir o conhecimento do candidato, a prova constará de duas partes: utilização de Editor
de texto (Microsoft Word 97/2000) e de Planilha (Microsoft Excel 97/2000), em microcomputador do tipo PC
com processador 486 ou Pentium, em ambiente gráfico Microsoft Windows. A aplicação será feita por
turmas, sendo os candidatos chamados em intervalos de 40 (quarenta) minutos.
9.4.3. A prova no Word será avaliada quanto à digitação de texto (transcrição) e à formatação do texto
(alfa/numérico) digitado e terá a duração de 10 minutos.
9.4.4. Na produção/digitação serão considerados os toques brutos e os erros (número e tipos de erros
cometidos na transcrição), na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos.
9.4.5. Os toques brutos correspondem ao número total de toques dados pelo candidato, incluindo vírgulas,
espaços, pontos, acentuação e mudanças de parágrafo.
9.4.6. Os erros serão observados toque a toque, comparando-se com o texto original, considerando-se 1
(um) erro cada uma das seguintes ocorrências:
- inversão de letras, omissão e/ou excesso de letras, sinais e/ou acentos; letras, sinais e/ou acentos
errados; duplicação de letras;
- falta de espaço entre palavras;espaço a mais entre palavras e letras;
- falta ou uso indevido de maiúsculas;
- tabulação desigual; falta de tabulação e colocação de tabulação onde não existe.
9.4.7. Os toques líquidos serão calculados levando-se em conta o número de toques brutos, diminuído do
número de erros cometidos, segundo a fórmula:
TL = (TB - ERROS)
Onde:
TL = toques líquidos
TB = toques brutos
ERROS = toques errados
9.4.8. Em princípio, a nota 100 (cem) será atribuída à transcrição sem erros, em que o candidato tenha
produzido 660 (seiscentos e sessenta) toques líquidos.
9.4.9. A formatação do texto digitado, que seguirá as instruções a serem dadas quando da aplicação da
prova, será pontuada de 0 (zero) a 50 (cinqüenta) pontos, sendo os seguintes erros observados e
pontuados em 5 (cinco) para cada ocorrência:
- fonte, tamanho, alinhamento, espaçamento (entre linhas, entre parágrafos), negrito, itálico, sublinhado,
margem, parágrafo.
9.4.10. A prova no Excel será avaliada na escala de 0 (zero) a 50 (cinqüenta) pontos e constará de um rol
de tarefas a serem realizadas em 10 minutos, de acordo com instruções predeterminadas. As divergências
serão consideradas como erro, com a seguinte pontuação:
- ausência de logotipo; brasão; título; classificação; cálculo, sombreamento, grade de tabela - desconto de 5
pontos para cada ausência;
- uso indevido (contrariando as especificações) de fonte; tamanho da fonte; alinhamento, formato - desconto
de 3 pontos para cada erro;
- para cada uma das seguintes ocorrências, desconto de 1 ponto:
a) inversão de letras; omissão e/ou excesso de letras, sinais e/ou acentos; letras, sinais e/ou acentos
errados; duplicação de letras;
b) falta de espaço entre palavras; espaço a mais entre palavras ou letras;
c) falta ou uso indevido de maiúsculas;
d) tabulação desigual; falta de tabulação e colocação de tabulação onde não existe.
9.4.11. Em princípio, a nota 50 (cinqüenta) será atribuída ao cumprimento das tarefas sem erro de dados e
especificações.
9.4.12. A nota da prova prática corresponderá à soma dos pontos obtidos na prova de Word (digitação e
formatação) e Excel. Será considerado habilitado na prova prática o candidato que obtiver nota igual ou
superior a 75 (setenta e cinco) na prova de Word e 25 (vinte e cinco) na prova de Excel.
9.4.13. Não haverá, em hipótese alguma, vista ou revisão de prova(s).
10. DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA
10.1. Destina-se à avaliação do perfil psicológico do candidato, a fim de verificar sua capacidade de
adaptação e seu potencial de desempenho positivo como motorista, segundo parâmetros estabelecidos
pela definição do perfil psicológico, adotado como padrão pela Secretaria de Estado da Saúde.
10.2. Das características:
a) Controle emocional: habilidade do candidato em reconhecer as próprias emoções, diante de um estímulo
qualquer, antes que elas interfiram em seu comportamento, controlando-as, a fim de que se manifestem de
maneira adequada no meio em que estiver inserido, devendo o candidato adaptar-se, mantendo intacta a
capacidade de raciocínio.
b) Ansiedade: aceleração das funções orgânicas, causando agitação emocional que pode afetar a
capacidade cognitiva do candidato, devido à antecipação de conseqüências futuras. A preocupação
antecipada leva a um estado de preparação física e psicológica para defender a incolumidade pessoal
contra uma possível adversidade, o que deixa o indivíduo em constante estado de alerta.
c) Impulsividade: falta de capacidade para governar as próprias emoções, caracterizando-se pela surpresa
nas reações e pela tendência de agir de forma involuntária, inesperada.
d) Resistência à frustração: habilidade do candidato em manter suas atividades em bom nível qualitativo e
quantitativo, quando privado da satisfação de uma necessidade pessoal, em uma dada situação de trabalho
em particular.
e) Controle e canalização produtiva da agressividade: capacidade de o candidato controlar a manifestação
da energia agressiva a fim de que não surja de forma inadequada em seu comportamento, e para que, ao
mesmo tempo, possa direcioná-la à realização de atividades que sejam benéficas para si e para a
sociedade, mostrando-se uma pessoa combativa.
f) Disposição para o trabalho: capacidade para lidar, de maneira produtiva, com tarefas ou situações. Tal
capacidade implica uma disposição para agir ou empreender uma ação, tomando a frente em uma
determinada situação.
g) Iniciativa: capacidade que implica a disposição para agir ou empreender uma ação, tomando a frente em
uma determinada necessidade ou situação.
h) Capacidade de cooperar e trabalhar em grupo: disposição do candidato para ceder às exigências do
grupo, ao mesmo tempo que se propõe a atender às solicitações de apoio, emprestando suas habilidades
em prol da realização de ações para a conclusão das tarefas, visando atingir objetivos pelos seus
componentes.
i) Relacionamento interpessoal: capacidade de perceber e reagir adequadamente às necessidades,
sentimento e comportamento dos outros.
j) Flexibilidade de conduta: capacidade de diversificar seu comportamento de modo adaptativo, atuando
adequadamente, de acordo com as exigências de cada situação em que estiver inserido.
k) Criatividade: habilidade do candidato em tirar conclusões e revitalizar soluções antigas a que chegou
pela própria experiência anterior e vivência interna, apresentando, novas soluções para os problemas
existentes, procurando, assim, buscar formas cada vez mais eficazes de realizar ações e atingir objetivos,
valendo-se dos meios disponíveis no momento.
10.3. A avaliação psicológica é integrada pela análise de dados obtidos por meio da aplicação de técnicas e
métodos psicológicos, sendo realizada individual e coletivamente a todos os candidatos aprovados na prova
prática.
10.4. Quando da divulgação do resultado será publicado o conceito "apto" ou "inapto", conforme descrição:
- Apto: significa que o candidato apresentou, no concurso, o perfil psicológico pessoal compatível com o
perfil psicológico profissional descrito nas características constantes do item 10.2..
- Inapto: significa que o candidato não apresentou, no concurso, o perfil psicológico compatível com o perfil
psicológico profissional exigido, que foi descrito nas características constantes do item 10.2..
10.4.1. A inaptidão na Avaliação Psicológica não pressupõe a existência de transtornos mentais. Refere-se,
tão somente, à inadequação ao perfil psicológico exigido para o desempenho das funções inerentes à
categoria pretendida, em nada interferindo no que diz respeito ao prosseguimento do seu exercício
profissional normal.
10.4.2. Nenhum candidato inapto será submetido a novo exame ou prova dentro do presente concurso.
10.4.3. O motivo de inaptidão somente será divulgado ao candidato ou ao seu representante legal,
atendendo aos ditames da ética psicológica e mediante requerimento enviado à comissão do concurso.
11. DOS TÍTULOS
11.1. Concorrerão à contagem de pontos por títulos somente os candidatos habilitados nas provas previstas
noCapítulo 5 deste Edital para as categorias de Administrador, Assistente Social, Biologista, Cirurgião-
Dentista, Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médicos (todas as especialidades),
Motorista, Nutricionista, Psicólogo, Técnico de Reabilitação Física e Terapeuta Ocupacional, observado o
disposto no Anexo IV - Tabela de Títulos.
11.2. Para as demais categorias, o candidato habilitado e estável nos termos do Parágrafo 1º, do artigo 18
das Disposições Transitórias da Constituição Estadual, poderá entregar Certidão de Tempo de Serviço
Público, expedida pelo órgão oficial competente, para que o tempo considerado para fins de estabilidade
seja contado como título.
11.3. A cada ano completo será atribuído o valor de 0,5 ponto, até o total máximo de 10 pontos, que será
acrescido à nota da prova.
11.4. O tempo de serviço acima mencionado será considerado até 05/10/88, na categoria para a qual
concorre.
11.5. As informações sobre local, data, horário e demais especificações para encaminhamento dos títulos
dos candidatos aprovados na forma prevista neste Edital serão divulgadas através do DOE.
11.6. Serão considerados títulos, desde que devidamente comprovados, os constantes na Tabela de Títulos
- Anexo IV.
11.7. Não serão aceitos protocolos de solicitação de comprovação de tempo de serviço.
11.8. A entrega e comprovação dos títulos serão de exclusiva responsabilidade do candidato.
11.9. O candidato deverá encaminhar os títulos objeto de pontuação nos termos previstos no item 11.5.
11.10. O recebimento e a apuração dos pontos referentes aos títulos serão feitos pela Secretaria de Estado
da Saúde.
11.11 Todos os documentos apresentados, cuja devolução não for solicitada no prazo de 90 (noventa) dias
contados a partir da homologação do resultado final do Concurso Público, poderão ser inutilizados pela
Secretaria de Estado da Saúde.
12. DA CLASSIFICAÇÃO DOS CANDIDATOS
12.1. Os candidatos habilitados/aprovados serão classificados, por Unidade, em ordem decrescentedo total
de pontos, com exceção da categoria de Médico.
12.1.1. Para as categorias às quais será aplicada somente a prova objetiva, o total de pontos corresponderá
à nota obtida nessa prova.
12.1.2. Para as categorias às quais serão aplicadas provas objetiva, prática e/ou de títulos, o total de pontos
corresponderá à somatória de todas as notas obtidas.
12.2 Serão publicadas, no Diário Oficial do Estado de São Paulo, por Unidade, uma lista geral de todos os
candidatos aprovados e outra especial, considerando apenas os candidatos deficientes aprovados.
12.3. No prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados da publicação das listas de classificação, os portadores de
deficiência aprovados deverão submeter-se à perícia médica para comprovação da deficiência indicada no
ato da inscrição e de sua compatibilidade com o exercício das atribuições da categoria.
12.4. A perícia será realizada pelo Departamento de Perícias Médicas do Estado ou pelas Unidades
autorizadas, por especialista na área da deficiência de cada candidato, devendo o laudo ser proferido no
prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados do respectivo exame.
12.5. Quando a perícia concluir pela inaptidão do candidato, constituir-se-á, no prazo de 5 (cinco) dias úteis
contados da conclusão do laudo, junta médica para nova inspeção, da qual poderá participar profissional
indicado pelo candidato.
12.6. A indicação do profissional pelo candidato deverá ser feita no prazo de 5 (cinco) dias úteis contados
da ciência do laudo referido no item 12.4.
12.7. A junta médica deverá apresentar conclusão no prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados da realização
do exame.
12.8. Não caberá qualquer recurso da decisão proferida pela junta médica.
12.9. Realizados os exames mencionados nos itens 12.4. e 12.5, o Departamento de Perícias Médicas do
Estado ou as Unidades autorizadas encaminharão ao Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos
da Coordenadoria de Saúde da Região Metropolitana da Grande São Paulo, Av. Dr. Arnaldo, 351, 4º andar,
sala 423, no prazo de 3 (três) dias úteis, listagem contendo relação dos candidatos portadores de
deficiência submetidos à inspeção médica e o devido resultado.
12.10. Findo o prazo estabelecido no item anterior, o Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos da
Coordenadoria de Saúde da Região Metropolitana da Grande São Paulo publicará, no DOE, as listas de
Classificação Final Geral e Especial, das quais serão excluídos os portadores de deficiência considerados
inaptos na inspeção médica.
12.11. O candidato cuja deficiência não for configurada constará apenas da lista de Classificação Geral.
12.12. Não ocorrendo inscrição no Concurso Público ou aprovação de candidatos portadores de deficiência,
será elaborada somente uma lista de Classificação Final Geral.
12.13. O percentual de vagas reservado aos portadores de deficiência será revertido para aproveitamento
de candidatos da lista de Classificação Final Geral, se não houver inscrição, aprovação ou ainda se o
número de aprovados portadores de deficiência não atingir o limite a eles reservado.
12.14. Na hipótese de igualdade de nota final terá preferência, sucessivamente, o candidato que:
12.14.1. obtiver maior número de acertos nas questões de Conhecimentos Específicos, quando for o caso;
12.14.2. obtiver maior nota na prova prática, quando for o caso;
12.14.3. obtiver maior número de acertos nas questões de Português;
12.14.4. tiver maior idade.
13. DOS RECURSOS
13.1. Caberá recurso:
13.1.1. da lista especial (candidatos que estarão concorrendo às vagas reservadas aos portadores de
deficiência), dentro de 3 (três) dias úteis a contar do dia seguinte ao da data da publicação;
13.1.1.1. no caso de recurso em pendência à época da realização da prova, o candidato participará
condicionalmente do Concurso;
13.1.2. da realização da prova, dentro de 3 (três) dias úteis a contar do dia seguinte ao da data da sua
realização;
13.1.3. do gabarito, da nota da prova, da classificação prévia, dentro de 3 (três) dias úteis a contar do dia
seguinte ao da data de publicação.
13.2. Os recursos deverão ser dirigidos ao Diretor do Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos
da Coordenadoria de Saúde da Região Metropolitana da Grande São Paulo, digitados ou datilografados e
entregues em duas vias (original e cópia), com capa contendo o nome do candidato, número do documento
de identidade, o nome da categoria e o número de inscrição. Cada questão ou item deverá ser apresentada
em folha separada, com argumentação lógica e consistente, com identificação do candidato.
13.3. Somente serão apreciados os recursos expressos em termos convenientes, que apontarem
circunstâncias que os justifiquem, e interpostos dentro do prazo.
13.4. O recurso interposto por procurador só será aceito se estiver acompanhado do respectivo instrumento
de mandato, com firma reconhecida e cópia reprográfica do documento de identidade do procurador.
13.5. Não serão aceitos recursos interpostos por via postal, fac-símile (fax), Internet, telegrama ou outro
meio que não seja o especificado neste Edital.
13.6. Os recursos recebidos serão encaminhados à Fundação VUNESP para análise e manifestação a
propósito do argüido, sendo a resposta encaminhada diretamente para a Secretaria de Estado da Saúde. A
decisão do deferimento ou indeferimento do recurso será dada a conhecer coletivamente, através de
publicação, pela Secretaria de Estado da Saúde, no DOE.
13.7. O(s) ponto(s) relativo(s) à(s) questão(ões) eventualmente anulada(s) será(ão) atribuído(s) a todos os
candidatos presentes.
13.8. Os recursos serão protocolados e entregues na Fundação VUNESP, Rua Dona Germaine Burchard,
515 - Água Branca/Perdizes,no horário da 09h00 às 16h00, e dirigidos ao Núcleo de Desenvolvimento de
Recursos Humanos.
13.9. O recurso interposto sem o fornecimento de qualquer dos dados constantes dos itens anteriores ou
fora do respectivo prazo não será aceito.
14. DA ESCOLHA DE VAGAS
14.1. A convocação para escolha de vaga será efetuada mediante publicação no DOE.
14.2. A escolha de vaga dos candidatos aprovados, com exceção dos inscritos na categoria de Médico, far-
se-á por Unidade, de acordo com a opção apontada no ato da inscrição, obedecida, rigorosamente, a
ordem de classificação.
14.3. Para a categoria de Médico, por ocasião da escolha de vaga, serão oferecidas as vagas destinadas,
por especialidade, às unidades hospitalares discriminadas no Anexo I, observada, rigorosamente, a ordem
de classificação.
15. DA NOMEAÇÃO/ADMISSÃO
15.1. A Secretaria de Estado da Saúde reserva-se o direito de não nomear/admitir o candidato que já tenha
tido seu contrato de trabalho rescindido por justa causa ou dispensado/exonerado por processo
administrativo.
15.2. A nomeação/admissão obedecerá à ordem de classificação dos candidatos, de acordo com a
necessidade da Secretaria de Estado da Saúde, desde que considerados aptos na verificação dos
requisitos exigidos para participação no Concurso Público e para o exercício da categoria, bem como em
inspeção de saúde a ser realizada pelo Departamento de Perícias Médicas do Estado ou pelas Unidades
autorizadas, obedecidos os prazos estabelecidos em leis.
16. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
16.1. O ato de inscrição do candidato presume o inteiro conhecimento das regras contidas neste Edital, nas
instruções especiais e demais atos e normas regulamentares, importando na expressa aceitação das
normas e condições do Concurso Público.
16.2. A inexatidão das declarações ou irregularidades de documentos, ainda que verificadas
posteriormente, eliminarão o candidato do Concurso Público, anulando-se todos os atos decorrentes da
inscrição.
