Ao ser chamado para fazer o diagnóstico da situação arquivística de uma entidade, o profissional da área não pode realizá-lo de imediato, tendo antes que obter informações concernentes aos documentos. Os procedimentos preliminares ao diagnóstico consistem em
  • A. identificação da tipologia dos documentos e verificação de sua quantidade.
  • B. correção dos códigos de notação e sua adequação aos prazos de destinação.
  • C. separação dos documentos por autorias e destinatários e estabelecimento de classes.
  • D. descarte dos gêneros e das espécies documentais não condizentes com a temporalidade.
  • E. formatação imediata dos documentos digitais e sua incorporação aos demais conjuntos.