Administração Pública Controles interno e externo

O controle interno, para que cumpra com sua finalidade principal, é essencial que atue com ampla liberdade e independência, não ficando restrito ao controle orçamentário e legal, mas também opinando sobre a conveniência e a oportunidade da consumação dos atos administrativos. Constitui finalidade do controle interno

  • A.

    omitir-se na denúncia de atos de improbidades ou não comunicá-los à administração para as providências.

  • B.

    apoiar as ações que não observam a detecção de conluio de servidores nas fraudes e irregularidades.

  • C.

    avaliar o cumprimento das metas previstas no plano plurianual, a execução dos programas de governo e dos orçamentos da União.

  • D.

    abster-se em controlar as operações de crédito, avais e garantias, bem como os direitos e haveres da União.

  • E.

    deixar de apoiar o controle externo no exercício de sua missão institucional.