16.3. Todas as convocações, avisos e resultados serão publicados no DOE e disponibilizados nas
Unidades de Saúde apontadas no presente edital exceto para a categoria de Médico que estará disponível
no Núcleo de Desenvolvimento de Recursos Humanos, da Coordenadoria de Saúde da Região
Metropolitana da Grande São Paulo, da sita na Av. Dr. Arnaldo, 351, 4º andar - São Paulo - SP, de segunda
a sexta-feira, das 09h00 às 16h00.
16.4. Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação no Concurso,
valendo, para esse fim, as listagens divulgadas através do DOE.
16.5. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos, enquanto não
consumada a providência ou evento que lhes disser respeito, ou até a data da convocação dos candidatos
para a prova correspondente, circunstância que será mencionada em Edital ou aviso a ser publicado.
16.6. Em caso de necessidade de alteração, atualização ou correção dos dados cadastrais, após a
realização das provas, o candidato aprovado deverá solicitá-la, pessoalmente, no Núcleo de
Desenvolvimento de Recursos Humanos, da Coordenadoria de Saúde da Região Metropolitana da Grande
São Paulo, sita na Av. Dr. Arnaldo, 351, 4º andar, São Paulo - SP, para a categoria de Médico (todas as
especialidades) e para as demais categorias na Unidade de Saúde para a qual está concorrendo a uma
vaga.
16.7. A aprovação do candidato no Concurso Público não implica a obrigatoriedade da sua
nomeação/admissão, cabendo à Secretaria de Estado da Saúde o direito de aproveitar os candidatos
aprovados em número estritamente necessário para o provimento ou preenchimento das vagas existentes e
as que vierem a surgir, de acordo com as suas necessidades e durante a vigência legal do Concurso
Público.
16.8. Os casos omissos serão resolvidos conjuntamente pela Secretaria de Estado da Saúde e pela
Fundação VUNESP no que tange à realização do Concurso Público.
São Paulo, 30 de junho de 2003.
ANEXO I - DAS CATEGORIAS
TAXA R$
CATEGORIAS
SALÁRIO
JORNADA DE TRABALHO
REQUISITOS
18,00
Agente de Saúde
470,79
30 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Ascensorista
416,30
30 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Atendente de Consultório Dentário
452,03
30 horas semanais
Ensino Fundamental Completo e registro como Atendente de Consultório Dentário no Conselho Regional de
Odontologia (região de São Paulo).
18,00
Auxiliar de Laboratório
447,11
20 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Auxiliar de Radiologia
452.03
20 horas semanais
Ensino Fundamental Completo.
18,00
Auxiliar de Serviços
412,96
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Auxiliar de Serviços de Saúde
416,10
30 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Motorista
471,64
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo e Carteira de Habilitação na categoria D ou E, dentro do prazo de validade.
18,00
Oficial de Serviços e Manutenção (Eletricista)
416,30
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Oficial de Serviços e Manutenção (Encanador)
416,30
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Oficial de Serviços e Manutenção (Lavanderia)
416,30
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Oficial de Serviços e Manut (Marceneiro)
416,30
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Oficial de Serviços e Manutenção (Pedreiro)
416,30
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Oficial de Serviços e Manutenção (Pintor)
416,30
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Oficial de Serviços e Manutenção (Reparador Geral)
416,30
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Telefonista
416,30
30 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Trabalhador Braçal
412,96
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
18,00
Vigia
416,30
40 horas semanais
Ensino Fundamental Completo
25,00
Agente Técnico de Saúde
512,77
30 horas semanais
Ensino Médio Completo.
25,00
Auxiliar de Enfermagem
574,15
30 horas semanais
Ensino Médio Completo e Curso de Auxiliar de Enfermagem completo em escola reconhecida nos termos
da Lei e registro profissional no Conselho Regional de Enfermagem (região de São Paulo)
25,00
Auxiliar Técnico de Saúde
475,92
30 horas semanais
Ensino Médio Completo.
25,00
Auxiliar Técnico de Saúde (Protético)
475,92
30 horas semanais
Ensino Médio Completo.
25,00
Oficial Administrativo
476,12
40 horas semanais
Ensino Médio Completo.
25,00
Técnico de Laboratório
543,79
20 horas semanais
Ensino Médio Completo.
25,00
Técnico de Radiologia
543,79
20 horas semanais
Ensino Médio Completo.
50,00
Administrador
726,87
40 horas semanais
Ensino Superior Completo em Administração e registro profissional no Conselho Regional de Administração
(região de São Paulo).
50,00
Assistente Social
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo em Serviço Social e registro profissional no Conselho Regional de Serviço Social
(região de São Paulo).
50,00
Biologista
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo em Biologia ou Biomedicina ou Farmácia ou Bioquímica e registro no Conselho
Regional de Biologia ou Biomedicina ou Farmácia ou Medicina (região de São Paulo).
50,00
Cirurgião-Dentista
1.077,96
20 horas semanais
Ensino Superior Completo em Odontologia e registro profissional no Conselho Regional de Odontologia
(região de São Paulo).
50,00
Enfermeiro
845,97
30 horas semanais
Ensino Superior Completo em Enfermagem e registro profissional no Conselho Regional de Enfermagem
(região de São Paulo).
50,00
Farmacêutico
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo em Farmácia e registro profissional no Conselho Regional de Farmácia (região
de São Paulo).
50,00
Fisioterapeuta
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo em Fisioterapia e registro profissional no Conselho Regional de Fisioterapia e
Terapia Ocupacional (região de São Paulo).
50,00
Fonoaudiólogo
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo em Fonoaudiologia e registro profissional no Conselho Regional de
Fonoaudiologia (região de São Paulo).
50,00
Médico (Alergia e Imunologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Alergia e Imunopatologia e/ou Residência Médica completa em Alergia e Imunologia em
instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Anestesiologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Anestesiologia e/ou Residência Médica completa em Anestesiologia concedido pela
Sociedade Brasileira de Anestesia.
50,00
Médico (Angiologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Angiologia e/ou Residência Médica completa em Angiologia em instituição reconhecida
pelo MEC.
50,00
Médico (Cancerologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Oncologia e/ou Residência Médica completa em Oncologia em instituição reconhecida
pelo MEC.
50,00
Médico (Cardiologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Cardiologia concedido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e/ou Residência Médica
completa em Cardiologia em instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Cirurgia Cabeça e Pescoço)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Cirurgia Cabeça e Pescoço e/ou Residência Médica completa em Cirurgia de Cabeça e
Pescoço em Instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Cirurgia Cardiovascular)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Cirurgia Cardiovascular e/ou Residência Médica completa em Cirurgia Cardiovascular
em Instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Cirurgia do Aparelho Digestivo)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Cirurgia do Aparelho Digestivo e/ou Residência Médica completa em Cirurgia do
Aparelho Digestivo em Instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Cirurgia Geral)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Cirurgia Geral e/ou Residência Médica completa em Cirurgia Geral em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Cirurgia Pediátrica)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de especialista em Cirurgia Pediátrica e/ou Residência Médica completa em Cirurgia Pediátrica em
instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Cirurgia Plástica)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Cirurgia Plástica e/ou Residência Médica completa em Cirurgia Plástica em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Cirurgia Torácica)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Cirurgia Torácica e/ouResidência Médica completa em Cirurgia Torácica em Instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Cirurgia Vascular)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Cirurgia Vascular e/ou Residência Médica completa em Cirurgia Vascular em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Clínica Médica)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Clínica Médica e/ou Residência Médica completa em Clínica Médica em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Coloproctologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Coloproctologia e/ou Residência Médica completa em Coloproctologia em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Dermatologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Dermatologia e/ou Residência Médica completa em Dermatologia em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Endocrinologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Endocrinologia e/ou Residência Médica completa em Endocrinologia em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Gastroenterologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Gastroenterologia e/ou Residência Médica completa em Gastroenterologia em
instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Geriatria)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicinade São Paulo e Título
de Especialista em Geriatria e/ou Residência Médica completa em Geriatria em instituição reconhecida pelo
MEC.
50,00
Médico (Ginecologia e Obstetrícia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia e/ou Residência Médica completa em Obstetrícia e
Ginecologia em instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Hematologia e Hemoterapia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Hematologia e Hemoterapia e/ou Residência Médica completa em Hematologia e
Hemoterapia em instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Infectologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Infectologia e/ou Residência Médica completa em Infectologia em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Mastologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Mastologia e/ou Residência Médica completa em Mastologia em instituição reconhecida
pelo MEC.
50,00
Médico (do Trabalho)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Medicina do Trabalho e/ou Residência Médica completa em Medicina do Trabalho em
instituição reconhecida pelo MEC e/ou Curso de especialização em Medicina do Trabalho em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Medicina Física e Reabilitação)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Medicina Física e Reabilitação e/ou Residência Médica completa em Medicina Física e
Reabilitação em instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Medicina Intensiva)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Medicina Intensiva e/ou Residência Médica completa em Medicina Intensiva em
instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Nefrologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Nefrologia e/ou Residência Médica completa em Nefrologia em instituição reconhecida
pelo MEC.
50,00
Médico (Neurocirurgia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Neurocirurgia e/ou Residência Médica completa em Neurocirurgia em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Neurologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Neurologia e/ou Residência Médica completa em Neurologia em instituição reconhecida
pelo MEC.
50,00
Médico (Oftalmologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Oftalmologia e/ou Residência Médica completa em Oftalmologia em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Ortopedia e Traumatologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Ortopedia e Traumatologia e/ou Residência Médica completa em Ortopedia e
Traumatologia em instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Otorrinolaringologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Otorrinolaringologia e/ou Residência Médica completa em Otorrinolaringologia em
instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Patologia Clínica)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Patologia Clínica e/ou Residência Médica completa em Patologia Clínica em Instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Pediatria)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Pediatria e/ou Residência Médica completa em Pediatria em instituição reconhecida
pelo MEC.
50,00
Médico (Pneumologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Pneumologia e/ou Residência Médica completa em Pneumologia em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Psiquiatria)
1.077,96
20 horas semanais
NÍvel superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Psiquiatria e/ou Residência Médica completa em Psiquiatria em instituição reconhecida
pelo MEC.
50,00
Médico (Radiologia e Diagnóstico por Imagem)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem e/ou Título de Especialista em Diagnóstico por
Imagem: Ultra-sonografia Geral e/ou Residência Médica completa em Radiologia e Diagnóstico por Imagem
em Instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Reumatologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Reumatologia e/ou Residência Médica completa em Reumatologia em instituição
reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Socorrista)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e
Residência Médica completa em Clínica Médica em Instituição reconhecida pelo MEC.
50,00
Médico (Urologia)
1.077,96
20 horas semanais
Nível superior completo em Medicina com registro no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e Título
de Especialista em Urologia e/ou Residência médica completa em Urologia em instituição reconhecida pelo
MEC.
50,00
Nutricionista
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo e registro no Conselho Regional de Nutrição - CRN (região de São Paulo).
50,00
Psicólogo
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo em Psicologia e registro no Conselho Regional de Psicologia (região de São
Paulo).
50,00
Técnico de Reabilitação Física
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo em Educação Física e registro no MEC.
50,00
Terapeuta Ocupacional
727,07
30 horas semanais
Ensino Superior Completo e registro como Terapeuta Ocupacional no Conselho Regional de Fisioterapia e
Terapia Ocupacional (região de São Paulo).
ANEXO II - DESCRIÇÃO SUMÁRIA (EM ORDEM ALFABÉTICA POR CATEGORIA)
ADMINISTRADOR
Planeja, organiza, controla e supervisiona os serviços técnico-administrativos, serviços hospitalares, bem
como, a utilização dos recursos humanos, materiais e financeiros e outros, fixando políticas de ação e
acompanhando seu desenvolvimento, para assegurar a correta aplicação, produtividade e eficiência,
objetivos e metas estabelecidos dos referidos serviços. Analisa as características da unidade, os recursos
disponíveis e a rotina dos serviços mediante dados, para avaliar, estabelecer ou alterar práticas
administrativas; elabora pareceres, relatórios, planos, projetos em que se exija a aplicação de
conhecimentos inerentes às técnicas da unidade; controla, analisa e propõe alterações nos contratos
diversos; analisa os resultados de implantação dos novos métodos, efetuando comparações entre as metas
programadas e os resultados atingidos; prepara estudos pertinentes ao recrutamento, seleção, treinamento,
promoção e demais aspectos da administração de pessoal, bem como, o dimensionamento da unidade
hospitalar, estabelecendo princípios, normas e funções, garantindo a produtividade e eficiência dos serviços
executados, acompanhando o desenvolvimento da unidade.
AGENTE DE SAÚDE
Encaminhar papéis e amostras de material biológico para o laboratório. Manter em ordem o setor e
convocar limpeza se necessário. Acompanhar a entrega de mercadorias. Controlar as mercadorias em
estoque. Acompanhar a higienização do S.N.D.. Distribuir as refeições dos pacientes. Fazer a montagem
das dietas dos pacientes. Pesquisar novas técnicas para aplicar no serviço de produção. Atender a
solicitação de dietas. Desempenhar tarefas afins.
AGENTE TÉCNICO DE SAÚDE
Fazer o controle dos estoques de leite humano, bem como, todas as outras fases. Agendar, registrar e
entregar os Laudos após os exames nas enfermarias. Receber os pacientes que dão entrada na unidade.
Organizar fila para o preenchimento da ficha, bem como, orientar o paciente no que tange a marcação de
consultas ambulatoriais e realização de exames. Exercer outras atividades correlatas determinadas pelo
superior imediato.
ASCENSORISTA
Operar o elevador, conduzindo passageiros ou cargas aos andares solicitados.
ASSISTENTE SOCIAL
Realizar atendimento individual com pacientes ou familiares, utilizar-se de princípios, técnicas e métodos de
Serviço Social, de forma a identificar, analisar, resolver problemas e necessidades básicas, visando a um
melhor aproveitamento do tratamento médico. Promover ações que visem a assistência hospitalar
humanizada ao paciente.
ATENDENTE DE CONSULTÓRIO DENTÁRIO
Realizar o preparo do paciente, do campo de trabalho e do campo operatório.Providenciar a chegada e a
entrega do material estéril e do contaminado, do Centro de Esterilização do Consultório. Providenciar listas
de materiais de consumo do consultório, assim como encaminhar os pedidos e conferir a chegada do
material solicitado. Supervisionar e solicitar a limpeza do consultório. Providenciar a chegada e a entrega
dos prontuários dos pacientes, bem como o preenchimento do registro dos pacientes do consultório.
Realizar as normas de bio-segurança para o correto funcionamento do trabalho. Executar outras tarefas
correlatas determinadas pelo superior imediato.
AUXILIAR DE ENFERMAGEM
Preparar e acompanhar o paciente para exames complementares, curativos, conforme orientação e
supervisão do enfermeiro. Manter ordem e limpeza na Unidade e zelar pelas pastas de Manual de
Procedimentos e Rotinas de Enfermagem. Prestar cuidados de enfermagem no pré e pós-operatório.
Circular em sala de cirurgia durante o ato operatório, sob orientação do enfermeiro. Comunicar alterações e
intercorrências com o paciente. Prestar cuidados diretos aos pacientes seguindo a Sistematização da
Assistência de Enfermagem (SAE). Calcular e administrar medicamentos. Promover a assistência
humanizada ao paciente. Executar outras tarefas correlatas determinadas pelo superior imediato.
AUXILIAR DE LABORATÓRIO
Executar tarefas de auxílio à parte técnica como: coleta de materiais, preparo de reagentes, corantes, meios
de cultura, etc.. Preparar equipamentos e materiais para esterilização, urina, fezes e soro para análise.
Fazer lavagem de acessórios de uso laboratorial. Fazer o registro de exames. Manter a limpeza de
bancadas e equipamentos.
AUXILIAR DE RADIOLOGIA
Zelar para que as câmaras claras e escuras estejam na mais perfeita ordem. Cuidar para que as luzes de
segurança não estejam com defeito. Acertar os filmes cortando os cantos e beiradas. Retirar os filmes do
chassi com técnica correta evitando manchas e arranhões. Fazer um mapa diário de controle de todos os
filmes gastos. Preparar produtos químicos. Revelar filmes, preservar câmaras, processadoras, chassis e
ECRANS, executar outras tarefas correlatas determinadas pelo superior imediato.
AUXILIAR DE SERVIÇOS
Entregar e receber materiais e expedientes diversos relacionados à unidade. Atender ao público e às
ligações telefônicas fornecendo as informações que se fizerem necessárias. Executar pequenas tarefas de
escritório, tais como digitação de documentos e etc... Conferir, organizar, arquivar e desarquivar
expedientes diversos de acordo com a necessidade do Instituto. Guardar e arrumar objetos. Executar
tarefas de movimentação de material, limpeza em geral, entre outras.
AUXILIAR DE SERVIÇOS DE SAÚDE
Controlar e cuidar da manutenção e do uso adequado dos materiais e ferramentas, auxiliando o profissional
técnico de saúde nas diversas fases de tratamento do paciente. Receber óbito, registrar em livro próprio e
colocar o corpo na câmara fria após identificação; preparar o corpo para sepultamento. Encaminhar o óbito
para o serviço de verificação de óbito e Instituto Médico Legal, quando se fizer necessário. Zelar pela
conservação e higiene do local de trabalho. Auxiliar e orientar pacientes durante o atendimento no Setor.
AUXILIAR TÉCNICO DE SAÚDE
Acondicionar medicamentos. Fazer rótulos e acondicionar os medicamentos em recipientes adequados.
