Administração Administração da Qualidade

Apesar dos critérios estabelecidos no capítulo 7.4 da ISO 9001, cada empresa tem a independência para definir seus próprios critérios para credenciar, selecionar e avaliar seus fornecedores, podendo definir seus critérios de criticidade considerandose, dentre outros aspectos o peso dos itens inclusos na cadeia produtiva, o cumprimento dos prazos acordados, produtividade, aspectos financeiros, fornecedor exclusivo, certificações existentes, índice de não conformidades no recebimento e processo e etc. Portanto, para a avaliação da criticidade do fornecedor esse não poderá ser classificado como:
  • A. N = necessário: requisito importante que pode influir em grau menos crítico.
  • B. R = recomendável; requisito importante que pode contribuir na melhoria do Sistema de Gestão da Qualidade.
  • C. I = imprescindível; requisito essencial que influi em grau crítico.
  • D. N/A = não aplicável.
  • E. N/T = não tolerável.