Para testar a autenticidade de um valor numérico e evitar fraudes ou erros em seu registro ou transmissão, utilizase, a exemplo do que ocorre nos processos do Poder Judiciário, o chamado
  • A. dígito verificador.
  • B. objeto de dado.
  • C. PRNG (Pseudo Random Number Generator).
  • D. módulo de segurança criptográfica.
  • E. selo de homologação.