Arquivologia Gerenciamento arquivistico de documentos eletronicos

O e-ARQ Brasil define o objeto digital como uma ou mais cadeias de bits que registram o conteúdo do objeto e de seus metadados associados. De acordo com esta fonte, a anatomia do objeto digital é percebida em três níveis:

  • A.

    primário, secundário e terciário.

  • B.

    físico, lógico e conceitual.

  • C.

    corrente, intermediário e permanente.

  • D.

    informacional, documental e arquivístico.

  • E.

    matricial, fac-similar e duplicado.