Sobre o conforto ambiental nas edificações, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.

( ) O beiral, para proteção de paredes opacas, deve ser analisado sob o ponto de vista de sua eficiência no que concerne a fatores como absorção, isolação e emissividade, que têm maior importância nestes casos. A continuidade da proteção horizontal melhora a ventilação da camada de ar próxima à parede, tornando a proteção mais eficiente.

( ) No que se refere ao arranjo das edificações nos lotes urbanos, em regiões de clima quente e úmido, elas devem estar dispostas de modo a permitir que a ventilação atinja todos os edifícios e impeça a ventilação cruzada nos seus interiores. Isto significa que o partido arquitetônico deve prever construções alongadas no sentido longitudinal ao vento dominante.

( ) Em regiões de clima quente e úmido, a cobertura deve seguir o mesmo tratamento dos vedos, isto é, ser de material com inércia média, mas com elementos isolantes, ou espaços de ar ventilados, os quais têm como característica retirar o calor que atravessa as telhas que, deste modo, não penetrará nos ambientes.

( ) A pintura externa das construções em climas quentes deve ser preferivelmente de cores escuras, visando a maior retenção possível de radiação solar e garantindo, portanto, menor travessia de calor pelos vedos.

( ) Os índices biofísicos de conforto térmico se baseiam nas trocas de calor entre o corpo e o ambiente, correlacionando os elementos do conforto com as trocas de calor que dão origem a esses elementos.

( ) Os espaços de ar confinados, portanto, não ventilados, entre duas lâminas paralelas, apresentam resistência térmica que será função dos seguintes fatores: espessura da lâmina de ar, sentido do fluxo térmico e emissividade das superfícies em confronto.

A sequência está correta em

  • A. F, F, V, V, F, F.
  • B. F, F, V, F, V, V.
  • C. V, V, F, F, V, F.
  • D. F,V, V, F, F, V, F.
  • E. V, F, V, F, V, V.