Cartas Patrimoniais são os principais documentos, recomendações e cartas conclusivas das reuniões relativas à proteção do patrimônio cultural, ocorridas em diversas épocas e partes do mundo e sempre foi uma aspiração dos que trabalham com o tema. O Comitê Internacional dos Jardins e Sítios Históricos do ICOMOS-IFLA, reunido em Florença em 21 de maio de 1981, decidiu elaborar uma carta relativa à salvaguarda dos jardins históricos, A Carta de Florença. Esta Carta assumiu o nome da cidade e foi redigida pelo Comitê e registrada pelo ICOMOS, em 15 de dezembro de 1982, como complemento à Carta de Veneza. Sendo assim, assinale a alternativa que se refere à Carta de Florença.
  • A. Intervêm na composição arquitetônica do jardim histórico: a sua planta e os diversos perfis do terreno; – as massas vegetais: essência, volume, jogo cromático, espaço e alturas respectivas; os elementos construídos e decorativos; as águas móveis ou estagnadas, que reflitam o céu.
  • B. Não será permitido o despejo de águas pluviais ou servidas diretamente sobre as calçadas, devendo estas ser encaminhadas por canalização sob o passeio à rede coletora própria.
  • C. Reserva Legal é a área localizada no interior de uma propriedade ou posse rural, excetuada a de preservação permanente, necessária ao uso sustentável dos recursos naturais, à conservação e reabilitação dos processos ecológicos, à conservação da biodiversidade e ao abrigo e proteção de fauna e flora nativas.
  • D. A medida natural do homem deve servir de base para todas as escalas que estarão relacionadas à vida e às diversas funções do ser. Escala das medidas, que se aplicarão às superfícies ou às distâncias; escalas das distâncias que serão consideradas em sua relação com o ritmo natural do homem; escala dos horários, que devem ser determinadas considerando-se o trajeto cotidiano do sol.