Arquivologia Arquivos Permanentes

O quadro de arranjo resulta do estudo das estruturas, funções ou atividades da entidade produtora e da análise do acervo por ela produzido e acumulado. Esse esquema é utilizado na fase:

  • A.

    de avaliação, para efeitos de destinação do acervo.

  • B.

    intermediária, para organização do acervo nos espaços de armazenamento.

  • C.

    de produção documental, visando à racionalização administrativa.

  • D.

    permanente, para ordenação dos conjuntos documentais.

  • E.

    de tramitação, para maior controle do fluxo documental.