Observe o projeto do Terminal de Passageiros 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos, SP (2010), que tem entre seus autores os arquitetos paulistanos Mario Biselli e Artur Katchborian.

Considere as seguintes características desse projeto:

I. A divisão cobertura/embasamento é clara na cobertura e na malha estrutural: enquanto em cima os vãos são grandes e os pilares metálicos abrem-se como galhos de árvores, em baixo os vãos são menores e com execução mais rápida, barata e simples.

II. A forma do terminal pode ser relacionada com a das catedrais, uma vez que insinua a criação de três naves, das quais a central, com maior vão e altura, justifica a analogia, assumindo as características de espinha dorsal da edificação.

III. O projeto pode ser dividido em duas partes: uma parte superior, a cobertura, onde estão piso de embarque e mezaninos; e outra inferior, o embasamento, com três pavimentos (o desembarque, o nível da pista e um subsolo).

IV. A horizontalidade da proposta, comum aos aeroportos, é indutora do partido arquitetônico: a cobertura, elemento morfológico único, reflete essa horizontalidade e sugere uma espécie de “nova topografia”, alterada para abrigar a função precípua da edificação.

Está correto o que se afirma em

  • A.

    I, II, III e IV.

  • B.

    I, III e IV, apenas.

  • C.

    I e IV, apenas.

  • D.

    II e III, apenas.

  • E.

    I e II, apenas.