Segundo Bruno Zevi, o foco central, a essência da arquitetura é

  • A.

    a forma, o volume construído, enquanto composição, o "livre jogo das formas sob a luz".

  • B.

    a construção, dentro de uma visão das novas tecnologias construtivas como protagonistas da modernidade.

  • C.

    o espaço, em suas três dimensões, colocado no tempo, dimensão do movimento e multiplicidade de pontos de vista, e, mais além, a experiência do homem movendo- se no edifício.

  • D.

    o homem e seu ambiente n-dimensional, dotado das três dimensões do espaço, o tempo/movimento e um sem número de variáveis de habitabilidade que qualificam o espaço.

  • E.

    a racionalidade das decisões de projeto, em função dos requisitos definidos no programa de necessidades e das tecnologias disponíveis, que dão à arquitetura um caráter de expressão de seu tempo.