"Não existe motivo algum que justifique o uso de música medíocre na educação. Um material musical de proveniência duvidosa pode fazer fracassar um correto trabalho pedagógico, realizado com métodos intocáveis. Tratemos, pois, de oferecer às crianças, música da melhor qualidade" (Gainza, 1963). Essa afirmação se justifica:

  • A.

    porque somente a "boa música" é digna de ser divulgada em sala de aula;

  • B.

    porque a música de má qualidade não trabalha o ritmo e nem a afinação dos alunos;

  • C.

    pela idéia da música como forma de comunicação e, portanto, capaz de intervir na emoção dos alunos;

  • D.

    porque a "boa música" melhora o dom musical dos alunos;

  • E.

    pela idéia da música como "ordem matemática" e, portanto, imprescindível ao desenvolvimento do raciocínio do aluno.