Artes Artes Visuais História da Arte no Brasil

Do ponto de vista da arte contemporânea, as disciplinas não podem ser consideradas estanques. Como exemplo, Oliveira (apud: Barbosa, 2007) cita as experiências brasileiras dos anos 60, com “enfoque plural do sensitivo que tem no tato a origem de toda a sensibilidade”: Bichos; Superfície modulada; Planos em superfície modulada, entre outros. Essas experiências evidenciam as relações entre obra e participador-construtor na própria construção da obra e desmontam o conceito que se tem de obra e de fruição estanques.

Como exemplo dessa produção, no qual o corpo se apresenta de forma ativa, têm-se:

  • A.

    Alfredo Volpi e Emílio Goeldi.

  • B.

    Anita Malfatti e Tarsila do Amaral.

  • C.

    Hélio Oiticica e Lygia Clark.

  • D.

    Ricardo Basbaum e Renina Katz.

  • E.

    Maria Martins e Evandro Jardim.