Diante do impacto da crise fiscal do Estado, cada vez mais os governos têm sido pressionados pela comunidade nacional e internacional, pela sociedade civil organizada e pelos usuários dos serviços sociais a apresentar maior efetividade no gasto público e maior eficácia e eficiência nos programas ofertados. A avaliação de políticas públicas constitui-se em procedimento estratégico e imprescindível para

  • A.

    verificar se o Estado tem pautado suas ações nos princípios da universalização.

  • B.

    modificar o quadro de pessoal que atua nessas políticas, criando novos espaços para a ampla participação dos voluntários.

  • C.

    analisar o cumprimento dos dispositivos jurídicos que regem a administração pública.

  • D.

    possibilitar aos usuários a expressão de dificuldades em relação ao desempenho do profissional, que é fator primordial no acesso às políticas.

  • E.

    melhorar as políticas e a ação do Estado, recomendando e sugerindo modificações na formulação, na implementação e nos resultados.