Conforme apontado pela doutrina especializada, a gestão por processos possibilita que a organização seja vista, não como um conjunto de departamentos estanques, mas sim como um fluxo contínuo de atividades encadeadas visando satisfazer a necessidade dos clientes. Nesse contexto, a diferenciação entre os processos principais ou primários e os secundários, consiste, basicamente, na circunstância de que os
  • A. secundários são uma sequência lógico-temporal dos principais e agregam valor para o produto ou serviço finais.
  • B. primários resultam na entrega de algum bem ou serviço ao cliente final, enquanto os secundários são processos internos.
  • C. secundários podem ser dispensados no contexto da gestão por processos, eis que não contribuem para a execução dos principais.
  • D. principais são de natureza eminentemente gerencial, ligados à estratégia e utilizados na tomada de decisões.
  • E. secundários são ligados à produção de bens ou serviços e os primários à gestão de pessoas.