Podemos identificar na Ilha de Marajó, cinco fases arqueológicas. A quarta fase é a "marajoara" cuja produção de cerâmica apresenta vasos com interessantes criações, que servem para:

  • A.

    uso doméstico, sendo feitos de forma simples, e funerário, com decoração mais elaborada

  • B.

    ornamentação, apresentando desenhos de figuras humanas na parte superior

  • C.

    preparo de alimentos, com trabalhos de incisão formando desenhos

  • D.

    rituais funerários, com simples decoração em alto relevo