Quanto à transmissão, aos sintomas, ao diagnóstico, à prevenção e ao controle da raiva em bovinos, assinale a opção incorreta

  • A.

    A raiva, doença de origem virótica cujo principal transmissor é o morcego hematófago, causa prejuízos econômicos ao criador, em razão da depreciação do couro, espoliação do animal, perda de produtividade e possibilidade de miíase e de infecções colaterais.

  • B.

    São sintomas do animal que tem raiva: afastar-se do rebanho, permanecer apático e com inapetência, apresentar lacrimejamento e corrimento nasal. Quando a doença evolui, o animal faz movimentos anormais com as extremidades posteriores, apresenta hipersensibilidade no local de entrada do vírus, dilatação das pupilas, tremores musculares e aumento da libido, ocorrendo sua morte em cerca de 2 meses após o início dos sintomas.

  • C.

    Para o controle da população de morcegos hematófagos, são empregadas, atualmente, substâncias anticoagulantes que provocam hemorragias nos morcegos; tal método, considerado seletivo, não prevê a eliminação de morcegos não-hematófagos.

  • D.

    É importante a vacinação de bovinos contra a raiva, estando protegida, em níveis satisfatórios, até a idade aproximada de 3 meses, a maioria dos bezerros provenientes de mães vacinadas.