Arquivologia Tipologias documentais e suportes físicos

Arquivo é o conjunto de documentos que, independentemente da natureza ou do suporte, são reunidos por acumulação ao longo das atividades de pessoas físicas ou jurídicas, públicas ou privadas. Esse é o conceito adotado pela Associação de Arquivistas Brasileiros.

Considerando o contexto dessa definição, é correto afirmar que:

  • A.

    Arquivos Correntes – também conhecidos como Semiativos – são conjuntos de documentos estreitamente vinculados aos objetivos imediatos para os quais foram produzidos, cujo acesso é liberado ao público.

  • B.

    Arquivos Intermediários – também conhecidos como Ativos – são os que aguardam em depósito de armazenamento temporário, sua destinação final; são muito usados pela administração.

  • C.

    Arquivos Permanentes - também conhecidos como Ativos - são os conjuntos documentais custodiados em caráter definitivo, em função do seu valor, sendo seu acesso restrito à administração.

  • D.

    Tipo de documento é a configuração que assume um documento de acordo com a atividade que a gerou e espécie é a configuração que assume um documento de acordo com a disposição e a natureza das informações nele contidas.

  • E.

    Gênero é a configuração física de um suporte de acordo com a sua natureza e o modo como foi confeccionado e formato é a configuração que assume um documento de acordo com o sistema de signos utilizados na comunicação de seu conteúdo.