De acordo com Art. 94. do Estatuto da Criança e do Adolescente, as entidades que desenvolvem programas de internação têm as seguintes obrigações, EXCETO:

  • A.

    Oferecer atendimento personalizado, em pequenas unidades e grupos reduzidos.

  • B.

    Dilapidar a identidade e dignidade do adolescente.

  • C.

    Diligenciar no sentido do restabelecimento e da preservação dos vínculos familiares.

  • D.

    Comunicar à autoridade judiciária, periodicamente, os casos em que se mostre inviável ou impossível o reatamento dos vínculos familiares.

  • E.

    Oferecer cuidados médicos, psicológicos, odontológicos e farmacêuticos.