Administração Comportamento Organizacional Motivação

Depois de ter observado a forma como os gestores lidam com os seus trabalhadores, Douglas McGregor concluiu que a forma como os gestores veem a natureza humana se baseia num conjunto de pressupostos e que o gestor tende a moldar o seu comportamento face aos subordinados com base nesses pressupostos. Baseado nisso, ele propôs duas visões distintas relativamente à forma de pensar o homem: (i) uma visão tradicional, designada por Teoria X e (ii) outra, contemporânea, designada como Teoria Y.

Quais são as implicações motivacionais de aceitar a análise de McGregor?

  • A.

    Ao enquadrar essa questão na teoria de necessidades de Maslow, pode-se afirmar que a Teoria X assume que as necessidades de ordem superior dominam os indivíduos, e a Teoria Y assume que as necessidades de ordem inferior são dominantes.

  • B.

    Dentro da concepção da Teoria Y, a tarefa da administração torna-se restrita à aplicação e ao controle da energia humana em direção aos objetivos da organização, já que, sem essa intervenção ativa, as pessoas seriam passivas às necessidades organizacionais.

  • C.

    Não existe evidência empírica de que as premissas de nenhuma das teorias sejam válidas, nem evidência de que a aceitação das premissas da Teoria Y e a alteração do comportamento individual de acordo com ela resultem em um funcionário mais motivado.

  • D.

    A Teoria X tanto fundamenta a administração num processo de criar oportunidades, libertar potenciais, remover obstáculos, encorajar o crescimento e proporcionar a orientação, quanto ajuda a função de Recursos Humanos no processo de enriquecimento do trabalho.

  • E.

    A Teoria Y fundamenta a administração por objetivos, além de propor um estilo de administração centralizador, a reorganização e o redesenho do cargo, de forma que as pessoas possam ser tratadas como um produto que está sendo inspecionado em uma linha de montagem.