Ao aprendermos a visualizar tons de imagem, devemos entender que aquilo que vemos com os olhos não é o mesmo que o filme “vê” na câmera. (ADAMS, 2001, p. 25)

Ao serem analisadas as diferenças entre o que se vê e o que a câmera vê em termos de controle de imagem, levam-se em conta os seguintes tipos de aspectos relacionados à exposição de uma superfície iluminada:
  • A. luz aparente e luz absoluta.
  • B. luz contínua e luz parcial.
  • C. luz especular e luz difusa.
  • D. luz espectral e luz eletromagnética.
  • E. luz incidente e luz refletida.