Na programação de uma etapa de obras de terraplenagem envolvendo escavação, carga, transporte, descarga e aterro, deve ser considerado que
  • A. o número de viagens de terra será o resultado do volume de aterro, calculado geometricamente, pelo produto da área das seções vezes a equidistância entre as seções, dividido pela capacidade de carga do caminhão utilizado.
  • B. para se equilibrar o movimento de terra, evitando-se empréstimo e bota-fora, deve-se buscar que os volumes de corte e de aterro sejam iguais, calculados geometricamente, pelo produto da área das seções vezes a equidistância entre as seções.
  • C. por ser o grau de compactação do material em aterro menor que o do terreno natural, deve ser levado em conta que o volume previsto de material escavado produzirá um volume de aterro 15% maior.
  • D. devido ao empolamento, o número de viagens necessárias ao transporte do material escavado corresponderá a um volume maior do que o resultante do cálculo do volume escavado, medido geometricamente, dividido pela capacidade do caminhão.
  • E. por ser o grau de compactação do material em aterro menor que o do terreno natural, deve ser levado em conta que o volume previsto de material escavado produzirá um volume de aterro 30% maior.