Administração Administração Financeira

Um sistema de custos se destina a proporcionar um conjunto de dados e informações para suporte ao sistema decisório da empresa. Diante das características hospitalares, percebe-se que os sistemas de custos nessas empresas devem objetivar não somente a determinação dos preços dos serviços, mas também uma análise interna que permita melhor conhecimento dos resultados da gestão e melhoria no funcionamento da organização. Os chamados sistemas tradicionais de custeio têm sido utilizados nas últimas décadas sem apresentar quaisquer variações ao longo deste período. Os mais representativos são: por centros de custos, por ordem de produção e por processo de produção.

Podemos deinir o Sistema por Centros de Custos como:
  • A. O “termo ou conceito de uma empresa que recebe os recursos e tem custos, com a inalidade de saber o quanto se aplicou para manter o atendimento à saúde. O centro de custo é, de forma geral, uma divisão técnica para se utilizar contabilmente o controle racional da subdivisão dos custos diretos e indiretos no exercício, observadas as unidades de gestão e controle”.
  • B. O “lugar ou seção de uma empresa que recebe as cargas dos custos com a inalidade de saber o quanto se aplicou para mantê-la. O centro de custo é, no conceito geral, uma subdivisão técnica utilizada contabilmente para que se consiga uma racional divisão dos custos indiretos do exercício, observando-se as unidades de gestão e controle”.
  • C. O “lugar ou seção de uma empresa que recebe as entradas dos custos ixos, com a inalidade de se saber o quanto se trabalha para mantê-la. Sendo assim, centro de custo é, no conceito agregado, uma divisão técnica que utiliza contabilmente as entradas, para que se consiga uma divisão justa dos resultados do exercício, observando-se as unidades de gestão e controle”.
  • D. O “lugar ou seção de uma empresa que recebe os encargos dos custos trabalhistas, com a inalidade de saber o quanto se aplica para manter o atendimento. O centro de custo é, no decúbito geral, uma visão técnica usual, contabilmente para que se consiga uma divisão dos custos ixos do exercício, observando-se as variedades da gestão e do controle”.
  • E. O “lugar ou seção de uma empresa que recebe as cargas dos custos com a inalidade de saber o quanto se apurou no exercício. O centro de custo é, no conceito usual, uma divisão prática, utilizada contabilmente para que se consiga uma visão dos custos variáveis da organização, observando-se as diversidades das unidades de controle”.