Administração Abordagens da Administração Novas Abordagens da Administração

De acordo com Feigenbaum, o controle da qualidade total pode ser definido como um sistema eficaz de integrar os esforços de desenvolvimento, manutenção e aprimoramento da qualidade para levar a produção e o serviço aos níveis mais econômicos que resultam em plena satisfação do consumidor. O TQC (Total Quality Control) requer a participação de todas as divisões, inclusive de marketing, projeto, manufatura, inspeção e expedição.
Apesar de ser uma boa definição, existe uma discordância da visão japonesa, sugerida por Kaoru Ishikawa, na abordagem da qualidade total. Tal discordância estaria no fato de que:

  • A.

    todas as divisões e todos os empregados deveriam se envolver no estudo e na promoção do controle da qualidade.

  • B.

    o TQC deveria ser dirigido essencialmente por especialistas em controle de qualidade.

  • C.

    o TQC deveria ser uma ação exclusiva da direção superior das organizações.

  • D.

    o TQC deveria ser uma abordagem nada coincidente com um movimento crescente à época denominado Company Wide Quality Control, que poderíamos traduzir por controle da qualidade por toda a organização.

  • E.

    a definição de Feigenbaum poderia induzir chefes e supervisores a aplicarem dinâmicas calcadas, essencialmente, no empowerment, em função da inevitável ação de coaches e mentors (treinadores e mentores).