Arquitetura

"Os urbanistas e planejadores urbanos defrontam-se ainda com um dilema fundamental sobre o tamanho, a forma e o padrão de crescimento que as cidades devam assumir no século XXI. Serão as cidades compactas, densamente ocupadas e verticalizadas como Hong Kong, New York, Tóquio, Cairo ou São Paulo a solução do futuro para a humanidade? Ou serão as cidades lineares, amenas, verdes, tranqüilas e menos densas tal como Brasília, Los Angeles e as novas cidades inglesas e egípcias, um padrão a ser seguido para o futuro de nosso planeta como já é o caso de diversos projetos de expansão urbana e novos bairros já realizados no Rio de Janeiro, Paris, Amsterdã e Boston?" (ACIOLY Jr., C. e DAVIDSON, F. Densidade Urbana e Gestão Urbana. Rio de Janeiro: Mauad Editora, 1998) Do ponto de vista da relação custo-benefício, existe uma série de argumentos contra e a favor das duas opções.

Indique qual das afirmativas abaixo não faz parte desse conjunto.

  • A. Densidades mais altas implicam a otimização da infra- estrutura viária e de serviços.
  • B. Densidades mais altas permitem, em geral, a redução dos preços dos transportes coletivos.
  • C. Densidades mais altas pressupõem custos de construção mais baixos.
  • D. Densidades mais baixas implicam, em geral, um menor índice de violência urbana.
  • E. Densidades mais baixas implicam menos congestionamentos de trânsito.