Um citricultor plantou 200 hectares de laranjeira da variedade pera, utilizando mudas enxertadas de boa qualidade fisiológica e sanitária. No plantio, para que as mudas não tombassem, elas foram plantadas com o colo enterrado 5 cm no solo. Cerca de dois anos após o plantio, 20% das plantas apresentavam exsudação de goma em lesões de tronco e de colo, tendo os tecidos infectados secado completamente, o que causou a morte de algumas plantas.

Nessa situação hipotética,

  • A.

    o sintoma apresentado pelas plantas é típico de antracnose adquirida em razão do plantio de mudas de laranjeira suscetíveis a essa doença.

  • B.

    o plantio das mudas com o colo enterrado 5 cm no solo é inadequado, pois o plantio de mudas cítricas deve ser feito de forma a deixar o colo da planta cerca de 5 cm acima do nível do solo, para minimizar a ocorrência de fungos de solo.

  • C. o produtor deveria substituir as mudas com os sintomas descritos por mudas de laranjeira sadias, certificadas e resistentes a fungos de solo.
  • D. o produtor deveria evitar o ferimento do tronco e das raízes e fazer pulverização com fungicidas preventivos em todo o pomar, logo após o replantio das mudas que apresentavam sintomas da doença.