Conferir e escriturar a entrada e saída de medicamentos, mantendo sue controle. Encaminhar e distribuir os
medicamentos às unidades solicitantes. Cumprir normas, rotinas e regulamentos do hospital. Exercer
funções inerentes à realização da necropsia, transporte, paramentação e manipulação de cadáver na mesa,
bem como, abertura e dissecação, segundo a melhor técnica e obedecendo à orientação do médico
patologista.
AUXILIAR TÉCNICO DE SAÚDE (PROTÉTICO)
Tirar molde das arcadas superior e inferior com ajuda das impressões em cera, argila ou outro material
executadas pelo dentista, e que lhe servem de orientação para o trabalho. Desenhar e modelar dentaduras
e pontes e demais próteses dentárias. Trabalhar em cerâmica, porcelana e ouro, fazendo jaquetas,
enceramentos, etc...Receber orientação do cirurgião dentista ou outro profissional, nos trabalhos protéticos
encomendados, o qual se encarrega, também, da revisão através das provas de boca realizadas no cliente.
Zelar pela conservação, guarda e higiene dos equipamentos, aparelhos, instrumentos e local de serviço.
BIOLOGISTA
Realizar estudos e experiências de laboratório com espécimes biológicas. Fazer triagem de doadores,
aférese terapêutica e não-terapêutica, fracionamento e estocagem de sangue e componentes, tipagem
sangüínea de doadores e de receptores, pesquisa de anticorpos irregulares de doadores, preparo de
sangue.
CIRURGIÃO-DENTISTA
O atendimento odontológico compreende periodontia, endodontia, ortodontia, dentística, semiologia,
patologia bucal, cirurgia oral menor. Produzir trabalhos científicos e pesquisas odontológicas nas diversas
áreas de atuação. Dar assistência buco-dentária e escolares a pacientes internados em hospitais e
estabelecimentos psiquiátricos.
ENFERMEIRO
Manter controle administrativo, técnico, operacional e ético sobre as diversas atividades de enfermagem
desenvolvidas no setor. Prestar assistência integral aos pacientes sempre que houver necessidade.
Participr da visita médica aos pacientes, inteirando-se de seus diagnósticos, evolução clínica e tratamentos
indicados. Desempenhar tarefas afins. Fazer a admissão do paciente aplicando Sistematização da
Assistência de Enfermagem (SAE) nas unidades.
FARMACÊUTICO
Executar, supervisionar, assinar e expedir quando necessário, os exames solicitados na unidade.
Supervisionar a execução de todos os exames executados na unidade.
FISIOTERAPEUTA
Elaborar o diagnóstico fisioterapêutico compreendido como avaliação físico-funcional, sendo esta um
processo pela qual através de metodologia e técnicas fisioterapêuticas, são estudados os desvios físico-
funcional intercorrentes, na sua estrutura e no funcionamento com finalidade de detectar as alterações
apresentadas, consideradas os diversos graus de normalidade para os de anormalidades.
FONOAUDIÓLOGO
Identificar problemas ou deficiências ligadas à comunicação oral, empregando técnicas próprias de
avaliação e fazendo treinamento fonético, auditivo e de dicção, para possibilitar o aperfeiçoamento e ou a
reabilitação da fala.
MÉDICO
Trabalho profissional que consiste em efetuar exames médicos, emitir diagnóstico, prescrever
medicamentos e realizar outras formas de tratamento para diversos tipos de enfermidades a qualquer
paciente, aplicando recursos de medicina preventiva ou terapêutica, para promover a saúde e bem-estar.
MOTORISTA
Zelar, requisitar ou providenciar a manutenção preventiva do veículo, inclusive das ferramentas, acessórios
e documentos pertencentes ao veículo. Efetuar reparos de emergência durante o percurso. Prestar a
assistência necessária em caso de acidente. Comunicar imediatamente ao seu superior as avariações no
veículo e outras intercorrências que interfiram no bom andamento do trabalho. Zelar pelo bem estar do
paciente ou usuário durante o transporte. Transportar funcionários para o serviço administrativo. Fazer
remoções de pacientes graves para as outras unidades hospitalares e para a realização de exames.
NUTRICIONISTA
Orientar os trabalhos em geral. Elaborar cardápios, segundo ordem médica. Supervisionar o preparo das
dietas e sua distribuição. Organizar, controlar e supervisionar a preparação de cardápios e dietas especiais
ou de outra natureza, para pacientes e funcionários da unidade. Supervisionar o trabalho executado pela
empresa terceirizada.
OFICIAL ADMINISTRATIVO
Fazer trabalho de escritório simples e variado que consiste no desempenho de rotinas administrativas e de
tarefas diversas, utilizando-se dos recursos da informática nas unidades. Atender ao público e ao
funcionário.
OFICIAL DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO (ELETRICISTA)
Efetuar a manutenção preventiva e corretiva da rede elétrica predial, máquinas, motores e equipamentos
elétricos, apurar diagnósticos dos defeitos, efetuar consertos, trocar componentes sempre que necessário.
OFICIAL DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO (ENCANADOR)
Efetuar, instalar, modificar e executar reparos e conservar as instalações hidráulicas, rede de esgotos, rede
de tubulação, instrumentos de controle de pressão, válvulas, entre outros, conforme esquemas e ordens de
serviços.
OFICIAL DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO (LAVANDERIA)
Manejar uma ou várias máquinas para lavar peças de roupas de vestir, de cama, mesa e banho e outros
artigos semelhantes. Verificar as roupas com defeitos (furos, falta de botão e etc...) para encaminhá-las ao
setor de costura, quando necessário.
OFICIAL DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO (MARCENEIRO)
Efetuar trabalhos de marcenaria, envolvendo a confecção e reforma de móveis, portas, armários, janelas e
outros, preparar os materiais necessários para a execução dos trabalhos a serem realizados.
OFICIAL DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO (PEDREIRO)
Executar serviços de manutenção e pequenas construções de alvenaria, concreto e outros materiais,
assentando pisos cerâmicos, tijolos, azulejos, etc, revestindo paredes, tetos e lajes, bem como, dando
acabamento final exigido pelo trabalho e orientar os ajudantes na preparação do material a ser utilizado.
OFICIAL DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO (PINTOR)
Efetuar serviços de pintura em superfícies de madeira ou alvenaria nas diversas dependências do Instituto,
preparar superfícies e tintas, adicionando-lhes solventes e outras substâncias, visando deixá-las dentro das
especificações necessárias.
OFICIAL DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO (REPARADOR GERAL)
Executar tarefas simples de manutenção e recuperação de móveis e imóveis, realizando serviços de
alvenaria, carpintaria, marcenaria, vidraçaria, eletricidade e outros.
PSICÓLOGO
Elaborar e aplica técnicas psicológicas para possibilitar a orientação e o diagnóstico clínico, visando ao
desenvolvimento psíquico motor e social do indivíduo. Atuar em processos de recrutamento, seleção,
desenvolvimento, treinamento, acompanhamento e avaliação de pessoal, objetivando maior produtividade e
integração do indivíduo ao serviço. Atender pacientes e funcionários, mantendo o controle e a readaptação
ao meio social.
TÉCNICO DE LABORATÓRIO
Executar trabalhos técnicos de laboratório, relacionados a coleta de material, exames diversos, dosagens,
análises químicas, análises imunológicas, análises hematológicas, bacteriológicas em geral, para
possibilitar o diagnóstico de doenças. Realizar exames microscópicos, bioquímicos, hematológicos,
sorológicos, bacterioscópicos, bacteriológicos, uroanalíticos e parasitológicos, empregando técnicas
apropriadas para possibilitar o diagnóstico laboratorial. Preparar adequadamente, conforme normas
específicas, meios de cultura, corantes, soros, vacinas, antígenos e reagentes.
TÉCNICO DE RADIOLOGIA
Executar atividades referentes à realização de exames radiográficos em pacientes da unidade, tais como:
operação de equipamento de raio-x, preparação de pacientes para a realização dos exames, revelação de
filmes obtidos, etc., bem como o controle do material utilizado pela área, e solicitação da manutenção
preventiva dos equipamentos nela existentes.
TÉCNICO DE REABILITAÇÃO FÍSICA
Trabalho que consiste no desenvolvimento de atividades esportivas, prestando instruções e treinamentos,
organizando torneios, certames e campeonatos. executa atividades internas (psicomotricidade) e externas,
realizadas em pacientes e grupos, utilizando materiais adaptados. realiza avaliações periódicas para
adequar o paciente ou o grupo aos objetivos do trabalho como ponto de partida para referência de
avaliações posteriores.
TELEFONISTA
Operar mesa telefônica, efetuar comunicações internas, locais ou interurbanas. Solicitar concertos e
reparos de defeitos que ocorrem na mesa telefônica ou ramais. Organizar e manter atualizada a relação de
números dos telefones de maior interesse da unidade. Receber e transmitir telegramas pelo telefone.
TERAPEUTA OCUPACIONAL
O trabalho de terapia ocupacional compreende o programa, tratamento, desenvolvimento e reabilitação dos
pacientes portadores de deficiências físicas, sensoriais, psíquicas, funcionais e sociais, promovendo
atividades para ajudá-los na sua reabilitação e integração social, dirigindo e orientando os trabalhos,
supervisionando os pacientes na execução das tarefas e no desenvolvimento de programas.
TRABALHADOR BRAÇAL
Acondicionar, transportar, carregar e descarregar volumes e materiais. Abrir valas, picadas, construir
cercas, remover detritos, desobstruir galerias. Preparar e cultivar a terra, plantar, colher e irrigar culturas.
Fazer ligações de esgotos, com encanamento de manilhas, limpa canais e carrega caminhões. Auxiliar nos
serviços de armazenagem e ou transporte de materiais leves e pesados, acondicionando-os em prateleiras,
pátios, almoxarifados ou locais pré-determinados. Auxiliar nas atividades de carregamento,
descarregamento e entrega de materiais e mercadorias.
VIGIA
Proceder à vigilância diurna e noturna nas dependências dos edifícios e áreas próximas. Verificar as
instalações elétricas e hidráulicas, detectando irregularidades e entrando em contato com a manutenção
para as providências necessárias. Auxiliar na contenção de pacientes. Anotar o número de placas de
veículos. Conferir notas fiscais e relações de remessas. Controlar o fluxo de pessoas, veículos e materiais,
registrando e encaminhando para o local devido. Ajudar na locomoção de pacientes no interior da unidade.
Ajudar na retirada de pacientes das ambulâncias para dentro da unidade.
ANEXO III - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
CATEGORIAS COM EXIGÊNCIA DE ENSINO FUNDAMENTAL
PARA AS CATEGORIAS COM EXIGÊNCIA DE ENSINO FUNDAMENTAL:
CONHECIMENTOS COMUNS
Português: Interpretação de texto. Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras.
Ortografia oficial. Acentuação Gráfica. Pontuação. Substantivo e adjetivo: flexão de gênero, número e grau.
Verbos: regulares, irregulares e auxiliares. Acentuação gráfica. Concordância: verbal e nominal. Emprego
de pronomes, preposições e conjunções.
Matemática: Números naturais: operações e propriedades. Números inteiros: operações e propriedades.
Números racionais; representação fracionária decimal: operações e propriedades. Regras de três: simples.
Porcentagem: Equação do 1o grau. Sistema métrico decimal: medidas de comprimento, superfície, volume
e capacidade. Resolução de problemas.
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
ATENDENTE DE CONSULTÓRIO DENTÁRIO
Recepção do paciente: ficha clínica, organização de arquivo, controle do movimento financeiro. Preparo e
manutenção das salas de atendimento com suprimento do material necessário. Isolamento do campo
operatório. Manipulação e classificação de materiais odontológicos. Revelação e montagem de radiografias
intra-orais. Preparo do paciente para o atendimento, Auxílio no atendimento: instrumentação do cirurgião-
dentista e/ou do técnico em higiene bucal, junto à cadeira operatória. Aplicação de métodos preventivos
para controle de cárie dental e doenças periodontais. Orientação ao paciente sobre higiene bucal. Seleção
de moldeiras. Confecção de modelos em gesso.
AUXILIAR DE RADIOLOGIA
Fundamentos de radiologia. Diretrizes de proteção radiológica e radiodiagnóstico médico e odontológico.
Atuação na área de exames: preparo de pacientes, preparo de produtos químicos, revelação de filmes.
Controle e estatística de filmes e demais materiais utilizados. Limpeza e preservação das câmaras
processadoras, chassis e aparelhos radiológicos em geral.
MOTORISTA
Legislação de trânsito: Novo Código de Trânsito Brasileiro, abrangendo os seguintes tópicos: administração
de trânsito, regras gerais para circulação de veículos, os sinais de trânsito, registro e licenciamento de
veículos, condutores de veículos, deveres e proibições, as infrações à legislação de trânsito, penalidades e
recursos. Mecânica de veículos: conhecimentos elementares de mecânica de automóveis, troca e rodízio
de rodas; regulagem de motor, regulagem e revisão de freios, troca de bomba d´água, troca e regulagem de
tensão nas correias, troca e regulagem da fricção, troca de óleo. Serviços corriqueiros de eletricidade: troca
de fusíveis, lâmpadas, acessórios simples, etc.
OFICIAL DE SERVIÇOS E MANUTENÇÃO (ELETRICISTA, ENCANADOR, LAVANDERIA, MARCENEIRO,
PEDREIRO, PINTOR e REPARADOR GERAL)
A prova versará sobre as atividades inerentes a cada categoria.
PARA AS CATEGORIAS COM EXIGÊNCIA DE ENSINO MÉDIO
CONHECIMENTOS COMUNS
Português: Interpretação de texto. Ortografia. Acentuação. Pontuação. Emprego das classes de palavras:
substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção (classificação e sentido
que imprime às relações entre as orações). Colocação pronominal. Concordância verbal e nominal.
Regência verbal e nominal. Crase. Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras.
Matemática: Operações com números naturais, inteiros e racionais (forma fracionária e decimal).Grandezas
(comprimento, massa, tempo, área e capacidade) e respectivas unidades de medida. Razão e proporção:
porcentagem, grandezas diretamente e inversamente proporcionais (regra de três simples e composta),
juros simples. Equação do 1o grau e do 2o grau. Resolução de situações-problema.
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
AGENTE TÉCNICO DE SAÚDE
I- Estocagem e armazenamento de leite humano;
II- Atendimento ao público;
III- Noções de atendimento aos pacientes da rede hospitalar;
IV- Noções de arquivo;
V- Noções de procedimentos administrativos.
AUXILIAR DE ENFERMAGEM
Noções de anatomia e fisiologia humana. Técnicas básicas de enfermagem: noções de primeiros socorros,
vacinas (rede de frio, validade, via de administração, dose, esquema do Ministério da Saúde, prevenção de
doenças por imunização). Administração de medicamentos: via oral, parenteral e outras vias. Curativos:
material utilizado, tipos de ferimentos, procedimentos. Limpeza, assepsia, antissepsia, desinfecção e
esterilização: conceitos, importância, produtos utilizados, procedimentos. Mensuração de peso e altura,
Coleta de material para exames laboratoriais. Regulação térmica e técnicas de transporte do paciente.
Ética e legislação: princípios de ética profissional e a importância de sua aplicação no exercício das funções
de Auxiliar de Enfermagem. Legislação do exercício profissional. Conselhos Federal e Regional de
Enfermagem. Noções sobre farmacologia. Enfermagem em Pronto Socorro ou Pronto Atendimento.
Enfermagem em Clínica médica, Clínica Cirúrgica. Clínica Gineco-obstétrica, Clínica pediátrica, Ortopedia,
Medicina intensiva e Geriatria. Medidas gerais para o controle de infecção hospitalar. Princípios do Sistema
Único de Saúde. Humanização da Assistência de Enfermagem.
AUXILIAR TÉCNICO DE SAÚDE
Manipulação de medicamentos, pós, pomadas, etc., conforme fórmulas predeterminadas.
Acondicionamento de medicamentos. Controle e escrituração da entrada e saída de medicamentos,
encaminhamento às unidades requisitantes. Orientação das atividades às equipes de servidores e
auxiliares. Manipulação de cadáver: transporte, paramentação, abertura, dissecação, necropsia.
Conhecimento das rotinas do hospital.
AUXILIAR TÉCNICO DE SAÚDE (Protético)
Equipamentos e Instrumentais: Indicação dos equipamentos e instrumentais para: ceroplastia ou
enceramento; esculturas; manipulação de gesso/revestimento/acrílica; fundição. Usinagem e acabamento:
polimento. Materiais odontológicos: indicação, proporção, manipulação e cuidados com gessos
ondontológicos, ceras odontológicas e resina acrílica (lenta e rápida). Prótese total: moldeiras (resina rápida
e placa base); chapa de prova (base e arco de oclusão); montagem de dentes artificais; acrilização
(prensagem-polimerização); consertos (resina de rápida); acabamento e polimento. Prótese removível; arco
de oclusão, montagem de dentes artificiais; acrilização (prensagem-polimerização); consertos (resina de
rápida); acabamento e polimento. Prótese fixa: provisórios; objetivos; técnicas de confecção. Ortodontia:
execução de grampos de retenção e molas; aplicação de resina (ortoclass) nos aparelhos removíveis.
TÉCNICO DE LABORATÓRIO
Conhecimentos básicos em recepção e coleta de material em laboratório, materiais e aparelhos usados,
coloração de lâminas em hematologia, coloração de lâmina em bacteriologia, esterilização, desinfecção e
descontaminação de materiais , culturas e antibiogramas, tipagem sangüínea, hematócrito, hemoglobina,
contagens de células em hematologia. Dosagens bioquímicas, noções básicas de saúde pública, noções
gerais do funcionamento do sistema de Saúde Pública, noções gerais de administração no laboratório:
recursos humanos, físicos, materiais e financeiros.
