Administração Pública Gestão da qualidade e as novas tecnologias gerenciais

Sendo objeto de destaque na gestão do setor público, a cultura organizacional costuma ser levada em consideração quando se trata dos esforços de explicar os fenômenos disfuncionais na administração pública. A cultura de uma organização pode ser definida, resumidamente, como o conjunto de hábitos, crenças, valores e símbolos que a particularizam frente às demais. Sob o ponto de vista dos agentes ingressantes na organização, a cultura organizacional pode representar uma barreira em face da reação refratária dos mesmos, que explica
  • A. a adesão plena aos padrões culturais, incorporando valores, crenças e símbolos inerentes à cultura organizacional.
  • B. uma situação composta contemplando componentes de ajuste aos padrões culturais e de transformação da cultura organizacional.
  • C. uma posição intermediária do servidor ingressante e da organização e demais membros, que conjuga transformação e adaptação mútua.
  • D. as características de personalidade e de interesses pessoais, próprios da estratégia de inclusão estruturada pelo servidor ingressante.
  • E. a posição diametralmente oposta em relação à cultura organizacional na fase de ingresso, podendo resultar na manutenção do convívio em isolamento.