Durante certo período do século XX, o currículo escolar de arte no Brasil compunha-se, em geral, das seguintes matérias: Desenho, Música, Canto Orfeônico e Trabalhos Manuais. Esta tendência do ensino escolar de arte caracterizava-se por:

  • A.

    permitir a livre expressão dos alunos;

  • B.

    preparar os alunos para a compreensão crítica da arte;

  • C.

    transmitir conteúdos desvinculados da realidade social e das diferenças individuais;

  • D.

    enfatizar o conhecimento da arte tanto no aspecto teórico quanto no histórico;

  • E.

    estimular a criatividade e o pensamento divergente.