TÉCNICO DE RADIOLOGIA
Efeitos biológicos das radiações e meios de proteção. Processamento de filmes radiológicos. Identificação
dos equipamentos radiológicos, seus componentes e acessórios, utilização e funcionamento: Raios X,
tomografia e mamografia. Anatomia e técnicas radiológicas: crânio, mastóides e sela turca, coluna cervical,
torácica, lombo-sacra e do cóccix, bacia e articulações locais, membros inferiores e superiores, tórax e
abdome.
Atitude ética e profissional do Técnico de Radiologia.
PARA AS CATEGORIAS COM EXIGÊNCIA DE ENSINO SUPERIOR
CONHECIMENTOS COMUNS
Português: Interpretação de texto. Ortografia. Acentuação. Pontuação. Emprego das classes de palavras:
substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção (classificação e sentido
que imprime às relações entre as orações). Colocação pronominal. Concordância verbal e nominal.
Regência verbal e nominal. Crase. Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras.
Política de Saúde: Constituição Federal/88 - Da Saúde. Diretrizes e bases da implantação do SUS. Portaria
MS no 2203, de 05.11.96 - NOB SUS 01/96. Lei Federal no 8080, de 19.09.90. Políticas de
descentralização e atenção primária à saúde. Epidemiologia, história natural e prevenção de doenças.
Reforma sanitária e modelos assistenciais de saúde. Vigilância em saúde. Indicadores de nível de saúde da
população. Doenças de notificação compulsória no Estado de São Paulo. Programa Nacional de
Humanização e Assistência Hospitalar: I - Considerações iniciais - itens 2 - Histórico; 4 - Objetivos; 9 -
Comitê de Humanização. II - Anexo I - Quadro de referência e justificativa. O que significa humanizar? Site:
www.humaniza.org.br.
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
ADMINISTRADOR
Administração de Recursos Humanos (Recrutamento e Seleção, Benefícios, Desenvolvimento de Recursos
Humanos e Treinamento). Qualidade: conhecimentos em sistemas de Gestão da Qualidade, conceituação
básica de qualidade, ferramentas básicas de qualidade. Conceitos básicos em: Administração Hospitalar,
Custos. Estatística hospitalar. Organização e métodos. Sistema de Administração de Material. Contratos e
licitações: Lei no 8.666/93.
ASSISTENTE SOCIAL
Teoria do Serviço Social: pressupostos e fundamentos; relação sujeito-objeto; objetivos. A práxis
profissional: relação teórico-prática; a questão da mediação. Vertentes de pensamento: materialismo
histórico, positivismo, fenomenologia. Metodologia em Serviço Social: alternativas metodológicas.
Instrumentação: o atendimento individual; o trabalho com grupos, comunidades, movimentos emergenciais;
a questão das técnicas, o cotidiano como categoria de investigação. Documentação. Serviço Social e
interdisciplinaridade. Política Social e planejamento: a questão social e a conjuntura brasileira. Instituição e
Estado. Movimentos sociais e participação popular. A prestação de serviços e a assistência pública.
Equipamentos comunitários e creche. Projetos e Programas em Serviço Social. Serviço Social e família.
Constituição Federal 88: Da saúde, Da promoção social e Da proteção especial. Lei no 8.069/90 - Estatuto
da criança e do adolescente: linhas de ação, diretrizes e entidades. Medidas de proteção à criança e ao
adolescente. Da prática do ato infracional. Das medidas pertinentes ao pai ou responsável. Do Conselho
Tutelar. Do acesso à justiça da infância e da juventude. Lei Federal no 8.742, de 07.12.93 - Lei Orgânica da
Assistência Social. Ética profissional.
BIOLOGISTA
Sorologia: Noções básicas sobre antígeno e anticorpo; Noções básicas sobre interação antígeno-anticorpo
"in vitro"; Aspecto sobre sífilis; Diagnóstico laboratorial nas diferentes fases da doença; Aspectos gerais
sobre moléstia de Chagas, Imunodiagnóstico da doença (principais métodos); Aspectos gerais sobre
toxoplasmose. Imunodiagnóstico (principais métodos); Mononucleose infecciosa, Diagnóstico laboratorial;
Antiestreptolisina "O": definição e vantagens de sua determinação; Noções gerais das Reações
Imunoenzimáticas; Diluições. Hematologia e Análises Clínicas: Noções gerais de citohematologia: definição
e contagem; Noções gerais sobre Bioquímica do Sangue; Noções gerais de imuno-hematologia: Sistema A-
B-O; Sistema Rh-Rr; fator DU, prova de Coombs; Técnicas laboratoriais de análise de urina; Teste
imunológico da gravidez; Noções gerais de Índices hematimétricos, Hemoglobina, Hemossedimentação,
Hematócrito; Noções gerais de Coagulação e Hemostase; Anticoagulantes; Noções gerais sobre Colheita
deSangue; Preparo de reagentes e soluções. Microbiologia: Esterilização e desinfecção; Métodos gerais de
estudo de bactérias e vírus; Diagnóstico laboratorial de doenças de importância em Saúde Pública:
Hanseníase; Sífilis; Doenças causadas por Enterobactérias; Poliomielite; Raiva; Encefalite; Febre amarela;
Varíola; AIDS/SIDA; Tuberculose; Sarampo; Meningites. Aspectos operacionais das técnicas laboratoriais
de interesse em Saúde Pública: colheita e conservação de amostra; preparação do material; diagnóstico do
laboratório; princípio de interpretação dos resultados. Preparo de Meios de Cultura: Parasitologia: Noções
básicas sobre o fenômeno parasitório: conceito de parasito e hospedeiro: tipos de hospedeiros; tipos de
ciclos evolutivos; especificidade parasitária; valência ecológica; relações hospedeiro-parasito. Zoonoses:
conceitos e classificação; evolução do fenômeno parasitário. Biologia e Ecologia dos principais parasitos
com caráter endêmico no Brasil: Noções básicas da Genética, Noções de: Gametogênese, de Embriologia.
Cultivo Celular, Cultivos de Gametas e Manipulação. Citologia Oncótica: citologia geral; Técnica de colheita.
Fixação e Coloração em citologia; Diagnóstico citológico: critérios e classificações segundo Papanicolau e
O.M.S. Biossegurança.
CIRURGIÃO-DENTISTA
Anatomia e histologia bucal. Fisiologia e patologia bucal. Microbiologia e bioquímica bucal. Diagnóstico
bucal. Técnica e interpretação radiográfica. Semiologia e tratamento das afecções do tecido mole.
Semiologia e tratamento da cárie dentária e das doenças periodontais. Semiologia e tratamento das
afecções pulpares. Materiais dentários. Técnicas anestésicas em odontologia. Dentística operatória e
restauradora. Oclusão. Terapêutica e farmacológica de interesse clínico. Cirurgia oral menor. Urgência em
odontologia. Epidemiologia da cárie dentária e das doenças periodontais. Métodos de prevenção da cárie
dentária e das doenças periodontais. Uso tópico e sistêmico do flúor. Níveis de prevenção e aplicação.
Sistemas de trabalho e atendimento. Ergonomia. Pessoal auxiliar odontológico. Princípios e diretrizes do
sistema de saúde brasileiro. 2ª Conferência Nacional de Saúde Bucal. Doenças infecto-contagiosas e AIDS.
ENFERMEIRO
Ética e legislação aplicada à enfermagem. Instrumentos básicos da enfermagem. Sistematização de
assistência de enfermagem. Princípios científicos aplicados à prática da enfermagem quanto a: nutrição e
hidratação; eliminação urinária e intestinal; gasoterapia; regulação térmica; higiene, conforto e segurança;
sono e repouso; exercícios e atividades físicas; assepsia médica e cirúrgica; administração de
medicamentos; curativos e bandagens. Assistência de enfermagem ao paciente e família nos aspectos
psico-sócio-espiritual relacionado a: hospitalização; paciente em fase terminal; cuidados com o corpo após
a morte. Medidas gerais para o controle de infecção hospitalar. Doenças infecciosas e parasitárias mais
freqüentes em nosso país. AIDS: conhecimentos dos aspectos fisiopatológicos, sociais e legais necessários
para prestação da assistência de enfermagem. Vigilância epidemiológica: conceito, medidas de controle
das doenças transmissíveis. Epidemiologia geral. Estatística vital (indicadores de saúde). Saneamento
básico. Princípios da administração e processo administrativo (planejamento, organização, direção,
coordenação, supervisão, avaliação).
FARMACÊUTICO
I - Legislação
a) Legislação profissional:
Decreto nº 85.078, de 7 de abril de 1981 - Estabelece normas para execução da Lei nº 8.820, de 11 de
novembro de 1960, sobre o exercício da profissão de farmacêutico.
Resolução do Conselho Federal de Farmácia nº 308/97 - Dispõe sobre a Assistência Farmacêutica em
Farmácias e Drogarias.
Resolução do Conselho Federal de Farmácia nº 349/2000 - Estabelece a competência do farmacêutico em
proceder a intercambialidade ou substituição genérica de medicamentos.
Resolução do Conselho Federal de Farmácia nº 357/2001 - Aprova o Regulamento Técnico das Boas
Práticas de Farmácia.
(disponível em: http://www.cff.org.br ou Conselho Federal de Farmácia. A Organização Jurídica da
Profissão Farmacêutica. 3a edição revisada e atualizada. Brasília: Conselho Federal de Farmácia; 2001.)
b) Legislação de interesse à saúde, legislação sanitária geral e legislação no âmbito da Assistência
Farmacêutica, no plano federal:
Lei nº 5.991, de 17 de dezembro de 1973 - Dispõe sobre o controle sanitário do comércio de drogas,
medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos.
Decreto nº 74.170, de 10 de junho de 1974 - Regulamenta a Lei nº 5.991, de 17 de dezembro de 1973.
Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976 - Dispõe sobre a vigilância sanitária a que ficam sujeitos os
medicamentos, as drogas, os insumos farmacêuticos e correlatos, cosméticos, saneantes e outros
produtos.
Decreto nº 79.094, de 5 de janeiro de 1977 - Regulamenta a Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976.
Portaria 344 de 19 de maio de 1998 - Regulamento técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a
controle especial.
Portariado Ministério da Saúde nº 3.916, de 30 de outubro de 1998 - Aprova a Política Nacional de
Medicamentos.
Lei no 9.782, de 26 de janeiro de 1999 - Define o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, cria a Agência
Nacional de Vigilância Sanitária.
Lei nº 9.787, de 10 de fevereiro de 1999 - Altera a Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976, que dispõe
sobre a vigilância sanitária, estabelece o medicamento genérico, dispõe sobre a utilização de nomes
genéricos em produtos farmacêuticos e dá outras providências.
Portaria do Ministério da Saúde nº 176, de 8 de março de 1999 - Incentivo à Assistência Farmacêutica
Básica.
Portaria do Ministério da Saúde nº 507, de 19 de abril de 1999 - Relação Nacional de Medicamentos
Essenciais.
Decreto nº 3.181, de 23 de setembro de 1999 - Regulamenta a Lei nº 9.787, de 10 de fevereiro de 1999.
(disponível em: http://www.cff.org.br ou Conselho Federal de Farmácia. A Organização Jurídica da
Profissão Farmacêutica. 3ª edição revisada e atualizada. Brasília: Conselho Federal de Farmácia; 2001;
www.saude.gov.br; www.anvisa.gov.br; www.senado.gov.br; www.saude.sp.gov.br)
II - Farmácia Ambulatorial e Hospitalar: Seleção de medicamentos; aquisição, produção, controle e
conservação de medicamentos; armazenamento - boas práticas de armazenamento de medicamentos;
distribuição de medicamentos e controle de consumo; logística de abastecimento da farmácia: ponto de
requisição, estoque mínimo e estoque máximo; informação sobre medicamentos; comissões hospitalares;
informática aplicada à farmácia.
III - Farmacologia Geral: Princípios gerais de farmacocinética; princípios gerais de farmacodinâmica;
interações de medicamentos; efeitos adversos.
IV - Farmacotécnica: Definição e objetivos da farmacotécnica; conceitos básicos em farmacotécnica;
classificação dos medicamentos; vias de administração; conservação, dispensação e acondicionamento de
medicamentos; pesos e medidas; formas farmacêuticas; fórmulas farmacêuticas; preparação de soluções
não estéreis; preparação de soluçõesestéreis (inclusive NPP e QT).
V - Controle de Qualidade: Fundamentos teóricos.
VI - Conceitos: Atenção farmacêutica; assistência farmacêutica; medicamentos genéricos; medicamentos
similares; medicamentos análogos; medicamentos essenciais; RENAME; comissão de farmácia e
terapêutica; comissão de controle de infecção hospitalar; farmacoeconomia; farmacovigilância.
VII - Ética Profissional.
FISIOTERAPEUTA:
Fundamentos e técnicas de atendimento na fisioterapia. Conceitos de reabilitação. O trabalho em equipe na
reabilitação. O papel de cada profissional na equipe de reabilitação. O profissional da reabilitação frente à
equipe de reabilitação. Reabilitação: paralisia cerebral, acidente vascular cerebral, parkinsonismo, síndrome
de Down, hanseníase, paralisias periféricas, afecções de músculos e tendões, escolioses, doenças
reumáticas, cardiopatias, amputações, pneumopatias. Conceito e Aplicação: exercícios ativos, exercícios
ativos assistidos, exercícios resistidos, exercícios passivos, exercíciosisométricos, mecanoterapia,
hidroterapia, termoterapia, crioterapia, massoterapia e eletroterapia. Fisioterapia em Ginecologia: Noções
de Anatomia e Fisiologia em Ginecologia. Onco mama - Onco genital - Uroginecologia - Endocrinologia
(Climatério), Algias pélvicas crônicas.
FONOAUDIÓLOGO:
Conhecimento em Anatomia e Fisiologia (pertencentes à prática fonoaudiológica). Patologia dos Órgãos da
Fala e da Audição. Patologia do Sistema Nervoso Central: Patologia do SNC e suas implicações na
comunicação: Encefalopatias não progressivas. Encefalopatia Crônica Infantil Fixa (Paralisia Cerebral),
Disartrias, Dispraxias, Apraxias, Dislexia. Deficiência Mental. Distúrbio Psiquiátrico.Lingüística Fonética e
fonologia. Desenvolvimento Humano: físico e motor, perceptual e cognitivo. Desenvolvimento do Indivíduo
Excepcional: Conceitos Básicos. Aspectos psico-sociais dos indivíduos considerados excepcionais.
Classificação das excepcionalidades: mental, visual, auditiva e física. Audiologia: Avaliação audiológica
completa. Linguagem Oral: Desenvolvimento da Linguagem Oral: Contribuições das principais teorias
psicolingüísticas: Comportamental (Skiner); Construtivista (Piaget); Inatista (Chomsky) e Sociointeracionista
(Vygotsky). Etapas de aquisição da linguagem: fonético-fonológica; Sintática, Semântica, Pragmática.
Linguagem Escrita: Desenvolvimento da linguagem escrita: Contribuições das principais teorias
psicolingüísticas: Comportamental (Skiner); Construtivista (Piaget); Inatista (Chomsky) e Sociointeracionista
(Vygotsky). Etapas de aquisição da linguagem escrita. Teorias, Técnicas, Avaliação e Tratamento dos
Distúrbios da Comunicação. Fonoaudiologia em Instituição Educacional: Fonoaudiologia educacional:
objetivos, conceitos e papéis. A instituição e a equipe multi e interdisciplinar.
MÉDICO (ALERGIA E IMUNOLOGIA)
Doenças alérgicas respiratórias: rinite alérgica e asma. Dermatoses alérgicas. Métodos diagnósticos em
alergia. Mecanismos de hipersensibilidade. Reações adversas a drogas. Hipersensibilidade por venenos de
insetos. Alergia alimentar. Aeroalérgenos. Reações anafiláticas. Imunoterapia alérgeno-específica.
Imunodeficiência primária. Imunodeficiên-cia secundária. Autoimunidade. Avaliação laboratorial das
imunodeficiências. Código de Ética médica.
MÉDICO (ANESTESIOLOGIA)
Sistema nervoso. Sistema respiratório. Sistema cardiocirculatório. Sistema urinário. Sistema digestivo.
Metabolismo. Sistema endócrino e substâncias moduladoras. Farmacologia dos sistemas nervoso,
cardiovascular e respiratório. Reposição e transfusão. Preparo pré-anestésico. Anestesia inalatória e
venosa. Física e anestesia. Farmacocinética e farmacodinâmica da anestesia inalatória. Farmacologia dos
anestésicos locais. Bloqueios subaracnoídeo, peridural e periféricos. Anestesia e sistema endócrino.
Hipotermia. Transmissão e bloqueio neuromuscular. Anestesia em: obstetrícia e ginecologia, cirurgia
abdominal, pediatria, neurocirurgia, urologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, cirurgia plástica e cirurgia
buco-maxilo-facial, cirurgia torácica, em urgências e em geriatria. Anestesia ambulatorial e para
procedimentos diagnósticos. Anestesia e sistema cardiovascular. Recuperação anestésica. Complicações
da anestesia. Choque. Parada cardíaca e reanimação. Monitorização e terapia intensiva. Ventilação
artificial. Dor. Código de Ética médica.
MÉDICO (ANGIOLOGIA)
Angiologia: Anatomia de artérias e veias. Fisiologia do Sistema Vascular. Hemostasia e drogas que
interferem sobre esta função. Reconstrução cirurgias vascular. Radiologia terapêutica. Simpatectomia.
Aterosclerose obliterante periférica. Delusões arteriais agudas. Arterites. Arteriopatias funcionais.
Hipertensão renovascular. Trombose venosa profunda dos membros inferiores. Trombolismo pulmonar.
