Sobre os contornos e propostas da Nova Administração Pública (Bresser Pereira, 1998), é possível incluir:
  • A. a centralização do ponto de vista político, reduzindo a transferência de recursos e atribuições para os níveis regionais e locais;
  • B. o controle por resultados, a posteriori, em vez de um controle passo a passo dos processos administrativos;
  • C. a progressiva substituição da competição administrada pela colaboração como valor orientador das organizações;
  • D. a centralização administrativa, com a ampliação da autoridade central;
  • E. o estímulo a organizações unitárias e monolíticas, nas quais a ideia de multiplicidade tenha lugar.