Segundo Vygotsky (apud Martins et alii, 1998), a imaginação criativa não é um dom ou talento especial. Portanto, valorizar a criatividade nas aulas de Arte seria proporcionar aos alunos uma variedade de experiências sensíveis, desenvolvendo a capacidade presente na espécie humana de organizar novas combinações a partir de:
  • A. elementos da realidade que dispõem
  • B. técnicas observadas nas grandes obras de arte
  • C. referências presentes na história da arte
  • D. memórias de emoções de cada aluno
  • E. dados teóricos transmitidos pelo professor