Varizes nall. Linfangites e erisipelas. Linfedemas. Trauma vascular. Angiodisplasias. Síndromes
compressivas da cintura escapular. Sndrome do Tunel do carpo. Código de Ética médica.
MÉDICO (CANCEROLOGIA)
Epidemiologia do câncer. Etiologia do câncer: fatores genéticos, químicos e físicos. Princípios de biologia
molecular. Princípios de quimioterapia: mecanismo de ação, indicações e toxicidade das drogas. Agentes
alquilantes, antimetabolitos, alcalóides da vinca e análogos, antibióticos antitumorais, outros agentes
quimioterápicos, bloqueadores hormonais, anticorpos monoclonais, inibidores da angiogênese, agentes
diferenciadores, moduladores da resposta imunológica. Prevenção primária e secundária em câncer.
Diagnóstico, estadiamento e tratamento do câncer: de cabeça e pescoço; de pulmão; de mediastino; do
trato gastrointestinal; do sistema geniturinário; do testículo; do sistema endócrino; de pele (melanoma e
outros); do sistema nervoso central; ginecológico; de origem indeterminada. Diagnóstico, estadiamento e
tratamento de: sarcomas de partes moles e osso; linfomas e mieloma; leucemias. Emergências
oncológicas: diagnóstico e tratamento. Síndromes paraneoplásicas: diagnóstico e tratamento. Tratamento
da dor: caracterização, tratamento. Transplante de medula óssea: indicações em neoplasias sólidas e
hematológicas. Infecções em paciente com câncer, neutropenia febril: diagnóstico e tratamento. Tratamento
de suporte em pacientes com câncer. Aspectos éticos em oncologia. Código de Ética médica.
MÉDICO (CARDIOLOGIA)
Eletrocardiografia Clínica: O ECG na cardiopatia isquêmica. O ECG na cardiopatia por hipertensão. O ECG
nas pericardiopatias. O ECG na insuficiência cardíaca congestiva. O ECG nas síndromes de pré-excitação.
O ECG nas arritmias. O ECG na criança, aspectos normais e patológicos. Cateterismo Cardíaco: indicações
para sua utilização. Insuficiência Cárdi-Congestiva: aspectos clínicos e tratamento. Isquimia Miocárdica:
espasmo coronário, aterosclerose, coronária, síndrome enginoses, infarto agudo do miocárdio. Síndromes
Cardiovasculares valvulares. Corpumonale. Cardiopatia por hipertensão. Cardiopatia hepertrófica. Febre
Reumática: aspectos epidemiológicos e clínicos, prevensão e tratamento. Endocardite infecciosa. Distúrbios
do rítmo e da condução. Cardiopatias congênitas acianóticas. Cardiopatias congênitas aianóticas.
Cardiopatias e gravidez. Marca-passo indicação para utilização. Mecanismo de ação das drogas de ação
cardiovacular. Código de Ética médica.
MÉDICO (CIRURGIA CARDIOVASCULAR)
Doenças isquêmicas do coração. Cardiopatias valvares adquiridas. Cardiopatias congênitas. Afecções da
aorta toráxica. Pós-operatório em cirurgia cardíaca. Aspectos clínicos pré-operatórios. Métodos de proteção
miocárdica. Circulação extra-corpórea. Transplante cardíaco. Trauma cardíaco. Tumores cardíacos.
Distúrbios do ritmo cardíaco. Doenças do pericárdio. Anatomia cardíaca.Fisiologia cardíaca. Aspectos
históricos da cirurgia cardíaca. Código de Ética médica.
MÉDICO (CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO)
Epidemiologia das doenças da cabeça e pescoço. Anatomia cirúrgica da cabeça e pescoço. Fundamentos
embriológicos da cirurgia de cabeça e pescoço. Bócios simples e tóxicos: quadro clínico, diagnóstico e
tratamento. Câncer da tireóide: quadro clínico, diagnóstico e tratamento. Hiperparatireoidismo. Tumores
benignos e malignos da cavidade oral (lábios e boca). Tumores benignos e malignos da orofaringe.
Tumores benignos e malignos da nasofaringe. Tumores benignos e malignos da hipofaringe. Tumores
benignos e malignos da laringe. Tumores benignos e malignos dos seios paranasais. Princípios da cirurgia
para tumores da base do crânio. Anomalias congênitas cervicofaciais. Afecções cirúrgicas das glândulas
salivares maiores e menores. Carcinoma basocelular e espinocelular da pele. Melanomas malignos.
Tumores malignos da órbita. Tumores metastáticos cervicais. Esvaziamentos cervicais: indicações e
técnicas. Sarcomas em cabeça e pescoço. Traqueostomias: indicações, técnicas e cuidados. Reconstrução
em cirurgia de cabeça e pescoço. Complicações intra e pós-operatórias em cabeça e pescoço. Técnicas e
princípios terapêuticos associados em cirurgia de cabeça e pescoço. Código de Ética médica.
MÉDICO (CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO)
Afecções do aparelho digestivo: etiopatogenia, fisiopatologia, epidemiologia e profilaxia; avaliação pré-
operatória; diagnóstico e tratamento de alterações fisiológicas relacionadas: distúrbios hidro-eletrolíticos e
da coagulação; metabolismo, nutrição e cicatrização do paciente cirúrgico; aspectos cirúrgicos do diabetes
mellitus; infecções e aspectos cirúrgicos na SIDA e nas hepatites virais; aspectos técnicos gerais
(antissepsia, descontaminação de vísceras ocas, suturas e drenos). Tratamento das lesões traumáticas das
estruturas do aparelho digestivo. Aspectos gerais do transplante de órgãos do sistema digestivo. Anatomia
cirúrgica e fisiologia da faringe, esôfago, estômago, duodeno, intestino delgado, cólon, reto, ânus, fígado,
vias biliares, pâncreas, baço, mesentérios e retroperitônio. Impacto farmacológico sobre estes segmentos.
Abdome agudo: diagnóstico diferencial e tratamento. Estudos radiológicos, sonográficos, endoscópicos,
eletromanométricos, fisiológicos e bioquímicos do aparelho digestivo: implicações diagnósticas e
terapêuticas. Diagnóstico e tratamento de afecções específicas de órgãos do aparelho digestivo: esôfago:
dismotilidade, megaesôfago, divertículos, varizes, perfurações, lacerações, hérnia hiatal e refluxo
gastroesofágico, estenoses por agentes corrosivos; estômago, duodeno e intestino delgado: doença
clóridro-péptica, gastrite por estresse, compressão vascular duodenal, obstrução intestinal, enterite regional,
abordagem cirúrgica da obesidade mórbida, divertículo de Meckel, síndromes de má absorção, lesões
actínicas. cólon, reto e ânus: moléstia diverticular, apendicite, diverticulite, malformações vasculares,
patologias inflamatórias, megacólon, volvo, afecções do canal anal e cirurgia orificial. fígado: abscessos
hepáticos, hemobilia, complicações cirúrgicas da cirrose e hipertensão portal e shunts peritônio-venosos na
ascite intratável. sistema biliar, pâncreas e baço: colecistites aguda e crônica, litíase das vias biliares,
colangite, fístulas biliares, íleo biliar, aspectos cirúrgicos das pancreatites aguda e crônica e das afecções
esplênicas, aspectos imunológicos em asplênicos. Diagnóstico e tratamento das afecções hemorrágicas do
aparelho digestivo. Técnicas operatórias para acesso, ressecção, derivação e reconstrução de estruturas
do aparelho digestivo. Oncologia cirúrgica e lesões pré-malignas do aparelho digestivo. Aspectos gerais das
hernioplastias abdominais e diagnóstico e tratamento das afecções do peritônio, mesentério, epíplon e
retroperitônio. Cirurgia laparoscópica: aspectos gerais. Código de Ética médica.
MÉDICO (CIRURGIA GERAL)
Respostas endócrino-metabólicas ao trauma. Equilíbrio hidrosalino e Ácido básico. Nutrição em cirurgia.
Cicatrização, Ferida cirúrgica, Fundamentos Técnicos dos processos da Síntese Cirúrgica. Infecção
Cirúrgica. Cuidados do pré e pós-operatório. Choque. Parada cardíaca. Insuficiência respiratória aguda.
Hemorragia, distúrbio de coagulação, terapêutica transfusional. Insuficiência renal aguda. Anestesia,
aspectos gerais, bloqueios, anestesia local e geral. Traumatismo em geral, Politraumatizado, Primeiro
socorro e transporte. Traumatismo do crânio e da face, aspectos gerais. Traumatismos cervicais;
Traumatismos torácicos; Traumatismos abdominais. Traumatismos pelve-perineais. Traumatismos
vasculares periféricos. Queimaduras. Afecções cirúrgicas do pescoço; anomalias congênitas, tumores
primitivos, adenopatias e infecções cervicais, tumores das glândulas salivares. Afecções cirúrgicas da
tireóide e da paratireóide. Afecções cirúrgicas supra-renais. Afecções cirúrgicas da mama. Afecções
cirúrgicas da parede torácica, Toracotomias. Afecções cirúrgicas da pleura e do pulmão. Afecções
cirúrgicas da parede abdominal, Hernias. Afecções cirúrgicas do medianismo. Afecções cirúrgicas do
peritônio e do reto-peritônio. Acesso a cavidade peritoneal, drenagens. Afecções cirúrgicas do diafragma.
Abdome agudo. Aspectos gerais. Obstruções intestinais. Hemorragia digestiva. Afecções cirúrgicas do
esôfago. Afecções cirúrgicas do fígado e das vias biliares. Afecções cirúrgicas doestômago. Afecções
cirúrgicas do duodeno. Afecções cirúrgicas do pâncreas. Afecções cirúrgicas do Jejuno-íleo. Afecções
cirúrgicas do colo e apêndice vermiforme. Afecções cirúrgicas do reto e ânus. Afecções cirúrgicas do baço.
Sintomas. Hipertensão portal. Arteriopatias oclusivas. Insuficiência arterial aguda. Infecções, tumores e
cistos, da pele e do tecido celular subcutâneo. Neoplasias: Aspectos Gerais. Afecções cirúrgicas das veias.
Úlcera de perna. Código de Ética médica.
MÉDICO (CIRURGIA PEDIÁTRICA)
Afecções cirúrgicas da região cervical. Hernia Bochdalek. Refluxo gastro-esofágico, atresia do esôfago,
estenosehipertrófica de piloro, afecções cirúrgicas da região duodenal e intestino delgado. Afecções
cirúrgicas da região umbilical. Afecções cirúrgicas da região inguino-escrital: megacolon congênito,
hemorragias digestivas. Anomalias Ano-Retais. Icterícia no período neo-natal. Abdômen agudo em
pediatria. Trauma abdominal. Neoplasias abdominais na infância. Afecções cirúrgicas pleuropulmonares.
Intersexo. Entero-colite necrotizante. Síndrome da barriga de ameixa. Código de Ética médica.
MÉDICO (CIRURGIA PLÁSTICA)
Cicatrização - Fisiopatologia. Deformidades congênitas. Traumas da face. Retalhos e enxertos. Traumas da
mão.Queimaduras -generalidades. Tratamento imediato e tardio das queimaduras.Tumor cutâneo. Retalhos
mio-cutâneos. Escaras. Código de Ética médica.
MÉDICO (CIRURGIA TORÁCICA)
Afecções dos órgãos e estruturas do tórax: etiopatogenia, fisiopatologia, epidemiologia e profilaxia;
avaliação pré-operatória e noções sobre provas de função respiratória; diagnóstico e tratamento de
alterações fisiológicas relacionadas: distúrbios hidro-eletrolíticos e da coagulação; insuficiência respiratória
e distúrbio do equilíbrio ácido-básico metabolismo, nutrição e cicatrização do paciente cirúrgico; infecções,
síndrome da angústia respiratória do adulto, síndrome da falência de múltiplos órgãos, seqüelas tardias e
reabilitação. Aspectos técnicos gerais (ventilação pulmonar, anti-sepsia, suturas, drenos e aspiradores).
Avaliação e tratamento das lesões traumáticas das estruturas do tórax: fisiopatologia e tratamento inicial,
trauma traqueobrônquico, vascular intra e extra-pulmonar, trauma fechado e penetrante do tórax. Aspectos
gerais do transplante de pulmão. Anatomia cirúrgica e fisiologia da laringe, vias aéreas superiores, pulmão,
pleuras, parede torácica e esterno, diafragma e mediastino. Estudos radiológicos, sonográficos,
endoscópicos, fisiológicos, bioquímicos e microbiológicos das estruturas torácicas: implicações diagnósticas
e terapêuticas. Diagnóstico e tratamento de afecções específicas de órgãos e estruturas do tórax: laringe e
vias aéreas superiores: lesões estenóticas, traqueomalácia, corpos estranhos, cânulas e stents
endoluminais, ressecções sub-glóticas, traqueais, carinais e traqueotomias; pulmão: anomalias congênitas,
infecções, doença intersticial, enfisema e lesões bolhosas, hemoptise maciça, embolia pulmonar crônica e
metástases pulmonares; carcinoma primário: biologia, epidemiologia, patologia, diagnóstico, estadiamento,
tratamento cirúrgico, seguimento pós-operatório e complicações pós-operatórias; tuberculose: abordagem
cirúrgica; pleuras: efusões pleurais, empiema, fístula bronco-pleural, pneumotórax, pneumomediastino,
quilotórax, fístulas por contigüidade; decorticações; parede torácica e esterno: deformidades congênitas,
síndrome do estreito superior, radionecrose, osteomielite, estabilização de parede torácica e ressecções;
diafragma: eventrações e hérnias congênitas e adquiridas; mediastino: técnicas diagnósticas invasivas,
mediastinite, doença pericárdica, cistos, cirurgia na miastenia gravis e na hiperidrose axilo-palmar. Técnicas
operatórias para acesso, ressecção, derivação e reconstrução de órgãos e estruturas do tórax. Oncologia
cirúrgica, tumores benignos e lesões pré-malignas dos órgãos e estruturas do tórax: diagnóstico e
tratamento. Cirurgia torácica vídeo-assistida: aspectos gerais. Código de Ética médica.
MÉDICO (CIRURGIA VASCULAR)
Fisiologia do sistema vascular. Jemostasia e drogas que interferem nessa função. Radiologia diagnóstica e
terapêutica. Procedimentos Endo-vasculares. Simpatectomias. Amputação de membros inferiores.
Aterosclerose obliterante periféric. Arterites. Aneurismas. Arteriopatias funcionais. Linfangites e erisipelas.
Linfedema. Trombose venosa profunda dos membros inferiores. Traumatismos vasculares. Síndromes
compressivas: Síndrome do desfiladeiro cérvico torácico; Síndrome do túnel carpiano. Varizes dos
membros inferiores.Fistulas arterio-venosas. Pé diabético. Acesso venoso em quimioterapia e para
hemodiálise. Código de Ética médica.
MÉDICO (CLÍNICA MÉDICA)
Epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico, clínica tratamento e prevenção das doenças: cardiovasculares:
insuficiência cardíaca, insuficiência coronariana, arritmias cardíacas, tromboses venosas, hipertensão
arterial, choque; pulmonares: insuficiência respiratória aguda e crônica, asma, doença pulmonar obstrutiva
crônica, pneumonia, tuberculose, tromboembolismo pulmonar; sistema digestivo: neoplasias, gastrite e
ulcera péptica, colecistopatias, diarréia aguda e crônica, pancreatites, hepatites, insuficiência hepática,
parasitoses intestinais, doenças intestinais inflamatórias, doença diverticular de cólon; renais: insuficiência
renal aguda e crônica, glomerulonefrites, distúrbios hidroeletrolíticos e do sistema ácido-base, nefrolitíase,
infecções urinárias; metabólicas e sistema endócrinos: hipovitaminoses, desnutrição, diabetes mellitus, hipo
e hipertiroidismo, doenças da hipófise e da adrenal; hematológicos: anemias hipocrônicas, macrocíticas e
hemolíticas, anemia aplastica, leucopenia, púrpuras, distúrbios de coagulação, leucemias e linfomas,
acidentes de transfusão; reumatológicas: orteoartrose, gota, lúpus eritematoso sistêmico, artrite infecciosa,
doenças do colágeno; neurológicas: coma, cefaléias, epilepsia, acidente vascular cerebral, meningites,
neuropatias periféricas, encefalopatias; psiquiátricas: alcoolismo, abstinência alcoólica, surtos psicóticos,
pânico, depressão; infecciosas e transmissíveis: sarampo, varicela, rubéola, poliomelite, difteria, tétano,
coqueluche, raiva, febre tifóide, hanseníase, doenças sexualmente transmissíveis, AIDS, doença de
chagas, esquistossomose, leischmaniose, malária, tracoma, estreptocócicas, estafilocócicas, doença
meningocócica, infecção por anaeróbicos, toxoplasmose, viroses; dermatológicas :escabiose, pediculose,
dermatofitose, eczema, dermatite de contato, onicomicose, infecção bacteriana; imunológicas: doença do
soro, edema, urticária, anafiloxia; ginecológicas: doença inflamatória da pelve, leucorréias, intercorrência no
ciclo gravídico puerperal; intoxicações exógenas: barbitúricos, entorpecentes. Conhecimento da legislação
e normas clínicas que norteiam as transferências interhospitalares. Código de Ética médica.
