Administração Abordagens da Administração Abordagem Humanística da Administração

Embora a teoria LPC (questionário do colega de quem menos gosto) de Fiedler seja a teoria contingencial de liderança mais amplamente pesquisada, outras teorias ajudaram a compreender as influências da situação na qual a liderança é exercida.

Entre elas, destaca-se a teoria da liderança situacional (TLS) de Hersey e Blanchard, afirmando que

  • A.

    a liderança eficaz é uma função de três variáveis – o estilo do líder (L), a maturidade do liderado (l), o desempenho (D) – expressa através da seguinte fórmula: E = (L, l, D).

  • B.

    a relação entre líder e membros reflete o grau em que um líder é aceito, o grau de confiança, credibilidade e respeito que os membros têm por seu líder, além de gerar reações emocionais positivas de seus subordinados.

  • C.

    o estilo de liderança de uma pessoa é fixo, e sua eficácia depende tanto do grau de estruturação e formalização da tarefa quanto do grau de influência que um líder tem sobre as variáveis de poder.

  • D.

    o líder deve apoiar-se mais no comportamento voltado para a tarefa e menos para o voltado ao relacionamento quando a prontidão de um dos membros do grupo cresce.

  • E.

    o líder precisará, se os seguidores forem imaturos, dar instruções claras e específicas orientadas para tarefas, e, se eles forem muito maduros, o líder deverá aumentar a delegação.