Arquitetura

A obra do arquiteto holandês Rem Kolhaas representa uma das mais importantes correntes internacionais da arquitetura contemporânea e tem sido objeto de várias interpretações teóricas como a que segue: "A tarefa que Kolhaas se impõe é mostrarnos quais são os resultados formais quando se perde o respeito pelas linguagens e normas convencionais e se atende tão só às autênticas forças que modelam o mundo moderno: tecnologia e economia.”

Considerando os princípios contidos em sua obra, acima ilustrada, e no pensamento mencionado, verifica-se que seu trabalho

I. é deliberadamente não utópico: pretende operar conscientemente dentro dos limites das condições predominantes, sem o sofrimento, as contradições ou qualquer outro tipo de narcisismo, que só servem para justificar certas falhas internas.

II. apoia-se no princípio que a arquitetura não seja global, universal, mas ligada a determinadas condições do lugar.

III. apoia-se no princípio que a indeterminação dos arranha-céus sugere que na metrópole não há correspondência entre funções específicas e lugares precisos.

IV. é positivo frente à modernização, porém, crítico com o modernismo entendido como movimento artístico.

É correto o que consta APENAS em

  • A.

    I e II.

  • B.

    II e III.

  • C.

    I, III e IV.

  • D.

    III e IV.

  • E.

    I e IV.