MÉDICO (COLOPROCTOLOGIA)
Bases da cirurgia anorretal. Anatomia. Esfíncteres anorretais e músculo elevador do ânus. Vascularização e
inervação. Embriologia. Fisiologia ano-retal. Bases da cirurgia do intestino grosso. Anatomia, embriologia e
fisiologia. Aspectos gerais da cirurgia vídeo-laparoscópica colo-retal. Diagnóstico das doenças do ânus, reto
e cólon. Exame do abdome e proctológico. Colonoscopia. Indicações, contra-indicações, complicações e
diagnósticos. Exame radiológico simples e contrastado. Tomografia computadorizada e ressonância
magnética referente ao intestino grosso. Doença hemorroidária. Etiopatogenia. Quadro clínico e
diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Criptite e papilite. Abscesso anorretal.
Etiopatogenia e classificação dos abscessos. Quadro clínico e diagnóstico. Conduta terapêutica. Fissura
anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Fístula anal.
Etiopatogenia. Classificação. Quadro clínico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Hidroadenite
supurativa. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Doença pilonidal
sacro-coccígea. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica.
Prurido anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Conduta terapêutica. Doenças sexualmente
transmissíveis em coloproctologia. Síndrome da imunodeficiência adquirida. Prolapso e procidência do reto.
Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Malformações
congênitas do cólon e da região anorretal. Classificação. Considerações embriológicas. Anomalias
associadas. Diagnóstico. Conduta terapêutica. Incontinência anal. Etiopatogenia. Quadro clínico e
diagnóstico. Conduta terapêutica. Abdômem agudo em coloproctologia - Aspectos gerais do diagnóstico e
tratamento. Obstrução intestinal. Etiopatogenia e fisiopatologia. Conduta terapêutica. Traumatismo
abdominal. Traumatismo do cólon e reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico
diferencial. Conduta terapêutica. Tumores benignos do cólon, reto e ânus. Princípios fundamentais de
oncologia. Bases da cirurgia oncológica. Fundamentos, indicações e contra-indicações da quimioterapia,
radioterapia e imunoterapia no câncer do cólon, reto e ânus. Câncer do cólon, reto e ânus. Megacólon.
Megacólon chagásico. Etiopatogenia e fisiologia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial.
Complicações. Conduta terapêutica. Enterocolopatias parasitárias. Helmintíases, protozooses.
Epidemiologia, quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta terapêutica. Doenças
inflamatórias inespecíficas do cólon e do reto. Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico
diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. Doenças inflamatórias específicas do cólon e do reto.
Etiopatogenia. Quadro clínico e diagnóstico diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. Doença
isquêmica do cólon e reto. Fisiopatologia. Quadro clínico e diagnóstico. Diagnóstico diferencial. Conduta
terapêutica. Doença diverticular do cólon. Etiopatogenia. Fisiopatologia. Quadro clínico e diagnóstico
diferencial. Complicações. Conduta terapêutica. Ectasias vasculares do cólon. Hemorragia digestiva baixa.
Derivações intestinais. Indicações. Técnicas. Complicações. Alterações do hábito intestinal. Síndrome do
intestino irritável. Aspectos clínicos e terapêuticos. Dietas em colopatias. Código de Ética médica.
MÉDICO (DERMATOLOGIA)
Erupções eczematosas, eritemato-escamosas, eritemato-purpúricas, papulo-pruriginosas, vésico-bolhosas.
Afecções ulcerosas de membros inferiores. Acne e erupções acneiformes. Lúpus eritematoso.
Dermatomiosite e esclerodermia: quadro clínico; diagnóstico e tratamento. Vasculites. Piodermites.
Doenças sexualmente transmissíveis. Hanseníase. Micoses superficiais. Paracoccidiodomicose e outras
micoses profundas. Dermatoviroses. Leishmaniose tegumentar americana e outras dermatoses
zooparasitárias. Erupções por drogas e toxinas. Tumores benignos e malignos da pele. Afecções
congênitas e hereditárias; ictiose, epidermólise bolhosa, xeroderma pigmentoso, urticária pigmentosa,
neurofibromatose, doença de Hailey-Hailey, moléstia de Darier, incontinência pigmentar. Código de Ética
médica.
MÉDICO (ENDOCRINOLOGIA)
Hipotálamo-hiófise: regulação de secreção neuroendócrina. Doenças neuroendócrinas. Adeno-hipófise:
fisiologia, patologia, avaliação laboratorial e tratamento. Tumores hipofisários secretantes e não
secretantes. Síndrome de sela vazia. Hipopituitarismo parcial e total. Neuro-hipófise: fisiologia, patologia,
avaliação laboratorial e tratamento. Diabetes insipidus. Prolactinomas. Tiróide: fisiologia, patologia, provas
de função e tratamento. Hipotiroidismo. Hipertirodismo. Tiroidites. Neoplasias. Bócio. Paratiróide: fisiologia,
patologia, provas de função e tratamento. Paratormônio e Calcitonina. Hipoparatiroidismo.
Hiperparatiroidismo. Hipercalcemias. Raquitismo e Osteomalácia. Outras doenças osteo-metabólicas.
Adrenal: fisiologia, patologia, provas de função e tratamento. Doenças da córtex e medular: hipo e
hiperfunção e tumores. Gônadas: fisiologia, patologia, provas de função e tratamento. Desordens da
diferenciação sexual. Desordens endócrino-ovarianas. Desordens endócrino-testiculares. Ginecomastia.
Hormônios gastro-intestinais: fisiologia. Pâncreas: fisiologia, patologia, provas de função e tratamento.
Diabetes mellitus. Hipoglicemias. Dislipidemias: fisiologia do metabolismo lipídico, patologia, avaliação
laboratorial e tratamento. Obesidade: fisiologia, patologia, provas de função e tratamento. Erros inatos do
metabolismo: fisiologia, patologia, diagnóstico e tratamento. Código de Ética médica.
MÉDICO (GASTROENTEROLOGIA)
Esôfago: esofagite de refluxo e hérnia de hiato, tumores. Estômago e duodeno: gastrites, úlcera péptica
gastroduodenal, hemorragia digestiva alta, tumores. Intestino delgado: má absorção intestinal, doenças
inflamatórias agudas intestinais, doenças inflamatórias crônicas intestinais, patologia vascular dos
intestinos, tumores. Intestino grosso: diarréia, constipação e fecaloma, doença diverticular dos cólons,
retocolite ulcerativa inespecífica, parasitoses intestinais, tumores. Fígado: doenças metabólicas, álcool e
fígado, drogas e fígado, hepatite e vírus (agudas e crônicas), hipertensão portal, cirrose hepática, ascite,
encefalopatia hepática, tumores. Vias biliares: discinesia biliar. Colecistites (agudas e crônicas), litíase biliar,
colangites, tumores. Pâncreas: pancreatite aguda, pancreatite crônica, cistos pancreáticos, tumores. Outras
afecções do aparelho digestivo: esquistossomose mansoni, doença de Chagas, peritonites, hormônios
gastrointestinais, suporte nutricional em gastroenterologia, imunologia do aparelho digestivo, distúrbios
funcionais do aparelho digestivo (psicossomáticos). Código de Ética médica.
MÉDICO (GERIATRIA)
Epidemiologia do envelhecimento. O idoso na legislação brasileira e políticas nacionais para o
envelhecimento. Teorias do envelhecimento. Biologia e fisiologia do envelhecimento. Semiologia do idoso.
Avaliação funcional e exame mental e psíquico do idoso. Afecções do sistema nervoso (transtorno cognitivo
leve, demências, depressão, delirium, doenças cerebrovasculares, distúrbios do sono, síndromes
extrapiramidais, neuropatias periféricas). Afecções do sistema cardiovascular (aterosclerose e fatores de
risco para doença cardiovascular, hipertensão arterial, hipotensão ortostática, insuficiência cardíaca,
arritmias, doença arterial coronariana, valvulopatias, tromboembolismo pulmonar, trombose venosa
profunda, insuficiência venosa crônica, doença arterial periférica). Afecções do sistema respiratório (doença
pulmonar obstrutiva crônica, pneumonias, tuberculose). Afecções do sistema digestivo (hemorragia
digestiva, constipação, diarréia, doença diverticular do cólon). Afecções do sistema geniturinário (doenças
da próstata, infecção urinária, insuficiência renal, disfunção sexual, incontinência urinária). Afecções do
sistema endócrino (diabetes mellitus, doenças da tireóide, dislipidemia, climatério, obesidade). Afecções do
sistema hematológico (anemias, leucemias, linfomas, mieloma múltiplo). Afecçõesdo sistema
osteomuscular e tecido conjuntivo (osteoporose, doença de Paget, osteoartrose, polimialgia reumática e
arterite de células gigantes). Envelhecimento do sistema imunológico. Principais afecções
otorrinolaringológicas no idoso. Principais afecções oftalmológicas no idoso. Principais afecções
dermatológicas no idoso. Quedas. Síncope e vertigens no idoso. Síndrome da imobilização. Úlceras de
pressão. Distúrbios hidroeletrolíticos no idoso. Neoplasias no idoso. Traumas no idoso. Avaliação pré-
operatória do idoso. Tratamento da dor crônica. Medicina preventiva e envelhecimento (nutrição, saúde
bucal, imunização, atividade física, rastreamento de doenças). Maustratos aos idosos. Latrogenia.
Farmacocinética e farmacodinâmica das drogas no idoso. Princípios de reabilitação geriátrica. Emergências
em geriatria. Assistência ao idoso em instituições asilares. Assistência domiciliar ao idoso. Problemas éticos
e legais em medicina geriátrica. Código de Ética médica.
MÉDICO (GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA)
Anatomia dos órgãos fenitais femininos. Embriologia dos genitais femininos. Fisiologia mestrual e sexual.
Endocrinologia do aparelho genital feminino. Ciclo Mestrual. Climatério. Puberdade fisiológica e patológica.
Propedêutica clínica e complementar em tocoginecologia. Disfunções mestruais. Doenças sexualmente
transmissíveis. Citogenética. Dismenorréial. Tensão pré-mestrual. Dispotopias genitais. Processos
inflamatórios dos genitais feminos. Esterilidade conjugal. Incontinência urinário na mulher. Fístulas genitais.
Ginecologia da infância e da adolescência. Mastopatias benignas e melignas. Anticoncepção. Medicina
psicossomática em ginecologia. Urgências ginecológicas. Afecções da vulva e da vagina. Afecções do colo
e do corpo uterino. Afecções dos ovários e trompas. Oncologia ginecológica. Moléstia trofoblástica.
Endometriose. Cirurgias ginecológicas. Anomalias do desenvolvimento genital. Algias pélvicas. Disfunões
sexuais. Leucorréias estados hiperandrogêncios. Estados hiperprolactínicos. Intersexualidade. Hemorragias
disfuncionais. Gravidez ectópica. Abortamento. Ovulação. Fertilização. Transporte Ovular. Nidação.
Deciduação. Placenta. Cordão Umbilical. Sistema Aminiótico. Estudo do Feto. Modificações gerais e locia
sdo organismo materno. Endocrinologia do ciclo gravídico-puerperal. Bacia obstétrica. Relações Útero-
fetais. Gravidez. Conceito. Duração, diagóstico. Assistência pré-natal. Aspectos psicológicos do ciclo
gravídico-puerperal. Trajeto pelvi-genital. Contratilidade Uterina. Parto. Generalidades. Conceitos. Evolução
Clínica do Parto. Assistência ao parto. Fenômenos mecânicos do parto. Fenômenos plásticos do parto.
Analgesia e anestesia no parto. Puerpério e lactação. Doenças intercorrentes no ciclo grávido-puerperal.
Doença hipertensiva específica da gravidez. Placenta prévia. Deslocamento prematuro de plancenta.
Rotura uterina. Patologias do sistema amniótico.gravidez prolongada. Gemelidade. Sofrimento fetal. Doença
hemolítica perinatal. Distocias. Acidentes e complicações de parto.Discinesias. Prematuridade. Puerpério
patológico. Tocotraumatismos maternos e fetais. Aspectos Médicos-legais em toco-ginecologia. Patologia
do feto e do recém-nascido. Mortalidade prinatal. Distocias do trajeto e desproporção céfalo-pélvica. Estudo
crítico das cirurgias obstétricas. Diagnóstico e terapêutica das patologias obstétricas. Efeitos de drogas
sobre o concepto. Gravidez molar. Rotura prematura de membranas. Prolapso do cordão umbilical.
Aspectos ético-legais da prática obstétrica. Código de Ética médica.
MÉDICO (HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA)
Dados históricos, situação atual, tendências e especulações para o futuro. Legislação Hemoterápica:
Resolução RDC nº 343, DOU de 19/12/2002. Imunologia e suas relações com a transfusão de sangue:
componentes celulares do sistema imune. Resposta imune. Resposta imune a antígenos dos eritrocitários.
Complemento. Fisiopatologia da hemólise imune. Grupos Sangüíneos: definição de um sistema de grupo
sangüíneo. Grupo Sangüíneo ABO. Sistema Sangüíneo Rh. Sistema Sangüíneo Ii, Lewis, P e MNS;
Sistema Kell, Duffy, Kidd e Lutheran; Sistema de Histocompatibilidade (HLA); Sistema de antígenos
plaquetários. Testes de compatibilidade de hemácias: tipagem de compatibilidade ABO e Rh. Pesquisa e
identificação de anticorpos anti-eritrocitários (PAI e Painel de hemácias). Provas de Compatibilidade.
Eluição. Obtenção de Sangue: captação de candidatos à doação de sangue. Triagem clínico-laboratorial
dos candidatos à doação de sangue. Coleta de sangue: controle sorológico e imuno-hematológico do
sangue coletado. Preparação de componentes sangüíneos: concentrado de hemácias, plasma e
crioprecipitado. Componentes pobres em leucócitos e componentes irradiados. Uso clínico de sangue e
seus componentes: componentes que visam transfundir hemácias; componentes que visam transfundir
plaquetas; reposição de fatores de coagulação; reposição de proteínas plasmáticas. Política transfusional
em um hospital. Terapia transfusional em situações especiais: em clínica cirúrgica, nos distúrbios da
coagulação sangüínea. Produtos plasmáticos e substitutos do sangue. Albumina humana: características,
uso clínico e seus efeitos adversos. Concentrado de fatores plasmáticos: características, uso clínico e seus
efeitos adversos; Substitutos do sangue. Efeitos adversos das transfusões sangüíneas: aloimunização.
Reações transfusionais imunológicas e não imunológicas. Transmissão de doenças infecto-contagiosas.
Hemopoese. Citologia das células do sangue e dos órgãos hemoformadores. Aféreses: terapêuticas e não
terapêuticas. Indicações. Tratamentos e controles. Uso de processadoras celulares automatizadas de
sangue na obtenção e recuperação de sangue. Autotransfusão: procedimentos, terapêutica e controles.
Transplante de medula óssea: procedimentos, obtenção, armazenamento, controles e terapêutica em
hemoterapia. Código de Ética médica.
MÉDICO (INFECTOLOGIA)
Uso racional de antimicrobianos. Epidemiologia: vigilância epidemiológica. Investigação epidemiológica
(casos e epidemias). Sistema de Informação em Saúde. Imunização: calendário vacinal. Imunobiológicos
especiais. Eventos adversos pós-vacinal. Meningites. Pneumonias. Febre Purpúrica Brasileira. Síndrome da
Imunodeficiência Adquirida: infecções oportunistas. Tumores associados. Infecções virais: Hepatites virais.
Mononucleose infecciosa. Citomegalovirose. Influenza. Parotidite infecciosa. Raiva. Poliomielite.
Hantavirose. Herpes vírus. Infecções bacterianas: Tuberculose. Leptospirose. Tétano. Cólera. Coqueluche.
Difteria. Hanseníase. Febre tifóide. Enterobacterioses. Infecções fúngicas: micoses superficiais. Candidíase.
Paracoccidioidomicose. Histoplasmose. Criptococose. Infecções por protozoários: amebíase, giardíase.
Toxoplasmose. Doença de Chagas. Parasitoses intestinais. Doenças exantemáticas: sarampo, varicela,
rubéola e escarlatina. Doenças Sexualmente Transmissíveis: sífilis. gonorréia, cancro mole. Linfogranuloma
venéreo. Condiloma acuminado. Doenças tropicais: malária, calazar, esquistossomose. Arboviroses:
dengue e febre amarela. Leishmaniose tegumentar americana. Ectoparasitoses: escabiose, pediculose.
Miíase. Acidentes por animais peçonhentos. Código de Ética médica.
MÉDICO (MASTOLOGIA)
Anatomia, desenvolvimento e fisiologia das mamas. Anamnese e exame clínico. Diagnóstico por imagem:
mamografia, ultrassonografia, cintilografia, ressonância magnética. Diagnóstico cito ou histológico: punção
aspirativa com agulha fina, punção aspirativa com agulha grossa: core-biopsy e mamotomia, biópsia
incisional ou excisional. Diagnóstico e terapêutica da patologia benigna: Alteração funcional benigna da
mama, fibroadenoma, hamartoma, papiloma, tumor filóides, fluxo papilar, processos inflamatórios: abscesso
subareolar recidivante e mastites. Ginecomastias. Câncer de mama: epidemiologia, fatores de risco,
diagnóstico, história natural e estadiamento. Câncer de mama - tratamento: in situ/infiltrativo: cirurgia,
linfonodo sentinela, radioterapia, quimioterapia e hormonioterapia, reconstrução mamária, fatores
prognósticos, seguimento. Código de Ética médica.
MÉDICO (MEDICINA FÍSICA E REABILITAÇÃO)
Medicina de Reabilitação: conceito e papel no hospital geral e ortopédico. Anamnese e Semiologia fisiátrica.
Reabilitação em Geriatria e ortopedia geriátrica. Reabilitação em Trauma Raquimedular. Reabilitação em
Miopatias. Introdução à ENMG e PESS. Cinesioterapia / Cinesiologia e avaliação da marcha. Fisiologia,
fisiopatologia e reabilitação da Dor Crônica . Reabilitação em Amputados. Reabilitação em Reumatologia.
