Freqüentemente, os técnicos enfrentam problemas na implementação de estratégias de trabalho junto aos agricultores, mesmo reconhecendo e respeitando as particularidades das unidades de produção familiar. As maiores dificuldades são detectadas, normalmente, durante análise e diagnóstico da situação. Acerca da organização, funcionamento e reprodução das unidades familiares de produção agrícola, assinale a opção incorreta.

  • A.

    Os elementos que constituem uma unidade de produção vista como sistema (modelo artificial criado pelo pensamento humano para representar organizações concretas) são os insumos; os produtos, serviços e subprodutos que são consumidos, estocados, transformados ou vendidos; os meios de produção, formados pelas glebas, pelos animais, pelas instalações, máquinas e equipamentos; a força de trabalho física e intelectual; e a moeda.

  • B.

    O meio ambiente é um conjunto de fatores, elementos, variáveis ou fenômenos externos ao sistema que influencia ou determina mais ou menos fortemente as decisões e ações dos agricultores. É também um conjunto de instituições e atores com os quais os agricultores mantêm relações de troca, de solidariedade ou de conflito e com os quais eles desenvolvem as suas estratégias.

  • C.

    A unidade de produção familiar vista como um sistema é um todo organizado e estruturado que responde a critérios simples e uniformes de otimização, podendo ser corretamente considerada como a simples justaposição de setores de produção (meios e técnicas de produção).

  • D.

    O agricultor toma e implementa uma série de decisões em níveis e escalas de tempo diferentes. São decisões relativas a produção (processo produtivo), investimento e utilização de recursos. Essas decisões têm conseqüências técnicas e econômicas de curto, médio e longo prazos, na medida em que determinam, em grande parte, os resultados físicos e econômicos da unidade de produção.

  • E. A avaliação econômica e financeira da atividade produtiva desenvolvida pelos agricultores constitui a referência básica para a análise da capacidade de reprodução das unidades familiares. Essa avaliação deve ser feita em função das medidas e critérios de resultado econômico que os produtores familiares maximizam para alcançar seus objetivos de reprodução, bem como em função dos fatores que determinam esse resultado.