Atualmente, observa-se uma mudança de paradigmas nas organizações, cujo foco da produtividade tem-se voltado estrategicamente para área de recursos humanos, ou Gestão de Pessoas. Reconhecendo no ser humano como valioso capital, parceiro influenciador de crescimento e transformação, cabe à organização refletir sobre os processos de recrutamento e seleção, treinamento, desenvolvimento e avaliação de desempenho dos colaboradores.

Analisando os diversos processos associados à Gestão de Pessoas no contexto das organizações, no que diz respeito à enfermagem, o enfermeiro deve compreender as interfaces e especificidades de cada processo e saber que

  • A. o recrutamento e seleção são determinados pelas relações entre o homem, a organização e a sociedade. No desafio de atrair e reter talentos requer, também, a definição do perfil profissional, dos critérios de seleção e identificação das competências requeridas para o cargo, escolher o método e realizar o processo seletivo.
  • B. o treinamento propõe ações voltadas ao aperfeiçoamento e crescimento pessoal e profissional do indivíduo, busca a ampliação das competências, prioritariamente, em médio e longo prazo.
  • C. o desenvolvimento busca como resultado o aumento do conhecimento teórico e prático que capacita, em curto prazo, o indivíduo para a realização imediata e eficiente do trabalho.
  • D. a avaliação de desempenho é considerada prática comum, reflete a filosofia da organização e do próprio serviço de enfermagem. Por não ser um processo dinâmico, pouco contribui nas decisões gerenciais e na promoção do crescimento profissional e pessoal, do avaliado e do avaliador, e tende ao desuso, nas organizações.
  • E. diante da variedade de técnicas de seleção, a avaliação qualitativa e quantitativa é sistematicamente realizada nas organizações, considerando a eficácia de testes objetivos, prova situacional, grafologia, em detrimento do índice de rotatividade de seleção, por ser pouco relevante na análise do processo.