Termoterapia e eletroterapia: utilização dos meios físicos, indicações e contra-indicações. Síndrome do
Imobilismo. Avaliação Cardiorespiratória no paciente ortopédico. Condicionamento cardio-respiratório.
Reabilitação em Paralisia Cerebral. Reabilitação das Lesões Nervosas Periféricas. Avaliação funcional dos
movimentos com equipamentos. Reabilitação em Osteoporose. Uso de Acupuntura em Ortopedia e
Traumatologia. Fisiologia do exercício. Reabilitação em Hemofilia. Biofeedback. Órtese de coluna e MMSS.
Órtese de MMII e meios auxiliares de marcha. Artrogripose. Código de Ética médica.
MÉDICO (DO TRABALHO)
Doenças do trabalho. Decreto 611, de 21/07/92, CAT Lei 8.213, de 24/07/91 regulamentada pelo Decreto
611, de 21/07/92. LER. Riscos físicos, químicos e biológicos em hospitais. Transtornos psico-afetivos em
trabalhadores de hospitais. NR-4; NR-5; NR-6; NR-7; NR-9; NR-15; NR-16; NR-17. Constituição Federal/88:
Art. 7o XVIII, XXIII, XXVIII. CLT Seção V- Da Proteção à Maternidade: art. 394 e art. 396. Código de Ética
médica.
MÉDICO (MEDICINA INTENSIVA)
Acidentes por Agentes Químicos e Físicos. Aspectos Éticos em Medicina Intensiva. Código de Ética
Médica. Cardio-circulatório Arritmias cardíacas. Insuficiência coronariana aguda. Síndromes coronárias
agudas. Infarto agudo do miocárdio.Tamponamento cardíaco. Trombólise. Dissecção aórtica. Emergências
hipertensivas. Choque cardiogênico, hipovolêmico e séptico. Edema pulmonar cardiogênico e não
cardiogênico. Insuficiência cardíaca congestiva. Reposição volêmica. Drogas vasoativas. Monitorização
hemodinâmica invasiva e não invasiva. Transporte de oxigênio. Metabolismo do oxigênio em condições
normais e patológicas. Reanimação cardio-pulmonar-cerebral. Ácido láctico sérico. Coagulação Coagulação
intravascular disseminada e fibrinólise. Coagulopatia de consumo. Trombólise e anticoagulação. Uso de
hemoderivados e substitutos do plasma. Complicações no Paciente Oncológico Endócrino / Metabólico
Coma hiperosmolar, hipoglicêmico e cetoacidose. Crise tireotóxica. Coma mixedematoso. Insuficiência
supra renal aguda. Rabdomiólise. Calorimetria. Diabetes insípidos. Síndrome da secreção inapropriada do
ADH. Escores de Avaliação Prognóstica Gastrintestinal. Hemorragia digestiva alta e baixa. Insuficiência
hepática. Abdômen agudo. Pancreatite aguda. Colecistite aguda. Intoxicações exógenas. Infecção e sepse.
Infecções bacterianas, virais, fúngicas e outros agentes. Infecções relacionadas a cateteres, hospitalares.
Sepse. Uso de antibióticos. Translocação bacteriana. Descontaminação seletiva do tratogastrintestinal.
AIDS. Infecções em imunodeprimidos. Colite pseudomembranosa. Síndrome da resposta inflamatória
sistêmica. Insuficiência de múltiplos órgãos e sistemas. Métodos de Imagem em Medicina Intensiva.
Neurológico Coma. Acidente vascular encefálicos. Trombolíticos. Hipertensão endocraniana e suas
medidas de controle. Indicação e controle da hiperventilação. Polirradiculoneurites. Estado de mal epilético.
Miastenia gravis. Morte cerebral. Obstetrícia Eclâmpsia, infecção pós-parto e Hellp síndrome.
Politraumatismo. Paciente politraumatizado. Trauma cranioencefálico e raquimedular. Pré e Pós-operatório.
Avaliação do risco operatório. Procedimentos Invasivos. Intubação orotraqueal, traqueostomia.
Cateterização arterial, dissecção venosa. Marcapasso. Cateterização venosa central e de artéria pulmonar.
Pericardiocentese e drenagem pleural. Raquicentese. Queimaduras grande queimado. Insuficiência renal
aguda. Métodos dialíticos. Distúrbio hidro-eletrolíticos e ácido-básicos. Respiratório Insuficiência respiratória
aguda. Trocas gasosas pulmonares. Estado de mal asmático. Embolismo pulmonar. Síndrome do
desconforto respiratório agudo. Broncoaspiração. Doença pulmonar obstrutiva crônica agudizada. Suporte
ventilatório mecânico invasivo e não invasivo. Hipoventilação controlada e hipercapnia permissiva.
Ventilação mecânica na asma, doença pulmonar obstrutiva crônica e Síndrome do desconforto respiratório
agudo. Monitorização da ventilação. Capnografia. Desmame ventilatório. Complicações da ventilação
mecânica. Gasometria arterial. Óxido nítrico. Oxigenioterapia. Sedação, analgesia e bloqueio
neuromuscular. Suporte nutricional, sepse, doença pulmonar obstrutiva crônica,queimado, trauma,
insuficiência hepática e renal. Imunomoduladores. Nutrição parenteral e enteral. Transporte do paciente
crítico. Código de Ética médica.
MÉDICO (NEFROLOGIA)
Infecções ureto urinário. Insuficiência renal aguda. Insuficiência pré-renal. Insuficiência pós-renal.
Insuficiência renal. Hipertensão arterial. Litiase renal. Retenção urinária. Indicação de hemodiálise. Código
de Ética médica.
MÉDICO (NEUROCIRURGIA)
Bases anátomo-fisiológicas do diagnóstico em Neurocirurgia. Princípios gerais das técnicas neurocirúrgicas
- pré e pós-operatório em neurocirurgia - bases para o diagnóstico neuro-radiológico traumatismo
cranioencefálico. TCE: fisiopatologia, diagnóstico, clínica e tratamento. Traumatismo raquimedular:
fisiopatologia clínica, diagnóstico, tratamento e reabilitação. Hipertensão intracraniana: fisiopatologia clínica,
diagnóstico e tratamento. Tumores intracranianos: generalidades, patologia clínica e tratamento. Tumores
de crânio, órbita, infratentoriais e supratentoriais: diagnóstico e orientação. Tumores intra, para, supra-
selares. Tumores raquimedulares: anatomia, fisiopatologia e terapêutica. Hidrocefalia da infância e do
adulto. Acidente vascular cerebral isquêmico e hemorrágico cirúrgico. Aneurismas e malformação vascular
no SNC (Sistema Nervoso Central). Malformação do SNC (Sistema Nervoso Central): compressões
radiculares, espondilose, infecções e infestações do SNC. Dor: fisiopatologia e orientação terapêutica.
Cirurgia funcional e da epilepsia. Sistema nervoso periférico, traumatismos e tumores. Código de Ética
médica.
MÉDICO (NEUROLOGIA)
Cefaléias. Algias crânio-faciais. Comas. Fisiopatologia do sono.Traumatismos crânio-encefálicos.
Traumatismos raquimedulares. Síndrome de hipertensão intracraniana. Tumores intracranianos. Tumores
intrarraqueanos. Doenças demielinzantes. Doenças degenerativas do sistema nervoso. Miopatias.
Neuropatias periféricas. Infecções do sistema nervoso. Neuroparasitoses mais freqüentes no Brasil.
Acidentes vasculares do encéfalo e da medula. Manifestações neurológicas de doenças sistêmicas.
Epilepsias. Demências. Fisiopatologia da motricidade.Fisiopatologia da sensibilidade. Síndromes
corticais.Síndromes do tronco cerebral. Síndromes medulares. Código de Ética médica.
MÉDICO (OFTALMOLOGIA)
Diagnóstico e conduta nos traumatismos oculares. Anomalias de refração e correção das ametropias.
Afecções da conjuntiva, da córnea e da esclera. Terapêutica geral. Afecções do trato uveal: irites,
iridococlites, coroidites. Neuro-oftalmologia: papiledema, atrofia do nervo ótico, nemites, perimetria.
Manifestações oculares nas afecções do sistema nervoso. Glaucoma: crônico, simples, congênito, agudo e
secundário. Estrabismo: forias, tropias e paralisias oculares. Afecções do cristalino: congênitas, adquiridas,
luxações e subluxações. Técnica cirúrgica da catarata. Afecções da retina: congênitas, traumáticas,
vasculares, degenerativas e nas doenças sistêmicas. Descolamentos de retina e noções básicas de seu
tratamento cirúrgico. Tumores. Afecções das pálpebras: congênitas, traumáticas, inflamatórias e tumorais.
Afecções da órbita: traumáticas, inflamatórias e tumorais. Afecções das vias lacrimais: congênitas,
traumáticas, inflamatórias.Noções básicas do tratamento cirúrgico. Saúde pública em oftalmologia, níveis de
atenção e de prevenção em saúde ocular. Epidemologia das doenças oculares, prevenção da cegueira.
Código de Ética médica.
MÉDICO (ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA)
Traumatologia: fraturas e luxações da coluna cervical, dorsal e lombar, fratura da pélvis, fratura do
acetátulo, fratura e luxação dos ossos dos pés, tornozelo, joelho, lesões meniscais e ligamentares, fratura
diafisária do fêmur, fratura transtrocanteriana, fratura do colo do fêmur, fratura do ombro, fratura da
clavícula e extremidade superior e diáfise do úmero, fratura da extremidade distal do úmero, luxação do
cotovelo e fratura da cabeça do rádio, fratura e luxação da monteggia, fratura diafisária dos ossos do
antebraço; fratura de Colles e Smith, luxação do carpo, fratura do escafóide capal. Traumatologia da mão:
fratura metacarpiana e falangiana, ferimentos da mão, lesões dos tendões flexores e extensores dos dedos.
Anatomia e radiologia em ortopedia e traumatologia, anatomia do sistema osteoarticular. Radiologia.
Tomografia. Ressonância Nuclear Magnética, Ultra-sonografia do sistema osteoarticular. Anatomia do
sistema muscular. Anatomia dos vasos e nervos. Anatomia cirúrgica: vias de acesso, traumatologia e
anomalias congênitas. Código de Ética médica.
MÉDICO (OTORRINOLARINGOLOGIA)
Embriologia e anatomia: conjunto crânio facial, orelha externa, média, interna, cavidades nasal e
paranasais, boca e faringe, laringe e microcirúrgica da base do crânio.Fisiologia: da orelha externa, média e
interna, nariz e cavidades paranasais, boca, faringe, anel linfático de Waldeyer, laringe e deglutinação.
Microbiologia, fisiopatologia, diagnóstico, abordagem e tratamento das doenças da orelha externa, média,
interna, cavidade nasal, seios paranasais, boca, faringe e laringe. Exames complementares e de imagem
em otologia, otoneurologia, audiologia, rinologia, bucofaringologia e cabeça e pescoço. Endoscopia nasal e
laríngea. Anatomia cirúrgica e técnicas operatórias em otologia, rinologia, bucofaringologia, cabeça e
pescoço, plástica e base do crânio. Antibióticos, antifúngicos, antiviróticos, antinflamatórios,
antihistamínicos, desongestionantes nasais, corticosteróides e anestesias em otorrinolaringologia.
Emergências em otorrinolaringologia. A relação médico-paciente. PAIR: legislação, abordagem e
diagnóstico. Doenças sistêmicas e sua interrelação com alterações otorrinolaringológicas. Neoplasias em
otorrinolaringologia - diagnóstico e tratamento. Massas cervicais, diagnóstico clínico, estadiamento e
diagnóstico diferencial. Código de Ética médica.
MÉDICO (PATOLOGIA CLÍNICA)
Manuseio de peças cirúrgicas oncológicas: processamento macroscópico e seleção dos cortes histológicos.
Indicações, limitações e aspectos técnicos do exame infra-operatório por cortes de congelação.
Classificação dos tumores ginecológicos. Estadiamento clínico-cirúrgico das neoplasias ginecológicas e
mamárias. Fatores prognósticos nas neoplasias malignas do trato genital feminino e mama. Lesões
precursoras do câncer ginecológico e mamário. Doença inflamatória e pélvica. Interpretação morfo-
funcional do endométrio e ovário. Lesões do colo uterino, vagina e vulva. Lesões benignas do miométrio.
Cistos não-neoplásicos e neoplásicos do ovário. Diagnóstico citológico em lesões palpáveis e não palpáveis
da mama. Citologia do trato genital feminino e masculino, líquidose secreções. Princípios das técnicas
imunohistoquímicas, hibridização molecular e citometria de fluxo. Valor da técnica da imunoperoxidase em
patologia ginecológica e mamária. Patologia testicular - espermatogênese. Patologia geral: necrose celular,
apoptose, inflamação aguda e crônica, inflamações específicas, imunopatologia, distúrbios circulatórios e
neoplasias. Código de Ética médica.
MÉDICO (PEDIATRIA)
Indicadores de mortalidade perinatal, neonatal e infantil; crescimento e desenvolvimento: desnutrição,
obesidade, alimentação do recém-nascido e do lactante, carências nutricionais, desvitaminoses, distúrbio
do desenvolvimento neurológico e psicomotor; imunizações: ativa e passiva; patologia do lactante e da
criança: distúrbio cardio-circulatório, choque, crise hipertensiva, insuficiência cardíaca, reanimação
cardiorrespiratória; distúrbios respiratórios: afecções das vias aéreas superiores, bronquite, estado de mal
asmático, insuficiência respiratória aguda, pnemopatias agudas e derrames pleurais; distúrbios metabólicos
e endócrinos: acidose e alcalose metabólica, desidratação aguda, diabetes mellitus, hipo e hipertiroidismo,
insuficiência supra-renal; distúrbios neurológicos e motores; distúrbios do aparelho urinário e renal:
glomerolopatia, infecções do trato urinário, insuficiência renal aguda e crônica, Síndrome Hemolítica
Urêmica, Síndrome Nefrótica; Distúrbios onco-hematológicos: anemias carenciais e hemolíticas, hemorragia
digestiva, leucemias e tumores sólidos, síndromes hemorrágicas; patologias do fígado e das vias biliares:
hepatites virais, insuficiência hepática; doenças infecto-contagiosas: AIDS, diarréias agudas e outras
comuns na infância; infecção hospitalar: meningoencefalite viarais e fúngicas sepse e meningite de etiologia
bacteriana, tuberculose, viroses respiratória; acidentes: por submersão, intoxicações exógenas agudas; a
criança e o adolescente vítima de violência. Aleitamento materno. Reanimação Neonatal. Código de Ética
médica.
MÉDICO (PNEUMOLOGIA)
Asma: definição. Epidemiologia. Patologia. Patogenia. Diagnóstico. Tratamento. Doença Pulmonar
Obstrutiva Crônica: Definição. Epidemiologia. Fisiopatologia. Diagnóstico. Tratamento. Pneumonias:
Etiopatogenia. Epidemiologia. Diagnóstico. Tratamento. Critérios de Fine. Diagnósticos diferenciais. Tosse
Crônica: Definição. Diagnósticos. Roteiro de diagnóstico e tratamento. Tuberculose: Epidemiologia.
Etiologia. Métodos diagnósticos. Diagnóstico. Tratamento. Procura de casos. Prevenção. Biossegurança.
Pneumopatias Intersticiais: diagnósticos diferenciais. Métodos diagnósticos. Tratamento. Tromboembolismo
Pulmonar: epidemiologia. Fisiopatologia. Diagnóstico. Métodos Diagnósticos. Tratamento e prevenção.
Influenza: Epidemiologia. Quadro clinico. Diagnóstico. Tratamento. Prevenção. Pneumologia Pediátrica:
fibrose cística. Pneumonias. Broncoespasmos. Imunodeficiências. Alergias. Supurações Pulmonares:
bronquectasias. Abcesso Pulmonar primário e secundário. Sarcoidose: Etiopatogenia. Diagnóstico.
Tratamento. Pneumoconioses: Definição.Classificação. Diagnóstico. Tratamento. Provas de Função
Pulmonar / Gasometria: interpretação de resultados. Derrames Pleurais: definição. Diagnósticos
diferenciais. Métodos diagnósticos. Tratamento. Código de Ética médica.
MÉDICO (PSIQUIATRIA)
Alcoolismo: conceito e quadros clínicos. Demências: conceito, classificação, quadros clínicos.
Esquizofrenias: conceito, classificação e tratamentos. Aspectos psiquiátricos das epilepsias, manifestações
principais, tratamentos. Psicose maníaco-depressiva: conceito, classificação e tratamento. Neuroses:
histórico, conceito, classificação e tratamento. Toxicomanias: conceito, conduta terapêutica. Personalidade:
conceitos, desenvolvimento. Terapêutica psiquiátrica: psicofarmacoterapia - classificação e indicações
principais. Convulsoterapia: principais tipos e indicações na atualidade. Psicoterapias: conceito, histórico,
tipos e formas, indicações principais. Oligofrenias: conceito, classificação e conduta. Personalidade
psicopática: conceito, abordagem terapêutica. Psiquiatria Social e Saúde Mental. História da Psiquiatria.
Principais evoluções modernas na consideração da doença mental. Psiquiatria Forense. Política da Saúde
Mental. Psiquiatria Comunitária. Psiquiatria do Setor: Preventivismo. Antipsiquiatria. Psiquiatria
"Democrática". Código de Ética médica.
MÉDICO (RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM)
Noções de física das radiações: definição e produção dos raios X, ampola de raios X; propriedades gerais.
