Arquitetura Conforto ambiental

  • A.

    ampliação da acessibilidade em uma política de mobilidade urbana pode ser estudada de forma isolada, para a garantia do processo de humanização das cidades e do acesso aos seus equipamentos públicos.

  • B.

    definição de acessibilidade como sendo a “facilidade em distância, tempo e custo de se alcançar, com autonomia, os destinos desejados na cidade” significa que a velocidade para automóveis deve ser ampliada em vias expressas.

  • C.

    adequação das redes às necessidades de deslocamento das pessoas em termos de abrangência, quantidade e qualidade, além do aumento de incentivos para aquisição de automóveis (ex. redução de IPI), são duas dimensões que devem ser agregadas ao conceito de acessibilidade.

  • D.

    medidas de ampliação da acessibilidade física nos transportes devem sempre cuidar para que não gerem, em seu lugar, outros tipos de barreira, principalmente a econômica, causada pela elevação descontrolada dos custos de implantação ou de operação, no caso específico do transporte coletivo urbano.

  • E.

    localização e a distribuição das atividades, dos equipamentos públicos e do desenho urbano, tendo como objetivo facilitar as viagens motorizadas, ampliando o número de vagas para automóveis para reforçar novas centralidades, são pontos importantes quando se repensa a própria cidade.