Nos inventários florestais, os erros cometidos nas medições do diâmetro e da altura devem ser mínimos, para se obterem os dados necessários para o planejamento da produção florestal. A respeito do assunto, considere as seguintes afirmativas:

1. Os erros cometidos na medição do diâmetro são mais importantes que os cometidos na medição da altura, pois um erro de 1 cm na determinação do diâmetro é muito mais significativo na determinação do volume do que o erro de 1 m na medição da altura.

2. Os instrumentos tradicionalmente usados em dendrometria são o hipsômetro Blume Leiss e o clinômetro Suunto, para a medição de altura, e a fita métrica e a suta, para a medição do diâmetro.

3. Independentemente da escala de graduação dos hipsômetros, se as leituras forem obtidas em lados opostos da escala (positiva e negativa), elas devem ser subtraídas para obtenção da altura da árvore.

4. Em populações com árvores de grande porte, a variável altura é difícil de ser mensurada, elevando muito o tempo e o custo da coleta dos dados do inventário. Sendo assim, uma relação hipsométrica pode permitir estimar boa parte das alturas de uma amostra, significando um grande ganho prático na realização de inventários florestais.

Assinale a alternativa correta.
  • A. Somente a afirmativa 2 é verdadeira.
  • B. Somente as afirmativas 1 e 3 são verdadeiras.
  • C. Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras.
  • D. Somente as afirmativas 1, 2 e 4 são verdadeiras.
  • E. As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.