Arquitetura

Lucio Costa, por meio de suas reflexões e formulações, definiu qual modernidade deveria ser abraçada pela arquitetura brasileira. Segundo a sua escolha, a arquitetura moderna do país deveria, necessariamente, passar pela

  • A.

    utopia, entendida como "um país imaginário onde um governo ideal reina sobre um povo feliz".

  • B.

    adoção de uma atitude "estética", pela subserviência à matéria e suas características físicas.

  • C.

    disciplinada obediência ao "princípio da utilidade" e regras simples do funcionalismo.

  • D.

    inspiração na fascinante natureza brasileira e nos primitivos costumes indígenas.

  • E.

    conjugação de técnica e beleza, pela valorização da noção de "ordem" e, simultaneamente, da experiência mundana das "coisas boas de olhar".