Administração

A análise da distribuição do trabalho é geralmente organizada em etapas que dependem, fundamentalmente, de informações e da ajuda do pessoal que atua na unidade em análise. A etapa de:
  • A. agrupamento das tarefas semelhantes em atividades ou serviços exige a transposição dos dados colhidos nas etapas anteriores e um esforço adicional de soma dos totais de horas das tarefas e dos serviços.
  • B. montagem do quadro de distribuição de trabalho requisitará o melhor de cada um dos envolvidos, pois a questão nesta etapa é analisar o trabalho propriamente dito, por meio do quando desenvolvido, considerando tempos, capacidade profissional, equilíbrio no volume de trabalho e possibilidades preliminares de mudança.
  • C. identificação das tarefas individuais consiste na busca das tarefas realizadas pelos funcionários da unidade, um a um, sendo que as tarefas devem ser entendidas como um agrupamento de passos sequenciais, considerando-se a divisão do trabalho existente entre os funcionários, tendo essa tomada de informações uma medida de tempo.
  • D. montagem do quadro de distribuição de trabalho consiste na identificação das tarefas que tenham caráter de similaridade e o consequente agrupamento em serviços, sendo que identificar serviços é função que pode ser realizada via formulação de serviço por meio da somatória das tarefas similares ou via experiência de todos da unidade opinando sobre os serviços realizados pela mesma.
  • E. análise do quadro de distribuição do trabalho consiste na identificação das tarefas que tenham caráter de complementaridade e o consequente agrupamento em atividades, sendo que identificar atividades é função que pode ser realizada via formulação da atividade por meio da somatória das tarefas complementares ou via experiência de todos da unidade opinando sobre os serviços realizados pela mesma.