O código de Ética do Engenheiro, do Arquiteto e do Engenheiro Agrônomo, em seu art. 6º, diz que são deveres dos profissionais

  • A.

    cobrar honorários superiores previstos nas tabelas de honorários das entidades de classes devidamente registradas no Conselho

  • B.

    contribuir com seus conhecimentos, capacidade e experiência para melhor servir à humanidade e a seus interesses particulares e públicos

  • C.

    atuar dentro da melhor técnica e do mais elevado espírito público, devendo, quando consultor, limitar seus pareceres às matérias específicas que tenham sido objeto de consulta

  • D.

    exercer o trabalho profissional com lealdade, dedicação e espírito de equidade com seus empregados, sempre em prol de seus interesses e oportunidades

  • E.

    ter sempre em vista o bem estar e o progresso funcional dos seus empregados e tratá-los com retidão, justiça e humanidade.