Efeitos biológicos das radiações; noções de radioproteção; equipamentos radiológicos; formação de
imagem. Ossos e articulações: normal e métodos de exames; anomalias e displasias ósseas; infecções e
osteocondrites; doenças articulares; tumores benignos e malignos; alterações ósteo-articulares nas
hemopatias; alterações ósseas nas endocrinopatias; trauma esquelético; contribuição da tomografia
computadorizada dos ossos e articulações; Tórax: tórax normal e métodos de exame; patologias de pleura;
infecção e infestação pulmonar; lesões alveolares e do interstício pulmonar; bronquites crônica e enfisema;
tumores no pulmão; lesões mediastinais; trauma torácico; patologia do diafragma; contribuição da
tomografia computadorizada do tórax. Sistemas cardiovasculares; métodos de exame. Coração e circulação
normais. Pericárdio: alterações gerais, aumento individual de câmaras cardíacas; doenças cardíacas
congênitas e adquiridas. Patologia vascular. Trato gastrintestinal e abdômen: técnicas de exame; glândulas
salivares, faringe e esôfago; estômago e duodeno; intestino delgado. Cólon; abdômen agudo; trato biliar,
pâncreas, fígado e baço; glândulas adrenais; contribuição da tomografía computadorizada no trato gastro-
intestinal e abdômen. Trato Urogenital: métodos de exame. Lesões congênitas. Tumores dos rins e
ureteres. Doenças císticas dos rins. Cálculo renal. Infecção renal. Bexiga e próstata. Obstrução do trato
urinário. Radiologia obstétrica; contribuição da tomografia computadorizada no trato urogenital. Pediatria:
métodos de exame; doenças congênitas; doenças adquiridas. Ultra-sonografia em Ginecologia e
Obstetrícia, a natureza do ultra-som. Princípios básicos, técnicas e equipamentos. Indicações da ultra-
sonografia. Dopller. Anatomia ultra-sonográfica da pelve feminina, estudo ultra-sonográfico do útero normal
e patológico, estudo ultra-sonográfico do ovário normal e patológico. Doenças inflamatórias pélvicas,
contribuição do ultra-som nos dispositivos intra-uterinos. Diagnóstico deferencial das massas pélvicas ao
ultra-som. Ultra-sonografia nas doenças ginecológicas malignas. Endometriose. Ultra-sonografia e
esterilidade. Estudo ultra-sonográfico da mama normal e patológica. Anatomia ultra-sonográfica do saco
gestacional e do embrião. Anatomia ultra-sonográfica fetal. Avaliação da idade gestacional. Estudo ultra-
sonográfico das patologias da primeira metade da gestação. Crescimento intra-uterino retardado. Gestação
de alto-risco. Gestação múltipla. Anomalias fetais e tratamento pré-natal. Placenta e outros anexos do
concepto. Medicina Interna: estudo ultra-sonográfico, olho, órbita, face e pescoço, tórax, crânio, abdômen
superior (fígado, vias bilares, visícula biliar, pâncreas e baço), estudo ultra-sonográfico da cavidade
abdominal, vísceras ocas, coleções e abcesso peritoneais. Reproperitôneo, rins e bexiga. Próstatas e
vesículas seminais. Escroto, pênis, extremidades.
MÉDICO (REUMATOLOGIA)
Artropatias microcristalinas: gota, condrocalcinose. Artropatias mecânico-degenerativas: osteoartrose.
Artropatias soro-negativas: artrite psoriática, síndrome de Reiter, espondilite anquilosante. Artrite
Reumatóide e artrite reumatóide juvenil. Artrites infecciosas: virais, bacterianas, microbacterianas e
fúngicas. Doenças difusas do conectivo: lupus eritematoso sistêmico, esclerose sistêmica progressiva,
dermatopoliomiosite, doença mista do tecido conectivo, Síndrome de Sjogren, Síndromes Overlap.
Síndromes vasculíticas: poliarterite nodosa, granulomatose de Wegener, Arterite de Churg-Strauss, Arterite
Temporal, Arterite de Takaiasu, Doença de Behçet, Vasculites leucocitoclásicas. Febre reumática.
Cervicalgias, dorsalgias, lombalgias. Policondrite recidivante. Fibromialgia e reumatismo psicogênico.
Reumatismo de partes moles: bursites, tendinites.Sarcoidose. Código de Ética médica.
MÉDICO (SOCORRISTA)
Epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico, clínica tratamento e prevenção das doenças: cardiovasculares:
insuficiência cardíaca, insuficiência coronariana, arritmias cardíacas, tromboses venosas, hipertensão
arterial, choque; pulmonares: insuficiência respiratória aguda e crônica, asma, doença pulmonar obstrutiva
crônica, pneumonia, tuberculose, tromboembolismo pulmonar; sistema digestivo: neoplasias, gastrite e
ulcera péptica, colecistopatias, diarréia aguda e crônica, pancreatites, hepatites, insuficiência hepática,
parasitoses intestinais, doenças intestinais inflamatórias, doença diverticular de cólon; renais: insuficiência
renal aguda e crônica, glomerulonefrites, distúrbios hidroeletrolíticos e do sistema ácido-base, nefrolitíase,
infecções urinárias; metabólicas e sistema endócrinos: hipovitaminoses, desnutrição, diabetes mellitus, hipo
e hipertiroidismo, doenças da hipófise e da adrenal; hematológicos: anemias hipocrônicas, macrocíticas e
hemolíticas, anemia aplastica, leucopenia, púrpuras, distúrbios de coagulação, leucemias e linfomas,
acidentes de transfusão; reumatológicas: orteoartrose, gota, lúpus eritematoso sistêmico, artrite infecciosa,
doenças do colágeno; neurológicas: coma, cefaléias, epilepsia, acidente vascular cerebral, meningites,
neuropatias periféricas, encefalopatias; psiquiátricas: alcoolismo, abstinência alcoólica, surtos psicóticos,
pânico, depressão; infecciosas e transmissíveis: sarampo, varicela, rubéola, poliomelite, difteria, tétano,
coqueluche, raiva, febre tifóide, hanseníase, doenças sexualmente transmissíveis, AIDS, doença de
chagas, esquistossomose, leischmaniose, malária, tracoma, estreptocócicas, estafilocócicas, doença
meningocócica, infecção por anaeróbicos, toxoplasmose, viroses; dermatológicas :escabiose,pediculose,
dermatofitose, eczema, dermatite de contato, onicomicose, infecção bacteriana; imunológicas: doença do
soro, edema, urticária, anafiloxia; ginecológicas: doença inflamatória da pelve, leucorréias, intercorrência no
ciclo gravídico puerperal; intoxicações exógenas: barbitúricos, entorpecentes. Conhecimento da legislação
e normas clínicas que norteiam as transferências interhospitalares; Código de Ética médica.
MÉDICO (UROLOGIA)
Anatomia Cirúrgica do Retroperitônio, Rins e Ureteres: Noções de anatomia aplicada à cirurgia dos rins,
adrenais e ureteres. Anatomia do Trato Urinário Inferior: Noções de anatomia aplicada á cirurgia da bexiga
e pelve masculina e feminina. Anatomia da Genitália Masculina: Noções de anatomia da genitália
masculina. Transplante Renal: Definição de doença renal em estágio terminal. Seleção e preparação de
receptores. Seleção e preparação de doadores. Complicações das cirurgias de transplante renal. Infecções
Urinárias: Incidência e epidemiologia. Princípios do tratamento antibacteriano. Fatores de risco. Infecções
urinárias do trato superior e inferior. Infecções em idosos e gestantes. Doenças sexualmente transmissíveis:
Uretrites. Úlceras genitais. HPV. Disfunções Miccionais: Função normal do trato urinário inferior.
Anormalidades de Armazenamento/Esvaziamento vesical. Avaliação Urodinâmica. Tratamento
farmacológico das disfunções miccionais. Incontinência Urinária: Tipos e causas de incontinência urinária.
Avaliação do impacto da incontinência urinária. Tratamento conservador. Incontinência Urinária na Mulher,
na Criança e no Idoso. Cirurgia para Incontinência Urinária. Função e disfunção sexual: aspectos básicos
de fisiologia de ereção. Epidemiologia e Etiologia. Tratamento Medicamentoso. Implante de próteses.
Função e Disfunção Reprodutiva: Causas de infertilidade masculina. Tratamento cirúrgico da Infertilidade.
Noções de reprodução assistida. Hiperplasia Benigna da Próstata: Epidemiologia e Incidência. Avaliação
dos homens com sintomas do trato urinário inferior. Tratamento medicamentoso da HBP. Tratamento
cirúrgico da HBP. Terapias minimamente invasivas. Embriologia do Trato Urinário: Desenvolvimento normal
do trato urinário e genital. Anomalias dos rins e ureteres. Anomalias da genitália masculina. Urologia
Perinatal: Diagnóstico antenatal. Intervenção fetal. Tratamento pós-natal. Emergências neonatais.
Uropediatria: Anomalias da JUP. Hipospádias. Refluxo vesico ureteral. Enurese. Tumores Renais:
Diagnóstico incidental dos turmores renais. Tratamento preservador de néfrons. Tumores benignos e
malignos. Tumores Uroteliais: Câncer de bexiga - incidência e epidemiologia. Tratamento dos tumores
superficiais. Tratamento dos tumores invasivos. Tratamento dos tumores avançados. Tumores do Testículo:
Tumores Germinativos. Tratamento dos tumores germinativos. Câncer de Próstata: Epidemiologia e
Incidência. Detecção precoce. Tratamento da doença localizada. Tratamento da doença avançada. Litíase
Urinária: Incidência e Etiologia. Tratamento clínico. Litotripsia extra-corpórea. Endo-urologia para cálculos
urinários. Tratamento das obstruções por cálculos. Cirurgia convencional na litíase urinária. Código de Ética
médica.
NUTRICIONISTA
Fisiologia e Fisiopatologia aplicadas à Nutrição. Nutrição normal: balanço de nitrogênio, recomendações
nutricionais, cálculo energético, dietas equilibradas. Nutrição nos ciclos vitais; nutrição materno-infantil;
aleitamento natural; gestação e lactação; crescimento e desenvolvimento; alimentação da gestante e da
nutriz; alimentação na infância e na adolescência; alimentação do idoso. Doenças nutricionais: desnutrição
calórico-proteica, carências nutricionais. Dietoterapia: conceitos e objetivos; dietas hospitalares nas
diferentes patologias, condições clínicas e metabólicas. Avaliação do estado nutricional: métodos e critérios
de avaliação. Métodos de assistência ambulatorial em nutrição. Noções de farmacologia: interações
alimento-medicamento. Nutrição e Saúde Pública: noções de epidemiologia das doenças nutricionais e
desnutrição proteico-calórica; diagnóstico do estado nutricional das populações; vigilância nutricional.
Educação alimentar e nutricional. Técnica dietética: composição e classificação dos alimentos; seleção,
conservação e armazenamento; técnicas de pré-preparo, preparo e cocção; higiene na manipulação de
alimentos; planejamento de cardápios: fatores relacionados. Administração de serviços de alimentação e
lactários: área física e equipamentos; planejamento e organização; supervisão e controles; cardápios para
coletividades sadias e doentes; custos e avaliação. Microbiologia de alimentos: toxinfecções alimentares;
controle sanitário de alimentos; APPCC; controles de temperatura no fluxo dos alimentos. Ética Profissional.
Legislação (Portaria CVS 6/99, Resolução RDC 63/00 e da Lei de Licitações e Contratos no 8.666/93.)
PSICÓLOGO
Psicologia Geral: Psicoterapia individual. Psicoterapia de grupo. Ludoterapia. Psicologia experimental.
Metodologia. Ética. Noções de estatística, antropologia, sociologia e filosofia. Psicologia do
Desenvolvimento: René Spitz. Jean Piaget. Escala de Gesell. Teorias da Personalidade e Teoria
Psicoterápica: Abordagem centrada no cliente. Abordagem corporal. Abordagem psicanalítica. Abordagem
cognitivo-comportamental. Abordagem existencialista. Abordagem analítica. Abordagem gestáltica.
Abordagem psicodramática. Abordagem psicossomática. Psicodiagnóstico: Entrevistas. Bateria
psicométrica: testes projetivos, psicomotores e nível intelectual. Observação lúdica. Conduta e
encaminhamento. Psicologia hospitalar: Interconsulta. Equipe multiprofissional. Pesquisa. Assistência
domiciliar. Atendimento familiar. Pacientes terminais. Psicopatologia: Noções de psicopatologia geral.
Noções de nosologia psiquiátrica: transtornos psiquiátricos e suas manifestações sintomáticas.
Modalidades de tratamentos biológicos e psicológicos atuais: indicações, limitações, antagonismos,
sinergismos. A psicologia na equipe psiquiátrica multiprofissional; definições de papéis, atribuições e
responsabilidades. A psicologia nas diversas modalidades de atendimento: hospital psiquiátrico
especializado,unidade psiquiátrica no hospital geral, HD (hospital dia), ambulatório, oficina abrigada,
centros de convivência, programas comunitários: métodos, objetivos, indicações e limitações. Ética dos
profissionais de saúde mental: responsabilidades, atribuições, sigilo, compromisso com atualização do
conhecimento. Legislação em saúde mental (Lei Federal no 10.216 de 06/04/02, conteúdo e repercussão
na prática assistencial. Ética Profissional.
TÉCNICO DE REABILITAÇÃO FÍSICA
Dimensões biológicas do Trabalho Terapêutico: Bases moleculares e celulares dos processos normais e
alterados da estrutura e função dos tecidos, órgãos, sistemas e aparelhos. Função e disfunção do
movimento humano. Cinesiologia, cinesiopatologia e cinesioterapia, numa abordagem sistêmica.
Intervenção fisoterapêutica nos diferentes órgãos e sistemas biológicos em todas as etapas do
desenvolvimento humano.Instrumentação para o trabalho: Inovações tecnológicas inerentes à prática
clínica da reabilitação. Recursos semiológicos, diagnósticos, preventivos e terapêuticos que
instrumentalizam a ação fisioterapêutica nas diferentes áreas de atuação e nos diferentes níveis de
atenção. Dimensões sociais do trabalho terapêutico: Políticas de saúde, educação, trabalho e
administração. O homem e suas relações sociais, o processo saúde-doença nas múltiplas determinações.
Ética profissional.
TERAPEUTA OCUPACIONAL
Evolução histórica da Terapia Ocupacional no Brasil. Doutrina e prática da Teoria Ocupacional aplicada à
Psiquiatria. Terapia Ocupacional Psicossocial: reabilitação, reprofissionalização, reinserção social.
Conceitos de Terapia Ocupacional e suas relações com as psicoterapias. Tendências atuais da Terapia
Ocupacional e perspectivas. Noções de Psicopatologia Geral. Noções de Nosologia psiquiátrica:
transtornos psiquiátricos e suas manifestações sintomáticas. Modalidades de tratamentos biológicos e
psicológicos atuais: indicações, limitações, antagonismo, sinergismos. A Terapia Ocupacional na equipe
psiquiátrica multiprofissional; definições de papéis, atribuições e responsabilidades. A Terapia Ocupacional
nas diversas modalidades de atendimento: hospital psiquiátrico especializado, unidade psiquiátrica no
hospital geral, HD (Hospital Dia), ambulatório, oficina, abrigada, centros de convivência, programas
comunitários: métodos, objetivos, indicações, limitações. Ética dos profissionais de saúde mental:
responsabilidades, atribuições, sigilo, compromisso com atualização do conhecimento.
ANEXO IV - TABELA DE TÍTULOS
TÍTULOS PARA AS CATEGORIAS COM ENSINO SUPERIOR (EXCETO OS MÉDICOS)
ESPECIFICAÇÕES
VALOR UNITÁRIO
VALOR MÁXIMO
a) Certificado de conclusão do Programa de Aprimoramento Profissional - PAP, conforme Resolução SS de
07, publicada a 13.01.96, na área para a qual concorre.
5 (cinco) pontos
5 (cinco) pontos
b) Experiência de no mínimo 2 (dois) anos na função para a qual concorre, comprovada mediante:
-funcionário público federal, estadual ou municipal - Certidão, ou declaração de tempo de serviço bruto
emitida e assinada pela instituição;
- profissional com vinculo empregatício - carteira de trabalho, ou declaração de tempo de serviço bruto
emitida e assinada pela instituição.
2 (dois) pontos por ano
10 (dez) pontos
TOTAL MÁXIMO
15 (quinze) pontos
TÍTULOS PARA AS CATEGORIAS COM ENSINO SUPERIOR - MÉDICOS
ESPECIFICAÇÕES
VALOR UNITÁRIO
VALOR MÁXIMO
a) Experiência de no mínimo 2 (dois) anos na função para a qual concorre, comprovada mediante:
- funcionário público federal, estadual ou municipal - Certidão, ou declaração de tempo de serviço bruto
emitida e assinada pela instituição;
- profissional com vinculo empregatício - carteira de trabalho, ou declaração de tempo de serviço bruto
emitida e assinada pela instituição.
2 (dois) pontos por ano
10 (dez) pontos
b) Doutorado
3 (três) pontos
3 (três) pontos
c) Mestrado
2 (dois) pontos
2 (dois) pontos
TOTAL MÁXIMO
15 (quinze) pontos
TÍTULOS PARA A CATEGORIA DE MOTORISTA
ESPECIFICAÇÕES
VALOR UNITÁRIO
VALOR MÁXIMO
a) Certificado de conclusão de curso de Direção Defensiva.
3 (três) pontos
3 (três) pontos
b) Certificado de conclusão de curso de Primeiros Socorros.
2 (dois) pontos
2 (dois) pontos
TOTAL MÁXIMO
05 (cinco) pontos
11
15