Numa divisão de terras definiu-se, na planta, uma linha BB1, divisória de quinhões, pelas coordenadas de B(EB , NB) e de B1(EB1 , NB1). Para a locação da referida divisória decidiu-se utilizar um ângulo e uma distância em relação a um alinhamento de referência, AB, existente no terreno e de coordenadas conhecidas A(EA , NA) e B(EB , NB), respectivamente. O ângulo escolhido é a deflexão entre AB e BB1. A distância escolhida é o comprimento de BB1. Então, usando-se os dados acima fornecidos, pode-se afirmar que:

  • A.

  • B.

  • C.

  • D.

  • E.