Administração O&M

Em Morgan e suas metáforas, as organizações podem ser vistas como máquinas, ou seja, são burocracias, feitas de partes que se interligam, cada uma desempenhando um papel claramente definido no funcionamento do todo. Nas organizações-máquinas, predominam:

  • A.

    o uso de métodos científicos para determinar o trabalho a ser realizado; manuais que estabelecem padrões e codificam o desempenho nos mínimos detalhes; planos de recrutamento e treinamento bem desenvolvidos; e sistemas abrangentes de avaliação de cargos.

  • B.

    muitos técnicos e consultores especializados, que saibam usar recursos diversificados para lidar com as turbulências enfrentadas pelas unidades organizacionais carentes de ajustes e adaptações às mudanças instrumentais.

  • C.

    o encorajamento de iniciativas e a adoção de práticas flexíveis para corrigir conseqüências disfuncionais e resolver conflitos pessoais, interdepartamentais e grupais.

  • D.

    ferramentas e instrumentos mecânicos utilizados em todas as etapas do trabalho realizado na organização para atingir seus objetivos operacionais.

  • E.

    elevado número de contatos pessoais, comunicações verbais, telefonemas, bate-papos informais e reuniões de avaliação, a fim de minimizar o caráter negativo da organização burocrática.