Administração Abordagens da Administração

No Brasil, durante o século XIX, o número de funcionários públicos cresceu muito, sem seguir uma racionalidade administrativa. Esse processo é importante também para compreendermos momentos posteriores da administração pública brasileira. Levando em conta o trabalho de José Murilo de Carvalho "A Construção da Ordem e Teatro das Sombras" (2003), assinale a opção incorreta sobre as razões desse crescimento

  • a.

    A burocracia era, sobretudo, um "cabide de empregos" para as elites portuguesas residentes no Brasil, que se apropriavam do Estado, formando um estamento sólido e insulado de outros setores da sociedade.

  • b.

    A burocracia possuía funções latentes, ou seja, respondia não apenas a questões de ordem administrativa, mas social e política, empregando inclusive parte do proletariado.

  • c.

    A burocracia agregava setores dinâmicos da sociedade, que faziam pressão, devido ao limitado leque de ocupações do mercado brasileiro, para escapar das limitações do mundo escravista.

  • d.

    A burocracia servia como elemento de cooptação de potenciais opositores oriundos de setores médios urbanos e das alas decadentes da grande propriedade rural.

  • e.

    A burocracia acabou representando um papel mais importante para o sistema político brasileiro como um todo, que para a própria administração pública brasileira.